História Meio irmão - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Hobi, Hope, Hoseok, Incesto Bts, Incesto Jungkook, Incesto Kook, Incesto Namjoon, Incesto Rap Monster, Incesto Rm, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kook, Meio-irmão, Namjoon, Park Jimin, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 65
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse é o primeiro capítulo espero que gostem♡

Capítulo 1 - "Vida" Nova?


Vida nova! Cidade Nova, casa nova, escola nova... Ai ai! Ainda não me acostumei com a ideia de ter que sair da casa do meu pai! Eu não quero deixá-lo! Mas a minha "mãe" que me abandonou quando eu tinha apenas 5 anos de idade, quer que eu vá morar com ela! 
Uma mulher que nunca foi presente na minha vida agora me quer? E o pior de tudo é que o meu pai não fez nada pra impedir essa situação! O que me deixou super chateada!
Ter que sair do Brasil é a minha sentença de morte! Sem contar que eu vou ter que deixar os meus amigos, meu namorado, meu cachorro, meu pai, minha tia, minha madrasta! Ela sim é minha mãe!
Eu não quero sair da minha casa! Nem quero me afastar do Ted! Ele é o meu melhor amigo!

- S/n!!!! 

Meu pai me chamava da sala.

Fui até ele. O mesmo me encarava. Eu não queria falar com ele, mas era preciso:

- Oi! - Falei com a cara fechada.

- S/n! Não fique assim! - Falou Júlia a minha verdadeira mãe. Ela era a única que me entendia naquela casa.

- Filha! Semana que vem você viaja!

- O QUE? Pai isso é injusto! Eu não quero ir embora! Eu não quero ir pra Coréia! Eu não quero ir morar com a Grazziele! 

- Você querendo ou não ela é a sua mãe! - Falou Júlia me encarando.

- Júlia! Ela não é a minha mãe! A minha mãe é você! - Falei quase chorando - Sei que nunca te disse isso! Mas eu te amo! Eu quero ficar aqui! Com você e o papai! Somos uma família! Sem contar que em breve o meu irmão vai nascer! E alguém tem que te ajudar a cuidar dele!

- Filha! Me perdoe! Mas não podemos! Vamos fazer um trato! - Meu pai falou me encarando sério. 

- Que trato? - Falei contendo as lágrimas. 

- Você fica 1 ano lá! Se não gostar pode voltar?

- E eu vou peder tudo? O nascimento do meu irmão, os primeiros passos, as primeiras palavras? 

- Querida eu só estou grávida de 3 meses! Quando você voltar ele nem estar andando ainda vai! Muito menos falando! Mas tenho certeza que será tagalera que nem você! - Júlia falou me olhando.

- Eu preciso pensar!

Saí dali e fui direto pro meu quarto.

Fui pra janela e fiquei lá. Ouço o barulho da notificação. 

Pego o meu celular e vejo uma mensagem do Pedro.

Mensagem on

❤Amor❤       


Linda vamos conversar?

Claro!

Pode ser agora lá na pracinha?

Sim! Estou precisando conversar um pouco! Esfriar a cabeça!

Aconteceu alguma coisa?

Milhares!

Ok! Já tô indo pra lá! 

Ok! 

Também já tô

Ok! 

Mensagem off

Desliguei o celular e fui me arrumar.

Coloquei um short não muito curto e um cropped. 

Eu morava de frente pra Praia, provavelmente ele ia querer ficar na areia.

Coloquei um chinelo e desci.

Vi Júlia e o meu pai na sala conversando.

- Aonde vai? - Meu pai perguntou me encarando.

- Vou ver o Pedro!

- Ok! Vê se não volta tarde em!

- Ok!

Fui pra pracinha e o Pedro já tava lá me esperando.

- Oi amor! - Ele falou me dando um beijo na testa.

- Oi! - Dei um selinho nele.

Nos sentamos em um banco.

- O que aconteceu?

- Meu pai quer que eu vá morar na Coréia do Sul com a minha mãe!

- E você vai? - Ele me olhou sério. 

- Eu não tenho escolha! Mesmo que eu não queira ir, eu tenho! - Falei quase chorando.

- Não fica assim amor! Vai ficar tudo bem! E quando você vai? 

- Semana que vem!

- COMO? QUER DIZER QUE O SEU PAI QUER QUE VOCÊ VÁ ASSIM? DE REPENTE!

- Na verdade eu já sabia já faz um tempo...

- Tipo quanto?

- 3 meses!

- E VOCÊ NÃO ME FALOU NADA?

- Eu tava bolando um plano pra não ir! E eu não queria preocupar você!

- S/n isso é injusto! Somos um casal! Temos que compartilhar os nossos sentimentos, problemas, preocupações!

- Eu sei! - Abaixei a cabeça chorando.

Ele me olhou e levantou a minha cabeça. Ele limpou as minhas lágrimas. 

- Quanto tempo você vai ficar lá!

- Sobre isso... Eu tenho que conversar com você!

- O que?

- Eu quero terminar... - Olhei pro mar evitando olhar pra ele.

- COMO?

As lágrimas começaram a cair.

- Como assim? Como você tem coragem? Não significa que só porque você vai embora signifique que precisamos terminar! Até porque você vai voltar! - Ele falou chorando.

- Olha... Nesse tempo que a gente vai ficar longe um do outro... Podemos conhecer pessoas mais interessantes... E vamos querer começar um relacionamento... - Ele me interrompeu.

- Você não confia em mim?

- O que? Como assim! Claro que eu confio! 

- Então! Pra mim, não existe ninguém mais interessante que você! Mesmo que a gente passe a eternidade longe um do outro, eu vou te esperar porque eu te amo! Você pode até encontrar alguém mais interessante que eu, mas eu vou lutar pra ter você de volta! - Ele falou olhando em meus olhos.

Abracei ele forte. 

- Eu te amo muito! - Beijei ele. 

- Eu também te amo! Mas quando você volta? 

- Em um ano! - Olhei séria pra ele.

- Eu tenho família no Japão! Posso ir visitar eles e dá uma escapadinha pra ir ver você! - Dei um sorriso bobo.

(Sim! O Pedro é de descendência japonesa, o que faz ele ter os olhos puxados)

- Ok então! - Dei um selinho nele.

- Bom... Vamos aproveitar esse final de tarde?

- Vamos! Mas como?

Ele me pegou no colo e me levou pro mar.

- AHHHH! ME PÕE NO CHÃO!

Nos sentamos na areia e ficamos vendo o sol se pondo.

(Continua dia 14!)



Notas Finais


Então meninas esse foi o capítulo de hoje! Espero que tenham gostado!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...