História Mega Man X New Dimension - Capítulo 78


Escrita por:

Postado
Categorias Mega Man
Tags Continuação, Mega Man X
Visualizações 10
Palavras 3.167
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Shounen, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Fala ai molecada blz. Tudo bem com vcs? Eu espero que sim, pois hoje tem capítulo novo. Ok, eu que demorei pra caramba para lançar o capítulo, mas o começo das aulas e o lançamento da minha terceira fanfic acabaram cobrindo parte do meu tempo.
Mas enfim, hoje teremos a luta em conjunto do Axl e do Wing Crowrang. Eu tentei dar o meu melhor para a luta ficar boa, espero ter atingido a minha meta.
Espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 78 - As correntes mortais de Yuna


Base subterrânea da Red Alert (Setor F):

Axl é materializado no meio de uma grande sala feita de metal, dois segundos depois outro reploid é teleportado para o lado do jovem, era o seu companheiro Wing Crowrang. Os dois moveram os olhos pelo lugar e rapidamente conseguiram reconhecer onde estavam:

Axl: Esse lugar... Meu Deus isso quer dizer que estamos na...!

Wing Crowrang: Sala de lutas!

Nisso as luzes são apagadas, deixando os dois em alerta máxima e já preparados para o pior. Então uma voz feminina deveras familiar para ambos reploids ecoou pelo local:

???: O mesmo local onde caçadores traidores como vocês decidem se permaneceram vivos ou irão conhecer inferno.

Wing Crowrang: Essa voz! Yuna!

???: Eu mesma... estou surpresa pela sua mudança de lado Wing Crowrang, pois você era um dos nossos melhores e mais fieis caçadores dessa organização.

Wing Crowrang: E ainda sou. Eu luto por todos meus amigos e companheiros, desejo salvar todos vocês do mal que vem assolando o nosso grupo.

Yuna: Que mentira mais falsa. Não passas de um traidor de segunda categoria.

Wing Crowrang: Yuna, por favor, você tem que acreditar em mim. Eu nunca quis o mal de ninguém dessa base, especialmente de meus superiores.

Axl: Vamos maninha, coopere conosco e juntos podemos colocar um ponto final nessa história.

Yuna: Suas palavras são uma tortura para os meus ouvidos. Seus traidores de merda. Eu mesma darei o castigo que os dois merecem.

Wing Crowrang: Yuna... (nem terminou a sua frase devido ao choque que levou)

Axl: Não me diga que quer lutar contra nos dois?

Yuna: E qual o problema Axl? Acha que não sou capaz de vence lós? Não me faça ter um ataque de riso seu idiota.

O ruivo não estava gostando nem um pouco daquela situação, seu desejo de resolver os assuntos com Yuna de maneira pacifica tinham sido destruídos. Internamente tinha esperanças de que ela o escutasse, assim tentou mais uma vez dialogar:

Axl: Já chega disso irmã. Por favor, me deixe falar com o papai e tudo poderá ser esclarecido.

Yuna: Não se atreva a me chamar de irmã novamente seu miserável. Você manchou o nome da Red Alert, assim como a honra e coração de meu pai.

Axl: Você acha que eu queria fazer isso?

Yuna: Suas ações contra nós levam a crer nisso “maninho”, sem comentar que desvalorizou o amor que eu e meu pai demos para voê, assim como o tratamento que a Red Alert te oferecedeu. Por isso não merece nem ser chamado traidor, esse adjetivo é belo demais para alguém como sua pessoa.

Axl: Yuna me escute...

Yuna: Já estou farta dessa conversa.

As luzes são acessas novamente depois de três segundos após as palavras da filha de Red. Assim que a luz voltou os dois reploids olharam para a direita e lá estava Yuna encostada de costas na parede e com os braços cruzados. A jovem usava uma armadura branca que se assemelhava a um vestido, uma meia calça verde esmeralda, um salto alto, levavam em seus dois braços correntes prateadas e em seu a cabeça havia um elmo com asas de águia:

Axl: Quer armadura é essa?! Nunca a vi utilizando antes.

Yuna: É uma armadura feita especialmente para o nosso duelo. Espero que estejam prontos.

Wing Crowrang: Yuna... (o reploid corvo nem teve tempo de completar a sua frase)

Yuna: Como bem sabem, é nesse local onde reploids como vocês são julgados por seus crimes contra seus superiores e tem a oportunidade de saírem vivos se vencerem e mataram seu adversário... Eu serei a oponente dos dois, se me vencerem, o prêmio será continuarem vivos por mais alguns minutos.

Sem aviso prévio a loira avançou contra os dois usando um dash, mas quando estava por golpear os antigos companheiros, ela desapareceu e ressurgiu atrás de Wing Crowrang e o chutou no pescoço. Axl se virou e disparou alguns tiros contra a inimiga que desviou de todos com outro dash.

Nisso ela esticou um de suas correntes que tinha uma ponta triangular e tentou perfurar Axl. O ruivo conseguiu recuar e disparou mais alguns tiros, sendo que Yuna escarou de todos novamente sem muito esforço.

A jovem então pulou para trás e pressionou os pés contra a parede de metal e assim se projetou para frente com um dash. Enquanto ainda estva no ar ela projetou uma de suas correntes na direção do antigo companheiro que desviou para a esquerda, escapando da corrente e de levar uma cabeçada da loira.

Yuna se equilibra no ar e cai de pé no chão e lança sua corrente novamente e ela se enrola no braço esquerdo de Axl. No instante seguinte uma descarga elétrica passa pelo objeto, fazendo o reploid de armadura preta levar um forte choque.

Axl gritou de dor enquanto Yuna preparava a sua outra corrente para atacar o ruivo, todavia ela segurada por trás por Wing Corwrang que fazendo um pouco de força a derruba no chão. As correntes que prendiam o braço de Axl se afrouxaram e conseguiu se soltar e em seguida cair de joelhos no chão devido à fraqueza que sentia.

Enquanto isso Wing Crowrang fazia ainda mais pressão contra a filha de Red que já farta dessa situação começou a acumular uma grande quantidade de energia ao redor de seu corpo. Quando o reploid corvo estava por tentar fugir, uma grande quantidade de vento saiu do corpo da loira.

A força foi tanta que arremessou o reploid corvo para trás, mas ele conseguiu se equilibrar com as suas asas e assim permaneceu voando. Wing Crowrang pegou dois de seus bumerangues e se preparou para qualquer eventual ataque por parte de sua oponente. Axl por sua vez voltou a ficar de pé e apontou uma de suas pistolas para Yuna.

Então a filha de Red lançou um de suas correntes contra Wing Crowrang e a outra contra Axl. Ambos usaram um dash e escaparam da investida, todavia a jovem voltou a atacar com suas correntes, sendo que uma delas acabou atingido de leve a bochecha do ruivo, deixando um pequeno corte por onde escorria um pouco de sangue.

Wing Crowrang pegou um de suas duas adagas e contra gosto a jogou na direção de Yuna que para desviar do ataque, teve que quebrar a sua concentração e cessar o seu ataque.

Furiosa Yuna direcionou as suas duas correntes na direção de Wing Growrang que pegou a sua outra adaga e conseguiu repelir os ataques das correntes. Os objetos de balançavam de acordo com os movimentos dos braços da jovem que as mantinham bem presas em seus membros.

Cada ataque era barrado por um movimento rápido e preciso de Wing Crowrang que não fazia muito para revidar. Axl sabia que poderia aproveitar essa oportunidade e ainda tentou mirar as suas pistolas na direção da loira, todavia ele não teve coragem para puxar o gatilho:

Axl: Maldição! O que eu faço? (pensou o rapaz)

Enquanto isso Wing Crowrang levantou voou, Yuna direcionou as suas correntes para cima e elas vieram em alta velocidade na direção do reploid corvo que se defendeu com a sua adaga de uma das correntes, porém a outra também atacou e atingiu a mão do reploid corvo, o fazendo reclamar de dor e soltar a sua adaga por acidente:

Wing Crowrang: Merda!

Yuna: Bye Bye!

Yuna estava por atacar Wing Crowrang mais uma vez quando ela notou com o canto do olho alguém se aproximando rapidamente pela lateral. Assim que identificou seu atacante como Axl, ela se esquivou para trás, mas o ruivo foi mais rápido e aplicou uma rasteira nela.

Yuna bateu as costas no chão e em seguida viu Axl apontar uma de suas pistolas para ela, nisso ela deu um forte chute na barriga do antigo companheiro que se afastou um pouco e deixando algumas gotas de sangue escorrer por sua boca.

A jovem se levantou e socou o queixo do ruivo e depois deu um soco no meio do peito de Axl. O rapaz se afastou um pouco e conseguiu se defender com os braços do próximo soco de Yuna. Nisso a loira pulou para trás e ao mesmo tempo usou as suas correntes para atacar o seu adversário.

Axl acabou sendo preso por uma das correntes e a outra veio na direção de seu corpo, quando de repente surge Wing Crowrang na frente do rapaz e tem seu ombro perfurado pelo objeto prateado.

Axl e Yuna ficaram surpresos pelo ato do reploid corvo. Gemendo de dor Wing Crowrang agarra a corrente e a retira de seu corpo, de seu ferimento espirrou certa quantidade de sangue, além de um surge uma grande dor que afligiu o reploid.

Vendo sua chance Yuna faz sua corrente emitir uma grande quantidade de eletricidade que afeta o replod corvo que grita de dor. Axl não conseguia ver o seu companheiro sofrer por tal e tentou fazer força para se libertar das correntes que o prendiam.

Yuna ao ver isso apertou ainda mais a sua corrente, a força que ambos exerciam estava pressionando cada vez mais o corpo do ruivo que começou a apresentar algumas marcas roxas, além de sua armadura levar alguns arranhados.

Então a jovem também fez a sua outra corrente ficar eletrificada, fazendo Axl receber um grande choque. O jovem gritou de dor por alguns instantes até finalmente conseguir mover a suas duas mãos que estavam soltas e com as suas pistolas disparou contra Yuna.

A jovem recuou para não ser atingida, as descargas elétricas foram cessadas e Wing Crowrang caiu de cara no chão quase desmaiando. Axl por sua vez ficou de joelhos e vendo que as correntes tinham sido afrouxadas por causa da distração:

Axl: Perfeito! (pensou)

Axl fez um pouco de força e quase arrebentou as correntes, seu corpo ficou livre e antes que Yuna as pudesse manipular novamente, o ruivo pulou e deu alguns tiros na “irmã” que desviou de todos com um dash.

Nisso Yuna lançou sua corrente do braço esquerdo contra Axl que conseguiu fugir dela por alguns segundos, até ter uma distância um pouco de segura. Então ele se vira e com um precisão incrível conseguiu agarrar uma das correntes e desviar da outra.

Yuna estava por emitir uma nova descarga elétrica quando ela é socada no estômago por Wing Crowrang. Irritada ela o afasta com um chute no meio do peito.

Axl ver usa chance e fazendo força conseguiu puxar a corrente e girou na direção da parede. Yuna acabou sendo trazida junta e bateu de cara na dura parede de metal daquela sala.

A loira caiu de costas no chão com muito sangue escorrendo de seu nariz. Axl se colocou ao lado dela e apontou a sua pistola em sua direção. Yuna achou graça daquela cena e comentou:

Yuna: Se fosse qualquer outro você já teria atirado ou teria a coragem para tal... Não tem forças para matar a sua querida “irmãzinha”.

Axl: Não precisa terminar assim Yuna. Por favor, dê ouvidos ao que eu e Wing Crowrang falamos. Nos dois só queremos o seu bem, assim com o do papai.

Yuna: É mesmo? Então volte para o nosso lado e nos ajude a completar os planos do nosso líder.

Axl: Isso é loucura! Eu não posso fazer isso.

Yuna: Mas é assim que traremos a paz que esse mundo tanto deseja! O que foi? Pensei que não acreditassem uma solução pacifica contra nossos inimigos.

Axl: Tentei dialogar com vocês, pois no fim são a minha família e amigos. De fato não creio que paz seja alcançada na conversa, porém não concordo com as últimas atitudes de Red... matar gente inocente, provocar uma guerra contra a humanidade e nossos semelhantes... Não posso e não quero ficar de braços cruzados enquanto tudo isso ocorre.

Yuna: Que lindo...

Nisso uma das correntes se levanta e mira o corpo de Axl. Ao ver isso Wing Crowrang se desespera e grita a plenos pulmões:

Wing Crowrang: CUIDADO AXL!

Yuna: Que droga! (pensou)

Axl se virou e quase é atingido pela corrente, felizmente ele desviou no último momento, no entanto acabou recebendo um profundo corte na bochecha do lado esquerdo.

O sangue escorreu do ferimento e sujou o chão do campo de batalha, além da ponta da corrente de Yuna, sendo que a jovem ainda estava caída. Axl estava em choque e com a mão esquerda tocando de leve no machucado:

Axl: Essa não é a Yuna que eu conheço! Ela nunca atacaria de maneira trapaceira. O que está acontecendo com ela? (pensou)

Se aproveitando dessa oportunidade Yuna se levantou e socou o lado esquerdo do rosto de Axl, o mesmo que estava machucado, deixando o punho da jovem sujo de sangue. O rapaz caiu no chão, em seguida girou para a esquerda para não ser pisoteado pelo salto alto de sua oponente.

Axl se levantou e pulou para trás, Yuna ainda tentou lançar suas correntes, porém alguém a pega pelos ombros e a retira do chão, se tratava de Wing Crowrang que a segura firme e a levanta a vários metros do chão.

Yuna estava por usar suas correntes quando ela é largada pelo reploid corvo. Apesar de a jovem conseguir se equilibrar no ar, ela não notou que seu adversário pegou um de seus bumerangues e jogou em sua direção:

Wing Crowrang: Perdão Yuna... Isso vai doer mais em mim do que em você.

O bumerangue arranhou o braço da jovem que gritou de dor e sem equilíbrio acabou caindo de cara no chão. O bumerangue retornou para as mãos de seu dono que ainda permaneceu no ar.

Yuna se levantou e cuspiu uma gota de sangue, em seguida ela usou a parte de cima de sua mão esquerda para limpar a sua boca. Ela olhou para a sua mão e notou que ela estava um pouco vermelha por causado do sangue que teimava em escorrer de seus lábios:

Yuna: Já estou cansada dessa brincadeira! (disse já sem paciência).

A reploid de cabelos loiros começou a mover as suas correntes, logo as duas levitaram no ar por alguns segundos, além de apresentarem pequenas descargas elétricas ao redor delas, uma mirou na direção de Wing Crowrang e a outra em Axl. A jovem tinha um pequeno sorriso maldoso em seu rosto e nisso ela disse calmamente:

Yuna: Invested of current!

Num piscar de olhos as duas correntes avançaram na direção de seus alvos predefinidos. Axl se moveu para a esquerda com um dash, fazendo a corrente passar direto, todavia ela deu meia volta e mirou o ruivo novamente. Já Wing Crowrang voava com toda a sua velocidade com a corrente de Yuna em sua cola.

Yuna apenas ria das tentativas de fuga dos dois, ela sabia que não havia forma viável de escapar de suas correntes, especialmente pelo fato de sua arma poder se esticar por vários metros. Vendo que não teria solução, Wing Crowrang se virou e lançou seus bumerangues contra sua perseguidora de ferro, assim a destruindo:

Yuna: Desculpe! Mas terá que fazer melhor do que isso.

Wing Crowrang: O que?

Então a corrente é rodeada por uma aura esverdeada e a parte que fora cortada cresceu novamente para a surpresa do reploid corvo. Enquanto tudo isso acontecia, Axl disparava repetidas vezes contra a corrente que o perseguia, destruindo a parte posterior do objeto.

Assim como aconteceu com o reploid corvo, a corrente cresceu uma vez mais e continuou o seu ataque contra o ruivo que já não aguentava mais aquilo e ao encarar a “irmã” por alguns segundos foi iluminado por uma ideia:

Axl: Então é isso? (pensou)

Yuna: Não me olhe Axl, afinal sua preocupação é com outra coisa pontiaguda que quer te perfurar.

Axl: Quero pedir desculpas Yuna...

Yuna: Não vá achando que eu te perdoar traidor!

Axl: Não estou pedindo perdão por isso, mas sim pelo que irei fazer.

Yuna: Hum?

O ruivo usou um dash e veio com toda sua velocidade na direção de Yuna, a jovem que ficou em choque ao perceber que a corrente que perseguia Axl não chegaria a tempo para freia ló.

Então Axl usou uma de suas pistolas e deu alguns tiros contra o corpo de Yuna, a loira até desviou de alguns dos ataques, contudo acabou tendo seu corpo atingido pelo restante. Nisso Axl apareceu na frente dela e deu um forte soco em seu estômago.

Yuna cuspiu um pouco de sangue com saliva e tentou revidar com um chute, contudo Axl pegou a sua perna e jogou contra a parede. No instante seguinte ela atacou novamente. Enquanto tudo isso ocorria as correntes caíram imóveis no chão, Wing Crowrang conseguiu pousar em segurança e chegou a uma conclusão sobre o último acontecimento:

Wing Crowrang: Então ela precisa de concentração para mover as correntes com tal técnica... Não é muito eficiente. (pensou)

Yuna continuava metralhando socos em Axl, porém o ruivo apenas se defendia com certa facilidade. A loira até podia ser forte, mas de nada isso adiantava enquanto estivesse com a mente nublada pela ira e o descontrole. Axl sabia muito bem como usar isso ao seu favor.

Então o jovem conseguiu agarrar o punho da “irmã” e em seguida colocou a sua pistola na testa dela. Distraída a loira levou uma potente joelhada na barriga e em seguida um tapa atrás do pescoço, a fazendo quase cair de novo.

Yuna se virou e se deparou com a mão esquerda de Axl aberta a poucos centímetros de seu rosto. No segundo seguinte uma onda de energia saiu das mãos do ruivo e jogou a loira vários metros à frente. Ela só parou após bater de costas na parede de ferro.

Ela se arrastou lentamente pela parede até cair de joelhos no chão. Axl sabia que precisava pelo menos apaga lá para assim a luta acabar de vez. Quando estava por avançar é escutado um som de teleporte surgir no meio da sala.

Todos viram seus rostos na direção do som e ficam surpresos com a pessoa agora se encontrava no meio daquela sala, se tratava de um reploid loiro de armadura vermelha:

Wing Crowrang e Axl: RED!

Yuna: Pai!

Red encarou a filha com um olhar de desaprovação e em seguida avança avançou como um raio na direção dela. Quando o reploid de armadura vermelha se encontrava a centímetros do rosto da filha ele disse:

Red: Desculpe querida... Deixe o papai cuidar disso.

Yuna: Mas...

Red: Sem essa história de mas filhinha... tenha bons sonhos.

A jovem nem terminou a sua frase, pois ela recebeu um forte golpe atrás da cabeça e apagando. Red a ajeitou, a deixando encostava na parede. Em seguida ele se levantou e encarou os dois ex-companheiros:

Red: Sabe de uma coisa... os dois lutaram bem contra a minha filha... não podia esperar menos dos dois. Por isso quero cuidar pessoalmente de vocês.

Wing Crowrang: Por que está fazendo tudo isso senhor Red?

Axl: Por favor, responda.

Red: Se acalme jovens. Logo estarão sabendo de tudo. Mas primeiro se concentrem em sair vivos da nossa luta.

CONTINUA


Notas Finais


Agora Red deu as caras e vai entrar em ação no próximo capítulo que terá novamente Axl e Wing Crowrang como os personagens os protagonistas.
Calculo que faltam mais ou menos de 8 ou 7 capítulos para o fim desse arco. Então já estamos na reta final e muita coisa ainda vai ocorrer.
Se possível deixe o seu comentário e/ou favorite essa fangic e até logo meu povo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...