História Me Ame Novamente - Yoonmin - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jimin!bottom, Vmon, Yoongi!top, Yoonmin
Visualizações 105
Palavras 2.417
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yoonmin 'pra vocês!
Tenham uma boa leitura 💕🍭

Capítulo 1 - Único;; Love Me Again


Dois meses poderiam ter passado como um estalar de dedos na visão de Jimin, começou faculdade, viajou,  comemorou o aniversário de um ano da irmã e conseguiu vencer os sentimentos pelo ex namorado. Bom, era oque ele pensava.

Yoongi não havia feito nada de diferente, ele seguiu em sua faculdade, raramente ia a Busan ver os pais que lá residiam, só sabia beber e chorar o fim do relacionamento. Mesmo que ele tenha o feito acabar.

— Yoongi nós temos que ir para a aula. - Namjoon, seu colega de apartamento e turma sempre tentava o animar e incentivar.

Sabia como era o fim de um relacionamento, já havia passado por isso algumas vezes.

— Namjoon, eu não sei se quero. - Yoongi cambaleou até o sofá branco e deitou a cabeça na almofada. — Meu corpo dói, minha cabeça dói.

— Você escolheu beber. Eu te disse que beber não ia trazer o Jimin de volta, e você sempre bebe. Mas dessa vez você vai a aula, anda, vá se arrumar. - Ralhou com Min que correu até o quarto.

Depois de pronto, foram a aula com Namjoon reclamando por Yoongi demorar uma hora para colocar uma roupa e escovar os dentes.

Em Busan Jimin estava sentado com sua irmã no colo dizendo quem era quem no desenho, ele não iria a aula, tinha pedido transferência para uma faculdade em Seul para acompanhar seu melhor amigo e "soulmate" como eles diziam, Kim Taehyung.

Falando na sua alma gêmea, deveria ser ele esmurrando a porta com pressa, Jimin abriu e cruzou os braços.

— Desculpe por bater assim. - Taehyung sorriu quadrado e entrou na casa. — Eu descobri uma coisa importante. - Pegou a irmã de Jimin no colo e se sentou. — A faculdade que nós vamos, é a mesma do Yoongi.

Jimin pôde sentir as pernas bambearem, fechou a porta com força e se sentou ao lado de Taehyung.

— Como você descobriu isso?

— Lembra do Hoseok? - E então Jimin sorriu, um sorriso cínico e debochado.

— Como eu poderia esquecer do rapaz que o Yoongi me traiu?

— Eu estou mais nervoso que você, por favor me desculpe estar falando disso.

— Só termina de falar, Taehyung.

— Então, eu estava conversando com ele por mensagens e acabamos chegando no assunto de faculdade, ele disse que estava no Canadá estudando lá e eu disse que ia a Seul. E quando eu disse ele mandou: "Na faculdade do Yoongi, vão estudar juntos?". Jimin, eu não fazia ideia.

— Mas, eu não tenho problema nenhum Taehyung, não. - Jimin sorriu.

Ele estava sim tentando disfarçar, claro que tinha um problema. Era mais fácil negar todos os sentimentos quando o outro está longe. Agora como seu coração ficaria ao ver Yoongi?

— Tem certeza? Você me parece nervoso. Está tão vermelho.

— Eu estou bem, calado.

— Jimin, você ainda gosta dele não é?

E então Jimin chorou. Ah, ele não conseguia segurar tantas memórias, não conseguia lidar com sentimentos bons e ruins sobre Yoongi.

— Fique calmo. - Taehyung abraçou o menor e secou suas lágrimas. — Se você ainda gosta dele, e ele ainda gosta de você, podem tentar de novo.

— Mas, ele me traiu, jurou que foi só daquela vez, mas e se fosse uma mentira também? Eu não sei se posso confiar nele.

— Por isso vocês precisam conversar.

Jimin pensou naquilo durante todo o final de semana. Na segunda de manhã, suas malas estavam no carro de Taehyung. Despediu-se dos pais e da irmã jurando que voltaria no domingo. Seul não era longe, poderia os visitar no mesmo dia se quisesse.

Durante todo o caminho Taehyung e Jimin conversaram sobre como a vida iria mudar, sobre como as coisas eram diferentes na capital.

Estavam indo morar sozinhos agora, com certeza seria muito diferente.

— Taehyung, e se você encontrar outro melhor amigo?

— Eu não vou, você é perfeito para mim. Até mesmo sua altura se encaixa com a minha. - Ele riu vendo o menor quase bufar.

— Pode parando com isso, não tem graça.

— Tudo bem. Mas já estamos chegando, prepare suas mãozinhas para carregar as malas que trouxe.

Pegaram as malas, subiram até o quarto andar do prédio e quando Taehyung abriu a porta Jimin automaticamente sorriu. Era enorme, a vista era perfeita, até mesmo a decoração estava impecável. Colocaram as malas em seus quartos e voltaram para a sala onde Jimin fez questão de deitar no tapete felpudo que julgou ser fofo.

— Eu vou me deitar também. - Taehyung riu e se jogou para cima de Jimin.

— Ya, você é pesado. - Jimin deu tapinhas em Taehyung que deixou a cabeça repousada em seu colo.

— Essa é a nossa casa agora, hyung.

— Ela é linda. - Jimin riu. — Estou feliz de morar com você, Tae.

— E eu mais feliz ainda. Mas, todo momento fofo dura pouco, temos que arrumar nossas coisas. - Taehyung se levantou e pegou o loiro no colo.

Ambos em seus quartos ajeitando suas coisas e Jimin achou o material da faculdade. Ele iria fazer dança, sim, mas sempre tinha um caderno onde escrevia técnicas de respiração, movimentos e várias outras coisas. Abriu a capa encontrando uma foto dele com Yoongi, atrás dela um pequeno texto que Min havia escrito dizendo que tudo iria ficar bem, mesmo que a distância entre Seul e Busan para os dois fosse enorme.

Jimin tentou não sorrir mas era impossível, queria tanto ter seu Yoonie de volta, mas sabia que não podia.

— Taehyungie. - Abriu a porta do maior e deitou na cama. — Podemos ir a faculdade hoje?

— Mas deveríamos ter ido de manhã.

— Mas as aulas extracurriculares são a tarde.

— Você quer ver o Yoongi, não é?

— Pare de fazer perguntas. Você vai ou não?

— Vou. Agora vai se arrumar, você cheira a carro.

E logo estavam a caminho da faculdade, Taehyung parou o carro e respirou fundo.

— Se eu me apaixonar por alguém você vai me ajudar não é?

— Contanto que você prometa ainda me dar atenção.

— Eu prometo.

— Então eu ajudo. - Jimin sorriu e saiu do carro.

Ajeitou os cabelos loiros e pegou a bolsa, Taehyung deu um jeito em suas roupas e entraram no campus. Receberam olhares, falaram sobre mas ignoraram isso. Foram até a secretária onde se informaram de tudo e sentaram num banco para ler seus papéis. Taehyung cursava artes e Jimin dança. Obviamente não estariam na mesma classe, oque deixou Jimin um tanto apreensivo.

— Jimin-ah, me diga que aquele rapaz não é o Yoongi. - Taehyung fez Jimin corar. Olhou para frente e percebeu o Min o encarando.

Poderia sentir medo daquele olhar.

— Taehyung, podemos sair daqui?

— Não. Eu acho que gostei do amigo dele.

— Você pode falar com ele depois, até eu mesmo posso falar, mas o Yoongi está me assustando, por favor.

— Tudo bem. - Pegaram os materiais e saíram do banco.

Pouco tempo depois o sinal havia tocado e com uma despedida nada formal com direito a xingamentos e socos cada um foi para o prédio que devia.

Mas Yoongi que deveria estar na aula de música foi até Taehyung em passos largos.

Procurou até não poder mais e finalmente o encontrou lendo uns papéis no corredor do prédio de artes.

— Kim Taehyung. - Praticamente gritou. — O que faz aqui e principalmente, por que trouxe o Jimin?

— Não sei quem é Kim Taehyung, eu não te conheço. - Tae tentou correr mas foi falho.

— Taehyung, eu poderia socar você até me dizer seu endereço, mas vou mandar com educação, por favor me passe seu endereço.

— Só se fizer algo por mim.

— Diga.

— Me dá o número do rapaz que estava lá com você, o moreno e alto.

— Tudo bem. - Yoongi pegou o celular e mostrou o número para Taehyung que anotou rapidamente. — Agora o endereço.

— Jiminie hyung vai me matar. - Anotou num papel e entregou a Yoongi que sorriu satisfeito.

— Taehyung, ele ainda está fazendo dança não é?

— Sim hyung. Ah, e se adianta alguma coisa, ele ainda gosta de você, mas sente que não pode confiar. E Yoongi, se você o magoar de novo, eu mesmo acabo com você. - Yoongi se afastou do mais alto.

Taehyung era realmente assustador quando falava sério.

— Tudo bem, obrigado Taehyung. - Correu para sua aula.

O dia passou rápido, foi divertido para Jimin que ainda sentia seu corpo pingar de suor. Nunca havia dançado daquela forma, tinha toda liberdade que queria.

Saiu do prédio e sentou no banco de antes esperando Taehyung. Colocou os fones de ouvido e mandou mensagens ao seus pais dizendo que estava bem e tinha gostado da aula.

Yoongi sentou ao seu lado e cutucou seu ombro. Jimin gritou com o susto, e se afastou do moreno.

— Tira o fone.

— Oque?

— Tire os fones.

— E daí que você está com fome? - Min puxou os fones de Jimin que não conseguia nem esboçar uma reação.

— Podemos conversar?

— Não acredito que aqui seja o melhor lugar.

— Jimin, eu quero me resolver com você.

— Yoongi, quando nós terminamos, lembra oque eu te disse?

— Que não queria ouvir minhas desculpas e nunca mais queria falar comigo.

— Pense nisso. - Jimin se levantou e foi até onde estava o carro, tentou segurar mas não dava, só conseguia chorar.

E foi assim durante quatro dias, ia para a faculdade e chorava tudo que podia em casa. Yoongi nem conseguia esconder mais, as vezes chorava sem perceber oque sempre fazia Namjoon achar engraçado.

Cansado de ver o amigo daquele jeito ligou para o Taehyung, que já estavam praticamente íntimos de tanto conversar.

— Taehyung? Eu tive uma ideia.

— Espero que seja algo muito bom, não aguento mais ouvir Jimin chorar.

— Amanhã é sábado, não temos aula e nós dois podemos sair. Aí eu falo pro Yoongi ir até a casa de vocês e você diz pro Jimin não sair.

— Espera, você quer colocar o Yoongi e o Jimin no mesmo local para conversarem?

— Você entendeu.

— Nam, eu posso lhe afirmar, com os dois sozinhos aqui, das três uma, eles vão chorar juntos, Jimin vai esfaquear o Yoongi ou eles vão se resolver no quarto.

— Espero que eles se resolvam então. Então, quer ir onde amanhã?

Esse era o plano, deixar Jimin sozinho com Yoongi e de longe pareceu uma má ideia e não foi difícil convencer Jimin a não sair já que tinha em mente chorar e assistir algum filme.

Difícil mesmo foi convencer Yoongi que não queria de jeito nenhum olhar para Jimin pensando que seria rejeitado de novo.

— Yoongi, não vai doer, vocês só vão conversar. Você não queria tanto o perdão de Jimin? Não queria ele de volta? Ele está a algumas quadras daqui e você vai deixar assim?

— Tem razão. - Sorriu e se arrumou da melhor forma.

Namjoon dirigiu até a casa de Taehyung onde ele esperava na porta.

— Você vai sair com o Taehyung?

— Vai. - Taehyung sorriu e Yoongi saiu do carro. — Prometo que vamos demorar o suficiente para que você e o Jimin façam quanto barulho quiserem. Não esqueça que temos vizinhos.

— Taehyung cala a boca. - Yoongi sentiu as bochechas corarem e logo subiu.

Sabia o número do apartamento e o andar de tanto ler o papel que Taehyung tinha lhe dado.

Bateu na porta e ouviu Jimin xingar do outro lado.

— Taehyung onde enfiou suas cha-

— Jimin, eu realmente preciso falar com você.

— Yoongi, não.

— Tem certeza que é isso que você quer? Chorar quando está longe, continuar questionando os próprios sentimentos, eu não quero mais isso, quero resolver. Você pode me amar novamente?

— Entra. - Jimin sentou no sofá e Yoongi fez o mesmo.

— Jimin você ainda me ama?

— Amo. E você?

— Eu te amo muito Jimin. Eu tentei evitar todos os meus sentimentos, mas é impossível, seu sorriso sempre está na minha mente.

— Eu posso dizer o mesmo, eu não consigo esquecer você para sempre. Eu te amo muito. Mas e se você me enganar de novo?

— Jimin, eu prometo que não vou errar, vou te fazer feliz e nunca mais vou te machucar, eu só preciso que você me ame novamente.

Jimin então secou as pequenas lágrimas que caíam, virou-se para Yoongi e deu o beijo que tanto queria e sentia falta.

Nunca se sentiu tão bem daquela forma, não tinha outro, era Yoongi.

— Eu só preciso que você fique comigo. - Jimin sussurrou e Yoongi assentiu.

— Eu sempre vou estar com você.

Naquela noite Yoongi jurou para Jimin que jamais traíria sua confiança, e Jimin prometeu que o amaria de novo.

Em meio a beijos e mais beijos necessitados, ambos precisavam de alívio, precisavam um do outro.

— Acabe com isso Yoongi. - Jimin gemeu contra os lábios do moreno.

— Com prazer, amor. - Riu e pegou Jimin no colo sem muita dificuldade.

Da forma mais cuidadosa que pode tirou suas roupas, o ajudou a se acostumar com o membro o invadindo.

Jimin estava tão apertado que um único dedo mal coube em si. Gemeu baixo e fechou os olhos relaxando o máximo que pôde. O Min cuidadoso se moveu de forma lenta, com cuidado. Não tinha pressa, só queria aproveitar o corpo de seu pequeno mesmo eles tendo praticamente a mesma altura.

— Abra os olhos Minnie. - Sorriu fraco ao ver o loiro o obedecer. Fixou o olhar ali como se nada mais importasse.

O corpo se movia de forma lenta, mas prazerosa, sem pressa, calmo, como Jimin gostava.

Enquanto Yoongi tocava o ponto doce de Jimin de forma tão vagarosa e delicada ele sentiu espasmos, havia gozado e com um sorriso e a cara mais inocente do mundo para o ato que praticavam ele disse:

— Sua vez Yoongi.

Sentia a entrada de Jimin o apertar e se retrair, suspiros cansados saiam de suas bocas, Jimin afoito procurou os lábios de Min que retribuiu o beijo longo e desajeitado.

Mais e mais estocadas carinhosas ele chegou ao seu ápice. Esgotado, se deitou ao lado de seu Chim e acariciou a bochecha avermelhada do rapazinho.

— Eu amo você.

— Eu também amo você, sempre vou amar. - Jimin sorriu selando seus lábios e por fim ali ficaram, trocando beijos e mais beijos. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...