1. Spirit Fanfics >
  2. Melodias. (soojin + shuhua / sooshu) >
  3. Sentido.

História Melodias. (soojin + shuhua / sooshu) - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Sentido.


Soojin analisava a si mesma enquanto encarava o espelho. Cabelos longos em um tom cereja, sua regata verde florescente que havia comprado apenas para a ocasião, e uma saia simples preta justa valorizando cada uma de suas curvas. Ao contrário do que geralmente outra pessoa faria se estivesse vestida como ela, Soojin não optou por sapatos formais. Apenas pôs seu tênis, da mesma cor de sua regata, e sentiu seus pés relaxados. 


Ela sabia que faria bem hoje. Ansiava pelos aplausos e elogios, e principalmente, pelo orgulho de seus pais. Três dias foram o bastante para torna-la confiante e familiarizada o suficiente com a música. 


De canto de olho, Soojin notou uma luz acender e apagar instantaneamente. Direcionou seu olhar a sua amiga deitada no colchão enquanto a mesma mirava o celular em sua direção. Mesmo com Soojin a encarando, mais um flash veio de seu celular.


— Miyeon, o que você está fazendo? — Soojin pôs as mãos na cintura e franziu a testa. 


— Tirando fotos suas para postar no instagram, para saberem que a garota mais gata da escola é minha amiga. — Miyeon piscou para Seo, a fazendo revirar os olhos.


— Isso não é novidade. Todos sabem que eu sou gata e que você é minha amiga. — Manter essa postura confiante não era difícil para Soojin, mesmo que estivesse disfarçando uma parte de si, ela ainda se sentia superior. E não pretendia mudar isso tão cedo.


— Estou te divulgando, querida. Caso você não saiba, vendi mais de 20 ingressos para minha família ir a sua apresentação e você nem me agradeceu. — Enquanto falava em tom de indignação com a amiga, Miyeon alongava seus cílios com uma máscara fazendo caretas em frente ao espelho de seu pequeno pó facial.


— Obrigada por fazer o mínimo. — Distribuiu gloss pelos seus lábios, deixando sua maquiagem ainda mais destacada. — Agora, se não for pedir demais, se apresse pra pedirmos a carona logo.


Miyeon revirou os olhos e respirou fundo, terminando de aplicar seu batom. Mesmo que a amiga seja bastante complicada de lidar as vezes, a amava. Nunca iria esquecer o dia que Soojin deixou seu lado patricinha e nariz empinado e a acolheu como ninguém antes. Seu coração batia mais forte sempre que Soojin era mais carinhosa com ela, pois a fazia sentir que sua amizade era realmente algo que quebrava barreiras. 


Soojin ensaiou pela última vez sem a banda, tentando não esquecer toda a composição da música. Lembrou-se da garota que a escreveu. Shuhua.


A garota de cabelos pretos e fios longos, seu olhar sempre tão curioso e assustado ao mesmo tempo. Não sabia exatamente o por que se sentia tão instigada por Shuhua, mas Seo não podia se arriscar a descobrir.


O som de seu celular tocando ecoou por todo o quarto. Um pouco impaciente, Soojin atendeu sem ao menos olhar quem estava ligando.


— Oi?


— Oi, Jinnie.. — Era a voz de seu melhor amigo, ou também namorado. Taemin estava com a voz um pouco trêmula, denunciando seu nervosismo.


— Oi, amor. O que aconteceu?


— Ah, não aconteceu... ainda? Enfim, é que acho que não vou poder ir te ver hoje.


Soojin respirou fundo tentando ficar feliz por Taemin, porque sabe qual deve ser o motivo de sua ausência hoje. Porém, se preocupava com as justificativas que teria que dar e os possíveis boatos que surgiriam na escola.


— Tudo bem... — Se lembrou que Miyeon estava ali, precisava manter sua atuação. — Manda um beijo e melhoras para sua tia. Miyeon vai gravar tudo, depois te envio por mensagem.


Taemin, notando o disfarce de Soojin, deduziu que havia alguém presente com ela. Apenas concordou e desejou energias positivas para sua melhor amiga. 


Ele iria a um encontro, pela primeira vez um encontro de verdade. Sabia todos os riscos que estava correndo, mas não estava com medo. Iria se proteger o máximo e não seria difícil, já que o lugar do encontro seria bem longe de seu bairro natal.


Aproveitando que estava com o celular em mãos, Soojin decidiu conferir suas redes sociais. Muitas postagens em páginas da cidade divulgando a aguardada apresentação da banda de Royal High School. As suas fotos que Miyeon postou estavam com tantas curtidas que Soojin até se surpreendeu. 


As duas presentes no quarto pularam de susto quando ouviram duas batidas na porta, logo sendo aberta pela mãe de Soojin. A mesma cruzou os braços e demonstrou sua decepção olhando para sua filha com o celular nas mãos.


— Você deveria estar ensaiando, Soojin. Eu ouvi você cantando de madrugada, não estava bom o suficiente. 


Soojin não iria demonstrar estar abalada, nunca demonstrou. Ela apenas assentiu e manteve sua postura de filha obediente.


— Sim, mamãe. Eu estava ensaiando até agora, apenas peguei o celular para... — Sua fala foi cortada pela voz irritada de sua mãe.


— Não interessa, apenas não me decepcione hoje. Não chamem carona, iremos leva-las ao café. Me passe o endereço de Taemin. — Soojin novamente assentiu, tentando tomar coragem para falar o que deveria.


— Mãe, Taemin não vai poder ir hoje. A tia dele está doente. — Sua mãe soltou uma risada em tom irônico.


— Quem ele está enganando, minha filha? Não duvido ele ter dado essa desculpa para não ir ver você. Você não vem sendo uma boa namorada. — Sra. Seo terminou sua fala antes de sair, fechando a porta de uma maneira não sutil.


O coração de Soojin deu uma leve fisgada. Não sabia porque sua mãe a tratava com tanta grosseria. Desde pequena foi ensinada a ser uma boa filha e nunca desobedeceu seus pais. Bom, na verdade eles nunca descobriram as vezes que Soojin aprontou, pois sempre foi muito esperta. 


Ela era uma falsa namorada, mas concordava com sua mãe. Não estava sendo uma boa amiga para Taemin ultimamente. Estava negando todos os convites do amigo para sair, não estava com tanta disposição para atuar. 


Miyeon não gostava da mãe de Soojin, muito menos de seu pai, mas nunca admitiria isso para a amiga. Todas as vezes que percebia que ela estava para baixo, os motivos eram os comentários de sua mãe ou seu pai. Após a Sra. Seo se fazer ausente, Miyeon sorriu compreensiva para Soojin, que forçou um sorriso de volta tentando mostrar que estava tudo bem.


Mesmo com todas as palavras de sua mãe, Soojin não se sentiu tão aflita, já havia se acostumado. Voltou a treinar para garantir que nada saísse de qualquer outra maneira além de completamente impecável.


...


Estava dando voltas pelo seu quarto sem saber que atitude tomar. Ela já estava arrumada, com uma regata preta simples, seu casaco vermelho xadrez e sua, também preta, calça rasgada que tanto amava usar. Parou em frente ao espelho tentando pensar se iria ou não ao café, assistir a apresentação da banda em que Soojin faria sua primeira aparição como vocalista. 


Shuhua nunca mais havia ido as apresentações, da última vez anunciaram que a compositora estava presente e a fizeram ir no palco dar os agradecimentos. Nunca iria esquecer como o ataque de pânico que teve na frente de toda a plateia a fez ficar noites chorando sem dormir.


Taehyung e Hoseok a levaram para o camarim, tentando acalma-la e pedir desculpas, dizendo que nunca mais iriam fazer aquilo. Shuhua ficou péssima pois eles pareciam estar se sentindo culpados. Sempre achou os dois garotos ótimas pessoas, mas nunca havia tido coragem de conversar com nenhum. 


Lágrimas já começaram a querer escorrer de seus olhos, porém Shuhua não deixou. Já havia falado com Yuqi, que havia dito para ela não ir caso estivesse muito insegura. Ao contrário de Soyeon, que disse para a garota mandar a Yuqi se danar e enfatizou que Shuhua deveria enfrentar seus medos. 


Ela já estava pronta para ir, mas não sabia se deveria. O local da apresentação era perto, poderia ir a pé tranquilamente. Ainda faltavam duas horas para o show mas poderia chegar antes e tentar se acostumar com o local e controlar o nervosismo.


De fato, Shuhua não fazia ideia de qual o motivo de ela querer tanto ir a essa apresentação. Sua visão especial sobre sua música já não importava mais, não queria continuar transformando tudo em dramatização. Mas talvez, uma parte de si queria sim ver alguém cantando ela. E Soojin que iria cantar.


Lembrou-se de Soojin. Que havia sido legal com ela em uma crise, mas Shuhua a deixou sozinha após ir embora repentinamente. Talvez ir à apresentação fosse uma boa maneira de compensar a vergonha que Shuhua estava sentindo.


Prendeu o cabelo e por fim, decidiu que iria. Apesar do medo, ela queria muito sair da rotina. Não saia de casa fazia meses, apenas ia para a escola pois, infelizmente, era sua obrigação.


Colocou seu livro, "Diário de Anne Frank", em sua bolsa, para continuar a leitura enquanto aguardava o início da apresentação no café.


Ao chegar no local, notou que o pessoal da banda estava reunido na segunda mesa do lado esquerdo do estabelecimento. Shuhua não sentou muito perto, pois viu que Soojin a tinha notado.


Observou timidamente toda a área, no centro da parede do palco havia um pôster, que poderia ser considerado gigante, com diversas tonalidades vermelhas e detalhes em preto. O destaque era uma foto de Soojin no centro, a sua esquerda, Hoseok, e a sua direita, Taehyung. E é claro, na parte inferior, o nome de sua escola, Royal High School, bem destacado. Mesmo que não não tivesse começado a apresentação ainda, a música que tocava em alto som era uma também gravada pela banda, e escrita por Shuhua.


Haviam duas mulheres aparentemente ajustando a iluminação, enquanto alguns homens penduravam uma cortina bordô no topo do palco. As toalhas em todas as mesas também estavam combinando com os tons de vermelho que representava a banda, assim como o vaso de rosas presente no centro de cada uma.


Retirou o livro de sua bolsa lilás com bottons de diversos de seus artistas preferidos, e focou-se na leitura para desviar seus pensamentos de qualquer coisa que estivesse ao seu redor. 


Shuhua não manteve sua paz por muito tempo, pois logo ouviu uma voz conhecida próxima de seu ouvido.


— Podemos sentar aqui com você? — Shuhua quase pulou de susto ao perceber que era Soojin a dona da voz. Olhou, exageradamente arregalada, para a garota a sua frente, que estava acompanhada dos membros da banda. 


Shuhua apenas conseguiu assentir. Taehyung e Hoseok sentaram lado a lado no banco da frente, enquanto Soojin, sentou ao lado de Shuhua.


— Ainda estou puto com o nosso pôster. — Hoseok indagou, fazendo Taehyung e Soojin rirem.


— Eu não, continuo linda mesmo com o tanto de photoshop que colocaram no meu rosto. — Soojin disse, em tom debochado. Shuhua conteve uma risada, quase não conseguiu a prender quando notou a mais velha sorrindo em sua direção.


— Me poupe, Soojin. — foi a vez de Taehyung se pronunciar. — Hobi, para de reclamar, foi você quem escolheu a foto. 


— Foi! Mas eu não pedi para modificarem todo o meu rosto, agora nem parece que sou eu. 


— Ainda bem. — Taehyung brincou. 


Era claro que o amigo era lindo e não precisava de edição alguma, mas não perderia a chance de irrita-lo. Talvez tenha se arrependido depois do soco que recebeu do mais velho no ombro direito.


— Eles são dois bobões. — Soojin sussurrou no ouvido da mais nova, que apenas observava a situação.


— Acho que percebi. — Shuhua deu um sorriso ladino, feliz em não estar mais tão nervosa na presença dos três.


— Sabe, Shuhua. Você ainda não me explicou o contexto da música. — Shuhua revirou os olhos e respirou fundo. — Ah, vai. Como vou expressar a canção sem nem saber o sentido dela?


Soojin era uma mimada. Fazia biquinho e voz manhosa para Shuhua, que desviou o olhar ao mesmo tempo que sentia suas bochechas arderem. 


Notou que os garotos estavam entretidos em se provocarem e não prestavam atenção na conversa das duas. Shuhua olhou nos olhos da garota a sua frente, tomando coragem para começar falar.


— Eu nunca havia escrito algo assim, na verdade. — Olhava para seus pés tentando ignorar a vergonha que sentia. — Foi um dia antes de quando você entrou pra banda, eu nem ia entregar aquela música. — Soojin a olhou, curiosa.


— E por que entregou?


— Foi por engano, quando Hoseok veio pegar a composição eu entreguei a primeira folha que eu vi. — fez uma pausa, mantendo sua atenção em não gaguejar. — Mas enfim, não tem sentido a música na verdade. Escrevi o que me veio na cabeça no momento, até não tinha gostado dela. Eu até pensei em... entregar ela para alguém que fosse dar sentido a letra. — Shuhua falou tudo tão rápido, desesperada. Torceu para que Soojin tivesse a compreendido, não iria conseguir repetir.


— Então, a música não tem contexto algum? — Aquilo poderia não fazer sentido, mas Soojin entendeu que talvez Shuhua fosse tão criativa e conseguisse compor uma música com uma história totalmente criada por ela mesma. Shuhua assentiu — Ok, vou resolver isso. 


Soojin a lançou uma piscada seguido de um sorriso de canto. 


Shuhua não sabia se iria sobreviver aos surtos internos de vergonha por muito tempo perto daquela garota. 


Notas Finais


Oi gente, pretendo colocar todos os capítulos já postados no wattpad essa semana ok? Comentem o que estão achando, aceito críticas e dicas para melhora.


Me perdoem qualquer erro e principalmente, por eu ser muito enrolada. Agora irei narrar somente assim, pois senti que minha escrita ficou melhor. Porém me digam a opinião de vocês.

Me sigam no twitter, sigo e interajo com todos!: @soojindear


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...