História Melannie. {VKook Mpreg.♡} - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Vkook Bts Bangtanboys
Visualizações 134
Palavras 1.103
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom dia minha nenês Vkookas!

Turubom?

Como vocês estão?

Aqui estou eu com mais um capítulo de Melannie pra vosmecês.

Me perdoem o erro e o capítulo pequeno, é que eu não tive tempo de editar e nem detalhar muito.

Bom... Sem mais delongas, vamos ao capítulo de hoje.

Capítulo 7 - Capítulo 5.


- Me surpreendi ao receber sua ligação à essa hora da tarde. - Comentou abraçando o amigo mais velho que correspondeu com o seu típico sorriso doce e acolhedor nos lábios. 


- Bom... Eu já estava morto de saudades, Namjoon vai ficar de plantão hoje, e eu estava mesmo com vontade de comprar algumas coisinhas para YuJin... - Taehyung observou Jin guiar sua mão até a barriga onde acariciou deixando sua felicidade transparecer através de seu rosto.


Naquele momento, o mais novo lembrou-se do tempo em que engravidou, as novas sensações, os chutes, o amor, a ansiedade... Sentiu Saudades daquele tempo.


- Ah, que saudades do tempo da minha gravidez. - Riu baixinho acariciando a barriga do mais velho. - O tempo passou muito rápido. 


- E bote rápido nisso, Melannie cresceu tanto! - uma risada leve escapou dos lábios cheinhos de Jin enquanto sua voz esbanjava animação. - Ta a cada dia mais bonita, inteligente e mais parecida com o pai.


Taehyung desfez o sorriso com a última afirmação e engoliu à seco suspirando. 


- Falo do Jimin, é claro. - Jin afirmou ao notar a mudança de expressão do mais novo, algo que o fez sentir-se culpado.  - Me perdoe, Saeng... 


- Não, tudo bem! Eu só... - Suspirou cansado. - Esquece. 


- Ainda dói, não é?  - A mão macia e leve do amigo repousou sobre seu ombro de forma carinhosa e tranquilizadora. - Algumas feridas doem bastante mesmo após a cicatrização... Ainda dói aí dentro... 


Taehyung desviou o olhar que encontrava-se dolorido e cheio de lágrimas. Seu olhar foi para longe onde sua mente voou para outra dimensão... A dimensão do seu passado. 


Por um segundo lembrou-se dos dias alegres na escola ao lado do seu ex-namorado, dos presentes carinhosos e cheios de mimo, das palavras doces que o faziam flutuar nas nuvens da paixão, da voz gostosa de se ouvir que o moreno possuia...

Já no próximo segundo lembrava-se do dia em que descobriu que aquilo tudo era uma tremenda farsa... Do dia em que conheceu a dor da ilusão... Do dia que mudou a sua vida por completo. 


Os dias depressivos, a gravidez, a faculdade, o nascimento de Melannie... Tudo baseado em Jeon Jungkook.


Mas, aparentemente, não parava por aí!

Agora seria o casamento de Jimin.


Sentiu um aperto imenso no peito e sua garganta secou ao mesmo tempo em que suas lágrimas começaram a banhar seu belo rosto.


- T-Tae? Não, não chore! - Os braços longos e acolhedores do Kim o refugiaram de forma em que se sentisse protegido. - Seja forte, saeng... Seja forte como você sempre foi. Mais do que nunca, Melannie precisa de você. 


E foi assim que o seu hyung o ajudou a enxugar as lágrimas. 


Melannie...


O único ser que dava forças a Taehyung durante as 24 horas do seu dia.


Sempre que se sentia derrotado, aquele pequeno sorriso associado à aquele rostinho e à aquela voz doce e gostosa de se ouvir o faziam suspirar e permanecer firme e forte, seja lá qual fosse o problema.


- Esqueça isso tudo e venha me ajudar a comprar as roupinhas da sua afilhada, okay? - Sorriu após sentir o seu braço ser puxado pelo seu Hyung mais alto para dentro de uma loja de coisas de bebê. 


E ali mergulharam em um universo cheio de alegria e amor sintonizados de forma acolhedora e mais harmoniosa possível. 


Jin não podia estar mais feliz! A chegada de YuJin seria uma bênção na vida do mesmo e de seu marido já que, antes recebera a notícia de que era estéril.


Lembrava-se daquele momento doloroso em que ouviu dos médicos aquelas palavras que saíram da boca do mesmo com flechas que atingiam o arco do seu coração. 


Estavam lhe tirando o seu maior sonho.


Ser pai.


Naquele momento o mundo do acastanhado caiu e seus joelhos falharam indo ao chão. Não podia acreditar daquilo.


E de fato não podia mesmo.


Passados alguns anos após tal "descoberta", Jin começara a passar mal vítima de enjôo, tontura, vômito, cansaço físico e sonolência. Ficou preocupado, muito preocupado na verdade, e então pediu a Namjoon para examina-lo já que o mesmo era médico, porém não obteve resposta alguma e, em nenhum momento, passou pelas cabeças dos mesmos a idéia da gravidez, afinal, Jin era estéril. 


Sem respostas e mais preocupados que nunca, foram ao hospital, fizaram alguns exames no Kim mais velho e após muito tempo de investigação descobriram um serzinho no ventre de Jin.


A felicidade fora imensa nos corações dos novos futuros papais, eles teriam um filho! 


Teriam YuJin.


(...)


Taehyung chegou em casa cansado.


Entrou, trancou a porta e se jogou no sofá logo ouvindo passinhos leves vindo em sua direção, algo que causou um sorriso apaixonado se formar em seu rosto.


- Appa... Estou com sono. - Um biquinho manhoso juntou-se à expressão de sono mais fofa que já havia visto em toda a sua vida.


- Vem, appa vai te colocar na cama.


Sentou-se no sofá e pegou a pequena - que caminhou em sua direção - nos braços levantando-se e caminhando até o quarto da mesma.


- Appazinho. - Observou um sorriso interesseiro se formar nos lábios de Melannie apesar do seu rostinho continuar sonolento. 


- O que você quer, Jeon Melannie? - Perguntou observando a pequena enquanto sorria curioso. 


- Eu tenho duas coisas a falar. - Dois dedinhos pequenininhos e gordinhos foram erguidos para sinalizar a resposta da negrume. - Primeira: Posso usar maquiagem no casamento do dada? - Juntou as mãozinhas voltando a formar um biquinho nos labios vermelhinhos.


- Hmm... Pode, mas nada muito forte. - Riu baixinho ao ver a comemoração de mesma pela sua permissão. - E a segunda? - Sua curiosidade era imensa, afinal, não tinha idéia do que a pequena iria falar.


- Ah sim! - Sorriu largo. - Por que "Jeon Melannie"?


Taehyung congelou... 


Sempre chamara a pequena assim mas nunca imaginou qie a mesma o perguntaria sobre.

Certo que ele nunca mentiu para Melannie, mas a mesma nem mesmo sabia o nome do seu verdadeiro pai.


Melannie sentia curiosidades em relação a Jungkook. Não sabia nada sobre o mesmo, nunca havia visto fotos, não sabia a idade, o nome, onde morava ou se viria vê-la. Só sabia que estava vivo por quê Taehyung lhe contava algumas coisas, bem resumidas mas contava.


- Jeon é... - Engoliu à seco antes de responder. - O sobrenome do seu verdadeiro dada, Mel. 


Os olhos redondinhos da garota arregalaram-se e um sorriso se formou em seus lábios. 


- Mesmo, appa?? - A pergunta soou empolgada e logo Taehyung assentiu. - E ele??


- O que tem ele?


- Ele está perto?


Taehyung suspirou pesado quase chorando novamente, no entanto, teve que se conter.


- Mais perto do que nós imaginamos, filha...


Notas Finais


Bom... Como será que Jungkook está após anos, huh?

Casado?

Noivo?

Solteiro?

Com filhos?

Bom... Isso vocês descobriram no próximo capítulo.

Beijinhos!

Saranghae!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...