História Mel Cullen - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Alice Cullen, Bella Swan, Carlisle Cullen, Edward Cullen, Emmett Cullen, Esme Cullen, Jasper Hale, Personagens Originais, Renesmee Cullen, Rosalie Hale
Visualizações 95
Palavras 1.260
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse capítulo promete preocupações

Capítulo 7 - Interação em risco


Passei os 3 meses seguintes estonteante com a comunhão que havia naquela casa

Mas mesmo com tamanha comunhão,ainda havia assuntos que nos causavam um clima tenso e estranho,então,perguntas do tipo "como conheceu vampiros" eram totalmente ausentes em nosso meio

Teve um dia em que cheguei da escola super animada

-pai,pai,pai vc não sabe...

Ele me olhou estranho enquanto eu não parava de falar

-mel - ele tentou intervir

-pai vc acha que eu fiz certo?-me virei para ele

Um sorriso enorme tomava conta de seu rosto

O olhei estranho

-vc me chamou de pai - me desculpei - não se preocupe,eu fico feliz por esse avanço

Sorrimos

Naquele dia chamei todos pelo o que realmente eles eram pra mim:minha família

Mas algo poderia quebrar isso

Eu estava na escola e abri meu armário,quando um bilhete caiu

"Como pode estar tão feliz,tendo dois assassinatos nas costas?

Acha mesmo que só porque eles são em mais pessoas,não podem ser mortas do mesmo jeito?

Encare as coisas direito,vc sempre vai ser a órfã coitada que perdeu as famílias em assassinatos sem explicação,já que NUNCA contou a ninguém os ocorridos

Será mesmo que alguém além de vc,e somente vc,teve culpa de tudo?

Pense e analise

Longe de todos,vc pode não causar nada a ninguém

Ass:aquele que te vigia"

Lágrimas escorriam enquanto eu lia e relia cada parágrafo

Senti a falta de ar vindo

Um AP na escola era a pior idéia

Por sorte estava na aula final

-alô é do hospital?...Gostaria de falar com Dr.Cullen...Sim...diga que é a filha dele...alô pai?-eu o chamava assim havia algum tempo - eu queria ir até o cemitério de Forks...Sim ver meus pais...Eu poderia?-perguntei já querendo chorar - obrigado...Pode me buscar às 16 ok?...Obrigado até -e desliguei

Ao sair da escola,coloquei o capuz e segui pelo caminho que já conhecia muito bem

Passei pelo florista,que já me conhecia e sempre me dava as flores exatas que precisava:uma rosa vermelha,outra branca,uma azul e uma margarida

Fui até os meus conhecidos túmulos e distribui as flores conforme o gosto de cada falecido

Me sentei no chão e chorei um choro agoniante

Aquele sentimento de culpa e perda veio a mim fortemente

Eu chorava tanto,a ponto de fazer um barulho que me informava que estava sozinha naquele lugar

O eco de meus pais dizendo muitas coisas a mim ecoava em minha mente

Eu precisava esvaziar,já que em casa,Jasper iria sentir essa agonia também e Edward leria meus pensamentos

"Eu preciso ir embora da mansão,seria o melhor a todos

Eu não posso carregar mais uma culpa desse tamanho

Mas eu não quero ficar sozinha de novo"

Dei um grito

Aquela dor estava me consumindo

E novamente a falta de ar e o desespero vieram até mim

Tomei meu remédio e o sangue escorreu pelo meu nariz

Aquilo acontecia toda vez depois que eu tomava meu calmante extremamente forte

Fui me acalmando aos poucos

Lembrei de Alice

Ela saberia da minha decisão através das visões

"Vou ter que desistir"

Mas eu precisava fazer algo

-mel?-perguntou Esme

-mãe? -perguntei assustada - como me encontrou?

-segui os batimentos do seu coração,que estão bem rápidos por sinal - ela pegou em minhas mãos - está tudo bem?

-sim - menti.Odiava fazer aquilo

-são...-ela perguntou olhando para os túmulos

-sim,sim são eles - a olhei - me tira daqui por favor - supliquei em sussurros

-claro - ela me puxou - vamos

Chegamos até o carro e vi Alice

-oi Ali - falei desanimada.

Eu a chamava assim agora

-tudo bem?-ela perguntou

Eu sabia do que ela falava

-sim,não se preocupe - ela assentiu

Passei o caminho inteiro em silêncio

Já Alice,não parava de falar das compras que havia feito

Às vezes ela tirava de mim um pequeno sorriso falando coisas as absurdas que só ela fala

Cheguei em casa e fui comer

Perguntei de Jasper e Edward,mas fui informada que eles haviam saído para caçar

Eu já estava me acostumando à essa dieta deles

Esme percebeu minha preocupação é perguntou se algo me incomodava

-não - ela me olhou com olhar de "te conheço garota"-na verdade sim-eu não podia contar nada a eles,se não,correriam mais perigo - estou com dificuldade em uma matéria

-qual?

-matemática - menti

-bom - ela me disse - Emmett pode te ajudar

-ele sabe sobre isso?

-sabe sim

Logo Emmett estava lá,me assustando pela quadragésima vez

Eu tinha perdido um pouco do medo que tinha dele

-pode falar

Peguei meus cadernos falei de uma matéria que havia acabado de aprender

-eu tenho certa facilidade para aprender,mas essa matéria,eu não consegui pegar - menti.Eu havia pegado muito bem essa matéria

E Emmett com a maior paciência do mundo, me explicou tudo direitinho

-entendeu?

-sim,obrigado

-então?-perguntou Esme

-entendi tudo,mas agora vou tomar um banho,estou esgotada em todos os sentidos-"pelo menos nisso vc não mentiu,não é mel " acusou minha consciência

Resolvi usar o chuveiro

Tinha vez em que me afundava na água para chorar

"Vai mesmo abandonar as pessoas que mais te ajudaram?

Vc é mesmo muito fraca e inútil"

Esse era meu sub consciente me acusando

Ouvi barulhos

Os garotos tinham chegado

"Pense em tudo,menos nisso

Se acalme"

Sai do banho e fui deitar

Avisei a Esme que não jantaria

Adormeci aos prantos e silenciosamente

SONHO ON

"Acordei assustada

O que aconteceu?

Ouvia somente um silêncio

'Que estranho?Sempre que acordo eu ouço barulhos de conversas'

-mãe?pai?Ali?Rose?-comecei a chamar por cada um

Desci devagar e estava tudo vazio

-hahaha-zombei assustada - não tem graça alguma,podem aparecer

-quem?-perguntou um homem de capuz atrás de mim

Dei um grito

O homem me pegou e me levou até a frente da casa

Lá havia um monte feito com os restos mortais de minha família

-não!!!!!!-gritei com o homem me segurando

Um sentimento horrível e indescritível veio a mim subitamente

Eu gritava muito

Aquilo doía demais

Eu não conseguia ver mais nada graças às minhas lágrimas

E sem pensar eles atearam fogo no monte

Gritei mais ainda

De repente outro homem encapuzado veio a mim

-shhhhhhhh-dizia ele

-não por favor,não

E em um soco,ele me fez apagar"

SONHO OFF

Acordei gritando

Aquele sentimento estava impregnado em meu peito

Junto com o choro veio aquilo que eu conhecia muito bem,um AP

-mel?-era Esme super preocupada

Eu havia trancado a porta,mas não conseguia chegar até ela,pois estava totalmente paralisada e sem ar em meus pulmões

-mel!?-era Carlisle

Eu não conseguia reagir

Dei outro grito

Aquilo dentro do meu peito doía demais

Minha visão foi ficando turva e só ouvi algo se estraçalhar

-mel!-era Esme me tocando

-fala pra mim o que está sentindo - era Carlisle

Eu não via ninguém, mas sabia que estavam ali

Por breves e curtíssimos segundos eu sentia calma ,mas tudo voltava com mais força

Sabia que era Jasper

"Ele não vai conseguir " eu pensei sabendo que Edward ouviria

-ela disse que não adianta Jasper

"Gaveta,gaveta"

-que gaveta ?

"Terceira,da cômoda"

E ouvi o barulho das gavetas se abrindo

Fui perdendo a força

Estava muito tempo sem respirar

"Comprimido azul"

-aqui!-gritou Edward

-toma -disse Carlisle

E sem já sem força alguma e no colo de Esme,finalmente engoli o remédio sem água mesmo

Por segundos perdi a consciência

Mas ao voltar,respirei bem fundo e acabei tossindo muito

-mel?!-era Esme

-tudo bem?-perguntou Carlisle

Senti a calma de Jasper me invadir

Eu estava de cabeça baixa procurando me concentrar

Quando finalmente consegui falar disse:

-desculpa

-pelo o quê?-perguntou Rosalie

-eu odeio quando isso acontece - esbravejei

-isso o quê? -perguntou Emmett

-exatamente - disse Esme - o que foi isso?

E um pequeno fiozinho de sangue escorreu

Carlisle olhou preocupado

-tudo bem,isso acontece

E limpei o pequeno fiozinho com a manga

-então,queremos explicações - disse Edward

-isso foi um ataque de pânico,isso acontece às vezes,mas não nessa intensidade - Estranhei - nunca tive um AP desse jeito

-isso deve ter algo a ver com o sonho,não é? -perguntou Edward

-que sonho?-perguntou Ali

Me mantive calma

Deveria explicar tudo a eles


Notas Finais


Que acontecimento!!
E agora?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...