História Me desculpa - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jikook, Sope, Taegi, Yoonseok
Visualizações 29
Palavras 1.904
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Cross-dresser, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Eu estava com você.


Fanfic / Fanfiction Me desculpa - Capítulo 2 - Eu estava com você.

-JEON? ! JUNGKOOK ABRE A PORTA! 

Eu esmurrei a porta de Jungkook pela quinta vez seguida, quando eu ia começar a sexta, a porta se abriu, revelando um Jungkook todo descabelado, ofegante e ..

-Aí merda Jungkook!  Você dorme pelado? 

-Não seu idiota, eu transo pelado! E era exatamente o que eu Tava tentando fazer! Filho da puta! 

-Eita. .é. .desculpa.

-Desculpa?  DESCULPA,HOSEOK?

Jungkook me agarrou pelo colarinho e ficou cara  a cara comigo.

-SÃO TRÊS DA MANHÃ HOSEOK!  JIMIM PASSOU DUAS SEMANAS DE GREVE E SÓ LIBEROU AGORA E VOCÊ ME ATRAPALHOU SEU FILHO DA PUTA! 

-Jungkookiii. .

Ouvi a voz enjoada de Jimin vindo de dentro do apartamento de Jungkook. 

-Já vou amor..Fala logo desgraçado,  Jimin demora pra ficar excitado, eu chupei por 10 minutos, ele já estava quase gozando, é bom ser importante. 

-Não precisava da informação mas ok, eu analisei as provas ! Ele é inocente! 

Sacudi o saco com as coisas de Yoon nas fuças de Jungkook. 

-Hoseok, me diz que você está falando do assassino do presidente Kennedy e não daquele baixinho marendo que você prendeu Mais cedo.

-É sobre Yoongi. 

Jungkook me puxou mais ainda pra ele, os olhos pegando fogo de raiva. 

-ME ATRAPALHOU POR ISSO? 

-É. ..

-TÁ SUSPENSO! 

-Mas…

-TRÊS DIAS!

-Kookiii 

-QUE É?!

Eu fui solto na hora. A atenção foi toda pro Ser baixinho e fofinho de cueca, que apareceu na porta.

-Você. .gritou comigo?

-Ai meu Deus, desculpa amor, foi sem querer. ..

-GREVE DE UM MÊS! 

Jimin saiu rebolando a bunda e eu esperei a porrada chegar em mim.

-TÁ FORA DO CASO! SUSPENSO POR UM MÊS! E ME DÁ ESSAS MERDAS AQUI!

Jungkook pegou o saco da minha mão e a carta que eu segurava na outra mão, entrei em desespero. 

-Espera Jungkook! 

Ele fechou a porta na minha cara. Já é era.

-5,4,3, 2,1..

-Entra aqui, porra. 

A porta se abriu e só a mão de Jungkook apareceu me arrastando pra dentro do apartamento dele. Eu sentei no sofá enquanto Jungkook subia as escadas pra se vestir, no quarto degrau ele não precisou subir mais pra pegar as roupas, Jimin acertou um bolo delas bem na cara dele.

-NEM PENSA EM ENTRAR NESSE QUARTO HOJE JEON JUNGKOOK !

Jeon suspirou cansado e voltou a descer as escadas. Eu fiquei em silêncio esperando ele terminar de se vestir.

-Dá pra levantar da minha nova cama, por favor? 

Eu levantei do sofá e sentei na poltrona, ele deitou no sofá e tapou os olhos com o braço. 

-Vai. Pode começar. 

-Desde o começo de tudo?

-Deixo eu ver. 

Jungkook levantou e foi até o pé da escada, gritando pra cima.

-JIMIN! 

-QUE É? 

-EU TE AMO.

-MORRE!

Jeon fez um "sim" com a cabeça ao mesmo tempo que o som de Jimin chorando se arrastou pela sala. 

-Desde o começo, tô fudido até o talo com ele. 

Jungkook deitou de volta no sofá e pegou minha carta. Lendo o que ainda não tinha lido. Eu vou ser demitido.

-Pelo que entendi você namora a seis meses o Yoongi,  exatamente o tempo desde que você o prendeu por porte ilegal de arma e tentativa de assalto no supermercado e ele tentou mudar ou algo do tipo e comprou essas alianças pra você e te pediu pra casar e você prendeu ele.

-É  mas..

-Você é um filha da puta,sabe disso neh? 

-Sim, sei mas..

-Isso só prova que ele não roubou mas pode ter matado.

-Quer ouvir a história desde o começo ou não?

-Manda. Jimin não vai sair do quarto nem tão cedo. 

-Tá. .era sábado,  eu estava a paisana e tinham acabado algumas coisas de casa, eu fui no mercado. 

Flash Back on

-Eu devia ter feito uma lista.

Eu suspirei pela quinta vez olhando a quantidade de doces que tinha separado para comprar. No meio daquele açúcar todo, tinha macarrão para lasanha, frango, molho de tomate e creme de leite..sinceramente eu acho que vou levar só os doces, preguiça enorme de cozinhar.

-Oi.

-AÍ CARALHO! 

Eu exclamei pelo susto levado. Um cara que nunca vi  a vida começou a rir da minha cara me mostrando sua gengiva toda. Que bom que fiz alguém rir hoje, foi pra isso que sai de casa.

-Tá rindo de que babaca.

-Dá sua cara! Foi Hilário! 

-Aish. 

-Ei,  espera não vai. Pra que tanto doce? Vai sequestrar um orfanato inteiro?

-Claro que não!  São pra mim!

-Uau. Dia difícil? 

-Muito. Cheguei do trabalho agora. 

-Mesmo? Que sorte, comecei a trabalhar agora.

-Aqui?

-Sim. Depois eu mudo e vou pra outro.

-Vira de contrato é difícil. 

-Concordo.

Eu e ele passamos a andar juntos pelos corredores. 

-O que vai fazer pro jantar? 

-Estava pensando em fazer lasanha.

-Hummm eu amo lasanha. A minha é muito boa.

-Também gosto mas...estou com preguiça de fazer.

-Posso fazer pra você.

-Eu nem te conheço. 

-E daí?  Eu também não conheço você, empatou. O que acha de Coca Cola com lasanha?

-Perfeito. 

-Viu? Não somos estranhos, somos normais...um estranho diria que prefere Fanta. 

-Eu caí na risada, que figura. 

-Eu sou Jung Hoseok. 

Estiquei minha mão pra ele. 

-Prazer, Min Yoongi.

Ele passou por minha mão e me deu um selinho. Eu fiquei completamente estático. 

-Bom, agora que eu roubei um beijo seu eu vou roubar uma outra coisinha.

Ele disse tirando uma arma da cintura.

-Nunca imaginei que um beijo seria a coisa mais preciosa que já roubei na vida, sei que não vai mais querer sair comigo, mas foi legal ter essa conversa. ..eu realmente queria fazer aquela lasanha pra você, mas como eu disse, tô no meio do trabalho agora. Obrigado pela conversa Hoseok.

Eu o acompanhei com os olhos indo até o caixa e anunciando o assalto. ..demorei uns dois minutos para agir, peguei minhas compras, joguei o dinheiro pra cima para distrair, dei voz de prisão, imobilisei ele, algemei e enfiei no meu carro, junto das compras.

-Não acredito que fiquei afim de um tira. Mano, eu costumo sentir cheiro de tiras a distância,  como não percebi que você era um?

-Não seja duro consigo mesmo, muitos não acreditam que sou policial, acham que digo que sou pra pegar mulher.

-Você gosta de mulher? Desculpa pelo beijo.

-Não não. .sou gay,  quanto ao beijo...foi muito bom.

-Isso porque ainda não viu meu beijo grego.

-Talvez eu queira ver. Chegamos.

Esperei a análise dele terminar.

-Isso não é a delegacia. 

-Não, isso aí é minha casa. 

-Porque me trouxe aqui?

-Você me deve uma lasanha.

Ele sorriu divertido pra mim. Sempre fui um policial exemplar, eu deveria levá-lo direto pra delegacia. .e não pra minha cama.

-Ah ah ahhhh hummm Hoseok ah ..assim..

Yoongi gemia embaixo de mim enquanto eu estocava fundo nele e maltratava seu pescoço com chupôes e mordidas.

-Ah ahhhh Yoon-gi oh-ohh

-Pode aí. .me chamar ah ahhhh de Suga.

-Porque?

-Porque..assim..mais fundo.. a quantidade de doce na sua cesta ah ah que me chamou atenção. .ahhhh são. .meus favoritos. . Ah ah ah. .CARALHO, você mete tão bem ah ah ahhhh 

-É que ah ah..você é muito gostoso de meter hummm Suga-shi ah ahhhh

Eu sai de dentro dele e deitei de costas pro colchão, ele veio por cima e sentou no meu Pau, quicando forte em mim. Ele é lindo, transando é ainda mais lindo. 

-Ah ah ah eu..vou gozar Hoseok. 

-Eu também. .me chama de Hobi ou jhope. .

-Que tal assim. ..

Ele aumentou a força das quicadas até chegar nosso limite juntos.

-JHOOOOOOOOOPE.

Yoongi gritou contudo enquanto gozavamos, cai na risada junto dele. 

-Você é incrível. 

-Você. .também. 

-Sabe que ainda tenho que prender você não sabe?

-Mas...e a lasanha?

-Podemos fazer juntos quando você sair, o que acha? Ou podemos sair pra algum lugar.

-Fazer lasanha parece ótimo pra mim. Não acredito que tô sendo cantado pelo cara que me prendeu.

-Nem eu que estou chamando pra sair alguém que vou algemar já já. 

-Algema na sua cama gatinho.

-Depois, princesa..aí você me mostra aquele beijo grego que mencionou,  o que acha?

-Hum...aceito.

-Ok. Se veste Suga, tenho que te levar ainda hoje. 

-Toma banho comigo?

-Sim.

Flash Back off.

-Por isso você demorou horas pra levar ele.

-Sim. 

-Estão namorando escondido desde então? 

-Sim..mas Yoongi mudou, ele parou de roubar assim..só coisas menores como mercadorias e coisas do tipo, não acredito que ele tenha matado alguém. 

-Não acredita? Você prendeu ele.

-É. .eu sei. Eu quero provar a inocência dele. Me ajuda?

-Não sei como, sou o delegado e não o investigador e nem a perícia. Quem é o investigador é. .

-Sou eu.

A voz embargada de Jimin tomou a sala todo. Olhei pra ele, me arrependi um segundo depois  cruzando as pernas e voltando a olhar Jungkook que encarava a escada de boca aberta.

-PODE COLOCANDO UMA CALÇA! 

-SE GRITAR COMIGO DE NOVO EU VOU SENTAR NO PAU DO HOSEOK PELADO!

-Espera vai sentar aonde Aaahhhh. .Jimin..levanta daí aí. .ah.

-Não. 

Jimin disse seco sentado no meu pau e se inclinando pra pegar as provas.

-Jimin meu amor. .senta no braço da poltrona, por favor, é seu coelhinho que tá pedindo hum? Por favor my Mochi. 

-Hum...tá. 

Jimin levantou do meu colo e sentou no sofá, graças a Deus. Ele pegou a carta e a aliança, leu tudo, olhou a aliança e me encarou de perto. 

-Eu sei eu fui AÍ! 

Gritei quando tomei um tapa de Jimin.

-Filho da puta.

-Eu disse.

Jimin foi até Jungkook e sentou no colo dele, Jungkook tentava esconder a calcinha de Jimin com as mãos, completamente inútil mas enfim.

-Vou ter que analisar isso de perto, ainda tem a arma do crime, as câmeras de segurança e as testemunhas, mas acho que tem razão,  a maneira com que ele escreve é muito doce pra ser de um assassino.

-Quanto tempo até averiguar tudo?

-Uma semana no mínimo. 

-Tudo isso?!

-Não tenho como garantir nada antes.

-Tomara que seja rápido. 

…………………….

-Pode bater em mim, mas não deixarei tocar em mim!

-Vamos ver gracinha.

Era assim todas as noites. Hoseok vinha me visitar todo dia, mesmo eu não respondendo ele, os presos notaram que sou especial pra ele, isso me ferrou ainda mais, sempre que ele vem eu sento de costas pras grades, ele não viu as marcas ainda..isso faz três dias, eu apanhei por três dias, mas hoje, hoje eu não aguentei, quando me perguntaram se eu preferia apanhar ou ser deles, eu não não disse nada, eu não conseguia mais aguentar. Eu mal estava consciente, senti apenas as mãos deles pegando meu corpo, me deitando, me virando, entrando em mim. Doeu. Um por um, até cansarem.

-YOONGI! 

Ouvi Hoseok gritar longe enquanto eu era carregado no colo até a cadeira para depor, ele veio correndo até mim. Senti suas mãos levantaram meu rosto, queria poder enxergar ele, mas o que enxergo é apenas os seus movimentos na minha frente.

-Quem fez isso com você?

-….

Eu podia sentir meu sangue escorrer do corpo.

-Yoongi? Está me escutando? Yoon?

A voz dele estava cada vez mais longe, minha cabeça pesou e eu dobrei meu pescoço para baixo a imagem de Hoseok estava longe, a última coisa que ouvi foi minha voz baixa respondendo a ordem dele.

-LEVEM ELE PRO HOSPITAL, ANDEM! ….Yoongi? Yoongi, fica comigo, por favor fica comigo...

-Eu... estava com você, Ho-seok...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...