História Me for you and them for us - Romanogers - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Dra. Helen Cho, Edwin Jarvis, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Laura Barton, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers, Thor, Visão
Tags Capitão, Maximoff, Rogers, Romance, Romanoff, Romanogers, Steve, Suspense
Visualizações 165
Palavras 625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ooooi minhas (e meus) Goooxxtosaas (oosos)
Minha fanfic meia boca, viajada pra um baralho.
Se não tiver leitores fiéis ate quarta eu tiro fora km
Boa leitura 💞

Capítulo 1 - A Escolha


Fanfic / Fanfiction Me for you and them for us - Romanogers - Capítulo 1 - A Escolha


NATASHA ROMANOFF
   Já são 3 anos que minha mãe se foi e meu pai me abandonou, na verdade ele me abandonou quando eu tinha 2 anos, e então não lembro muito dele. Hoje, aos 18 anos e vou tomar a maior decisão da minha vida, eu vou fazer um teste para entrar para a equipe dos Vingadores, não entrar no sentido de já está tudo certo, entrar no sentido que vou tentar, AF! Eu e meu otimismo que me faz se ferrar!
   Tomei meu café as 7 da manhã, eu moro sozinha, eu faço tudo sozinha. Coloco uma roupa qualquer, prendo meus cabelos ruivos, pego meus documentos, embarco no meu Ford Escape 2011 e vou rumo a tal seleção para heróis. Passo por vários faróis abertos, que sorte. Pensamentos vão e vem, saudades da minha mãe, onde está meu pai? Será que tenho irmãos? Meus 12 anos de artes marciais vão me ajudar? Quem serão os outros? Me envolvo demais em meus pensamentos me desviando da atenção ao trânsito e passando por um farol vermelho (o único por sinal, droga!) sorte que não aconteceu o pior.
   Depois de 10 minutos eu chego, há uma Enorme fila, umas 150 pessoas, meu Deus. Checo meus documentos e por acidente deixo minha identidade cair. 
  - Droga! - me abaixo para pegar mas alguém é mais rápido que eu, um homem alto dos olhos claros. Abro a boca para comentar sobre o acontecido mas ele me interrompe.

- Posso dizer uma coisa antes de você dizer o que ia dizer? - ele sorri ao final da frase, eu assenti com a cabeça. - Tenho um comentário bom e outro ruim. - quem essa cara pensa que é?
  - E quais são? - pergunto cruzando os braços já sem paciência.
  - A boa é que você não mudou nada, a segunda é que pintar o cabelo desde nova é meio errado. - ele me entrega a identidade e ri fraco, qual é a dele?
  - Mas eu sou ruiva desde que nasci. - eu odeio a mania das pessoas perguntarem e duvidarem da cor do meu cabelo, só porque meu ruivo é mais tonalizado pra o laranja não significa que seja falso.
  - Eu sei.- ele diz irônico e vai para o setor masculino, ah que raiva. Me dirijo ao setor feminino com varias garotas de faixa etária aparente de 18 à 30 anos. Dão as instruções de várias coisas, seguido de um breve treinamento, eu luto em simulação com uma moça baixinha 3 vezes perante a 6 juízes, no final é dada minha nota e estou na ultima Fase junto a mais 5 garotas, ao todo foram 7 horas no local, eu estava acabada.
   Saio da sala e esbarro com alguém derrubando meu casaco.
  - Desculpe-me! - esse alguém pega meu casaco do chão. - mas ora ora, se não é a ruiva da genética. - ele fez aspas com os dedos.
  - Eu te juro, não é pintado. - eu pego o casaco da mão dele.
  - Vou perguntar pra sua mãe. - ele faz uma cara engraçada que logo se desmancha com minha expressão triste. - o que foi? - ele pergunta.
  - Minha Mãe se foi a exatos 3 anos. - uma lagrima cai e eu rapidamente a enxugo. 
  - Ah.. - ele parece sem graça. - me descul..
  - Não, não se desculpe. - eu o interrompo. - acha que passa nessa? - mudo de assunto.
  - Opa, mais é logico. - ele ri convencido. - bom, vou nessa, ate mais ruiva. - ele pisca e simplesmente se vai. Poxa vida, que homem maravilhoso, um senso de humor incrível. Bem, é hora de ir para casa, estou cansada e preciso por  as idéias no lugar. 


Notas Finais


Comente pelo amor de Jesus Luz kkk
Ate mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...