1. Spirit Fanfics >
  2. Me apaixonei pelo Tobi? >
  3. Treino e Compras

História Me apaixonei pelo Tobi? - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Boa boaa gente


Essa é a vista da varanda do quarto deles.

Capítulo 5 - Treino e Compras


Fanfic / Fanfiction Me apaixonei pelo Tobi? - Capítulo 5 - Treino e Compras

Acordei com o despertador do meu celular tocando, olhei a hora e era 6:00, está muito cedo e o tempo está nublado, olhei para o lado e Tobi ainda estava dormindo. Levantei, peguei minha roupa de treino e fui para o banheiro, fiz minhas necessidades, me vesti e desci pra tomar café, chegando na cozinha ouvi duas vozes, era de Pain e Konan, eles arrumaram a mesa e Pain esta mais alegre que o normal.



S/n – Bom dia – falei sentando no lugar de sempre



Pain e Konan – Bom dia S/n – também se sentaram na mesa



S/n – Pain, depois do café vou treinar – falei dando um gole no café



Pain – Certo S/n, irei lá ver – falou e olhou para Konan – Você vai também.



Terminamos o café, já era 7:30 e ninguém tinha acordado ainda, saindo da cozinha ouvi a porta da sala abrir, fui olhar e era o Itachi.



S/n – Itachi,  você chegou! – falei indo em direção a ele



Itachi – S/n, é bom ver você novamente. – falou dando um sorriso sem mostrar os dentes – Você cresceu e está bem bonita



S/n – O-obrigada – minhas bochechas ficaram levemente coradas - Depois conversamos mais



Subi no quarto pegar minha garrafinha de água, pretendo mostrar meu taijutsu primeiro e depois meus jutsus.


Entrei no quarto e Tobi estava sentado na cama colocando tênis, ele estava sem camisa e com uma calça preta, provavelmente colocou a máscara quando entrei. Nunca imaginei que ele fosse tão definido assim.



S/n – Bom dia Tobi – ele não respondeu e muito menos olhou pra mim.

Peguei minha garrafinha e quando abri a porta Tobi me chamou



Tobi – S/n, espera. – ele falou com a voz um pouco mais grossa – Me desculpa, não sei o que deu em mim pra agir assim com você, não sei porque mas fiquei com ciúme de você com o Hidan, sei que é sem motivo, mas não pude controlar. Me desculpa, de verdade mesmo e prometo que não vai acontecer de novo.


S/n – Tudo bem Tobi, sem problemas. – falei dando um enorme sorriso, foi estranho ouvir ele falando que ficou com ciúmes, nem sequer ficamos, mas entendo ele



Tobi – Não sabia que acordava tão cedo – falou procurando uma camiseta no guarda roupa



S/n – Acordei com meu celular despertando e então decidi treinar agora de manhã, já que o Pain quer ver.



Tobi – Posso ir junto? – perguntou vindo em minha direção



S/n – Claro que pode, agora vamos, não quero mais ninguém me vendo treinar, além de vocês. – falei saindo do quarto, Tobi veio atrás de mim.



Descemos e não tinha ninguém, então fui me aquecer, não poderia errar, passei minha vida treinando por esse momento, Tobi sentou no chão encostado na parede de frente pra mim.



Tobi – S/n, você ainda não falou de qual clã você é. – falou curioso



S/n – Hum, verdade, não me lembro de ter falado – falei me sentando – Sou do clã Hyuga



Tobi – Então você é uma Hyuga – colocando a mão no queixo pensativo



S/n – Sim, sou prima do Neji. Você é da folha então deve o conhecer – falei prendendo meu cabelo em um coque.



Tobi – Como sabe que sou da folha?



S/n – Fiz algumas  pesquisas antes de entrar aqui, sei um pouco de cada um de vocês – dei um sorriso



Tobi – Entendi, mas então você é Hyuga por parte do pai ou da mãe?



S/n – Por parte de pai, não conheci minha mãe – falei olhando pro chão, nem sequer sei como minha mãe era, isso me deixa um pouco mal – mas tenho uma kekkei genkai futton, descobri lutando com alguns ninjas da areia, acredito que seja dela, já que meu pai é Hyuga.

Terminei de falar e Tobi não me respondeu mais, levantei e fiquei em posição de ataque, senti o chakra deles descendo a escada, na mesma hora ouvi um trovão e começou a chover forte.



Pain – Muito bem Konan, faça um clone para S/n lutar e mostrar o que sabe



Konan assentiu, fez um clone de papel e ficou ao lado de Pain, o clone veio em minha direção, me desviei de todos os ataques e então comecei a atacar, passado 20 minutos de luta, consegui derrotar o clone, se o clone da Konan era forte assim, imagina ela.



Olhei para Pain e ele estava cochichando para Konan, fiquei curiosa para saber do que estavam falando.

Pain – Agora me mostre seus jutsus – falou fazendo um sinal para Konan e ela fez mais um clone



Ativei meu byakugan, podia ver todas as linhas de chakra, tanto de Pain e Konan, olhei para Tobi, mas ele não estava lá.



Pain – Certo S/n, sem byakugan, já sei do que é capaz de fazer com ele.



Desativei o byakugan e me concentrei no futton, fiz um sinal com a mão.

S/n – Futton: Koumu no jutsu! – abri um pouco a boca e saiu uma névoa corrosiva.



O clone veio em minha direção pra atacar, mas logo que a névoa o atingiu ele começou a derreter. Me concentrei para que a névoa não pegasse em nenhum outro lugar que não fosse o clone, logo a névoa foi sumindo.



Pain – Interessante você tem o jutsu parecido com o de Mei Terumi, muito bem, vamos até minha sala. – subindo a escada e Konan estava atrás dele



Os segui e fomos para a sala de Pain, chegando lá me sentei em uma poltrona e Konan na outra.



Pain – Estou impressionado com suas habilidades e garanto que não vi tudo ainda – realmente ele não tinha visto tudo, mas fico feliz que o que mostrei foi o suficiente – Agora você é oficialmente uma membro da Akatsuki, ele levanta e vai até o armário, pega um manto que estava dobrado e um anel que estava em cima e me entrega



S/n – Muito obrigada Pain-sama! – me levantei, peguei o manto e fiz uma leve reverência.



Pain – Você fez por merecer, aliás não esqueça das regras, use o anel sempre e o manto apenas em missões. Depois do almoço terei que resolver uns assuntos, talvez eu volte só amanhã, enquanto isso Konan estará no comando, qualquer dúvida pode vir falar com ela.



Concordei com a cabeça e sai da sala, subi correndo para o quarto, estava feliz por ter conseguido. Entrei no quarto, guardei meu manto e coloquei o anel, mas não serviu em nenhum dedo, não tentei no dedão e nem no mindinho.



Tobi – Tenta no mindinho da mão direita – falou entrando no quarto e fechando a porta.



S/n – Como sabia? – falei colocando o anel e serviu perfeitamente.



Tobi – Esse anel era do Orochimaru e ele usava no mindinho direito, aliás sua mão é quase igual a dele, por isso serviu. – deitou na cama



S/n – Tobi,  o que significa as cores que estão na nossa porta? – tirei meu tênis e deitei na cama também.



Tobi – O meu é o roxo e tem vários significados, jóia, bola ou rei negro – falou mostrando o anel – E o seu azul ardósia que é céu ou vazio



S/n – Entendi – fiquei olhando para o anel.



Peguei meu celular e já era 12h, peguei uma troca de roupa e fui tomar um banho, sai do banheiro e fui para o quarto, sequei um pouco meu cabelo com a toalha e a estendi na cadeira perto da cama.


A chuva tinha cessado, mas o tempo continuava nublado e meio frio. Desci e fui almoçar, não tinha ninguém além de Konan, Tobi e eu, terminamos de comer e arrumamos a cozinha, Konan foi para o escritório, fui atrás dela.



S/n – Konan estava pensando em ir em uma vila próxima comprar algumas roupas, estou com poucas. – fiquei de pé na frente dela



Konan – Ah tudo bem S/n, pode ir, só não vou junto porque preciso receber o relatório das missões, mas pode chamar Tobi pra ir com você – disse encostando na poltrona e sorriu – Garanto que ele iria gostar – piscou pra mim



S/n – Tudo bem, obrigada, vou ver se ele vai comigo e já vou sair, umas 17h já estarei de volta. – sai da sala.



Será que é uma boa ideia chamar o Tobi? Mas talvez não seja tão seguro andar sozinha. Fui até o quarto e Tobi não estava, andei até a varanda e ele estava sentado lá com uma garrafa de whisky e um copo em cima da mesa.



S/n – Mal almoçamos e você já está bebendo?! Falei encostando na porta, não tinha reparado mas tinha voltado a chover e a vista daqui está bem bonita



Tobi – Faz parte da vida – disse passando um dedo na borda do copo – Porque não senta e aprecia a vista um pouco.



Sentei na outra cadeira que tinha ali, naquele momento senti uma paz tão grande, com aquele silêncio dava pra escutar todos os sons da floresta que nos cercava.


O barulho da chuva estava me dando sono, até que lembrei que precisava comprar algumas roupas, me espreguicei e levantei.



S/n – Tobi, vou na vila mais próxima comprar roupas, você quer ir comigo? – perguntei com medo dele falar não, não sei porque mas eu queria que ele aceitasse

Tobi – Claro que vou – disse se levantando também



S/n – Só vou me trocar e já vamos – fui no guarda roupa pegando uma troca de roupa

Tobi – Vou te esperar lá embaixo – saiu e fechou a porta.



Como eu iria andar, coloquei uma roupa mais fresquinha, prendi meu cabelo em um coque bagunçado, peguei uma blusa de frio e desci. 


Tobi estava sentado largado com os braços esticados apoiados no sofá, ocupando todo o espaço que tinha dos dois lados, por instinto gostei do jeito que ele estava.



Tobi – Você está bem bonita pra quem só vai comprar roupas – levantou e veio em minha direção



S/n – Não vai ser sempre que isso vai acontecer, então vou me arrumar sempre que der.



Ainda estava chovendo, pegamos nosso chapéu que estava próximo da porta e fomos, a chuva estava bem fraca e a vila era perto, na maior parte do caminho andamos embaixo das árvores, então não nos molhamos muito. Era incrível como Tobi e eu tínhamos assunto pra tudo, era totalmente espontâneo, a conversa simplesmente fluía.



Chegamos, a vila não era muito grande e nem muito pequena, com certeza teria algumas lojinhas aqui, entramos em algumas, comprei algumas coisas, Tobi sempre me esperava nos bancos que tinham em frente dos provadores, mas não mostrei nenhuma roupa que comprei, por último entramos em uma loja de lingerie, estava envergonhada por Tobi estar comigo. A atendente até pensou que fossemos namorados e estava me mostrando algumas coisas que me fizeram ficar com as bochechas coradas.



Terminei minhas compras e era 15:45, minha barriga estava roncando de fome já.


Tobi – Já que terminou, podemos parar pra comer alguma coisa, o que acha? – ele segurava algumas sacolas pra mim


S/n – Pode ser, ali parece ser bom – apontei e fomos em direção do pequeno restaurante.


Sentamos em uma mesa com dois lugares, pegamos o cardápio e acabamos escolhendo a mesma coisa – dangos, pedi uma água também. Depois que comemos, pagamos e fomos embora. Assim que chegamos no esconderijo começou a chover de novo. Ufa, pelo menos já chegamos e não vai molhar nada que comprei.


Tobi me ajudou levar tudo para o quarto.



Tobi – Se precisar de ajuda vou estar aqui na varanda – saiu e fechou a porta



Um lado da cortina estava aberto, então fechei e comecei a guardar as roupas, quando eu estava terminando de guardar meu celular toca, olhei e fiquei surpresa ao ver quem era.


S/n – Neji, o que aconteceu? Precisa de algo? – perguntei logo que atendi, não era sempre que ele me ligava, então pensei que tinha acontecido alguma coisa


Neji – Oi pra você também S/n, e não, não aconteceu nada – falou calmo


S/n – Desculpa, me assustei quando vi que era você me ligando, então, por que ligou? – perguntei meio curiosa


Neji -  Amanhã é seu aniversário e queria saber se posso te ver?!


S/n – Meu Deus, eu tinha esquecido totalmente que meu aniversário é amanhã, tenho que ver certinho o que vou fazer amanhã e te mando uma mensagem confirmando. – falei um pouco feliz, ele é o único da minha família que realmente se importa comigo.


Neji – Tudo bem, até amanhã então.


S/n – Até amanhã Neji – desliguei e terminei de guarda minhas roupas.


Estava tão cansada, deitei na cama, era 17:13 e estava começando a me dar sono, o barulhinho da chuva estava tão bom que acabei dormindo.

S/n off


Tobi on


Nunca imaginei que iria sair fazer compras com uma mulher, pelo que dizem mulher enrola pra fazer compras, mas até que ela não enrolou tanto, além de que eu ficava todo bobo perto dela, meu coração disparava e eu ficava sorrindo atoa, ainda bem que a máscara esconde, se não iriam me zoar sempre que estivesse perto dela.


Estava aqui na varanda e ela fechou a cortina, talvez não queira que eu veja as roupas que ela comprou, ouvi o celular dela tocar, o som estava abafado, mas ouvi que era o primo dela, Neji, e eles falavam sobre amanhã ser o aniversário dela.


Tive uma ideia, vou falar com a Konan sobre isso, levantei e entrei no quarto, ela estava dormindo, peguei a coberta e a cobri, sai do quarto sem fazer barulho pra não acordá-la. Fui até o escritório, provavelmente Konan estaria lá, já que Pain não está. Bati na porta e entrei.


Tobi – Konan, descobri que amanhã é aniversário da S/n, podemos fazer uma festa surpresa pra ela. – falei me sentando no sofá, Konan estava mexendo em uns papeis e parou imediatamente assim que falei.


Konan – Mas que ótima idéia, assim que Pain chegar amanhã cedo converso com ele, e também podemos comemorar o fato de ela ser oficialmente da Akatsuki. – falou com um sorriso no rosto, parece que ela gostou da idéia.

 

Me levantei e saí do escritório,  vou comprar um presente pra ela, não sei o que ainda, mas espero que ela goste.


Tobi off 






Notas Finais


Look que S/n escolheu: https://pin.it/7aYuTUm


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...