História Melting the Past - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias ITZY, Stray Kids, TWICE
Personagens Chaeyoung, Mina
Tags Imagine, Itzy, Kpop, Michaeng, Stray Kids, Twice
Visualizações 47
Palavras 1.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo com interação do casal pra vocês💖

Capítulo 5 - Um toque para conquistar


Fanfic / Fanfiction Melting the Past - Capítulo 5 - Um toque para conquistar

Dia do baile,

Castelo real

Hoje sem dúvida era um dos dias mais esperados pela família real e pelos camponeses.

No baile de hoje a noite todos viriam, inclusive Bang Chan -o noivo de Mina-. E isso deixava seus pais mais 'felizes' pois Mina nunca gostou de ter pretendentes. Mais ela só tinha um carinho maior por ele do que os outros.

Neste exato momento ela está parada em frente ao espelho em seu quarto, as criadas estavam-lhe fazendo mais um vestido para os milhares que ela já tinha. Ela insistiu que não precisava mais a palavra de sua mãe era mais forte, então ela apenas cedeu contra vontade.

Já no outro quarto, Chaeyoung -ou melhor 'Cha-min'- estava aprontando seu disfarce para hoje a noite. Agora que Chae tem que fingir que é um príncipe, e ainda por cima homem, fica mais complicado para ela caminhar pelo castelo. Graças ao Doutor Seo e a Mina ela tem roupas de príncipe, e conseguiu montar um ótimo disfarce.

%

Aldeia de Cereantilis

Burburinhos eram ouvidos por todas as partes da aldeia. Todos estavam animados com o baile e tinha a esperança de casar com algum príncipe, menos a jovem de cabelos curtos, Jihyo.

Jihyo trabalhava meio período em uma livraria no centro da cidade, que raramente as pessoas a visitavam. E também trabalhava na confeitaria de seu pai -que agora está doente-. Ela trabalha em dois empregos para poder pagar os remédios receitados pelo curandeiro, para seu pai melhorar.

Ela caminhava com livros em mãos pela aldeia, ouvindo as pessoas falarem dela e do baile. Alguns até convidaram a mesma para ir, mas ela recusou todos. 

Ela deixá estes pensamentos de lado assim que chega a confeitaria. Assim que ela entra deixa seus livros em cima da bancada, e coloca direto seu avental.

─ Oi pai. - ela dá um beijo na testa do mesmo.

─ Bom dia meu amor. - ele retribui o beijo e volta a fazer a massa dos bolos. 

Jihyo gostava de trabalhar em dois empregos pois assim se mantia entretida e não pensava nas coisas ruins que aconteciam. Sua mãe morrou e agora seu pai está doente. Ela não tem nenhum irmão e nem primo, tem uma vida pior que essa?

Seu pai sempre quis que ela se casasse com um príncipe, mas ela se recusava a ir em bailes que aconteciam no castelo.

─ Filha....- ele começa com receio atraindo a atenção da mesma que apenas supira.

─ Já sei oque vai dizer. - ela disse simplista. ─ Por que eu não vou no baile é blá blá blá. - seu pai abaixo o rosto magoado. ─ Eu sei que você quer que eu seja feliz, mas, minha felicidade é você. Eu não preciso de nenhum homem, eu tenho você e é isso que importa. - ela abraça seu pai que retribui o abraço. ─ Mas eu vou ao baile hoje. Só desta vez.- o peito de seu pai logo se enche de felicidade e ele começa a distribuir beijos pelo rosto de sua filha.

─ Você vai precisar de um vestido.

%

─ Pai.....- Jihyo puxava o braço de seu pai na intenção de o convencer a desistir, mas o mesmo continuava firme e forte. ─ Eu já disse que não preciso de vestido.

─ Jihyo tudo bem. - ele bate no ombro da sua filha para tranquiliza-lá.

%

A noite.....

O baile de fato havia começado.

Tudo estava arrumado, cada mínimo detalhe. A decoração estava divina ao olhos de todos, e não era pra menos. A rainha podia ser o que for mas ela sábia de moda e de decoração.

As princesas se encontravam no mesa principal do salão. Tzuyu estava bebericando seu vinho e admirando cada pretende de Nayeon.

" Não podemos negar que ela é uma princesa de sorte!" - Tzuyu pensou.

Lia e Nayeon conversam entre sí sobre sapatos e coisas fúteis, oque não interessava nem a Tzuyu nem a Jeongyeon. Jeongyeon por outro lado estava procurando Cha-min e Mina, que até agora não apareceram.

─ Já tem algum favorito em mente? - Lia perguntou atraindo o olhar das outras garotas.

─ Hmm.....- Nayeon pensou e sorriu olhando pro nada. ─ Gostei do Cha-min.

─ Mas..ele não foi grosso com você? - ela perguntou e Nayeon assentiu.

─ Foi sim, mais eu prefiro homens assim. Você sabe melhor que ninguém que eu amo desafios.

A porta principal do Salão foi aberta, a família real entrou, junto com Cha-min. Oque fez com que todos ficassem suspresos.

─ Meu querido. - a rainha abraça Bang Chan que sorri meio incomodado. ─ Que saudade que eu estava de você. E Mina também não é mesmo?! 

─ Claro. - Mina ri pela aflição do garoto e vai abraça-lo.

─ Me tira daqui por favor. 

%

A música lenta havia começado e todos estavam dançando com seus pares. Bang Chan disse que tinha 'problemas' em seu reino então saiu de fininho por isso a única que não estava dançando com alguém era Mina.

─ Me permite uma dança? - ela escuta uma voz atrás dela e assim que se vira ve Chaeyoung.

─ Ok. - Chae pega sua mão é a direciona até o meio do salão, atraindo todos os olhares pra sí. ─ Não tente nenhuma gracinha. - ela sussurra e em seguida a garota agarra sua cintura.

─ Jamais! Você sabe que eu não faço nadaaaa contra vontade. - ela da um sorrisinho sendo acompanhado por Mina. ─ Você está linda esta noite.

─ Você também. - ela tosse um pouco envergonhada.

Mina e Chae já não tinham tantos olhares direcionados para elas, pois todos já estavam voltando a dançar. Chae em um movimento rápido se distancia de Mina e a impulsiona para frente -fazendo-a girar-.

Assim que a dança termina, Chae imita os outros cavalheiros do salão é da um beijo na mão da princesa.

─ Bela dança, Cha-min.

%

Mesma noite,

Laboratório do Doutor Seo

─ Vejo que já acordou. - Changbin rio enquanto lia alguns de seus livros. ─ Você ficou um dia inconsciente Jeongin, prescisa comer.

─ Espera....- o garoto disse olhando em volta. ─ Onde eu estou?

─ No meu laboratório Jeongin. Do que se lembra? - o doutor perguntou curioso se aproximando do garoto e sentando no sofá a sua frente.

─ E-eu....o pai de Chae me mandou aqui.








Notas Finais


Meu perfil - @lonesoulsss

Nesse capítulo teve uma nova personagem, Jihyo. Oque acharam dela? Ela vai ser aquelas mulheres indepentes e que não prescisam de homem nenhum para ser feliz.

Puts e o Jeongin com essa revelação final. Matou os leitores.

Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...