História Me apaixonei por um Anjo Caído (Castiel) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Supernatural, Sussurro (Hush, Hush)
Personagens Ambre, Armin, Castiel, Castiel, Charlotte, Debrah, Iris, Kentin, Leigh, Lynn, Lysandre, Melody, Nathaniel, Rosalya, Viktor Chavalier
Tags Amor Doce, Angeologia, Anjos, Castiel, Demonios, Hentai, Lysandre, Nathaniel, Romance
Visualizações 488
Palavras 1.380
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLÁ LEITORES!!!!!!!!!!!!! Como sabem eu estou um pouco ocupada, mas consegui tempo para vocês e escrevi esse capítulo bem ~~~ safadinho~~~~, muito obrigada a todos que estão acompanhando!



BOA LEITURA!

Capítulo 16 - Noite ardente


Fanfic / Fanfiction Me apaixonei por um Anjo Caído (Castiel) - Capítulo 16 - Noite ardente

— Eu, Lysandre e o Nathaniel éramos da tropa em que íamos batalhar com os BlackSpirit para proteger os humanos.

 

Nunca imaginei que isso pudesse existir. É incrível.


—  Que legal..


— Talvez..


— E qual foi o motivo que fez vocês serem expulsos?


— É... Quebramos algumas regras.

 
— Regras? E existem regras no lugar de onde você veio?


— Sim, igual aqui, vocês também tem suas leis, nós tínhamos algumas normas e quebramos.

 

— Que regra que vocês quebraram? 


— Já falei o que você precisa saber por enquanto, que tal um pouco de diversão? estamos sem luz.


— Mas eu quero saber mais.. porque você caiu?


O Castiel rapidamente subiu em cima de mim e me prendeu, ficou segurando meus punhos no alto da minha cabeça.

 

— O-o que que  você está fazendo? 


— Quero um beijinho seu.


O Castiel só podia estar de brincadeira. 


— Alguém vai entrar no quarto...


O Castiel se levantou rapidamente e eu consegui ouvir o barulho da chave girando na fechadura. Ele voltou para a cama e subiu novamente em cima de mim. A cama era pequena e isso fazia com que a gente ficasse mais grudados ainda. Eu estava brava de certo modo por ele não ter me contado sobre a tal namorada dele que se chamava Debrah, como será que ela é? deve ser bonita..

 

— Pare de ficar criando paranóias Lynn, a única mulher que eu desejo é você.


Recebi um beijo ardente do Castiel após essas palavras. Eu ficava com o corpo molinho quando ele me tocava, nessa altura ele estava deslizando as mãos pelo meu corpo, ele deslizou a mão até a minha virilha e depois começou acariciar minha intimidade. Eu estava ficando excitada, o Castiel sabia me provocar. Ele me dava chupoes no pescoço, ele me beijava por inteira. 


— Você tem um corpo de matar Lynn. Estamos no escuro e mesmo assim você não deixa de ser gostosa.


Ele apertou minha coxa, ele não tinha parado de me acariciar, ele apenas começou acariciar por cima da calcinha, a parte de baixo do babydoll ele tinha arrancado fora, assim como suas roupas.
Estávamos nos beijando ardentemente, nossos lábios se encaixavam, ele definitivamente era melhor nisso do que alguns namorados meus, ninguém era tão gostoso como o Castiel. Trocamos de posição e desta vez eu estava em cima dele, ele estava somente de cueca box, o que me deixava ainda mais excitada, beijei sua boca e fui descendo pelo peitoral maravilhoso que ele tinha.


— Já falei que você é de matar? — sussurrei no ouvido dele.

 

— Acho que já ouvi algo parecido, digo o mesmo sobre você. — sussurrou.


Minha intimidade estava roçando no membro pulsante dele, eu conseguia sentir que ele estava ardendo por dentro, estava morrendo de desejos. Comecei a rebolar em cima dele, enquanto isso o Castiel estava com as mãos na minha bunda e soltava leves gemidos abafados.

 

— Porque faz isso comigo Lynn? aah..


Eu estava roçando com mais força, eu estava tremendamente excitada. O Castiel puxou meus cabelos e me beijou com força.


— Deixe-me trabalhar.

 

Trocamos de posição novamente, ele estava em cima de mim e eu estava com as pernas um pouco abertas, o membro dele estava roçando na minha intimidade.
Ele arrancou a minha calcinha e eu estava  somente  com a parte de cima do Babydoll, não demorou muito, ele me deixou completamente nua e jogou as peças de roupa para algum canto.


— Eu gostaria que tivesse luz.. Queria ver seu corpo, queria te ver ardendo de desejo por mim.


Ele começou a acariciar novamente minha intimidade e introduzia alguns dedos. 

 

— Aah, Castiel....

 

— safadinha.


Senti algo sobre minha intimidade, era o membro dele.

 

— Posso, Lynn?

 

Eu não era mais virgem, fazia tempos que eu não tinha um momento assim com alguém, e sem dúvidas, eu estava desejando o Castiel.


— S-sim, vai com tudo.


— Vai com tudo é? está toda molhadinha por mim.


Ele introduziu seu membro dentro de mim, eu estava maravilhada com aquela sensação, o membro dele era grosso e enorme pelo o que eu sentia. Nós dois estávamos descontrolados, o Castiel era diferente dos outros, tinha algo mais, mas é claro, ele é um Anjo.
Estávamos gemendo, acabei me tocando que alguém de fora poderia ouvir.


— Lynn, gema mais baixo, eu queria te ouvir gritando por mim, eu sei que é impossível, mas gema mais baixo, antes que nos ouçam.

 

Diminui o barulho, mas era com dificuldade. Eu me contorcia na cama enquanto o Castiel trabalhava. Apoei meu pé no quadril dele para facilitar a penetração, já que eu era meia apertada.


— Gostosa, essa é a tábua mais gostosa que eu já vi.


— ogro.


— Fique de 4.


Ficar de quatro?


Me arrumei e fiquei de quatro para ele, eu gostaria de vê-lo, mas estávamos sem luz, não tinha nem velas. Senti ele pegar na minha bunda e dar um tapa forte, aquilo foi excitante. Ele começou a estocar com força, a cama fazia um pouco de barulho, mas nada muito barulhento. Eu estava me sentindo nas nuvens. O Castiel pegou nos meus cabelos e começou a estocar com mais força ainda.

 

— Lynnnnnnnnnn.


Ele acariciava meus seios e passava a mão pelo meu corpo inteiro. Eu estava totalmente entregue a ele, era prazeroso. Ele parou repentinamente e começou a esfregar a cabeça do seu membro na minha entrada, eu queria mais, muito mais.

 

— Castiel..

 

— Implore.


Era brincadeira, ele queria que eu implorasse? No modo que eu estou, era o que me restava.


— Castiel.. por favor, me torne sua, eu me entrego a você, continue..

 

Senti novamente suas estocadas, ele estava dando tapas e me puxava pelos cabelos, eu estava sentindo um orgasmo próximo. Continuamos a transar por mais alguns minutos até eu ter um orgasmo e ele ejacular em mim. Ele deitou-se ao meu lado e eu estava parcialmente em cima dele. Estávamos quentes e cansados.
Ele me deu um beijo leve e eu o retribui.

 

— É Lynn, depois disso, já organizei meus sentimentos sobre você.

 

Ele tinha sentimentos por mim? sério? 

 

— E?

 

— A partir de hoje, você é somente minha.

 

— Sua? 


O que que o Castiel queria dizer com aquilo?


— Lerda, você é a minha namorada e somente minha, entendido?


— E-entendido.

Eu estava feliz, era recíproco, eu sentia que agora eu podia confiar no Castiel, mas eu quero descobrir mais coisas sobre ele. Ele me virou para ficar de conchinha com ele, estávamos pelados, ele pegou um lençol que estava limpo, milagrosamente, e jogou por cima de nós. Ele passou a mão por cima da minha cintura e me abraçou. Acabamos dormindo alguns minutos depois. Acordei horas depois, a luz já tinha voltado e alguém estava batendo e gritando na porta. Me levantei com tudo e o Castiel acabou acordando.


— O que foi?


Apontei para a porta e ele se tocou que alguém estava batendo na porta e se levantou rapidamente. 

 

— Já vou, espere.


— LYNN? Você está bem? 


Era a Rosalya e o Lysandre. Incrível.

 

— Já estou saindo.

 

Me virei para o Castiel e percebi que eu estava nua.


— Ótima visão, melhor coisa é acordar e ver você assim, pena que não deu para ver ontem, esse seu corpinho.


— Me de minhas roupas.

 

Ele me jogou as peças e eu vesti rapidamente, ele também.


Abri a porta e vi a cara de taxo dos dois.


— Lynn? Pensei que tivesse acontecido alguma coisa, a porta estava tranc...


O Castiel passou por mim e foi para o seu quarto sem dizer nenhuma palavra.

 

O Lysandre estava de boca aberta, assim como a Rosa.

 

— Garotas, só um minutinho, me deem licença.


O Lysandre saiu e foi para o quarto do Castiel.

 

Me virei e olhei para a Rosa, ela estava olhando para mim e batia os pés.


— Não me diga que a mocinha dormiu com o bonitão malvado ali...

 

— É....


— Lynn!


A Rosalya me puxou para dentro do meu quarto e se deparou com a baderna e a cama estava fora do lugar.

 

— Lynn! Vocês tiveram uma noite bem longa...

 

— Digamos que sim..

 

— Sua safada! Ele é bom?


— Ótimo.


— Você é sortuda demais, falando nisso, tenho que confessar uma coisa... ontem, quando acabou a luz.. a porta do seu quarto estava fechada e eu estava com medo, fui para o quarto do Lysandre...


— E?


— Acabamos nos beijando..


Coloquei a mão na minha boca, não acredito...


— Calma Lynn, foi só um beijo, não uma noite de sexo selvagem!

 

 

 

 

 


Notas Finais


Me desculpem pelos erros cometidos.



O CASTIEL É MUITO GOSTOSO PQP


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...