1. Spirit Fanfics >
  2. Mel Cullen - Coragem,força e medos >
  3. Ainda procurando

História Mel Cullen - Coragem,força e medos - Capítulo 132


Escrita por:


Notas do Autor


Oii
Trago mais um pouco dessa história pra vocês
De quem será esse look?
Vamos descobrir...
Esse capítulo será todo na visão do Ethan
Achei que ele precisava de mais POV's

Capítulo 132 - Ainda procurando


Fanfic / Fanfiction Mel Cullen - Coragem,força e medos - Capítulo 132 - Ainda procurando

Abri os olhos e notei que dormi no sofá 

Esfreguei os olhos e olhei para o lado encontrando Mel encostada em mim e com a respiração pesada 

Ela estava dormindo!

Olhei para o lado e encontrei Carlisle anda com Peter no colo,mas dessa vez,o pequeno estava acordado e tentava uma conversa com seu padrinho

-é mesmo?-perguntou Carlisle adorando aquela conversa toda 

-é-respondeu Peter com um pequeno sorriso-e...e a mamãe...a mamãe,ela disse pa mim que fadas pegam...elas pegam nosso dente 

-disse?ela te disse isso?

-sim-ele assentiu

-você não quer comer nada?-ele perguntou ao Peter 

-quero!-ele disse sorrindo

-rumo a cozinha

-cozinha!-repetiu Peter se animando 

-a tia Esme vai fazer um chocolate quente e vamos procurar alguns biscoitos 

-eu gosto de biscoitos-gritou Peter 

-biscoitos!!-era Moana 

-vamos aos biscoitos-disse Alice com Moana no encalço 

Me mexi e coloquei a Mel no sofá,levantando em seguida 

Me espreguicei mais uma vez e fui andando até a cozinha 

-tio Tantan!!!-eles gritaram

Como a cadeira era meio alta,Moana estava no colo de Jasper e Carlisle estava de pé com Peter o sujando de biscoito 

-ele ainda está grudado em você?-perguntei sorrindo 

-não me largou desde ontem-respondeu Carlisle o olhando 

-milagre!-falei-esse aí gosta de andar até no teto

Eles riram e olhei para Moana 

-ela é tão fofa!-disse Alice 

-alguém perdeu a pose de bandido-falei ao olhar Jasper sorrindo com Moana 

Eles riram novamente e Jasper me olhou sorrindo 

-tio Tantan!-gritou Moana 

-oi Nana?

-o tio zizinho me deu uma boneca!

-ele te deu um boneca?!-perguntei-ela é bonita?

-igual eu-ela respondeu 

Soltei uma pequena risada 

-tio zizinho?-perguntei ao Jasper 

-não conta para o Emmett-ele implorou

Neguei com a cabeça e ele assentiu 

-e Stella?-perguntei 

-Rose está dando a mamadeira-disse Esme-pegamos algumas que trouxe na bolsa dela 

-Lili pegou a mania de encher algumas mamadeiras com leite materno-comentei-ás vezes,em Miami,minha mãe ficava doente do nada-parei por alguns segundos-e os gêmeos ainda mamavam,mas ela tinha que levar minha mãe ao hospital já que meu pai trabalhava e eu era menor de idade-continuei-daí ela deixava cerca de três mamadeiras pra cada um,assim eu conseguia dar mamadeira a eles 

Ela faz a mesma coisa com a Stella,uma vez por semana,mais o menos 

Eles prestaram atenção no que dizia e notei seus olhares tristes quando citei minha mãe

-como era lá em Miami?-perguntou Esme

Hesitei

-era legal-falei enchendo o copo com suco-ensolarado e cheio de praias,o sonho de infância de qualquer criança-eles riram-eu sempre tive pais que me apoiaram em qualquer sonho louco e até uma irmã adotada que fazia questão de deixar claro sua presença-sorri-depois veio um irmão mais velho que comia minha irmã...o que...realmente soou estranho-soltamos uma risada-bom...eu nunca fui um santo,mas também não era galinha,graças aos céus por isso!eu tinha vários amigos...mas tudo começou a desandar quando minha mãe ficou doente-suspirei-ela estava uma vez por semana no hospital e...meu pai trabalhava demais,a Lisa estava namorando...eu acabei me rebelando-nunca contei isso a ninguém-cabulava aulas,chegava tarde,ia a festas,enfim...foram longos dois anos...até os pequenos nascerem-olhei para meus gêmeos-no começo eu não prestava muita atenção,mas eu passei a ficar sozinho com eles,e me apaixonei pelos dois anjinhos-sorri abobado-eu fui deixando de ser um bad boy mau humorado-rimos-para me tornar o tio dos gêmeos

-tio Tantan tá triste?-perguntou Peter 

-não Panpan-falei sorrindo-o tio tá contando uma história

-história?

-sim-respondi-de quando a gente morava em Miami,lembra?

-praia!-ele disse

-isso,praia!-falei sorrindo 

-você é um bom rapaz-disse Esme sorrindo 

-obrigado-falei

Olhei para o lado e vi uma Mel quase sonâmbula vindo até mim 

Sorri e ela envolveu minha cintura com seus braços resmungando algo enquanto enterrava a cabeça no meu moletom 

-eu ainda tô com sono-ela reclamou 

-vai pra cama meu amor-falei beijando o topo da sua cabeça 

-vem comigo?-ela perguntou

-não posso-falei-vou voltar pra casa e ver se encontro algo que me ajude a encontrar Lisa

-vem pra cama comigo!-ela implorou 

-isso pode ter dois sentidos-falei 

Ela abriu um sorriso super malicioso 

-a gente pode testar as duas se quiser-ela retrucou me olhando

Coloquei as mãos cruzadas na cintura dela e selei nossos lábios por alguns segundos 

-eu preciso encontrar minha irmã e meu pai-falei-mas se fosse em outras circunstâncias,eu adoraria ir pra cama com você-colei meus lábios em sua orelha-nos dois sentidos 

Ela sorriu e me beijou 

-a gente vai encontrar eles-ela disse me abraçando 

-sei que vamos-falei sorrindo 

Ela me empurrou e sentou na bancada,me puxando e colocando as pernas ao redor da minha cintura e fechando os joelhos na frente do meu corpo 

Peguei a xícara de café e bebi alguns goles 

-você precisa descansar-ela disse séria

-estou bem-falei

-você mal dormiu-respondeu-e quando dormiu foi no sofá duro 

Suas mãos subiram para meus ombros fazendo massagem 

Meu corpo retorceu implorando por mais e por descanso 

-eu já disse que estou bem-repeti 

-você está todo tenso Ethan-ela respondeu 

-estou preocupado com o sumiço deles

-está cansado!

Sua mão apertou um nó em minhas costas e soltei um gemido 

-ela tem razão-disse Esme-vocês mal dormiram

-eu já tive noites piores-falei

-eu vou te drogar e pedir pro Emmett te jogar na minha cama-Mel ameaçou 

A olhei espantado 

-por que eu tenho a certeza de que faria isso?-perguntei

-porque conhece as minhas capacidades!

Me virei pra frente e suspirei 

Ela apertou outro nó e prendi a mandíbula contendo outro gemido 

-Ethan...

-não-falei 

-você foi teimoso assim da outra vez lembra?-ela disse-eu te convenci a subir e posso fazer o mesmo agora-suas mãos desceram para meu abdômen-jogando limpo ou não 

-Ethan-disse Esme-vá descansar,nós cuidamos das crianças 

-eu sei que cuidam-falei-mas eu preciso voltar lá e...

-eu vou com você!-disse Mel-agora são oito horas-olhei para o relógio na parede-dez horas nós levantamos e vamos direto pra sua casa ok?

A olhei 

-eu preciso...

-faz por mim!-ela implorou com aquela vozinha de criança

-sabia que se você me pedir pra matar alguém eu vou dizer não,mas se você me pedir "por mim!",eu sou preso por homicídio!-ela abriu um sorriso e colocou as mãos no meu pescoço

-é mesmo?

-é-falei

Ela me deu um leve beijo e suspirei 

Puxei seu braço e peguei atrás dos seus joelhos,a pegando no colo estilo noiva 

Ela riu

-nós vamos subir,caso algo aconteça,podem requerir nossas presenças batendo na porta do quarto-falei indo em direção do andar de cima 

Eles assentiram 

No meio do caminho encontramos Emmett e ele olhou estranho 

-estão indo para o quarto?-perguntou 

-sim-falei

Ele revirou os olhos e saiu bufando 

-qual o problema dele comigo?-perguntei

-ele gosta de você-ela disse-mas você vai ser o cara que vai tirar minha "inocência" um dia

-"inocência"?

-ele te vê como o cara que vai comer a irmã mais nova-soltei uma pequena risada

-sério?

-eles sabem que eu te escolhi e vamos no casar um dia-ela continuou-e que uma hora ou outra nós vamos transar 

Senti meus músculos ficarem tensos com essa pequena probabilidade

-é...-falei 

A coloquei na cama e deitei em cima dela 

-tira o sapato!-ela falou 

Fiz o que pediu e me ajeitei,a colocando em cima do meu braço 

Ela se aproximou e entrelaçamos as pernas 

-sabe que eu te amo muito não é?-ela disse 

-uhum-respondi de olhos fechados 

Suas mãos subiram para meus ombros indicando que eu me virasse

Me virei ficando de costas pra ela e senti suas mãos massagearem meus ombros 

Resmunguei algumas palavras sem sentido e minha consciência foi me deixando aos poucos 

Era tão bom e relaxante 

-você estava precisando-ela disse sem parar 

-acha que vamos achá-los?-perguntei 

-com certeza-respondeu-mas você não pode fazer nada se estiver cansado,com fome ou desesperado 

Me limitei a resmungar uma resposta a fazendo rir 

Dessa vez,suas mãos passaram por baixo da minha camisa e a ajudei a retirá-la

-você é tão bonito-ela disse enquanto eu ainda estava de costas 

-obrigado-resmunguei 

Mel me colocou de barriga pra baixo e saiu da cama por alguns minutos 

Fiz menção de olhar,mas Mel me impediu dizendo para que eu ficasse paradinho 

Obedeci pois minhas costas estavam me matando,fora o cansaço que apareceu de repente

Logo ela voltou e colocou uma perna de cada lado 

-mas o que...

-cala a boquinha-ela disse colocando minha cabeça no travesseiro-te quero em silêncio e calmo 

-tá então!-respondi fechando os olhos 

Algo foi derramado nas minhas costas e gemi baixinho ao sentir o cheiro de lavanda e maracujá 

Suas mãos voltaram para minhas costas massageando delicadamente e me deixando muito relaxado 

Não conseguia conter alguns gemidos enquanto seus ágeis dedos desfaziam alguns nós 

-alguém já fez isso por você?-perguntou

Resmunguei um não 

-tanta coisa acontecendo não é?-ela continuou-o Jayson...o nômade...seu pai e Lisa sumindo...sua responsabilidade de tio...Ethan,às vezes é bom jogar tudo pro lado e só relaxar

-hum...

-você é um homem incrível-falou-cumpre com suas responsabilidades e cuida tão bem de quem ama...tem que nos deixar cuidar de você também

-eu deixo...

-estou falando assim-ela apertou um nó me fazendo gemer-se entregar totalmente entende?

-não...

-você não é de ferro querido,e às vezes é preciso se abrir totalmente para poder descansar totalmente

-uhum...

Ela me virou e fiquei de barriga pra cima 

-você não deve estar me entendo-ela disse rindo-está boa a massagem?

Afirmei com a cabeça enquanto ela massageava meus braços e tronco

O sono estava me consumindo e apaguei pouquíssimo tempo depois 

-♡-

Meu corpo estava tão relaxado e descansado que levei alguns minutos para abrir os olhos 

Ela estava ao meu lado dormindo tranquilamente 

Sorri e acariciei seu rosto com o dedo 

Seus olhos se abriram e um sorriso invadiu sua linda boca 

-descansado?-perguntou 

-depois daquela massagem divina,qualquer um estaria não é?

Ela riu 

-é...

Nos espreguiçamos e notei que estava sem camisa 

Eram 12:30 

-dormimos demais-falei calmo

-eu acho que dormimos o suficiente-ela respondeu 

-é...deve ser isso mesmo-rimos

Foquei em seu rosto e a puxei para um beijo 

Um calmo e lento beijo 

Encostei a ponta dos nossos narizes e sorri de canto 

-eu te amo-sussurrei

-eu sei-ela sussurou de volta antes de me beijar um pouco mais feroz 

Aproximei nossos corpos e desci a mão para sua cintura 

Ela terminou com selinhos e focou em meus olhos 

-deveríamos jantar outra vez naquele restaurante-disse Mel

-prometo marcar mais um reserva-falei sério

-não queria falar isso antes porque estava cansado mas-sua mão foi para a base da minha coluna e ela sorriu-você tem duas covinhas aqui 

Soltei uma risada 

-tenho-falei sorrindo-minha mãe vivia apertando e mordendo quando eu era bebê 

-eu nunca notei por causa da calça-ela disse-mas quase mordi-confessou ficando vermelha 

-podia ter mordido!-falei-ia lembrar minha mãe e eu ia adorar você me mordendo-mordi o lábio 

Ouvimos um protesto do Ememtt e começamos a rir 

-o que você mais fazia quando era bebê?-ela perguntou

-segundo minha mãe...depois que aprendi a andar,eu adorava correr nu pela casa-ela gargalhou-eu só parei de fazer isso com uns cinco anos-falei-nem de cueca eu gostava-ela riu mais-umas das coisas que minha irmã Lisa mais gritava era:"pinto de fora!!!pinto de fora!!"-cobri o rosto enquanto ela chorava de rir-nem sei porque estou te contando isso...chega a ser vergonhoso

-é fofo!-ela disse pegando minhas mãos 

-a casa inteira pode discordar disso-falei com um pequeno sorriso 

-eles são claros em questão da privacidade-ela disse sorrindo-coisas ditas no quarto,em particular,ficam em particular

-mesmo?

-eles são bem claros nessa questão-continuou-dificilmente comentam algo dito dentro dos quartos,questão de privacidade mesmo 

-isso é bom-falei

-eles são bons-ela sorriu 

Acariciei seu rosto novamente e suspirei 

-minha relação com Lisa sempre foi boa e estranha-sorri

-quantos anos ela tinha quando nasceu?

-nove-ele respondeu-e eu tinha catorze quando eles casaram e dezesseis quando os gêmeos nasceram 

-legal-respondeu

-e você?o que mais fazia quando era criança?

-sujar o Baboo-rimos-eu andava com ele pra tudo quanto é lado e minha mãe só podia lavar enquanto eu estivesse dormindo-rimos

-mais alguma coisa?não tem nada vergonhoso?

-bom...eu ficava cantando babuabidizuzunona

-o que?-perguntei rindo 

-era em uma língua que eu inventei caso um fantasma ou um ET falasse comigo-comecei a rir 

-sério?

-sim-ela admitiu-mas parei de fazer isso quando meus pais biológicos morreram-ela ficou triste-com meus pais adotivos...eu tinha um amigo imaginário

-nunca tive um desses 

-eu nem me lembro direito dele-falou-acho que talvez ele era o Baboo,só que vivo 

-legal-falei-então só eu passava vergonha-rimos 

-acho que sim-ela respondeu rindo 

Ficamos nos olhando e respirei fundo

-precisamos ir-falei-eu tenho que ir pra casa 

-eu vou com você lembra?-ela disse-e vamos arrumar sua casa

-obrigado 

-vou ver se alguém pode ir conosco 

-não precisa...

-por favor-ela pediu 

-tem certeza de que não vai ter problema?

-tenho-ela disse-eles podem ver entre eles quem vai 

-vou arrumar aquela bagunça

-vamos arrumar aquela bagunça-ela me corrigiu 

Assenti e me sentei 

Ela fez o mesmo e pegou minha camisa 

-não precisa vestir a camisa agora-ela sorriu maliciosa

-quer que eu desça sem camisa?

-não-ela respondeu-pode ficar aqui mais um pouco 

-não faz isso comigo coração-implorei 

-faço sim!

Suas mãos me puxaram para trás e seus lábios tocaram minhas costas nuas traçando um caminho dos meus ombros até a metade da coluna 

Não tentei conter meu gemidos 

Mel ficou de joelhos e colou a boca no meu ouvido 

-a calça escondeu-ela reclamou com voz de criança no meu ouvido 

Olhei para trás e ergui uma sombrancelha 

Me virei para ela,peguei sua cintura e beijei seus lábios travessos 

-você tem uma boquinha bem travessa às vezes-falei sorrindo 

Ela me jogou na cama e subiu em cima de mim

Senti suas mãos espalmadas em meu abdômen e sorri 

-menina travessa você hein!-falei-mas eu preciso levantar meu amor,tenho uma irmã e um pai desaparecidos 

Ela suspirou e assentiu 

-eu vou ajudar você ok?-ela disse sendo sincera 

A Mel levantou e esticou a mão para me ajudar a levantar 

Levantei e a beijei novamente,colocando a camisa em seguida 

Um resmungo de decepção passou pela minha namorada e ri baixinho 

-eu prometo te recompensar pela massagem

-um jantar no C'est Si Bon-ela disse-quando puder 

-aceito!-falei sorrindo-vamos descer 

-café?-perguntou 

-estou faminto!-reclamei arregalando os olhos 

Saímos e fomos descendo as escadas 

Ao que parecia,todos estavam na sala então nos servimos e ficamos nos olhando enquanto comiamos 

Era uma boa atmosfera ali 

Terminamos o café e lavei a louça enquanto ela secava e ria das minhas piadas 

Fomos direto para a sala e encontramos Carlisle,Esme,Rose e Emmett brincando com as crianças 

-bom dia de novo-disse Esme sorrindo 

-bom dia-disse Mel rindo 

Peter e Moana correram até mim e me abaixei para abraçá-los 

-oi pequenos-falei sorrindo-estão se divertindo?

-sim-eles disseram

-mas cadê a mamãe?-perguntou Peter 

-eu vou achar a mamãe tá bom?-falei 

-vai?-perguntaram

-vou-falei firme 

A abertura de um desenho começou a tocar atraindo a atenção deles 

Me levantei e vu eles correrem de volta para o tapete junto com os brinquedos

Respirei fundo buscando calma e Mel pegou minha mão 

Olhei para ela,assenti e Jasper passou na porta com Alice 

-olá!-ela disse saltitando 

-oi Ali-disse Mel 

Elas se abraçaram e a olhei 

-tem certeza de que quer ir comigo?-perguntei-posso ir sozinho 

-eu vou com você-ela disse-precisa de mim e não vou te abandonar agora 

Ela passou os braços ao redor da minha cintura 

-ok-falei sorrindo 

-Jasper,Alice,se importam em ir conosco?-ela perguntou 

-claro que não-disse Jasper

-eu vou ver se acho alguma coisa-falei-e arrumar aquela bagunça 

-vamos ajudar-disse Alice 

-quer ir agora?-perguntou Mel 

-se pudermos-falei 

-vamos-ela disse 

Assenti e fui até as crianças 

-preciso que escutem o tio tá?

-tá-eles disseram prestando atenção

-o tio vai sair ok?todo mundo aqui vai cuidar de vocês-falei-eles vão cuidar muito bem de vocês e preciso que obedeçam tudo que pedirem tá bom?

-tá tio-eles disseram e me abraçaram 

Uma lágrima escorreu e beijei a testa de ambos 

-o tio vai encontrar a mamãe e o vovô

-promete?-perguntou Moana 

-eu prometo!-falei sério

Beijei a testa deles novamente e me levantei 

Eles voltaram a brincar e me virei saindo 

-vamos-disse Mel 

Descemos até a garagem e entramos no meu carro

O caminho foi silencioso e pensei em todas os lugares em que poderiam estar 

-eu não consigo pensar em nada-falei-nenhum lugar onde eles poderiam estar

-eles não deixariam as crianças sozinhas-disse Mel 

-nem nos seus piores pesadelos-falei 

-vamos procurar a partir do cheiro-disse Jasper-é só encontrarmos alguma roupa ou qualquer coisas deles

-não posso fazer de vocês cães de caça-falei 

-falando assim fica horrível-disse Jasper sorrindo-mas nós podemos ajudar 

-não posso insistir para não fazerem isso?-perguntei

-não-disse Mel rindo-teimosia é um dom da imortalidade 

Eles riram 

-fui vencido-falei 

Sorrimos e estacionei na garagem 

Parei o carro e eles olharam para a parede onde as coisas da minha mãe e do Heitor estavam 

Olhei para a parede e sorri dizendo:

-nós não queríamos jogar nada fora,mas estavam juntando poiera e tivemos medo que estragassem,daí colocamos ma parede 

-adorei o vestido!-disse Alice 

-ela amava esse vestido-falei lembrando do quanto ela falava dele-tanto que não se importou em ficar dois anos pagando por ele 

-se eu soubesse teria eu mesma pagado por essa maravilha-disse Alice 

Sorri pra ela e subimos 

Estava tudo uma bagunça!

Puxei o ar e entrei na sala 

-ficamos com a cozinha e a sala-disse Alice 

-eu vou para os quartos-falei subindo 

-vou junto!-disse Mel 

Chegamos ao corredor e entrei no quarto das crianças

Estava organizado

Assim como o da Lisa 

Mas o meu estava meio bagunçado,além do normal,e algumas molduras estavam no chão 

Molduras com as fotos da minha mãe 

Respirei fundo e peguei todas as fotos 

-eu te dou algumas molduras-disse Mel 

-tá-falei

-vamos arrumar essa bagunça

-não precisa-falei-eu arrumo quando voltar 

-tem certeza?-perguntou 

-sim-falei-esse quarto é uma bagunça mesmo 

Ela riu 

-vamos ver o quarto do seu pai 

Fomos até lá e tudo estava revirado 

As coisas da minha mãe estavam reviradas 

-o foco era minha mãe-falei-as coisas dela,as fotos dela...enfim

-por que?

-eu nem imagino-respondi 

Abaixei e peguei a caixa dela 

Haviam várias coisas como seus adornos,seus pincéis,suas fitas,sua maquiagem,cadernos de receitas...tudo que era da minha mãe estava naquela caixa 

A Mel colocou a mão no meu ombro e notei que eu chorava meio alto

-isso tem até o cheiro dela-falei sussurrando 

-eu sei-ela se abaixou e olhou a caixa-tem de tudo aqui não?

Soltei uma pequena risada e enxuguei as lágrimas

-ela fazia de tudo um pouco-falei-pintava,ás vezes costurava e adorava usar essas fitas pra isso-continuei-no Natal ela enchia a casa de lantejoulas,serpentinas e até glitter-rimos-ela adorava festas e era tão...sonhadora

-ela deve ter sido um mulher incrível 

-foi-falei e comecei a guardar tudo-ela foi uma das melhores pessoas que já conheci 

-então honre sua memória e viva!-ela disse séria 

-farei isso-concordei-com você-a olhei 

-nós dois-ela disse e me beijou 

Foi um beijo calmo e consolador

Terminamos com selinhos e sorri 

-vamos guardar essa caixa-ela disse 

Peguei a caixa e guardei no lugar

Saímos do quarto e descemos até a cozinha

Tudo estava quase arrumado 

-não precisavam ter arrumado-falei 

-já fizemos-disse Alice 

-tem uma bela casa-ouvi Jasper na cozinha 

-obrigado-falei

Terminamos de arrumar a maioria das coisas e fui pegar algumas roupas das crianças 

-posso escolher?!-perguntou Alice animada 

-a vontade!-falei abrindo espaço 

Eles riram e deixei ela trabalhar 

Em alguns minutos,ela já tinha olhado todo o guarda-roupa e escolhido duas peças para cada um 

-vou reformar todo esse guarda-roupa-ela disse-todos os guarda-roupas da casa!

-eu não me visto tão mal-reclamei sorrindo 

-você fica bem em qualquer roupa-disse Mel abrindo um sorriso malicioso-ou sem nenhuma

-acha mesmo?-perguntei

-certeza-ela disse me beijando

Seus braços rodearam meu pescoço e os meus rodearam sua cintura 

A levantei e rimos 

-eu te amo-falei 

-eu também te amo-ela disse 

-que lindo casal!-disse Jasper-mas precisamos ir 

-vamos então!-falei pegando as bolsas 

Jasper pegou uma bolsa e fui até a geladeira 

Não tinha nenhuma mamadeira

-passamos na farmácia e pegamos alguma coisa que Stella possa usar no lugar do leite-disse Mel-vou ligar para meu pai e ver qual é

-obrigado-falei e ela saiu com o telefone na mão 

-estamos descendo-disse Alice

-pode dirigir?-perguntei 

-claro!

Joguei a chave para ela e fechei a geladeira 

Encostei na pia e respirei bem fundo algumas vezes 

Metade da minha família estava perdida e eu estava me preocupando com o leite da Stella...

-vem-disse Mel me puxando-temos que passar na farmácia primeiro 

Assenti e deixei ser levado 

-♡-

Ao voltar Peter e Moana quase pularam no meu colo 

-hey pequenos!-falei rindo e pegando os dois 

-achou a mamãe?-perguntou Peter

-não querido-falei-mas a gente está procurando tá?

Eles assentiram e voltaram para o chão,correndo de volta pra sala 

Entreguei a fórmula para Rose preparar e fui ver a Stella

-oi bebê do tio-falei pegando ela no colo-você faz um ano daqui uma semana não é?

Ela colocou a mão na minha boca e a segurei

-Li...li-ela disse 

Fiquei surpreso 

-ELA FALOU!!!-gritei animado

-o que foi?-perguntou Mel chegando apressada 

-ela falou Lili-expliquei-é assim que eu chamo a Lisa às vezes 

-sério?-ela perguntou 

-diz de novo Stella,diz Lili 

-Li...li-ela respondeu se animando-Lili!

-muito bem bebê!-falei sorrindo 

-Lili!-ela ficou repetindo 

-é a mamãe bebê-falei notando lágrimas-a Lili é a mamãe 

-mama!-ela disse 

-é!-falei chorando-Lili é a mamãe 

-Lili mama!

-muito bem minha garota-falei a beijando 

Stella começou a rir e a abracei chorando 

-não sei se está chorando de felicidade ou saudade-disse Mel 

Soltei uma risada e a olhei 

-talvez os dois-respondi parando de chorar 

Ela riu e me abraçou junto com Stella 

-eu te amo-falei beijando sua testa 

-eu também te amo-ela disse sorrindo 

-Lili mama!-disse Stella nos fazendo rir 

-Peter e Moana ficavam repetindo suas primeiras palavras o tempo todo 

Ela riu 

-imagino-disse-mas quais foram?

-Tantan e papa-respondi-pouco tempo depois falaram mama e foi indo...

-agora eles não param de te chamar

-é-falei rindo 

Notei Rose parada na porta e fui entregar Stella 

-não-negou-pode fazer isso-disse entregando a mamadeira

-tem certeza?

Ela assentiu sorrindo e peguei a mamadeira 

Ajeitei Stella no meu colo e fui dar o leite,então ela segurou a mamadeira com as mãos e ficou me olhando 

Comecei a cantarolar baixinho balançando levemente 

-é uma linda visão-disse Mel 

-hum?-perguntei distraído 

-você dando o leite pra ela-explicou-é uma bela visão

Sorri e a olhei 

-acha?-perguntei

-tenho certeza-ela respondeu sorrindo e suspirou 

Eu sabia o motivo desse suspiro

Ela queria que fosse a nossa misturinha perfeita em meus braços

-vem cá-falei a chamando 

-eu?

-é,vem logo 

Ela veio até mim e passei Stella para o seu colo 

-segura a mamadeira assim-instruí-isso!certinho 

-Ethan eu...

-só faz-falei sorrindo e me afastei 

Mel ficou me olhando como se esperasse eu a pegar de volta 

Mas não iria fazer isso 

Ela acabou revirando os olhos e olhando para Stella 

-é uma linda visão-repeti 

Ela sorriu e me olhou 

Logo Stella dormiu,então a colocamos no berço improvisado 

-vocês seriam ótimos pais-disse Esme na porta 

Nos viramos pra ela e vimos Carlisle ao seu lado 

-obrigado-falei sorrindo e abraçando Mel de lado 

-é...-ela disse meio triste 

Beijei o topo da sua cabeça e saímos do quarto 

-♡-

Já tinha anoitecido e não tinham achado eles 

Pensei em falar com a polícia,mas sabia que não podiam fazer nada 

Senti algo me chamando na floresta,mas ignorei 

De novo 

Só pode ser coisa da minha cabeça 

Ethan...

Chamei a Mel e pedi para descer comigo 

-onde vamos?-ela perguntou 

-não sei-falei

-como não sabe?

-eu...

-Ethan?-ouvi alguém na floresta 

Ao olhar para frente vi a Lisa 

Mas ela estava diferente 

Algo a rondava,algo como...magia?

-oi Ethan-ela disse sorrindo 

Lisa usava um vestido preto,uma capa azul e uma coroa de flores repousava em seu cabelo solto e esvoaçante

-Lisa?-chamei 

-sou eu-ela disse chegando mais perto 

-o que...como...quando...

-eu vou explicar tudo daqui a pouco-ela disse-só me diga que as crianças estão bem 

-estão-falei-vem cá

Ela correu e me abraçou 

Eu estava estático 

-o que aconteceu com você?por que sumiu desse jeito?onde está nosso pai?

-estou aqui!-ele disse aparecendo 

Ele estava normal,mas...com algo brilhando em seus olhos 

-diga a ele Lisa-falou meu pai sorrindo 

-Ethan...agora eu sou uma guardiã


Notas Finais


HEY!!!!
Esperavam isso?!?
Nossa Lisa agora é guardiã!!
E esses momentos fofos da Stella gente?!
Espero que tenham gostado
Até
...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...