1. Spirit Fanfics >
  2. Me & U (Jungkook) >
  3. You’ve been waiting so long

História Me & U (Jungkook) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu fiz esse capítulo em uma madrugada, eu acho que está bem ruim pra falar a verdade mas me digam o que vocês acham... Se alguém gostar eu continuo, se não eu excluo kkkkk

Capítulo 1 - You’ve been waiting so long


Fanfic / Fanfiction Me & U (Jungkook) - Capítulo 1 - You’ve been waiting so long




E então amanheceu. A ansiedade está tão grande que já nem lembra mais a quanto tempo está contando nos dedos para que o dia de hoje chegasse. Sim, hoje é o dia tão esperado na vida de uma garota chamada Chea, que se mudou à 2 meses e 15 dias de Daegu para Seoul. O dia em que ela vai para seu colégio novo. Parece um tanto supérfluo toda essa ansiedade para apenas o início do ano letivo, a volta ás aulas, porém Chea via isso como uma forma de “Novo Começo”, “Uma Vida Nova”, ela iria fazer amigos novos, iria conhecer novos lugares, pessoas, estilos, tudo! 

Chea é mestiça, metade brasileira, metade coreana, nascida no Brasil e criada na Coréia do Sul. O que apesar de ser algo muito legal para alguns, não era muito bem visto em Daegu, que pasmem, é uma das cidades grandes mais xenofóbicas da Coréia do Sul! Ela, apesar de sofrer muito preconceito, nunca demonstrou ligar para os comentários que faziam sobre ela. Comentários os quais variavam entre “fácil/puta/rodada porque é brasileira” à “falsa coreana/ofensa à Coréia”... Ela gostava de pensar que se não era algo que iria contribuir financeiramente na vida dela, então para que se preocupar?

Mas mesmo Chea aparamentemente não ligando para tais comentários tão infantis, seus pais se preocupavam muito, e por conta desse e vários outros fatores, como melhores ofertas de trabalho e ter uma moradia mais confortável e maior, se mudaram para Seoul à procura de uma qualidade de vida melhor.

Chea é uma garota de personalidade forte, nunca desiste do que quer e sempre batalha para conquistar quaisquer que sejam seus objetivos! 

Ela é uma garota muito bonita, com cabelos pretos longos e lisos, um pouco enrolado nas pontas. Tem um corpo desenvolvido e maduro para a idade dela, com coxas relativamente grandes e seios avantajados, um “corpo de brasileira”, o que chamava atenção na Coréia. Seus olhos são puxados mas nem tanto e em seu rosto existem sardas fofas que, juntando com todos os seus outros traços, deixam ela com uma beleza única.

Ela estava muito animada com a ideia de que iria entrar em um novo colégio livre de comentários e xingamentos ignorantes sobre ela! E com toda essa animação, levantou da cama rápido e já foi ao banheiro tomar banho. Ela já havia deixado todas as coisas separadas para que acordasse e tudo já estivesse pronto. O uniforme, o sapato, as meias, a maquiagem, o perfume, a mochila e até mesmo o café da manhã já estavam separados! Depois que saiu do banho, colocou música em sua caixinha de som e foi se arrumar. Apesar de ser vaidosa, não gostava de exageros desnecessários, então só passava o básico para ir ao colégio. Prendeu metade do cabelo colocando uma fita vermelha de enfeite, que combinava com o uniforme, passou seu perfume, colocou sua pulseirinha e pronto, acabou!

Assim que terminou de se arrumar, desceu as escadas, da então casa nova que é bem maior que a antiga, e foi até a cozinha pegar o café da manhã que já havia sido preparado.


-Bom dia mãe, bom dia pai! 


-Bom dia filha! Dormiu bem? Ansiosa para o colégio novo? - seu pai perguntou enquanto sua mãe estava ocupada terminando algo do trabalho no notebook.


-Dormi sim! Ah e você nem faz ideia do quão ansiosa eu estou! 


-Pelo jeito não vai querer que eu faça o café da manhã para você - comenta sua mãe rindo ao levantar da mesa e ver Chea com tudo pronto - Bom dia filha. Como você está? - pergunta ao dar um beijo na bochecha de Chea.


-Estou bem. Bem ansiosa e animada! Estou determinada a ter uma boa vida escolar esse ano! 


-Que bom filha. Estamos animados por você! - diz sua mãe.


Assim, ela comeu seu café da manhã e logo depois de um tempo já estava quase na hora de sair. Foi escovar os dentes e pegar um casaco, porque o tempo estava um pouco frio. Após já estar completamente pronta, seu pai a levou para o colégio de carro, mesmo sabendo que nas próximas vezes ela teria que ir sozinha pois eles (seus pais) são bem ocupados. 

E enfim, chegou ao colégio. Era tanta ansiedade que o coração dela estava a mil! 

Saiu do carro, que estava em frente ao colégio, se despediu do seu pai agradecendo a carona e entrou. 

Meu deus, ela pensava, é tão bonito! O colégio é muito grande!

Ainda admirada com o colégio, seguiu em frente e entrou no prédio. 

Tinha muita gente, muita gente mesmo e muitos pareciam estar olhando, notando Chea ali. Ela ficou nervosa, preocupada. Será que ainda iria sofrer o preconceito que sofria mesmo tendo saído de Daegu? Tentou não pensar muito nisso, pegou o papelzinho em seu bolso com o número da sala e continuou. 

Ao entrar na sala, recebeu diversos olhares, alguns curiosos e outros com um certo teor de malícia. Chea não era de se gabar, mas já havia entendido. Estavam encarando ela por conta de sua beleza. Apesar de não ligar e não se achar melhor que ninguém por ter seios que eram nitidamente grandes e pernas que eram grossas e bonitas, ela sabia que os comentários eram sobre isso, e não, ela não se sentia confortável. 

Uma garota sentou ao seu lado. Ela era muito bonita, tinha cabelos curtos pretos na altura do queixo e estava bem cheirosa. 


-Oi! - diz a menina animada.


-Oi! responde Chea na mesma animação.


-Você é nova aqui né? - pergunta ela curiosa.


-Sou sim. Vim de Daegu.


-Ah que legal! - falou animada mas ainda com um ar de curiosidade.


-É, mas não gostava muito de lá... 


-Aí desculpa, sério, mas eu tenho que perguntar, você é mestiça? Estrangeira? Você tem uma beleza que é exótica, não tem cara de coreana - pergunta falando bem rápido. 


-Ah - ri um pouco. - Sim, sou mestiça. Metade coreana, metade brasileira. Nasci no Brasil mas cresci aqui! 


-Ahhhh que incrível! Isso explica seu corpo bonito! 


-Ah, obrigada - disse um pouco desconfortável.


-Mas e aí? O que você gosta de fazer? 


Antes mesmo de responder, muita gente chega em sua mesa, começam a perguntar muitas coisas ao mesmo tempo. Mas a pergunta mais frequente era: você é estrangeira??? 


-Oou gente, vocês querem matar a menina?? Afasta aí galera, calma.


-Obrigada, hum, como é seu nome mesmo?


-Hyunjoo. E o seu? 


-Chea - diz para hyunjoo, rindo um pouco. - Meu nome é Chea, tenho 17 anos, vim de Daegu e sou brasileira! Porém cresci aqui na Coréia do Sul. Meu pai é brasileiro e minha mãe coreana. Caso era isso que vocês queriam saber - e dessa vez disse para todos, que pareciam depender daquilo para viver de tão eufóricos.


-MEU DEUS SÉRIO? DAEBAK! - muitos falaram.


Chea ficou surpresa. Ela tinha receio de serem maus com ela nesse colégio também. Estava feliz. Muito feliz!


-Ah então você é brasileira? - diz um garoto rindo um tanto debochado. - Então santa você não deve ser - completou, falando com um ar extremamente malicioso.


E a felicidade durou pouco.


-Você tá doido Minjoo? Cala a boca cara. - falou Hyunjoo brava. 


-Ah, já estou acostumada com esses comentários. - disse Chea com um semblante triste. 


-Hein, nem ligue para esses idiotas. - disse Hyunjoo tentando me consolar.


-É, garotos são assim. -fala Chea olhando para o grupo de garotos que provavelmente ainda estavam comentando sobre ela. Porém vê um garoto que estava quieto, em sua carteira, mexendo no celular. E ficou olhando para o tal. 


-Ah você achou o Jungkook. - disse hyunjoo calma enquanto pegava seus materiais.


-Jung o que? 


-Jeon Jungkook. Ele é na dele, tem um ar meio bad boy, mas nunca entrou em uma briga ou tirou notas baixas. - diz ela rindo um pouco. - Mas mesmo assim, alguns garotos sentem medo dele. 


-Ah que interessante -diz Chea rindo. - Nunca vi bad boy nerd. 


Chea continuou olhando para ele. Ele tinha um maxilar e um cabelo muito bonitos. Ele era fofo e não fofo ao mesmo tempo. 

Ela continuou olhando ele, enquanto Hyunjoo contava como o sanduíche de atum da cantina era bom. 


-Chea? Você tá me ouvindo? -  pergunta Hyunjoo rindo ao ver que Chea ainda estava concentrada em Jungkook. 


-Ah, sou vegetariana. Não como sanduíche de atum. 


-Sério? Ah, mas não importa. Tem muitas opções maravilhosas para você.


Chea parou de encarar Jungkook e olhou para frente, enquanto um professor entrava na sala de aula.

Mal sabia Chea que Jungkook havia notado que ela o olhava, e que ele gostou. 


Jungkook, é um adolescente normal, gosta de videogames, HQ’s, mangás, animes e etc... E obviamente, como um garoto adolescente heterossexual normal, ele gostava de garotas. E como gostava. Apesar de não demonstrar e nem ser popular no colégio, ele, hum como posso dizer? Trocava afeto com muitas garotas. 

Jungkook é um garoto educado, tem suas prioridades e valores éticos consigo. Ele achava ridículo como os garotos de sua idade agiam, principalmente os garotos de seu colégio. 

Chea chamou a atenção de Jungkook, mas nunca a iria deixar desconfortável com perguntas e comentários tolos. 

Apesar de não gostar dos comentários maliciosos dos garotos de sua sala sobre a Chea, ele também ficou um tanto curioso em saber mais sobre ela. 

Ora, não podia negar de que ela tinha um corpo bonito e um rosto lindo. Mas mesmo estando interessado em conhecer mais ela, ele sabia que Chea não teve uma boa impressão dos garotos do colégio e apesar de querer algo parecido que eles, ele era educado e não queria parecer idiota como o resto, então optou por não fazer nada, somente se ela mostrar interesse.


Chea, bem, tem suas experiências. Ela já teve 4 namoros, dentre deles 2 com garotas. Ela é bissexual. 

Chea odiava os comentários maliciosos sobre ela. Que por ser brasileira, não é santa. Mas o que a faz sentir pior, é que ela realmente não é. Não que ela se arrependa de ter tido relações em seus namoros antigos, não, não, ela não se arrepende nem um pouco. Mas ela se frustra com a ideia de que só porque ela é brasileira ela transaria com qualquer um. Não é assim. É ridículo.

E agora, não bastando ter que ouvir esses comentários em Daegu, Chea vai ter que ouvir em Seoul.

Chea pensava tanto nisso que nem viu a hora passar. Já estava na hora do primeiro intervalo. 

Hyunjoo e Chea foram juntas á cantina.

Foi Chea sair da sala que todos os olhares foram para ela, e pra melhorar, todo mundo já sabia de que ela é brasileira. E com isso, adivinhem? Garotos idiotas de outra sala já estavam fazendo os mesmos comentários bestas. 

Chea estava claramente desconfortável, não esperava chamar tanta atenção. Ela só queria ficar “de boa” sem se frustrar.

Hyunjoo a acompanhou e mostrou a cantina. As duas comeram no lado de fora do prédio para ficarem mais tranquilas.

Lá sentaram em um banco perto da quadra aberta e conversaram. Elas perceberam que têm gostos muito parecidos! 

O primeiro intervalo passou rápido, logo elas voltaram para a sala. Depois disso,  Chea nem percebeu as aulas passarem. E o sinal do segundo intervalo tocou. Agora é hora de almoço, então o tempo é maior. 

Chea e Hyunjoo fizeram a mesma coisa de antes, pegaram a comida, foram para fora e sentaram nos mesmo banco. Lá, dessa vez, Chea notou que Jungkook comia sozinho, no gramado da escola, embaixo de uma árvore. 

Quando elas terminaram de comer, Hyunjoo sugeriu que elas fossem comprar sorvete e andar pelo colégio já que ainda tem muito tempo de sobra. Chea concordou, mas antes de ir, observou Jungkook mais uma vez. Esse que agora estava dormindo. Chea riu baixo e acompanhou Hyunjoo. 

Depois de um tempo o sinal bate e é hora de voltar. Elas voltaram, e assistiram a mais algumas aulas. Chea estava pensativa... Ela queria tanto que fosse tudo normal nesse colégio, estava tão animada com a ideia de que não teria mais que suportar o que sofria em Daegu, mas pelo jeito estava errada... A decepção foi bem grande. 

E então, sem perceber o tempo passar, o sinal bateu. O primeiro dia de aula no colégio que deveria ser perfeito, mas não foi, acabou. 

Chea pegou suas coisas e foi andando calmamente até o lado de fora do colégio, enquanto desenrolava os fones de ouvido. Ela notou que ainda a encaravam, mas não quis se frustrar com isso de volta. Chegou em frente ao portão do colégio, e ouviu Hyunjoo gritando atrás dela.


-EI CHEA ESPERA - gritou Hyunjoo enquanto corria em direção à Chea.


-OI - gritou também, logo depois riu. 


-Você saiu sem falar nada, o que houve? 


-Ah, eu tava pensando sobre coisas da vida e acabei esquecendo, desculpe.


-Não precisa se desculpar! Bem, eu já vou indo, tenho que ajudar minha mãe com o aniversário da minha vó, te vejo amanhã! Tchau!


-Tchau! - disse alto enquanto acenava.


Depois de ter se despedido de sua mais nova amiga, voltou a atenção ao celular e ao fone de ouvido. Selecionou uma música em sua playlist favorita e começou a andar. 

Mas notou algo. Alguém a encarava e esse alguém era Jeon Jungkook. 

O garoto estava encostado na parede com Headphones. Estava quieto, mas ainda curioso sobre a garota nova. 

Ele a viu vindo para perto do portão e a viu se despedir da amiga. Ficou perplexo com tanta delicadeza nos gestos de Chea, “ela é doce” pensou. Mas era notório que ela estava desconfortável com o que as pessoas estavam falando sobre ela. 

Jungkook a observava atentamente, até que ela o notou. A princípio ele ficou sem jeito, mas resolveu falar com ela para que não saísse como estranho. 


Chea quando viu que Jungkook estava vindo em sua direção, ficou receosa com a ideia de que ele poderia fazer os mesmos comentários que todo mundo.


-Oi. - disse Jungkook calmo.


-Ah, é, oi. - disse Chea um tanto nervosa.


-Você não parece estar gostando muito daqui. 


-Ah, não é isso...


-Não se preocupe, já já irão parar de falar essas asneiras sobre você. - disse Jungkook de um jeito tão calmo, mas mesmo assim com muita firmeza. 


-Você acha? aí tomara, eu realmente não gosto do que falam de mim - disse Chea com um semblante aliviado. 


Jungkook notou que Chea realmente não estava nada confortável com os comentários que estavam fazendo sobre ela e ficou irritado, mais do que já é usualmente, com aqueles idiotas. 


-Eu acho. Logo eles arranjam outra coisa besta pra falar sobre. 


-Obrigada. 


-Obrigada pelo o quê? - perguntou Jungkook, não entendendo muito bem a gratidão repentina dela.


-Por ser a única pessoa, além da Hyunjoo, que foi realmente gentil comigo. 


Jungkook ficou surpreso e triste ao mesmo tempo.


-Não precisa agradecer. É o mínimo que um garoto deveria fazer por uma garota. - disse Jungkook. - Mas agora eu já vou. Nos falamos outro dia. 

E Jungkook saiu. 


Ele ficou refletindo sobre a conversa que teve com Chea, e quanto mais refletia, mais ele achava que ela é muito doce e muito inocente pra querer ter algo com ele... Pensou que foi bom ter conversado com ela, porque agora sabe que as chances são poucas.

Já Chea ficou hipnotizada com tanta beleza. Ela o observou de longe dentro de sala, não pôde ver tal beleza de perto. 

Chea geralmente não é assim, mas sua cabeça não para de imaginar como seria, hum, como posso dizer? Trocar afeto com ele. 

Sua boca, seu rosto, sua voz, seu sorriso, que ainda não o viu sorrindo de verdade, porém já pôde ver que é lindo, o jeito como a tratou, tudo que viu era perfeito. E podia apostar que o que não viu seria também. 

Mas Chea achou que ele não mostrou muito interesse, e que por conta disso, não iria querer nada com ela. Ele foi o único garoto da sala que não a elogiou, ou que não a convidou pra sair e assistir Netflix, se é que vocês me entendem, então não devia ter nenhum interesse nela. 

aí aí mal ela sabia...

Mas esses pensamentos não a distraíram por muito tempo, tinha muita coisa a fazer e esqueceu rápido.

Chea chegou em casa, lavou a louça, varreu a casa e depois foi tomar banho. 

Tomou banho e se jogou na cama. Colocou alguma série em sua TV e ficou assistindo até de noite. 

Os pais de Chea chegam sempre bem tarde, ou as vezes nem chegam. Eles trabalham muito e quase nunca estão presentes, mas sempre tentam compensar com Chea quando têm tempo. Porém em compensação eles têm muito dinheiro, então Chea vive confortavelmente.

Enquanto Chea estava assistindo, seus pais ligaram para ela e disseram que iriam chegar bem tarde e que ela poderia jantar sozinha. Então Chea pediu pra delivery um burrito vegetariano. A última coisa que ela queria agora era cozinhar e lavar louça. 

E foi assim a noite monótona de Chea, ela terminou de comer e foi dormir. 


Outro dia amanheceu, mais um dia, mais oportunidades das coisas darem certo, né? 

Bem, foi com esse pensamento que Chea se motivou para não ficar na cama se deprimindo. E o mesmo processo aconteceu de volta: tomar banho, se vestir, se maquiar, arrumar o cabelo e tomar café. Ela fez o mesmo penteado, porém não colocou uma fita vermelha e sim uma preta.

Logo depois de tomar café, escovou os dentes e foi a pé para o colégio. 

E ao chegar no colégio os olhares voltaram pra ela, mas de um jeito diferente de ontem. Chea apenas ignorou. 

Assim que entrou na sala todas as pessoas ali presentes a encaram quase que sem piscar, e os cochichos e risadas começaram.

Ela não estava entendendo, as pessoas estavam diferentes de ontem, mas mesmo assim seguiu até sua carteira.. Hyunjoo não estava ali. Então hoje Chea estava sozinha. 

Estava sendo agonizante saber que aqueles cochichos eram sobre ela. Chea começa a se arrepender de não ter ficado se deprimindo em sua cama.

Jungkook assim que chega na sala, procura com os olhos Chea e a vê claramente triste, e junto com isso percebeu o incomum jeito que a sala estava, todo mundo estava cochichando, e os garotos rindo e sendo idiotas como sempre. Jungkook sentava em um lado da sala e Chea em outro, então não dava pra vê-la bem (principalmente com aqueles garotos fazendo o fervo). Jungkook sentava perto de minjoo e seus amigos os quais estavam extremamente animados aquela manhã.

Jungkook começou a pensar sobre Chea, ele queria muito, trocar afeto heh, com ela só que:

primeiro: Ele não queria agir que nem um babaca com hormônios à flor da pele 

segundo: Ele acha que ela é muito doce, muito inocente pra tentar algo. 

aí aí mal ele sabia...

 Mas uma conversa dos garotos ao lado o faz se distrair dos seus pensamentos.


-Ela tá se bancando de inocente mas ontem depois da escola ela foi bem diferente. - disse minjoo. 


-Eu não acredito que você conseguiu comer a novata no primeiro dia de aula. Nossa você é o cara - disse jinseo, amigo de minjoo. 


Jungkook quando ouviu aquilo, entrou em choque.


-Minjoo você o que?!!! - perguntou Jungkook.








••••••••••••










Notas Finais


E então, o que vocês acham? Jungkook vai acreditar que o minjoo e a Chea tiveram algo, e com isso vai deixar aquela ideia de que Chea é inocente? ou Jungkook não vai acreditar e vai sair no soco com o minjoo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...