História Melhor Amigo, Melhor Amante - Capítulo 13


Escrita por: e RuhBiih

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Nalu, Natsu X Lucy
Visualizações 458
Palavras 3.013
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Esporte, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meus gostosos me deixem explicar
antes de mais nada, gostaria de me desculpar com vcs se encontrarem algum erro, eu estou com um novo app para escrever e esse joça apagou o cap. Umas duas vezes e ainda não salvou as partes que eu tinha editado
Eu e a Rub acabamos lendo um milhão de vezes para achar erros, esperamos ter consertado tudo ok.
Agora vamos ao cap. ❤

Capítulo 13 - A Verdade


- Mas...
Interrompo o Natsu colocando a mão na frente como um sinal para que ele parasse de fala, Ele suspira e apenas me olha.
- Ok Lucy, Vamos pra casa.
Apenas Concordo com a cabeça, Olho Para a Juvia e ela permanece quieta, Todos saímos em silêncio e olhamos para o carro, entramos, Juvia sentou ao lado do Gray, eu percebia o quão incomodada ela estava, Ela olhava para todas as direções menos para onde o Gray estava, Minha situação não estava diferente, O Natsu pode não ter escutado as coisas que a Lisanna disse para mim, mais Mesmo assim a defender me doeu, Me magoou, Acho que essa foi umas das mancadas dele que mais me feriu, Eu olhava para a janela observando a paisagem enquanto o carro estava em movimento, Eu não queria olha para o Natsu, Mesmo que ele não tenha culpa, eu fiquei um pouco paralisada, destruída por dentro.
Não é culpa dele.
Não é culpa dele.
Não foi ele que me falou aquilo.
Não é culpa dele.
Ele é uma pessoa boa.
Ele me trata diferente.
Não paro de martelar isso na minha cabeça, quando a imagem da Lisanna volta em minha mente as palavras dela me ferem profundo. Naquela noite natsu veio o caminho todo perguntando porque eu não respondi quando ele me Chamou na casa da Lisanna antes de eu acerta-lo com o soco que era para ela, a verdade é que eu não via nada, não ouvia nada, minha mente entrou em êxtase, deve ser por isso que doi tanto, quando me recordo daquele dia so me lembro do sorrisinho da Lisanna e de como eu so queria chegar em casa para dormir e esquecer tudo, não funcionou, naquela noite Natsu não dormiu comigo, e nem nas noites seguintes nos distanciamos um pouco, na verdade eu me distanciei, precisava de tempo, Muitos dizem que amnésia é ruim, Mais estou implorando para esquecer aquele maldito dia, como isso não vai acontecer, torço para ele se tornar apenas uma lembrança desagradável o mais rápido possível. Após outro dia de trabalho, Evito o contato de todo mundo, Sempre me chamavam para Conversa, Mais eu sempre dava alguma desculpa esfarrapada que não estava me sentindo bem ou que iria fazer algo, Quando já estava de saida, Loki entra em minha frente sorrindo, tento sorri mais minha tentativa falhou.
- Está Bem Lucy?.
- Eu Estou, Com licença.
De todas as pessoas, Ele estava no topo da lista de quem não queria encontra, não que não goste de conversa com ele, Mais ele tenta algumas gracinhas e não estou com muita paciência ou humor para aguenta isso.
- Aconteceu algo?
- Não, Não aconteceu nada.
Após termina Minha frase, Não o deixo se pronuncia, Olho Para trás e vejo o Natsu, Ótimo, LASCOU!, o dia esta sendo o "melhor" da minha vida, Saiu apressada ouvindo passos me seguindo, Pego um Táxi e entro rápido
- Lucy Espera!.
O motorista acelera eu respiro fundo aliviada, Manter distância é tudo que quero até isso passar, chego em casa me sinto sozinha, acho que vou adotar um cachorro, faço uma janta rápida e o telefone toca.
Natsu....
Não quero atender agora, tomara que ele perceba, passa mais ou menos uma hora e a campainha toca, mas que droga, não quero ver ninguém, adivinha, é o Natsu.
Abro a porta a contra gosto
- Oi...
- Oi amor. - ele diz entrando - hoje eu vim cozinhar olha. - diz ele todo animado - 
Me mostra uma sacola com pizza congelada.
- Colocar pizza congelada no forno não é cozinhar mas ok. - fecho a porta e volto para o sofá - 
Ele não diz nada, abaixa a cabeça suspira e fixa seus olhos na pizza, morde o lábio inferior e diz
- Poxa Lucy, eu estou tentando, poderia ao menos fingir que esta feliz em me ver e eu esqueço o fato de que você correu quando me viu na empresa.
- Oque estava fazendo la? 
Natsu esta indo na empresa onde trabalho com certa frequência.
- Assinando ums papéis, nada demais.
Ele vai para a cozinha e eu continuo assistindo, ele trás sua "janta" e se senta ao meu lado.
- Quer amor? 
Pego um pedaço e permaneço calada, ele me observa mas não diz nada, continua puxando assuntos aleatórios, eu tenho plena consciência de que ele não tem nada a ver com as palavras de ódio da Lisanna, mas eu fico revivendo aquele maldito momento que ele interferiu e todas as palavras dela fazem sentido, eu e o Natsu estamos a cerca de três anos juntos, não era para ser nada demais apenas sexo, mas ai tudo foi ficando sério demais e nos envolvemos demais, eu sempre soube que ele se envolvia com outras pessoas e nunca me chatiou ate eu ouvir com o português correto oque exatamente eu estava Fazendo todos esses anos com ele, ele sempre se esforçou para um relacionamento sério, eu nunca me imaginei namorando com ele porque sempre nos damos tão bem assim, tinha medo que se em algum dia não desse certo nos afastariamos, mas o Natsu é maduro o suficiente para tirar todos os meus medos, eu que nunca tive a droga da coragem.
- Lucy? - ouço natsu gritando -
- Oi.
- Você prestou atenção no que eu falei?
- Não, o que foi?
Ele fecha a cara e abaixa a cabeça.
- Amor oque esta acontecendo? 
- Do que esta falando? 
- Lucy você acha que eu sou idiota que não percebi que você esta realmente se esforçando para me evitar?
Não respondo, eu realmente quero distância dele neste momento, ele continua 
- Eu não sei oque aconteceu aquele dia, mas se me envolve você deveria me falar.
Sera que sou o porto seguro de sexo dele? 
- Lucy inferno, to falando com você. 
- Estou cansada, boa noite.
- OQUE? - Ele se altera - 
Apenas me levanto e caminho para o meu quarto, me deito e fecho os olhos.
Acordo cedo para mas um dia de trabalho, me arrumo rápido e quando chego na cozinha um bilhete do Natsu.
Querida eu não sei oque esta havendo, minha vontade era arranca a verdade de você, mas vou respeitar sua decisão de não me contar e te dar espaço. 
Me procure quando achar que quer conversar ok.
 por favor, me procure Lucy, eu te amo minha pequena.
Isso me da um alívio imenso em meu peito, eu precisava disso.
Quando percebo ja se passou mas uma semana e Natsu esta empenhando em me dar tempo, o dia foi tranquilo, meu projeto com o Loki esta em finalização, ele me convida para um café, é bom que acertamos os últimos detalhes do projeto, preciso viajar de novo Para casa dele, é bom que vejo meu pai.
Ja no café conversamos sobre a decoração, recomendo uma amiga minha que é designer tenho certeza que ela vai fazer um ótimo trabalho, saímos acompanhados e andamos a pé mesmo, a cafeteria é próxima a minha casa e como ja acabou meu expediente ele me acompanha, eu adorei esse café, foi tudo muito profissional, sinto pingos de água em mim, chuva.
Droga corro para me abrigar mas percebo que não tem abrigo, o geito é sair correndo para casa mesmo.
Chego encharcada, e Loki me acompanha ate minha porta, entramos e eu lhe ofereço uma toalha, Loki aceita de bom grado e me pede licença para tirar a camisa, ele tem um belo físico, mas o Natsu é mais forte do que ele, Natsu tem algumas tatuagens no corpo, eu nunca perguntei o que significavam, reparo que Loki também tem uma tatuagem no braço, me aproximo e vejo ser um Leão muito bem desenhado como se fosse apenas rabiscos em Preto e branco.
- Gostou loirinha?
- É muito interessante, por que um Leão?
- Acho ele forte e muito bonito, você não acha?
Novamente Natsu toma meus  pensamentos ele tem uma que são chamas (eu acho) negras no braço direito, elas pegam quase todo o braço, começa no pescoço e vem descendo para o ombro e biceps, acaba um pouco  abaixo de seu cotovelo, ele sempre disse que amava dragões e que se pudesse adotava um, isso me faz sorrir.
- O que foi? - Loki me pergunta me tirando dos meus pensamentos -
- Nada me desculpe so estava viajando.
- Ok.
Ele pega a toalha e coloca sobre meus cabelos, fazendo movimentos de leve para ajudar a seca-los, essa besteirinha me deixou mole em seus braços, estou carente e chatiada com tudo que esta acontecendo comigo agora, fecho os olhos e me deixo levar, sinto algo quente em meus lábios, abro os olhos comprovando ser os lábios de Loki, não esta certo, mas eu preciso disso, que se dane.
Me deixo levar pelo beijo, as mãos de Loki sobem ate minha cintura e eu deixo, sinto sua língua me invadir e ele colocar uma de suas mãos em minha nuca, desce os beijos ate meu pescoço e da leve chupadinhas no local, percebo que ele esta se animando e vai me causando um certo desconforto, a imagem da desgraça do Natsu vem em minha mente, e...
Aquele sorriso, aquele maldito sorriso da Lisanna me invade os pensamentos de novo.
Interropo o beijo deixando Loki confuso.
- Me desculpe, acho bom parar por aqui.
- Se passei dos limites me desculpe Lucy, não quis te desrespeitar mas Você est...
- Tudo bem, mas acho bom você ir embora.
- Tudo bem, - ele suspira - mais uma vez me desculpe Lucy.
Ele parece estar mesmo arrependido, nao vou fazê-lo se sentir pior.
- Tudo bem.
Ele sai e eu fecho a porta, estou carente, e com certo tesão, preciso de carinho em meu corpo, preciso do que so ele pode me dar, não seria bom fazer isso, ele me deu tempo e eu querendo fazer sexo com ele, droga, e agora? 
Tomo um banho para ver se passa e so piora, lembranças do Natsu em minha cama me invade os pensamentos, me lembro dele ofegante e respirando com dificuldades em meu pescoço, acho que vou mandar uma mensagem, se ele responder bem, se não é porque sera melhor.
Para: meu futuro ex amante.
Natsu, se não estiver ocupado da uma passada aqui, estou uma pilha de nervos, preciso me desestressar.
Ele não é burro, vai entender oque eu quis dizer.
Segundos e la esta a resposta
De: meu futuro ex amante. - preciso trocar esse nome - 
Chego ai em cinco minutos.
Esse cara é muito safado.
So tenho tempo para colocar uma lingerie e a porta se abre revelando um ser um pouco molhado e suado.
- Onde estava? - Eu pergunto -chegou rápido
- Depois a gente conversa.
Ele arranca a camisa social e me pega no colo de uma forma possessiva, eu adoro isso, beija meu pescoço e vai tirando a lingerie que demorei para colocar, quando ele chupa meus peitos a imagens da desgraçada me volta a mente, que porra, agora não.
- Natsu, Natsu - eu chamo por ele - Você tem camisinha?
- Oque? Não, eu... Eu acho que não, porque? - ele pergunta ofegante - 
- Não vou transar sem.
Ele para, me olha por um instante, suspira e responde sério.
- Não vou usar camisinha com você Lucy.
Não droga, não responde assim, so esta comprovando o que a desgraçada disse.
- Por que? - pergunto tentando disfarçar minha decepção.- 
- Você não toma remédio? Pra que camisinha? 
- Eu ....
- Lucy, eu sempre tive medo que as garotas com quem eu me envolvida engravidassem ou tivesse algo que pudesse me passar, mas Você não é elas, se você engravidar hoje, sera o melhor dos presentes para mim, eu sei que você não é mulher de sair com qualquer um, então não preciso dessa proteção com você.
Não respondo, a resposta dele me pega de surpresa.
- Lucy eu te amo, não precisar ter sexo para eu querer ficar perto de você, não preciso ter sexo para eu vim aqui, eu venho sem você me chamar.
Ainda sem resposta.
- Lucy? - ele parece se alterar - 
- Eu so... 
Ele para de me olhar e foca seus lindos olhos no sofá.
A camiseta do Loki.
Natsu fica tenso, pressiona a mandíbula e fala em alto e bom som
- So vou perguntar uma vez, não mente para mim - ele aperta suas mãos em meu corpo com certa força- me chamou aqui para terminar o que ele começou? 
Eu fico tensa, tecnicamente foi, mas também não foi, e agora? Suspiro, já que a gente ta fudido, vamos terminar de Ferrar né.
- Sim e não.
- Como assim? - responde grosseiro - 
- Ele me beijou e eu lembrei de você.
- Beijou é? 
Ele parece chateado, ainda me tem em seu colo.
- É.
Ele respira deita sua cabeça em meu ombro suspira e diz.
- Humm, tantos anos e eu nunca fiquei tão arrasado em saber que você estava com alguém.
Encosto minha cabeça na parede e não digo nada por um tempo.
- Quer ir embora?- Eu pergunto sabendo que se a resposta for sim acabou ali. - 
- Não, não vou desistir da gente, vamos so zerar e começar de novo.
- Não é um jogo Natsu.
- Pra gente sempre foi, por que não jogar certo desta vez.
Ainda estamos na mesma posição, mas natsu me levanta um pouco mais, coloca uma das mãos na parede e com a outra me segura pela cintura, deita novamente sua cabeça em meu ombro.
Ele tem as costas muito largas.
- acho que a gente tem que saber a hora que perdeu.
- Eu perdi pra você? 
..... 
- perdeu.
Sinto ele ficar tenso e me puxar mais para si
- Pareço o tipo que aceita perder?
- N...
Paro bruscamente minha linha de raciocínio e meus olhos se arregalam ao perceber uma tatuagem no Natsu, discreta mas visível, esta na sua nuca descendo para as costas, parece cicatrizada então ja faz certo tempo, ele esta sempre de camisa social então nunca reparei, conheço cada canto de seu corpo então essa é nova, mesmo com camiseta normal ela so mostra uma pontinha, é uma chave, uma chave bem discreta e muito bonita, os traços são perfeitos, ela é preta e com detalhes em branco, se destaca em sua pele bronzeada.
- Sempre quis saber oque suas tatuagens significavam, mas essa aqui - coloco a mão sobre - me chamou atenção, oque significa?
Sinto ele sorri de lado, meio sem ânimo e me responde.
- Minha forma de mostra para aquela "Rata branca" que somos um casal.
Eu estou registrando oque acabei de ouvir, ele fez uma tatuagem com uma chave, a mesma chave do colar que ele me deu, como uma forma de mostra a todos, em especial a Lisanna, que sim, somos um casal.
- Ela sabe disso?
- Se com "ela" você se refere a Lisanna, ela foi comigo no tatuador, mas não perguntou nada.
- Foi antes da briga do Gray? - ele levanta as sobrancelhas e pergunta.
- Foi antes, por que?
Sim, meu coração não para de papitar.
- Por que a gente anda brigando tanto Lucy?
Meus olhos se enchem de lágrimas, nem consigo disfarça.
- Droga.... Acho que gosto de você mais do que eu pensei, ....
......Eu te amo.
Ele me olha atento e meio pasmo.
Então eu tomo a iniciativa
- Acho que a gente deveria zerar.
Ele sorri largo e me responde
- E jogar direito.
Ele espreme seu corpo ao meu e diz com voz rouca em meu ouvido
- Quer namorar comigo Lucy?
- Acho que ja esta na hora.
Ele so sorri de lado e me beija.
Nessa noite não fazemos nada, Natsu apenas me abraça forte e cheira meu pescoço, eu so peço a Deus que de tudo certo.
Estava em casa, Hoje não iria trabalha, Dei graças a Deus queria descançar, estou sozinha na cama, Estava descabelada e ainda de Pijama, Ouço a campainha, QUEM IRIA TOCAR A CAMPAINHA ÀS 6 HORAS DA MANHÃ PORRA, Vou Pisando firme, Aah Mais quem for atrás da porta, Eu irei mata, caminho pelo corredor e vejo uma coisa Azul no chão, Estranho, Ignoro, Foi coisa da minha cabeça, Acho que é de tanto assistir Filme romântico a Noite, As paranoias vieram para meu cérebro, fico em frente a porta e olho pelo olho mágico, Não acreditava quem eu estava Vendo, Como teve a audácia de vim aqui? Abro a porta com cara de poucos amigos.
- Lucy. -Diz sorrindo me olhando-
- Lisanna.
Digo com maior "Ânimo" e fecho a cara olhando para ela, Até me pronuncio.
- O que você quer?
Vou direto ao ponto, Se ela esta aqui, Quer alguma coisa, Ela entra e fecho a porta, Me viro e olho para ela que me olhava sorrindo.
- Cadê o Natsu? NATSU, APARECE.
- Ele não ta aqui.
- Ooh, Ele finalmente teve Juízo e te deu um pé na bunda?.
Oh senhor me da paciência para eu não cometer um assassinato.
- Para de escândalo sua louca, se veio atrás dele, perdeu a viagem, ele ja foi embora, aliás O que você quer com ele? Não se esqueça que aqui não tem Natsu para te defender dos meus socos nessa sua cara de puta.
Ela me olha irritada, Olho Para ela igualmente.
- O Natsu vem até mim, Com você ele só queria diversão, Ainda não entendeu? Pensei que tinha entendido naquela noite.
Eu ia me rebater até sentir um perfume que reconheceria em qualquer lugar.
- Ah, Era disso que a Juv falava, Aquela noite.
Ele se aproxima lentamente nos olhando, Olho pro lado e vejo o Happy, Aquilo era a coisa  azul que eu vi.
- Me desculpe Não estar na cama Pequena, fui buscar o Happy para a gente oficializar logo de uma vez. - ele olha furioso para lisanna-  
Lisanna vamos conversar.


Notas Finais


Muito obrigado por lerem esse capítulo ENORME
nos vemos no próximo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...