História Me Mostre O Porquê - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Flowey, Frisk
Tags Flowey, Frisk
Visualizações 9
Palavras 594
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Mistério

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Kon'nichiwa-Ny queridos leitores, hoje estou trazendo este blog com uma one-shot, é uma one-shot bem simples com o personagem principal sendo o ƒłσωεყ, porém é bem curta... Mas espero que agradem a vocês. ^^
Oh, quero ressaltar que:

⇲ Comentários de ódio, serão apagados.
⇲ Críticas construtivas e elogios, serão sempre aceitos.
⇲ Serão respondidos dúvidas e outros tipos de comentários, caso for necessário.

Capítulo 1 - Eu Não Entendo


Fanfic / Fanfiction Me Mostre O Porquê - Capítulo 1 - Eu Não Entendo

Ele... Ele era o problema de Flowey, aquela florzinha não entendia.. Como diabos uma simples criança conseguia lhe trazer tantas dúvidas?...

Afinal, para ele aquele mundo era "matar ou ser morto" então... Alguém lhe explicasse como uma simples criança, conseguia fazer aquilo?! Em meio a toda sua jornada, ele transformou todos aqueles que o perseguiam em amigos! Era impossível, pelo menos era o meos Flowey achava.

Se o perguntassem agora, o que ele achará da criança, certamente ele diria;

“É um idiota, sabe o que é capaz de fazer e mesmo assim... Continua desperdiçando esse poder.”

E enquanto a meio tudo isso, Flowey apenas observava... Até achar o momento de ter sua chance e mostrar seu poder, e logo essa chance apareceu! Sua paciência foi recompensada, mas... As almas dos humanos não permitiram que ele vencesse e agora... Ele estava ali.

Frisk a criança caída, o olhava enquanto a flor mantinha a cabeça baixa...

- Vai me matar, não é? Chegou a minha hora... - Disse a flor psicopata que não mantinha mais nada, apenas aguarda seu fim.

Fechou os olhos e...

Mas o que houve? Nada aconteceu?

Então ele abriu os olhos lentamente, olhou pra cima e não acreditou no que seus olhos lhe estavam vendo.

- POR QUE?! - Gritou sem entender, vendo aquela criança pressionando o botão de "POUPAR". - EU NÃO COMPREENDO, EU TENTEI TIRAR TUDO QUE VOCÊ TEM, ENTÃO... POR QUÊ?! - Dizia ele olhando para Frisk.

✦ Frisk diz que nem tudo podemos levar pelos atos.

- Você não ver?! Eu não vou exitar em tentar te destruir - Responde ele de forma desesperada. - Eu vou te matar! Matar seus amigos! E você não vai poder fazer nada! - Acrescentou com sua face assustadora encarando o humano.

Frisk apenas se abaixou e tocou na bochecha da flor sorrindo.

✦ Frisk fala que sabe que não é verdade.

- C... Como? - A flor encarava aquele ser indecifrável em sua frente.

✦ O humano responde que pode lhe mostra.

- Me mostra?... - Frisk assente com a cabeça, esticando a mão para a flor.

Flowey fica meio receoso, mas ainda não entendia, queria saber... Queria entender aquela criança, que em toda sua jornada só colocava mais dúvidas em sua cabeça. Ele segurou a mão de Frisk enroscando ela com suas vinhas e subiu pelo braço do humano.

E assim ele foi, a barreira foi quebrada, com a ajuda da alma de Chara, e os monstros saíram para fora...

E agora... Ele conseguia sentir o que tanto Asriel almejava... Os raios de sol do entardecer enchiam a flor de vida.

“Então era isso que estava além daquela barreira?” - pensou para sí mesmo, vendo o lindo pôr-do-sol. Não tinha certeza do sentia ou se sentia algo naquele momento, mas... Ele podia uma ter certeza de uma coisa, aquilo era lindo de se ver, o sol indo embora dando para ver o céu escuro, as estrelas começando a aparecer.

Isso... - Disse a flor sem palavras com tamanha admiração. - Uau...

Frisk olha para Flowey vendo seus olhos perdidos na paisagem, voltando a olhar para o sol.

✦ Ele(a) conta que Chara queria quê seu amigo visse as estrelas.

Nesse momento Flowey começou a observar Frisk, surpreso com a criança que acabará de dizer, enquanto o humano soltava uma leve risada pela reação da flor.

- Frisk... É isso que... - Flowey da um sorriso, quase imperceptível, olhando para o lado da criança, ele poderia jurar... Que teria por um momento, visto Chara ao lado de Frisk. - Não é tão mal assim. - Diz a flor.

E o que veio depois disso?

Ah... Isso é outra história, de outro momento, com uma nova família.


Notas Finais


E chegamos ao final da oneshot, eu espero que tenham gostado da história, obrigada a todos que leram até aqui, me desculpem caso algum erro ortográfico.
Mas então, o que acharam da história? Caso alguma dúvida, não deixem de comentar!
Uma ótima semana a todos, e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...