História Me Apaixonei Por Uma Fã - Capítulo 41


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amizade, Romance
Visualizações 51
Palavras 932
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoas turu bom?
Espero que sim o capitulo ta muito. Na bad sabe mais espero que gostem
Ja dando uma adianta pra voces vamos ter uma passagem de tempo no proximo capitulo espero que curtam boa leitura sorry erros ortograficos e vamo ler 😘
LEIAM AS NOTAS FINAIS !!

Capítulo 41 - A briga com jimin


*Suga on*

Chul min: por que o que houve suga?

Passei um momento em silencio respirei e falei.

Suga: nada nao mano me diz onde voces estao para eu ir busca-los

Chul min: estamos na rua aeroporto

Suga: oky to chegando.

*Ligaçao off*

Me leventei do chao foi pro meu quarto troquei de roupa sai de casa entrei no carro e dei

Partida rumo a aeroporto

Assim que cheguei vi meu irmao e meu pai ao lado por um minuto me senti feliz eu sentia muito falta deles e agora finalmente vamos matar toda a saudade.

Foi caminhando ate eles e logo meu irmao me abraço sempre fomos muito apegados chul min pra mim alem de um irmao è um amigo.

Depois de um tempo abraçados

Ele finalmente quebra o silencio e fala.

Chul min: como eu senti tua falta brother.

Suga: imagina eu ne seu bobao.

Chul min: tu continua o mesmo so que mais chato.

Fiz uma careta e disse.

Suga: que nada tu que è chato.

Rimos e logo meu pai veio proximo de mim me deu um abraço apertado e disse.

Dong yoongi: meu filho que saudades como te passado?

Suga: bem paizao,tbm senti muito sua falta.

Nunca menti pro meu pai mais hoje sim eu nao estava bem e talvez nunca vou ficar.

Logo depois de darmos saudaçoes uns aos outros saimos do aeroporto entramos no meu carro e fomos conversando rumo a minha casa.

Assim que chegamos fomos jantar juntos meu irmao cozinho uma carne maravilhosa pra nos e ficamos conversando sobre coisas aleatorias atè

Chul min entra no assunto que eu menos queria falar agora.

Chul min: suga seu besta cade as namoradinhas hein?

Meu pai fico a mim olhar com uma cara de curioso.

Nao sabia bem o que dizer.

Entao falei.

Suga: digamos que eu estou focado no trabalho agora.

Chul min: nao dar pra credita logo tu maninho o garanhao.

Logo tive uma soluçao para sair desse assunto.

Suga: ah cala a boca chul min e arruma uma namorada que tu ta precisando.

Todos rimos inclusive meu pai.

Depois desse ocorrido o jantar foi mais tranquilo assim que terminei despedi me deles e fui dormi.

Ou tentar dormi eu ainda estou com raiva da dae mais a verdade è que eu nao durmo mais eu so fico olhando a foto dele a noite inteira e de dia finjo a odeiar e fico bebendo.

Mais hoje vou tentar dormi preciso disso.

Entao deitei e adormeci.

~no dia seguinte~

Me acordei as 5:00 da manha desci as escadas bebi apenas agua voltei pro quarto vesti qualquer roupa e sai andando sem rumo.

Depois de muito andar pensando no que fazer pra esquecer a dae e tudo que vivemos.

Fui a uma loja de conviniecia comprei umas dez garrafas de cerveja e foi bebendo.

Entao mesmo meio cambaleando sai andando por ai depois de uns minutos andando eu dou de cara com o culpado de toda a minha dor.

Jimin

Ele tava andando com uma garota concerteza nova pisca depois de ter roubado minha namorada.

O sangue me ferveu quando eu o olhei e lembrei de toda a cena da festa entao eu cheguei perto dele e disse.

Suga: fala ae baby j ne? Achei q nunca mais eai te ver.

Jimin: oie suga fala ae cara como è que ta.

Suga: nao se fingi de meu amigo nao seu mané voce pegou minha garota e ainda por cima vem fala comigo como se nada tivesse acontecido tu quer morrer?

Jimin: ae cara relexa isso è passado e bom sua mina è bem gostosinha mais pode ficar ela è muito sem sal.

Suga: como è que è seu babaca?

Disse eu o puxando pela gola da blusa.

Ele riu sinico e disse.

Jimin: isso mesmo que voce ouviu è uma sem sal mais se bem que è bem gostosinha.

Eu nao me controlei e disse.

Suga: dessa vez tu nao escapa de apanhar.

Entao eu dei varios socos em seu rosto abdomen e distrubi chutes em suas pernas ele gritava de dor mais parece que ele logo reagiu e me deu um socao na cara.

Me fazendo cair no chao mais eu logo levantei batendo mais ainda nele so que ele revidou com mais socos e ponta pes.

Entao dei varios chute no seu pes e mais socos em seu rosto e fazendo ficar deitado e eu disse.

Suga: nunca mais fala do que nao te pertence seu babaca.

Entao eu sai quando ia andando vi a garota que tava com ele ficou cuidando dele.

Entao fui indo embora andando com a boca sangrando os olhos inchados e varios outros ferimentos.

Mais nenhum deles doia mais do que viver assim o amor è uma coisa que ta me matando aos poucos.

Eu nao sei se vou ficar vivo talvez uma hora eu desista.

Mais eu sinto que eu morri quando eu vi o grande amor de toda a minha vida.

Beijando outro alguem que nao era eu.

Sai de meus pensamentos com meu irmao me ligando logo atendi.

*Ligaçao on*

Chul min: suga ?

Suga: oi. Fala

Chul min: vem pra ca precisamos conversar.

Suga: sobre o que?

Chul min: vem que eu te conto.

Suga: ta bom seu chato to indo.

*Ligaçao off*

Logo foi peguei um taxi e fui pra casa assim que cheguei meu irmao me olhou preocupado e meu pai tambem.

E os dois disseram.

Chul e dong: o que aconteceu.

Suga: nada pessoal nao se preocupem.

Dong yoongi: aconteceu sim voce ta puro a alcool e com muitos ferimentos min yoongi diga agora pro seu pai o que houve.

Suga: ah nada pai foi uma briga na rua satisfeito? Agora me deixa em paz.

Subi pro meu quarto enquanto meu pai gritava varias coisas que fiz questao de nao ouvi.

Meus ferimentos doiam mais eu nem ligava na verdade morrer è o que mais quero agora.

E isso tudo é culpa desse tal amor que inventaram

Se eu to sofrendo demais mais isso vai mudar quem sabe um dia.

Depois de muito pensar acabei dormindo.


Notas Finais


Gostaram? Sim? Nao? Kk deixa teu comentario pra favorece a historia pessoal dar muito trabalho escreve esse capitulos colaborem por favor? Beijinhos no core doce de voces e atè a proxima 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...