1. Spirit Fanfics >
  2. Me apaixonei por um demônio >
  3. Capítulo 27

História Me apaixonei por um demônio - Capítulo 27


Escrita por: EveCooper

Capítulo 27 - Capítulo 27


Acordo no outro dia ao lado de Sam e abro um sorriso no meu rosto. Seus olhos se abrem e ele me encara com um sorriso maroto e um olhar cansado ainda do que fizemos ontem. 

---- Como está se sentindo? --- Ele pergunta me beijando apaixonadamente distribuindo os mesmos beijos pelo meu pescoço. 

---- Cansada... E meu corpo todo dói... --- Respondo retribuindo os beijos carinhosamente. 

---- Me desculpa, eu não devia ter pegado pesado desse jeito na sua primeira vez. 

---- Eu te perdôo --- Digo a ele com um sorriso malicioso no rosto. 

---- Você é tão perfeita ---- Ele diz com um olhar apaixonante. 

---- Eu sei disso --- Digo convencida do que ele disse. 

Me sento no seu colo nos encaixando perfeitamente como se fossemos feitos um para o outro, solto um pequeno gemido enquanto ele aperta as minhas coxas. 

---- Temos aula daqui a trinta minutos --- Ele diz tentando recuar. 

---- Acho que temos mais um tempo antes de irmos --- Respondo. 

Ele solta um gemido singelo quando me sente contrair em cima dele. 

---- Onde aprendeu fazer isso? --- Ele pergunta segurando meu quadril. 

---- Eu não sei... 

Dou uma quebrada de quadril cavalgando logo em seguida deixando ele louco com todo o prazer que estava sentindo. Suas mãos subiram até os meus seios onde ele faz massagem neles, aumento meus movimentos de sobe e desce em cima dele soltando alguns gemidos repentinos. 

---- Eu amo seus toques ---- Cochicho em seu ouvido contraindo mais uma vez. 

---- Eu amo a maneira de como você se move... --- Ele diz ofegante. 

Ele deixa seus movimentos mais rápidos se despindo dentro de mim segundos depois, beijo seus lábios doces aproveitando o seu gosto maravilhoso. 

---- A gente vai se atrasar idiota --- Ele diz me carregando até o banheiro para tomarmos um banho. 

---- Eu consigo andar --- Ele me coloca no chão e me seguro em si para me equilibrar. 

---- Você não disse que conseguia andar?

---- Só preciso de um momento para eu me recuperar --- Sam me puxa para perto dele e lhe abraço logo em seguida. 

---- Eu queria ficar com você por toda a eternidade. 

---- A gente ainda pode ficar juntos.

---- Eu duvido bastante. 

•Ponto de vista Azazel•

Andei pela a Itália inteira e até agora não achei a minha filha, eu não consigo fazer contato com ela em lugar nenhum e nem com o idiota do Sam o demônio que contratei para protegê-la de todos as ameaças. "Azazel'' escuto a voz de Leviatã me chamar e me atento. 

---- Onde está? --- Pergunto para ela que não perde tempo em me responder. 

"No mesmo lugar onde você deixou a sua amante" escuto a sua resposta rapidamente. 

---- Chego aí em poucos dias, preciso resolver alguns assuntos pessoais. 

"Não tenha pressa irmão" ela me responde animada. 

---- Sam! --- Grito com ele que está com a mente bloqueada e fico furioso no mesmo momento.

Esse idiota está aprontando alguma coisa, juro que se ele estiver fazendo algo com a minha filha eu vou matar esse garoto da forma mais dolorosa possível, mandar aquele idiota para o purgatório vai ser a melhor coisa para mim. 

---- Asmodeus? --- tento contato com o meu irmão  que demora um pouco para responder. 

"Azazel! A quanto tempo'' ele diz entusiasmado. 

---- Onde está? --- Pergunto olhando ao meu redor. 

"Em Vegas irmão... O melhor lugar para gastar o seu dinheiro" ele diz com a voz trêmula. 

---- Em que lugar exatamente?

"Em um motel... Acho que é assim que esses humanos chamam o lugar" agora entendi o motivo da voz trêmula. 

---- Em vinte segundos estou aí. 

"Vou precisar de um tempo para finalizar irmão, venha mais tarde"

---- Me obedeça, Asmodeus --- Digo irritado. 

"Mas.."

---- Sem mas, quero conversar com você sobre alguns assuntos. 

"Você disse vinte segundos não é?" 

---- Acaba com isso logo. 

Não escuto mais nenhuma resposta dele e solto um suspiro longo antes de me teleportar para Las Vegas a procura do meu irmão Asmodeus. 

•Ponto de vista Sarah•

Coloco uma roupa e vou até a cozinha tomar um café da manhã, escuto um barulho no quarto e subo correndo para ver o que aconteceu. 

---- Sam? --- Chamo por ele que não me responde em imediato. 

---- Oi --- Ele me responde e fico um pouco mais tranquila. 

---- O que foi isso?

---- Nada de mais, não precisa se preocupar. 

Ele diz e logo em seguida ele sai do quarto, Sam me beija carinhosamente quando me vê e fico surpresa com o ato. 

---- Nós vamos nos atrasar --- ele diz indo em direção a saída. 

---- Me espera ---- Digo correndo atrás dele que está me esperando na varanda da frente. 

•Ponto de vista Azazel•

Vejo minha filha e o desgraçado que deixei cuidando dela saindo de uma casa de mãos dadas, não me sinto tão mal por vê-la feliz nesses tempos difíceis mais ainda sim Sam descumpriu nosso trato. 

---- Não está pensando em matar ele, está? --- Escuto a voz de Leviatã. 

---- É exatamente isso que estou pensando. 

---- Se fizer isso, vai deixar sua filha triste... Não é isso que você quer não é?

---- O que exatamente eles tem? ---- Pergunto para a minha irmã que também está observando os dois. 

---- A mesma coisa que você e a mãe dela tinham --- Ela me responde com um suspiro. 

---- Eles transaram?

---- Ontem a noite, a primeira vez dela. 

Me seguro para não voar na garganta desse demônio desprezível mais isso muda quando vejo minha filha sorrindo. 

---- Não ia voltar daqui há alguns dias? --- Leviatã pergunta confusa. 

---- Parece que Asmodeus está ocupado. 

---- Entendi. 

Olho para Sam com bastante ódio estalando os dedos ---- Seus dias estão contados garoto ---- Vai me pagar por ter descumprido um acordo comigo. 

---- Irmão, para de ser ridículo --- Leviatã diz --- Ela tem 17 anos, você ficou fora por todo esse tempo... Ela é apaixonada pelo Sam mesmo antes de descobrir o que ele era... Se você observasse com atenção o olhar daqueles dois, não estaria tão irritado por conta do seu ego. 

---- Leviatã, não se mete nos meus negócios. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...