História Meeting You - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 95
Palavras 959
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fantasia, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Curioso


Fanfic / Fanfiction Meeting You - Capítulo 1 - Curioso

 

Pov Robert

Largo a câmera para atender as batidas na porta. Quem será? Nunca me incomodam.

‘’Oi...’’ um loiro com topete arrumadinho demais abre um sorriso amarelo ‘’Tem fogo?’’

O se tenho...

‘’Digo, é que acabo de me mudar e não to achando.’’

‘’Acaba de se mudar?’’

‘’Sim, sou Marco Reus, seu novo vizinho’’

Seguro sua mão ele aperta a minha um pouco mais forte que o necessário. Penso em disputar força com ele, mas desisto.

‘’Não vai me dizer seu nome?’’

‘’Robert’’

‘’Ah sim, e então será que pode me emprestar um fosforo? Quero fazer um café. Pra animar a fazer as coisas sabe? Ta tudo na caixa’’

Ele sempre fala assim pelos cotovelos? Deus que me livre.

‘’Vou pegar’’ atravesso a sala indo ate a cozinha.

Vizinho novo e nem me avisaram, ele esta no meu andar eu tinha o direito de saber quando o cômodo ao lado fosse alugado, que falta de consideração.

Ah não! quando volto ate a sala o loiro esta mexendo na minha câmera perto da janela.

‘’Você é detetive?’’

‘’Não’’

‘’Ok, me desculpe. Tem muita foto de um homem, é um que fica ali naquele apartamento no outro prédio? Você é gay?’’

Caraio, ele fala mesmo demais.

‘’Quer parar de ser xereto’’

‘’Ele é prostituto’’ como ele sabe de uma coisa dessas se acaba de se mudar? ‘’Será que atende homens? Você é gay?’’

‘’Não. Quer dizer sim’’ respondo me sentindo meio zonzo com tantas perguntas.

‘’Se ele atendesse ate eu queria’’

‘’Você é gay?’’ rio do meu próprio tom de voz, por que eu estou tão surpreso. Ta na cara que é.

‘’Não eu não, mas se ele faz sucesso com as mulheres quero aprender.’’

Franzo a testa, ele pega o isqueiro da minha mão.

‘’Te devolvo quando achar o meu’’

‘’Não tem pressa, e me chame pra um café’’

‘’Quando tudo estiver em ordem chamo sim’’ ele passa pela porta, mas antes de ir me deseja boa sorte com o moreno das fotos.

Volto para a janela, o moreno parece estar sozinho, desde que entrei de férias no serviço não faço outra coisa além de espiona-lo. A vida dele parece boa demais, vive fazendo sexo com as mais diferentes mulheres, e de quase todas que pude ver são bonitas, por que elas o procuram? Claro que fiquei curioso. Quando não se tem nada a fazer é preciso manter a mente ocupada mesmo com coisas que não faz sentido, pode não fazer para outros, mas nesse momento estou muito interessado em saber o que esse homem faz na cama.

Pego o celular e ligo para o numero que consegui pegar com uma das mulheres que saiu de seu apartamento, sim cheguei a esse nível de desespero.

- Lesso que fala, boa tarde.

- Atende em residência?

Vou direto ao assunto antes que comece a gaguejar. Deus o que estou fazendo?

- Sim, mas cobro mais caro.

- Sem problemas.

- Seria você e sua mulher?

Lembro do loiro mas prefiro deixar meu novo vizinho curioso de fora.

- Na verdade é só eu.

Digo depois de limpar a garganta.

- Sem problema, passa o endereço e a que horas quer que eu chegue ai.

Tenho uma genial ideia, mas não sei se o loiro vai aceitar.

‘’Você o que?” ele arregala seus olhos verdes.

‘’É só por duas horas, e você pode ficar no meu apartamento’’

‘’Ta maluco?’’

‘’Isso eu acho que já sou faz tempo. Por favor, eu te conto tudo’’

O loiro faz cara de nojo.

‘’Não eca, obrigado’’

‘’Mas você disse que tinha curiosidade’’

‘’Com uma mulher, não com um homem do seu tamanho’’

‘’Não me peça mais fogo’’

O loiro me encara e eu ajo como se tivesse quinze anos.

‘’Que horas vai ser?’’

‘’Uma hora, ou meia...’’ olho no relógio.

‘’Impossível’’ ele olha para as caixas pela sala ‘’Não tem como eu arrumar tudo isso.’’

‘’Deixa assim mesmo, quero que ele pense que sou novo mesmo por aqui’’ com as fotos e espionagens que tenho dele é melhor pensar isso.

‘’Você além de maluco, esta obcecado. Nunca vi um gay obcecado e cara é engraçado’’

‘’já montou a cama?’’

Mudo de assunto passando para o cômodo adentro. E sim estou obcecado porque toda vez que vejo aquele moreno com um coque preso de um jeito sexy fodendo uma mulher eu fico de pau duro. Já tentei sair, conhecer outros, mas nada me faz esquecer aquele homem fodendo. Preciso saber como é estar com ele mesmo que seja a maior loucura da minha vida.

Não vejo os minutos passarem quando escuto batidas na porta, é ele, meu corpo se agita, abro a porta e ele nos encara com seus olhos castanhos,  ele é ainda mais lindo de perto

‘’Estava combinado apenas um’’

‘’Sim, ele já vai’’ tiro o loiro de sua própria casa, ele sai com um empurrão que dou em suas costas.

Fecho a porta me sentindo estranho.

‘’Acabou de se mudar?’’

‘’Sim, mas tenho cervejas que comprei ainda estão geladas.’’

‘’Não bebo em serviço’’ ele tira a camiseta, observo suas tatuagens algumas minha câmera pega bem, mas outras não consigo ver de tão longe. Agora ele esta aqui e posso ver e até tocar. Engulo em seco.

‘’Onde vai ser’’ ele me olha dos pés a cabeça e sinto meu pau acordar. Levo minha mão nele na tentativa de acalma-lo, coisa que claro não funciona, meu toque só o faz ficar ainda mais duro.

Aponto para o quarto.

Ele fecha a cortina e olha para o coxão no chão.

‘’O que vai querer?’’

‘’Preciso dizer agora?’’

‘’Sim, e pagar também’’

Merda minha carteira...

‘’Nunca ficou com um homem ou não fez esse tipo de programa?’’

‘’A segunda opção’’

Ele sorri me analisando, estou tão nervoso.

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...