História Me and the Devil - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sasusaku, Terror
Visualizações 309
Palavras 1.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Segredos de Familia.


Fanfic / Fanfiction Me and the Devil - Capítulo 17 - Segredos de Familia.

-Porque ele era exatamente como Sasuke havia dito, ele me estuprou por vários meses e eu acabei me apaixonando por ele e pouco tempo depois eu descobri que estava gravida de você, nos casamos e fizemos um pacto de esquecer tudo isso. Sabe o que e dormir com medo? Era isso que eu sentia, tinha medo de que ele fizesse com você o que fez comigo, não queria que você passasse pelo que eu passei. Disse ela ao olhar para baixo. – Quando você fez 10 anos ele estuprou uma de suas colegas no seu aniversário por isso que tivemos que nos mudar quase que no dia seguinte, eu não estava disposta a viver fugindo por causa das coisas que seu pai fazia, eu não estava disposta .... Com o tempo o meu amor por ele foi se transformando em ódio e foi aí que eu conheci Sasuke, ele me ajudou a manter o foco por causa de você, me ajudou a pensar com calma e cautela.

 

- Você ajudou ele a matar o meu pai, como acha que estou me sentindo diante disso? Como acha que me sinto sabendo que você estava ciente sobre tudo o que estava acontecendo aqui comigo e não fez nada.  Se não o amava podia ter se divorciado dele, se tinha medo podia ter procurado alguém, podia ter me tirado de perto dele.... Parem de santificar o Sasuke, ele e tão monstruoso como qualquer outro psicopata. Você não tem noção do quão perturbada e traumatizada eu estou, não tem noção das coisas que eu passei, não tem noção do medo que eu sinto toda vez que ESSA MALDITA PORTA SE ABRE, VOCÊ NEM IMAGINA AS COISAS QUE ELE ME FEZ FAZER. Disse isso ao respirar fundo enquanto soluçava. –Eu tenho andado lado a lado com o diabo e você não se importou, que raio de amor esse que você sente por mim?

 

-Querida eu estava sim ciente do que estava acontecendo, mais eu sei que tudo o que está sendo feito e para o seu bem, Sasuke quer você dentro dos negócios assim como Hinata e Itachi, por favor não perca essa oportunidade e leve tudo o que está acontecendo como um aprendizado. Disse ela ao respirar fundo. -E era muito mais difícil se livrar do seu pai do que você pode imaginar, ele sempre me disse que se eu me divorciasse dele, ele iria sumir com você e eu nunca mais a veria, além disso a justiça jamais me daria sua guarda, já que eu não trabalhava, e a casa não era minha, eu não tinha nada para mantê-la ao meu lado, por conta disso era mais provável que o juiz desse a sua guarda ao seu pai, por isso o suportei por todos esses longos anos. Disse ela ao dar uma breve pausa. -Sasuke não é um monstro querida, ele e doce, gentil, e amável, mais confesso que os seus métodos são um tanto quanto assustadores. Eu a amo querida, a amo tanto que sacrifiquei a minha vida para ficar ao seu lado, deixei de viver porque tinha medo do seu pai, vivi com medo por muitos anos, eu poderia ter ido embora e deixado você com ele, a mercê dele, mais não, eu fiquei ao seu lado e sempre ficarei. Disse ela ao se levantar.

 

Ela arrumou seu vestido e calmamente foi em direção a porta, enquanto eu permaneci no canto onde estava, não movi um único músculo. Meus olhos estavam vidrados nela, eu estava chocada, horrorizada, em pânico,  com todos os sentimentos de medo e terror que uma pessoa poderia sentir em um único momento, parecia que Sasuke estava em todo lugar, parecia que todas as pessoas estavam a trabalhar para ele.

 

Ela abriu a porta lentamente, se virou, me olhou uma última vez e disse: - Não se esqueça que eu te amo. Em seguida ela fechou a porta e então pude ouvi-la se afastar calmamente.

 

Eu não sabia como me sentia em relação a minha mãe, quem eu achei que me protegeria de tudo e de todos havia me entregado de bandeja para o leão e ainda tinha toda essa história do meu pai, todo esse medo que ela sentia dele....

Eu nunca imaginaria meu pai fazendo tal coisa, ele era tão bom, tão gentil para mim. Mais de fato quando eu fiz dez anos nos mudamos rapidamente de cidade e eu nunca havia compreendido o porquê dessa mudança. Eu estava tão confusa, tão exausta física e mentalmente, eu só queria dormir, descansar, e quando acordasse queria estar em outro lugar, queria que nada disso fosse real. Estiquei as minhas pernas, coloquei as minhas mãos sobre as mesmas e olhei para o teto por um longo período.

Logo pude ver a porta se abrindo novamente e então voltei meus olhos para a mesma e lá estava ele, parado, com algumas roupas em suas mãos, meu coração disparou quando o vi ali, me olhando daquela forma, seu olhar era frio e vazio, dentro de mim eu duvidava que nele houvesse algum tipo de sentimento ou afeto. Ele entrou fechou a porta, caminhou até mim, se abaixou e sem dizer uma única palavra, pegou a blusa que estava em sua mão e lentamente me vestiu, em seguida colocou a calça de moletom sobre a cama, se levantou e me levantou logo em seguida.

 

-Não quero que fique doente. Disse ele.

 

Ele me encostou na parede, pegou a calça e com calma levantou uma das minhas pernas para que eu pudesse vestir a mesma, em seguida fez o mesmo com a minha outra perna, e então subiu a calça, eu estava ali paralisada, eu estava tão fraca e destruída tanto por fora quanto por dentro que estava totalmente sem reação.

Sasuke parou na minha frente e então colocou suas duas mãos sobre a parede, eu estava no meio de suas mãos, ele me olhava atentamente como se esperasse de mim alguma reação.

 

-Eu sinto muito pela sua perda. Sussurrou ele.

 

Quando ele disse isso a minha vontade era de rir, mais nem animo para isso eu tinha mais.

 

-Logo lhe trarei comida.

 

Era horrivelmente engraçado essa preocupação dele comigo, depois de ter feito o que fez, depois de ter tirado tudo de mim, ter tirado tudo o que eu amava, eu me sentia vazia como ele, fechei os olhos por um momento e lembrei do meu pai de joelhos e então uma lágrima escorreu pelo meu rosto.

 

-Sinto muito.

 

Depois dessas palavras pude sentir o polegar dele lentamente escorregar pelo meu rosto e enxugar a lágrima que havia caído.

 

-Eu não sou como você pensa, eu sofri muito por isso fiquei frio e calculista, penso em cada passo antes mesmo de fazê-lo, sei exatamente onde atingir uma pessoa, as pessoas me atingiram tanto que eu acabei conseguindo fazer o mesmo. Eu preciso de você Sakura, você será o meu mais perfeito projeto, será a menina dos meus olhos, a minha obra prima. Disse ele ao deslizar a mão sobre o meu rosto.

 

Abri meus olhos e então mais lágrimas escorreram, eu senti naquele momento as minhas pernas bambearem, eu queria desistir de tudo, pensar em suicídio já estava virando algo comum, eu sabia que se ficasse mais tempo ao lado dele, ficaria louca, meu coração não aguentaria mais, eu estava definitivamente exausta.

Sasuke sorrio e lentamente encostou seus lábios nos meus, assim que ele se afastou senti meu corpo fraquejar novamente mais dessa vez senti a mão dele me segurar firmemente. Calmamente ele me guiou até a cama e me deitou sobre a mesma, meus olhos estavam ardendo assim como o meu corpo.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...