História Meine Göttliche und Tragische Versuchung - Riren - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Connie Springer, Eren Jaeger, Erwin Smith, Frieda Reiss, Grisha Yeager, Hange Zoë, Historia Reiss, Jean Kirschtein, Kuchel Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Personagens Originais, Reiner Braun, Ymir, Zeke Yeager
Tags Armin X Erwin, Bottom Eren, Comedia, Drama, Ereri, Horror, Possessão, Riren, Rivaille, Top Levi, Tragedia, Yeager
Visualizações 34
Palavras 2.701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá,como vai ?
Espero que bem.

Amei o feedback do capítulo anterior,fico extremamente feliz ao saber que gostaram,então decidi fazer o segundo capítulo para vocês !!
Dados os Recados fiquem com o segundo capítulo ;3
Boa Leitura :3
"Dentro do sombrio Bosque"

Capítulo 2 - "In den dunklen Waldern"


"Caro Reverendo Yeager,Nós do Convento de Sina gostaríamos de informar a você e seu ao seu conselheiro sobre nossa visita ao seu vilarejo e sua Igreja da Santa Ymir."

"O Monsenhor em pessoa e a Irmã Leonhardt irão visitá-lo e conferir se continua a seguir fielmente os mandamentos de Nossa Mãe e Deusa,Ymir Fritz.Peço,que deixe tudo ao seu melhor estado e obedeça as ordens de nosso Monsenhor,Levi Rivaille.Irmã Leonhardt irá anotar todos os erros de sua responsabilidade e nos informará  devidamente sobre seu cargo."

"Com as Graças de Ymir,Irmã Ral."

___________//_________

Grisha lia em voz alta para sua família e amigos,pois havia convidado Erwin e Armin para ouvir as novas e notícias de extrema importância,afinal seus trabalhos chegaram aos ouvidos do próprio do Monsenhor Levi,isto lhe dá uma sensação de ter importância paras todos os Conventos e Igrejas de toda Alemanha.Armin estava muito surpreso,como assim todos chamaram atenção do Monsenhor Levi Rivaille,pois o mesmo nunca saia do Convento de Sina,tinha muitos afazeres,então receber vossa santidade seria uma honra.

_O Monsenhor virá para nosso Vilarejo,querido ?- Pergunta Carla com um sorriso em sua face,era perceptível sua felicidade,mas Grisha sentia-se ainda melhor,glorificado para ser sincero.Eren sorria para todos presentes no recinto,sentia-se feliz por seu pai,mas nervoso pela visita de vossa santidade a sua amada vila.O Yeager mais novo estava pensando em tudo que poderia acontecer,a vila seria reconhecida por toda a Alemanha por isto!

Eren via a excitação no olhar de todos,mas Armin escondia seu nervosismo,o esmeraldino via que seu amigo tinha suas mãos trêmulas e suadas,mas um sorriso ainda estava em seu rosto,o Yeager sempre se surpreende com o amigo de infância.Armin estava encarando o Reverendo enquanto toma seu chá,pois Carla havia preparado para aquela ocasião.

_Armin,gostaria de dormir aqui,afinal a escuridão domina o exterior nesta calada da noite.- Eren pergunta logo após de ter a permissão de seu pai e espera a resposta do loiro,mas antes que pudesse responder,Erwin interrompe o diálogo._Não será necessário,levarei o Irmão Arlet são e salvo para sua residência.- Erwin diz se levantando do sofá e indo até a porta da residência dos Yeagers._Não se preocupe Reverendo,tomarei as precauções para a segurança do Monsenhor Rivaille e da Irmã Leonhardt.- Diz ao colocar seu quepe em sua cabeça._Vamos,Irmão Arlet ?- Abre a porta,Armin vai logo atrás._Obrigado Sra.Yeager pelo chá,estava muito bom.Uma boa noite a todos.-Armin diz,mas para ao escutar o Reverendo Yeager._Irmão Arlet,espero que faças conselhos decentes para a visita de vossa santidade,entendeu ? - Pergunta em tom de desdém.Armin abaixa a cabeça por alguns segundos e volta a olhar o Reverendo,mas com um delicado sorriso em sua face._Sim,Reverendo Yeager.- Armin diz antes de fechar a porta.

________//________

_Eren,acorde.-Mikasa diz ao esmeraldino,que abre seus olhos de modo delicado e singelo,estranhamente sentia um mau pressentimento em seu peito,mas não sabe-se o que é.Sorri para Mikasa,a mesma passa as mãos em seus cabelos.Mikasa fala poucas palavras,quando chegara na residência dos Yeagers,não dizia uma única palavra,apenas chorava.

Quando encontrou sua irmã adotiva no meio do bosque junto a Armin,Mikasa estava desnutrida e com marcas de mordida e traços de abuso por todo seu corpo,aquela foi a primeira e única vez que entraram no bosque sombrio da Floresta.Eren sempre ajuda Mikasa,afinal sua irmã confia sua vida a ele,o esmeraldino faz de tudo para deixá-la feliz.

Eren esperou a mais nova sair do recinto,para se trocar,o rapaz sempre teve um corpo forte,mas ao mesmo tempo delicado perto de outros homens.Colocou seus trajes comuns e pegou sua capa vermelha e saiu de seu quarto.Ao chegar na sala de estar,encontra sua Mãe com tudo arrumado,mas tinha um balde em mãos.

Guten morgen ambos disseram um ao outro._Filho,poderia pegar água em nosso poço,por favor ?- Carla dizia com seu olhar centrado na panela aonde fazia seu almoço,mas precisava de água para isso._Claro Mãe, eu irei.- Eren diz com um sorriso empático e carinhoso com sua mãe,logo segue seu caminho até a porta e saí novamente de casa.

_________//__________

O Yeager andava novamente pelo campo de lírios azuis,amava cada canto do lugar onde vive,mas algo lhe deixa incomodado...O Céu está nublado,não possui uma nuvem branca ou raio de sol,apenas o cinza e a escuridão reinava nos céus.Havia anos que um fenômeno como esse não acontecia,algo realmente incomodava Eren...Um terrível pressentimento ruim lhe persegue a partir de hoje...Ao olhar para o canto,viu o mesmo gato preto do outro dia,mas dessa vez saindo do soturno bosque.

Eren não sabia com se sentir sobre isso,feliz pelo gato ter ficado vivo dentro do bosque ou ter medo por este ser conseguir sair vivo daquele lugar extremamente sombrio,o bosque emanava uma aura densa e macabra.O Yeager mais novo decidiu ter sentimentos positivos,afinal, Ymir Fritz acompanhava-o e não deixaria o mal aparecer,não é mesmo ? O esmeraldino prefere pensar que sim,seu pai é um homem sábio,então acredita que Deusa Ymir lhe protegerá.

Mas sentia borboletas em seu estômago,com se algo passeasse dentro de sua cabeça,mas ao se agachar no chão,olhando novamente para o gato,percebia-se algo,o gato estava com algumas machas vermelhas em seus pelos,ao passar a mão,por medo do animal estar ferido,Eren se assusta ao olhar....Era sangue !! O Yeager quase desmaiou ao ver aquilo em seus dedos,se levantou e foi até o poço com uma expressão assustada e tristonha,algo estava errado...

Chegava com passos rápidos e trêmulos ao poço,sentia-se com medo e agoniado,o animal não estava ferido,mas tinha sangue em seus pelos,parecia que a qualquer momento Eren iria chorar,mas não pode,pois seu pai diz para que acredite no Poder de Ymir Fritz.Ela pode fazer qualquer coisa,irá o proteger do mal que habita o bosque,no fundo de seu coração isto lhe alivia.O esmeraldino sentia que aquele gato o encarava e o ouvia dar miados assustadores para o rapaz,que por mais de ruim,tenta manter sua compostura.Afinal,é filho do Reverendo Grisha Yeager.

Desce o balde até o fim do poço,estava se sentindo melhor,mais sereno,mas começa a ouvir ruídos pesados vindo do fundo do bosque,tenta não olhar e se mexer,mas o barulho fica maior e mais estridente a cada segundo que se passa,o esmeraldino treme e sente como se algo fosse cair sobre si...Sente o peso do mundo em sua costas por um momento...

Termina de puxar o balde,o barulho,ruídos e toda a pressão some subitamente dos ombros do Yeager,era algo tão intenso e tão pesado,que por pouco Eren não cai ao chão e deixa o balde cair dentro do poço,não sabia o que acontecera...Era como se algo tentasse o agarrar para baixo,literalmente.

Pega o balde,olha uma última vez ao poço e vai andando para casa,mas a sensação de perseguição e observação pelo bosque continua rasgando suas entranhas,mas continua com um sorriso em seu rosto,por mais que seu corpo sinta dor pela pressão que sofreu...

______//________

 

Armin escrevia por ordens do Reverendo,conselhos novos e melhores,afinal o Monsenhor Rivaille logo chegará ao vilarejo e Armin não pode continuar sendo inútil e mal conselheiro para as pessoas,o Reverendo havia trancado a porta de seu escritório até que saia conselhos perfeitos lá de dentro,pois para o Monsenhor tudo tem de estar perfeito.Estava tocando 'Libera me' dentro do escritório,Armin concentrava-se ao máximo,para não chorar por autopiedade por si próprio,em sua opinião,ele não merece suas próprias lágrimas.

Escrevia e escrevia,fazia tudo de modo perfeito e puro,até mesmo sua caligrafia,que era considerada bela,menos para o Reverendo,que diz que o menor tem que parar de sentir estas coisas fúteis e pecaminosas.Estava prestes a terminar de escrever seu último conselho,mas a porta é aberta em uma grande força,Armin borra com a tinta.

_Irmão Arlet,preciso de sua ajuda na Enfermaria Maria.O Coronel levou um tiro !!- Diz o Reverendo.

Armin se assusta e fica com seus olhos com gotas de lágrimas,mas disfarça para o Reverendo.

________//_______

_Você tem que ser mais responsável,Coronel Smith.- Armin diz enquanto enfaixa a pena de Erwin,que acabara de levar um tiro de raspão,o menor estava preocupado e cabisbaixo,Erwin estava com um sorriso._Peço desculpas,Irmão Arlet,mas foram uns vândalos idiotas.-Erwin diz com um sorriso agradável,mas o garoto continua triste e logo responde._Eu n-não sei o que faria se...-Armin escuta a voz de Erwin.

_Irmão Arlet,você está tão bonito hoje,sabia ?- Armin fica ruborizado,mas logo um sorriso seu é visto por Erwin._Apenas se cuide por mim,tudo bem ?- O loiro diz com um sorriso e o Coronel afaga sua cabeça como resposta.

_______//_________

Grisha estava pedindo a todos da Igreja a serem o mais perfeitos o possível,afinal,Vossa Santidade está chegando e junto a ele novas notícias.Todos começaram a fazer tudo de modo perfeito,mas subitamente alguém bate na porta.

_Reverendo Yeager !! Preciso de sua ajuda !!- Era a filha do padeiro da vila,Sasha Braus,parecia afligida e assustada,como se tivesse visto um fantasma._Sim,Irmã Braus,diga.-Grisha tenta fazê-la se acalmar,pois parecia que a qualquer momento iria desmaiar.

_É meu marido,Connie está agindo de modo bizarro e assustador comigo,parece um animal,se tornou um sádico conosco,espero que me ajude,por favor Reverendo !!- Lágrimas escorriam das órbitas de Braus,parecia em desespero e tristeza,a pobre mulher chorava e chorava,mas o Reverendo não tinha paciência para lidar com ela.

_Irmã Braus,por favor respire e pense comigo,vocês podem estar passando por uma fase difícil e tudo logo irá se apaziguar,mas se me der licença,tenho preparativos para a chegada do Monsenhor.Sasha respira fundo e mesmo assustada escuta o Reverendo e saí de dentro da Igreja,mas todos ficaram assustados com seus relatos.

_Tudo bem,agora voltemos aos preparativos.- O Reverendo percebe que todos estão assustados e chocados pelo que acabara de acontecer,então ele se estressa com todos,até Mikasa,que apenas esperava sua ordem._Scheibe !! Voltem ao trabalho!! - Grita para todos no recinto,assustados e com medo do reverendo,todos voltam a seus afazeres.

________//________

Barulhos dos trotes das ferraduras dos cavalos eram escutados por todos,ao olharem viram uma carruagem preta com adornos de ouro,era como da Realeza Alemã. O Reverendo Yeager esperava em frente aos portões de sua Igreja,não havia dúvidas,Vossa Santidade finalmente havia chegado ao vilarejo.Todas as pessoas do vilarejo tinham presentes em mãos e Eren,sua mãe haviam chegado para receber o Monsenhor Rivaille.

A carruagem para em frente a Igreja da Santa Ymir,podendo-se ver os materiais de alta qualidade e todos os alazões de cor escura e fortes.Havia adornos em formas de anjos de ouro,havia o nome do Convento logo acima da carruagem,todos abriram espaço,a carruagem se abre e Grisha estende suas mãos.

_Eure Heiligkeit,digo por todo meu vilarejo que é a maior hora ser visitados por Vós,esperamos que tenha uma maravilhosa estadia aqu- É interrompido,o Monsenhor tira sua mão da carruagem e Grisha pela primeira vez percebe seu olhar imponente com todos ali.Grisha estava tentado agradá-lo com todas as forças do mundo.

_Pare com estas formalidades de merda,apresente-me a sua Igreja da Santa Ymir,Reverendo Yeager.- Escuta-se uma voz grave e rouca com forte sotaque francês,Grisha beija a mão de Vossa Santidade e escuta um barulho,parecido com o contato da língua com o céu da boca,'tch' foi dito pelo Monsenhor,o mesmo detesta espaços com muitas pessoas ao seu redor._Peço perdão por qualquer erro que possa ter.- Grisha diz a Vossa Santidade ,que ainda não havia saído de sua carruagem,mas já demonstrava imponência.

_Então já considera vários erros ? Patético, vamos ajude-me a descer deste método de transporte.- Grisha pega na mão de Vossa Santidade e o ajuda a descer,todos estavam muito nervosos, Eren ao olhar ficou encantado e várias pessoas junto a ele. Era um homem de médio porte,cabelos negros como a mais densa massa de escuridão,pele pálida e fina como a neve,lábios rosados e finos,corpo forte que podia-se perceber mesmo coberto por camadas de roupa ,nariz fino e acentuado ,seus olhos...seus olhos...finos e acinzentados com tons de um azul bem soturno,seu olhar forte e centrado para todos ali,em uníssono todos disseram 'Herzlich Wilkommen,Eure Heiligkeit',mas o Monsenhor Rivaille apenas revirou os olhos,Grisha ajuda outra pessoa a descer da carruagem,dessa vez uma mulher.

_Reverendo,como vai ?- Diz uma freira  com um franja loira saindo de seu hábito,Seus olhos eram azuis como o mar,também tem uma expressão forte em sua feição,porte médio,nariz forte e acentuado,mãos delicadas e um corpo levemente fora do padrão de outras freiras,era forte.Todos dizem novamente              'Herzlich WilKommen,Irmã Leonhardt.'_Vou bem,graças a Ymir e como vai você,Irmã Leonhardt ?- Grisha responde de modo respeitável e gentil,a mesma acena a todos.

_Gostaria de apresentá-los,a Irmã Annie Leonhardt,minha fiel companheira de viagens,espero que tratem-na bem tanto quanto me tratariam.- O Monsenhor Rivaille diz ao apontar para a freira ao seu lado,a mesma abre um pequeno sorriso._Obrigado pela apresentação,Monsenhor Rivaille,mas não será necessário,você que é santidade presente.- Irmã Leonhardt responde ressaltando a palavra santidade._Bom,o Monsenhor e a irmã Leonhardt devem estar cansados da longa viagem,Eren e Carla levarão suas bagagens para nosso chalé.-Diz o Reverendo Yeager chamando seu filho e esposa,que no mesmo minuto pegam as bagagens e indicam o caminho para o chalé,mas podia-se notar o olhar de Rivaille o incendiando,e não entendia-se o porque.

_______//_______

Caminhavam pela trilha até o chalé,Carla fazia perguntas e rispidamente a Irmã Leonhardt respondia,com pouca paciência com sua mãe.O Monsenhor estava sem pronunciar nada,apenas proferia em baixo tom algumas orações em Latim.Isto assusta o Yeager,sentia-se observado por todos os lados,principalmente por Rivaille,que desde que chegou,apenas lhe observa. Cada palavra proferida pelo Monsenhor Rivaille arrepiava cada parte do corpo do mais novo.

_Chegamos,peço que sintam-se em casa.- Carla pronuncia ao abrir a porta do chalé,Irmã Leonhardt entra,Eren permite a entrada do Monsenhor Rivaille,seus olhares se cruzam e Eren quase caí ao chão,Levi possui uma imponência fortíssima._Eren,coloque as malas nos quartos,por favor ? - Carla diz com duas xícaras de chá.Uma para o Monsenhor e outra para irmã Leonhardt._Sim,Mãe.- O Yeager mais novo responde com um sorriso.

_Vossa Santidade,aqui está o chá.- Diz colocando as xícaras na mesa,a freira é a primeira a beber do conteúdo presente na porcelana.O Monsenhor segura a xícara de modo incomum,mas bebe do líquido._A viagem deve ter sido cansativa,não é mesmo ?

_Sim,andar por metade da Alemanha é difícil e extremamente perigoso,graças a Ymir Fritz tudo ocorreu bem.- A primeira a se pronunciar é Irmã Leonhardt,que bebia do chá calmamente, o Monsenhor bebe silenciosamente,continua com seu olhar frio e centrado.

Eren chega e pede licença a todos,enquanto Rivaille o acompanha com o olhar._Eren,você poderia acompanhá-los de volta a igreja? - Pergunta Carla,o mais novo sorri e acena que sim,sempre gosta de agradar todos os pedidos de sua família fielmente.O Monsenhor e a Freira se levantam  e vão ao caminho do Yeager.Eren sorri novamente e abre a porta com todo cuidado,se sentia bem por estar perto de duas santidades.

_______//________

_Monsenhor,quais são sua primeiras impressões de nosso vilarejo,se posso saber?- Pergunta Eren de modo educado e sereno.Rivaille responde rispidamente o mais novo._Por que quer saber ?- O acinzentado diz olhando para Eren que mantém seu sorriso,mas percebe-se o nervosismo do esmeraldino._Pirralho,você teme o mal ? Sente a má energia que sai do Bosque ?- Pergunta Rivaille,o rapaz se arrepia e se assusta,mas tenta se manter sorrindo._Eu sei o que você naquele bosque...- Rivaille diz de modo sério e intimidante,"Como ele sabe ?" pensa Eren assustado,ao olhar para trás,o Monsenhor está perto de seu rosto.

_Não teme por sua vida,Eren Yeager ?- Ele diz bem perto de Eren,suas respirações se cruzam,o mais novo se assusta,o Monsenhor agarra seu braço,com seu olhar penetrante entrando dentro de sua alma.Eren por um minuto se desequilibra,mas Rivaille segura-o._Scheibe!! Responda,du schwach!

_Monsenhor,chegamos.-Diz Irmã Leonhardt.

Quando menos percebe-se,estavam em frente a Igreja de Santa Ymir.Eren não havia percebido,tem seu braço solto._Agradeço por nos acompanhar,Pirralho.- Diz o Monsenhor adentrando nos portões da Igreja.

_Escute nosso aviso,rapaz.- Diz Irmã Leonhardt antes de adentrar os portões da Igreja de seu Pai.Eren estava em choque,sentiu aquela pressão novamente,seu corpo tremia...Um mau pressentimento cobria seu corpo por completo.Algo terrível irá acontecer...O Yeager sente isto em seu peito.

 

 


Notas Finais


Scheibe= Merda
Eure Heiligkeit = Vossa Santidade
Herzlich Wilkommen = Bem vindo(a)
du schwach = seu fraco !
E então nosso Levi chegou !!
Espero que tenham gostado,comentem o que acham !!
Até o próximo capítulo ;3
Bjs e Bye :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...