História Melhores amigos. (Yaoi) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Friends, Lgbt, Originais, Romance, Yaoi
Visualizações 360
Palavras 1.133
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Grupo.


Fanfic / Fanfiction Melhores amigos. (Yaoi) - Capítulo 2 - Grupo.

{Mark} refeitório.

-Me sinto tão excluído.-falei, enquanto olhava as pessoas todas em grupos.

-eu estou aqui, ok?-Jimmy falou enquanto revirava os olhos.

-eu sei que você está, mas eu quero participar de algum grupo, entende?-depois de imaginar uma consequência, olhei para o mesmo apavorado.-imagina! Se fomos sempre os calouros mangolões?-estava fazendo drama, como deixando a minha respiração afobada.

-oras...se enfia em um grupo, é simples!-antes que adentrasse o garfo com comida, o esfriou.

-comecei a massagear sua coxa cobrida.- mas eu não vou entrar sem você.-falei inseguro, enquanto olhava para os outros.

-eu não quero entrar, prefiro ficar no meu canto. Sabe que eu não gosto de juntar. -falou sério, como se eu tivesse feito algo de errado.

bufei com a sua pequena birra.

Jimmy arranjava uma birra diferente a cada dia. Era tão fácil ele me tirar do sério.

- por que diabos você tende a ser tão difícil de lidar?-perguntei incrédulo.

-ignorou totalmente a pergunta, puxando o assunto que estávamos antes.-olhe, diria para você se juntar com os skatistas, as garotas bambam por eles. Puff...-revirou os olhos juntamente com um sorriso debochado.-idiotas. 

 -e como tem tanta certeza?-olhei para os garotos que o mesmo também olhava.

-as garotas estão babando por eles, não percebeu isso?-com o garfo, Jimmy apontou para as garotas.

segui o seu olhar. Ele tinha toda a razão. As garotas eram apaixonadas por eles, pelo visto.

-Boa sorte.

Foi com esta palavra que eu voei de uma mesa para outra.

{Jimmy)

-Mark, Mark, Mark...-repito para  eu mesmo.

-olá.-ouvi uma voz fina ao meu lado, então me virei para encontrar o dono (a).

- olá.- dei um sorriso de canto para a garota de cabelos encaracolados nas pontas.

-eei, qual é o seu nome?-afirmou seu rosto na sua mão com unhas grandes.

-o meu é jimmy, sou novo aqui...-me distraía olhando Mark que estava satisfeito com os garotos.

Nao era bem nem uma "distração". Cuidava para que mark não desse seus chiliques de ciúme.

-mia! Prazer, e seja bem-vindo.-corei aos  poucos sentindo o seu  abraço. 

-prazer e...obrigado.-sorri de cantinhom

-o prazer é meu. Ah..-ela se aproxima do meu ouvido.-cuide do seu namorado, aqueles garotos são barra pesada!-afastou-se de leve, mexendo nos seus fios.

Como é? 

-soltei risos meio sem graça para a mesma.-n-não somos namorados.

-Ah!-ela da várias piscadinhas repetidamente, o que era fofo.

-é...-peguei o meu prato e me levantei.-até algum dia, mia.-me curvei, e fui até uma mesa onde os alunos colocavam os pratos e talheres.

Melhor chamar o mark, não quero ficar sozinho em pleno primeiro dia. *penso*

Após me virar, bati de cara no peito do mesmo, me deixando cambalear para trás.

-markiee...-fiz um enorme bico para o maior.

Depois de olhar o seu rosto por um tempo, pude perceber que se mantia emburrado e de braços cruzados. Provável que viu algo. 

-mark, não começa! Ela apenas me deu as boas-vindas!

 Ele não podia fazer isso em pleno primeiro dia de aula.

Mark me olhou por alguns segundos, e então andou para o pátio, forçando os punhos.

Ou podia 

Corri para o pátio, tentando encontra-lo antes de bater os pés no chão por pura birra. Suspirei, e então foi aí que vi o memso sentado em um dos bancos perto das árvores.

-eu não posso deixar você a droga de um minuto sozinho, que já paga de galanhão! Você não é, ok? Pode ir lá, vai...

Estava rindo muito internamente.

-está bem! Já que insisti.-não deu tempo para eu dar um passo. Suas mãos grossas puxaram minha cintura para o seu colo.-mudou de ideia?-sorri de canto.

-seu provocador.-apontou um dedo na ponta do meu nariz.

-seu ciumento.-sorri, apertando suas bochechas lisinhas.

-sou mesmo, algum problema com a minha pessoa?-sua voz era escandalosa as vezes.

-aigoo!-dei um leve tapinha no seu ombro.-babaca.-puxei a sua nuca, dando-o um selar demorado, o que era estranho...

Afastamos os nossos lábios, mas nossos rostos não se afastaram tanto. Mark por cima, olhava profundamente em meus olhos, o que me envergonhava.

SINAL BATE

Nos afastamos, e nossos olhares foram para destinos diferentes. O silêncio se tomou ali.

-vamos logo...-e assim fomos para a sala de aula.

Mas o que foi isso?

A aula inteira fiquei tentando afastar aquele beijo da minha cabeça, mas ele resistia em ficar. Mark apenas ficava me encarando, o que não me ajudou. Eu não prestei atenção em nada no conteúdo.

12:00 

Guardei meus matérias, botei minha mochila nas costas e dei partida, ia dar, mas mark pegou no meu braço.

-não vai me esperar?-ele me pergunta.

-desculpe, eu me esqueci.-falei enquanto estalava meus dedos. É uma tática para que eu escondesse a vergonha/ansiedade/nervosismo.

- que fofo, está com vergonha.-sorriu ao olhar minhas mãos.

-e-eu? Não...

-eu conheço você melhor do que niguém, não precisa ficar com vergonha daquilo...vamos deixar no passado.-ele desliza sua mão até a minha.

CASA DO MARK

-talvez eu venha aí mais tarde.-falei.

-então venha logo.-beijou a minha bochecha como despedida.

Passei duas casas e já era a minha. Adentrei e minha omma me recebeu com um beijo na bochecha também.

- olá omma!-sorri abertamente para a mais velha.

-ah...foi bom, sabe?-joguei a mochila para qualquer canto da sala.-foi puxado...-antes que eu pudesse me deitar no sofá, ouvi o meu chamado.

-não se deite!-a mesma se vira para mim.-Primero, vá entregar isso ao mark.-ela pega um casaco que estava pendeurado na cadeira.-ele o deixou aqui.-sorrio de canto.

suspirei de um jeito chato. Peguei o casaco de couro e enfim, fechei e abri a porta. 

Adentrei direto na casa do mesmo, mas estava bem silênciosa.

Bom, seus pais devem ter ido em viagem de trabalho.

Subi as escadas tranquilamente, foi quando ouvi um gemido vindo da porta do seu quarto. (Mark)

~ji-jimmy...eu quero m-mais...

Lambi os lábios, e ao mesmo tempo corei com as suas palavras.

Desde quando ele faz isto?

~ô mymy...-gemido.

Aqueles gemidos já estavam me deixando louco, então com passos leves, desci as escadas. Abri e fechei a porta com calma.

Agora, não era o beijo que estava se repetindo na minha mente, e sim, seus gemidos. Eles se repetiam tantas vezes.

-adentrei dentro de casa.-o..mark não está em casa.-falei sem olhar em seu rosto.

-Ah..ok, então venha comer.-ela desliga as bocas do fogão que contia panelas.

-não estou com fome, omma.-disse a olhando.-eu vou subir.-ela assenti. Subi para o meu quarto e tranquei o mesmo. Me deitei na cama e fiquei fitando o teto.

"Ji-jimmy...eu quero m-mais..." 

-suspirei.-eu ouvi isso mesmo?-falei baixo.

Já era 17:54, meu celular não parava de vibrar, eu tentei o ignorar, mas...já não tinha mais paciência.

Peguei o celular, e entrei em sua conversa.

17:30-mymy! 

17:35-que demora.

17:48-cara, você tá cagando?

17:58-oí! Desculpe mark, eu estava dormindo.

Queria estar mesmo, aí tudo seria apenas um sonho.

18:12-ah finalmente! 

18:12-a princesa acordou.

18:13-o que você quer?

18:13-você pode vir posar aqui?

18:13-talvez...não sei se a minha omma vai deixar.

18:14-a última vez fui eu quem dormiu na sua casa, agora é sua vez de dormir na minha! Sem mais nem menos.

Fodeu.

18:14-ok, eu já já estou aí.

18:14-saraghae. 

Bloqueio a tela do meu celular.

-repete: eu não ouvi nada, eu não ouvi nada, Eu não ouvi nada, Eu não ouvi nada, eu não ouvi nada, eu não ouvi nada, eu ouvi tudo...-faço uma cara de choro.-merda...-suspiro.-não consigo mentir para a mim mesmo.

Vamos lá.





Notas Finais


Perdão algum erro. Sz

Espero que tenham gostado.

Beijos com arco-irís. 💙🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...