1. Spirit Fanfics >
  2. Medo de amar >
  3. Ansiedade

História Medo de amar - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Ansiedade


Fanfic / Fanfiction Medo de amar - Capítulo 2 - Ansiedade

Desde o dia do torneio da escola, não consegui parar de pensar naquela garota na qual eu nunca havia me preocupado. Ela é forte. Muito forte. Aqueles dois reclamando por ter atacado uma garota indefesa... Não sabem a merda que eu passei ao enfrentá-la.

Comecei a observá-la, talvez até mais do que observava a idiotice do Deku. De vez em quando, nossos olhares se cruzavam, e isso só me deixa cada vez mais puto por não conseguir conversar com ela.

Em uma certa noite chuvosa, não estava conseguindo dormir por x motivos. Então decidi sair do meu quarto e ir tomar uma água e comer alguma besteira. Caminhando pelo corredor, ouvindo apenas o barulho de meus passos na madeira e a chuva que caia lá fora, passei na frente do quarto da amiga dela. E aí eu ouvi sua voz. Parei imediatamente, e devagar, aproximei meu ouvido direito da porra da porta. Não consegui entender muita coisa, mas uma eu entendi. Ela estava gostando de alguém. Ah. Novidade... É. Eu sabia que não era pro meu nível mesmo. Afinal, quem gostaria da porra de um megafone 24h ligado como eu?

Decidi me afastar da porta e tentar deixar para lá, caminhando novamente até a cozinha. Ao chegar, me surpreendi por não ser o único a estar com insônia. Deku também estava lá. Estava tão mal com a notícia de que meu sentimento não seria correspondido, que nem me irritei tanto por ele estar ali.

- E aí. - falei, ao me aproximar. Ele deu um leve pulo na cadeira na qual estava sentado, me olhando surpreso.

- A-Ah, Kacchan! Eu... Desculpa, já tô de saída...

- Relaxa, tô de boa. Quero falar com você.

Eu mesmo me surpreendi com tais palavras, e ele mais ainda. Sentei de frente para ele no balcão, meus olhos deviam estar amedrontadores, mas não era por querer. Dessa vez.

- Escuta... Como é gostar de alguém? Você gosta de alguém? Esse sentimento... Normalmente dói?

Acho que essa foi a coisa mais estranha que eu disse. Fazer o quê, né. Todo mundo tem essa fase.

- Ah, é sobre isso... Puxa vida... Nem sei como te explicar... Bom, quando você gosta de alguém... Você começa a pensar na pessoa, e esse pensamento normalmente é feliz, eu acho. Seu coração começa a bombear sangue mais rápido, e só de pensar em ver essa pessoa com outro alguém de um modo... próximo, te irrita. Eu acho que é mais ou menos isso.

- Oh. - pensei, e acho que era exatamente assim que eu estava me sentindo. - Certo. Valeu. - Levantei da cadeira e peguei um copo da dispensa, enchi-o de suco de laranja da geladeira e bebi. Pior que doía pra caralho pensar que não tinha sequer uma chance.

- Kacchan... De quem você gosta?

- Não é da sua conta, seu merda.

- Ah, o velho Kacchan... Eu só tava pensando que... talvez... eu podia te ajudar.

Olhei pra trás imediatamente, boquiaberto. Ele realmente faria isso? Não era uma pegadinha? Parece que ele entendeu errado minha expressão, e ficou com tanto medo que já ia saindo.

- Epa, epa. Peraí. Vai mesmo fazer isso?

- Bom... Se você quiser... Mas tem que prometer não gritar comigo por 1 mês inteiro, senão... nada feito.

Puta merda. Era mais fácil me pedir pra dançar Gangnam Style de cueca. Inspirei fundo, invoquei o espírito de Buda em mim, e pelos espíritos sagrados da calmaria, eu não podia gritar com aquele merda.

- Tá, negócio fechado.

Deku sorriu e estendeu a mão para mim, e eu, receoso, apertei. Mas só por 1 segundo. Vai que pego alguma trouxisse.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...