História Medicina à Dois(Baekhyun)-Exo - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho
Tags Baekhyun, Exo, Kpop, Lay
Visualizações 581
Palavras 1.285
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoinhas
Me desculpe por não postar ontem, eu cheguei muito cansada da aula então a preguiça me pegou. Perdoem-me.
Espero que vocês gostem e tenham uma boa leitura.


ps-Acho que vão gostar ... :)

Capítulo 46 - 46


Sentia como se minha perna estivesse ficando dormente. Minha visão estava cada vez mais embaçada. Eu chorei muito. Eu me sentia culpada pela morte de DongHae. Eu não fazia ideia de onde estava indo apenas segui a primeira estrada que encontrei.

O medo ainda me corroía. Se ele matou DongHae quer dizer que ele ainda viria atrás de mim.

Avistei uma placa que dizia estar a 5 km de Seul. Senti certo alivio mas de nada adiantaria tal sentimento com aquele homem solto.

S/N off

 

Narrador

Os policias que foram enviados a mando de D.O. mal chegaram no local e viram o quanto o ambiente parecia transtornado.

Eles viram uma pequena casa com as portas abertas e estranharam o fato de um corpo estar jogado ali. Estacionaram o carro o mais próximo possível e desceram ás pressas. Viram o sangue derramado no chão e viram que o homem estava desacordado.

- Chame a ambulância – um deles disse depois de checar os batimentos da vítima – Ele ainda não morreu.

Narrador off

 

Baekhyun on

D.O. ainda estava em casa quando eu recebi uma ligação. A pessoa não disse nada. Eu apenas ouvia sua respiração e o barulho do carro.

- Quem é você? – perguntei e apenas ouvi uma risada.  – Seu desgraçado – dito isso ele desligou. – Era ele.

- Porque ele te ligaria? – D.O. disse um pouco pensativo

O telefone começou a tocar novamente e eu atendi bruscamente pensando ser o sequestrador mas meu tom mudou ao ouvir quem era.

- Me desculpa te incomodar Baekhyun – o diretor do hospital disse – Sei que está passando por um momento muito difícil mas eu preciso de sua ajuda.

- E do que precisa? – perguntei

- Um dos pacientes está se negando a ser atendido por outro médico a não ser você. Precisamos injetar um medicamento para a cirurgia mas ele está se negando. Poderia passar aqui por favor? São apenas 10 minutos.

- Tudo bem – bufei – Vou chegar o mais rápido que puder.

- O que ele queria? – D.O. perguntou

- Preciso ir ver um paciente – passei a mão pelo rosto – Emergência.

- Vou com você – disse – É melhor não bobiar.

Baekhyun off

 

Mindi on

- Hea não está bem Lay – disse tentando fazer ela parar de chorar – Talvez devêssemos ir para o hospital.

- Você já deu remédio? – ele perguntou

- Sim mas ela ainda chora. Deve estar com alguma infecção – suspirei – Vamos rápido.

Ele concordou e foi até a estande pegar a chave do carro. Ele abriu a porta de casa para mim e fomos rápido até o carro.

Mindi off

 

S/N

Quando vi as luzes da cidade meus olhos se abriram um pouco mais. Eu não conhecia essa parte da cidade então segui uma placa que indicava o hospital.

Olhei para o retrovisor e vi um carro preto atrás. Acelerei mais a camionete mas ele também acelerou. Comecei a me desesperar então entrei em uma rua qualquer. Ele me seguiu e eu virei de novo em outra rua. Estava de noite então não haviam muitas pessoas na rua. Olhei de novo para o retrovisor e não vi mais o carro. Eu sei que poderia estar ficando louca. Minha vista não está muito boa no momento mas e se aquele carro fosse o dele? Eu não consegui ver direito.

(...)

 

De longe avistei aquele lugar familiar a mim. Grande e branco. O hospital parecia estra tranquilo. Parei a camionete me frente a ele e quando fui descer acabei caindo no chão. Minha perna estava doendo muito. Me apoiei no pneu e consegui levantar. Praticamente rastejando minha perna comecei a caminhar para a porta do hospital.

- S/N – ouvi aquela voz me chamar e já o olhei com os olhos cheios. Ele parecia querer chorar também. Começou a correr em minha direção mas parou no meio do caminho.

Senti algo me pegar por trás e segurar meu pescoço com força. Ele bateu em minha perna de propósito e eu quase cai no chão. Ele passou uma faca pelo meu pescoço e eu senti o sangue sair e escorrer até minha clavícula.

- Achou que ia tão fácil assim? – cochichou no meu ouvido

- PARE – Baekhyun gritou e chegou mais perto.

- Se você chegar mais perto mato ela agora mesmo. – guardou a faca no bolso e tirou de lá uma arma – Sabe, essa sua garota me deu muito trabalho. Ela me fez ir atrás dela 2 vezes.

Eu conseguia ver o desespero no olhar de Baekhyun. Ele havia congelado na minha frente. Atrás dele perto de um carro vi uma figura que eu rezei tanto para que não encontrasse esse homem.

- Parece que temos mais plateia – ele disse assim que viu Mindi.

Quando me viu ela pareceu ficar desnorteada. Olhou minha perna e todos os machucados que eu tinha. Eu conseguia ver suas mãos tremerem.

- Sabe Mindi acho que você chegou numa hora certa –ele disse  – Eu posso concluir o show aqui na sua frente. Você até trouxe sua família inteira. Você acha que Hea vai gostar do som do tiro passando pela cabeça de sua querida tia?

- Você é louco – Baekhyun disse

- Eu louco? – riu – É tudo culpa dela – apontou para Mindi – Por sua culpa sua amiga está assim. Você está feliz? Você fez isso com ela. Seu irmão tinha razão sobre você.

Lay disse algo no ouvido de Mindi e ela negou com a cabeça. Ele a olhou sério e acho que ela concordou com o que ele disse. Ela começou a caminhar para dentro do hospital mas com os olhos fixos em mim.

- Se você passar por essa porta eu atiro nela e em você – ele disse com uma voz rouca – Venha para cá Mindi, você tem que ver isso.

- Desgraçado – Lay disse querendo partir para cima dele mas se conteve quando alguém tocou seu ombro.

- O que temos aqui – ele riu e me apertou mais me deixando quase sem ar – Um policial. Parece que você vai se salvar S/N. Não está feliz? Vamos pule de alegria – ele me chutou - Pule

- Se tocar nela de novo eu mesmo te mato – Baekhyun disse – Ela não tem nada a ver com suas loucuras.

- Sabia que por causa dela eu matei um cara –  disse – Ele parecia tão valente brigando por você S/N, pena que eu tinha uma arma não é mesmo. Parece que os homens gostam de você. Inclusive eu. – passou a mão por meu corpo – Hey Baekhyun você gosta do corpo dela? Eu não tive o prazer de ver.

- Me diga uma coisa – a minha última esperança apareceu e impediu que Baekhyun fizesse qualquer erro – Como prefere resolver isso? – D.O. disse – Por bem ou por mal?

- Não tenho medo de você – respondeu

- Mas deveria ter de nós –fez um sinal com a cabeça e vários policiais armados apareceram.

- Agora solte-a – D.O. disse mas ele me apertou mais – SOLTE ELA

Ele colocou a arma na minha cabeça e eu fechei os olhos. Sentir aquilo em mim era horrível. É como dizem os filmes. Em momentos como esse a vida passa pelos seus olhos. Quando aprendi a andar de bicicleta, quando passei em medicina, quando conheci Baekhyun, a primeira vez que peguei Hea no colo. Será que minha vida iria acabar assim?

- Se eu morrer. Ela também morre – encolhi um pouco o corpo e ouvi o tiro. Abri meus olhos e não senti nada. Não foi ele quem atirou. Olhei para frente e vi D.O. com a arma a mirada nele.

- Poderia ter acertado ela – Lay o repreendeu.

Senti aquele sangue sujo molhar minha roupa e antes que pudesse fazer qualquer coisa senti meu corpo desabar  e Baekhyun me pegar no colo em desespero.

 

 


Notas Finais


Capítulo tenso neh
Todo mundo achando que eu matei o DongHae
D.O. salvou S/N
Ah e caso vocês se perguntem onde estava D.O. quando Baekhyun chegou, ele teve que atender uma ligação então se afastou um pouco, mas como já viram deu tudo certo.

Gente to viciada em Black Suit, os meninos do Super Junior estão tão lindos ah( corações voando)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...