História Melwood - Capítulo 29


Escrita por:

Visualizações 59
Palavras 3.092
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei!!!!

Capítulo 29 - Uma noite?


-Vamos levar as malas para dentro, e vamos…, vamos fingir que esse beijo não aconteceu. Não quero dar esperanças para a Lina e nem para ninguém. -Eu digo pegando algumas das malas, o Chris pegou as outras malas, e fomos para dentro da casa da senhora Wood.

          Quando entramos na casa da senhora Wood vimos a Lina e a senhora Wood brincando juntas, sendo mais exata a Lina estava dando uma canseira na senhora Wood, eu e o Chris apenas rimos daquilo, rimos porque era muito engraçado ver a senhora Wood correndo atrás da Lina, e ver as duas se divertindo tanto.

-Desculpa atrapalhar a brincadeira de vocês duas mas a onde podemos colocar as malas? -Chris pergunta fazendo as duas perceberem nossa presença ali

-Podem colocar no antigo quarto do Chris e depois arrumamos tudo. -Senhora Wood diz

-Você me mostra aonde fica o seu antigo quarto? -Eu pergunto

-Eu te mostro. -Chris diz

           Eu e ele fomos para o antigo quarto dele, colocamos as malas lá, em cima da cama e voltamos para a sala, não vimos nenhuma das duas ali, ouvimos algumas risadas, as risadas nos levaram até a cozinha, onde a senhora Wood estava fazendo alguma coisa no fogão, acho que era brigadeiro, e a Lina estava sentada conversando com a avó, as duas estavam rindo bastante.

-Hum… Que cheirinho gostoso! O que você tá fazendo mãe? -Chris pergunta

-Bolo de chocolate que já tá assando, e brigadeiro para colocar em cima do bolo. -Senhora Wood diz, ai, como eu senti falta do bolo dela e do brigadeiro dela.

-Bolo de chocolate com brigadeiro? Ai que delícia! -Eu e o Chris falamos juntos

-Lina disse que ela gostava, e também disse que vocês dois gostam, então eu decidi fazer o bolo para vocês. -Senhora Wood diz

-Mamãe, papai depois a gente pode ir pala a plaia? -Lina pergunta

-Vocês duas trouxeram biquínis? -Chris pergunta

-Trouxemos/ tlouxemos. -Eu e a Lina falamos juntas

-Então podemos ir a praia. -Chris diz, eu e a Lina sorrimos, faz muito tempo que a gente não vai a praia. E essa vai ser a primeira vez que nós três vamos para a praia juntos.

-Eba!!!! -Eu e a Lina falamos juntas e demos alguns pulinhos, eu acho que fiquei parecendo uma criança, a senhora Wood e o Chris riram de nós.

-Vocês duas gostam mesmo de praia hein? -Chris pergunta

-Você nem faz ideia papai. -Lina diz

-Papai, é tão estranho ouvir alguém te chamar assim. -Senhora Wood diz.

-No começo também era estranho para mim mas com o tempo eu me acostumei. -Chris diz

-Vamos depois de comermos esse bolo maravilhosa tá bom? -Eu pergunto

-Tá. -Chris diz

-Vovó quer vir com a gente pala a plaia? -Lina pergunta

-Nada contra a praia mas não, eu vou terminar de arrumar algumas coisas. Dá próxima vez eu prometo que eu vou. -Senhora Wood diz

-Promessa é dívida. -Chris diz

               Minutos se passaram, o bolo já tinha ficado pronto, a senhora Wood colocou o brigadeiro por cima do bolo o deixando com uma cara ainda mais deliciosa, ela colocou o bolo na mesa, junto com uma jarra de suco de laranja, comemos o bolo e tomamos o suco de laranja, o bolo estava uma delícia, a Lina e o Chris amaram, e eu percebi isso porque os dois estavam com chocolate em tudo quanto é lugar, peguei um guardanapo e limpei o chocolate do rosto da Lina, depois peguei outro guardanapo e dessa vez limpei o chocolate do rosto do Chris.

          Assim que terminamos de comer eu ajudei a senhora Wood a limpar a cozinha, enquanto a Lina e o Chris brincavam na sala, depois que terminei de ajudar a senhora Wood a limpar a cozinha, eu fui para a sala e chamei a Lina para colocarmos nossos biquínis, Chris foi com a gente para o quarto, ele pegou a sunga, uma bermuda de tactel preta e uma blusa bem fresca, e foi se trocar, eu peguei meu biquíni e o da Lina, também pegamos as roupas para colocarmos por cima do biquíni, e fomos nos trocar.

           Depois de prontas fomos arrumar algumas coisas para levarmos para a praia, depois chamamos o Chris para irmos para a praia, nos despedimos da senhora Wood e fomos para o carro do Chris.

-Papai a sua mamãe é muito linda. -Lina diz

-Você gostou da vovó meu anjinho? -Eu pergunto

-Gostei e muito mamãe. -Lina diz

PRAIA:

           Assim que o Chris estacionou nós descemos, pegamos tudo o que tínhamos pego para usar na praia, eu e a Lina fomos tirar nossas roupas que estavam por cima do biquíni, o Chris ficou lá, ele montou o guarda-sol, quando voltamos ele já estava de sunga e óculos de sol, ai meu coração! Ele estava sem camisa, isso não se faz, eu quase morri do coração quando o vi daquele jeito, olhei em volta vi muitas e muitas mulheres olhando para ele, senti um sentimento chamado ciúmes percorrer pelo meu corpo, queria pular no pescoço de cada mulher que olhava para ele. Eu e a Lina nos aproximamos, coloquei a bolsa onde as nossas roupas estavam de baixo do guarda-sol.

-Uau! Vocês duas estão muito lindas com esses biquínis! -Chris diz

-Obrligada papai, você também tá muito lindo. -Lina diz

-Obrigada Chris, você também tá muito lindo. -Eu digo, ele realmente estava muito lindo sem camisa.

-Eu só acho que tem muitos meninos olhando para a MINHA princesinha. -Chris diz dando ênfase no minha, eita, já estou com pena da Lina, ele vai ser um pai muito ciumento, a Lina vai sofrer quando começar a namorar, isso se ele não inventar que ela vai ser freira.

-Papai tá com ciúmes? -Lina pergunta e começa a rir do pai

-Não é ciúmes, eu só estou cuidando da minha princesinha que é pequena demais para namorar, e para ter meninos olhando para ela. -Chris diz, tive que me controlar para não rir.

-Papai fica calmo, eles estão olhando pala a mamãe e não pala mim. -Lina diz.

            Eu e o Chris olhamos para os lados e percebemos que os “meninos” estavam realmente olhando para mim.

-É, eles estão olhando para mim. -Eu digo um pouco envergonhada

-Mamãe você é linda quem não olhalia pala você? -Lina pergunta

-Mel posso falar com você um minutinho? -Chris pergunta

-Pode. -Eu digo

-Minha princesinha fica aqui, sentadinha que a gente já volta. -Chris diz

             Nos afastamos um pouco da Lina para podermos conversar sem ela nos interromper.

-O que você quer falar comigo Chris? -Eu pergunto, eu acho que fui um pouco grossa com ele.

-Você não está pensando em ficar com nenhum desses homens que estão te olhando não né? -Chris pergunta, peraí ele está com ciúmes de… de mim?

-Porque você quer saber Chris? -Eu pergunto

-Por que a nossa filha está aqui e eu acho que não é legal ela ver a mãe dela pegando outro homem, um homem qualquer na praia.

-Tá com ciúmes? -Eu pergunto passando a mão em seus cabelos

-Ciúmes? Eu? É claro que sim Melissa! Eu não quero ver outros homens olhando para você, a mãe da minha filha. -Chris diz, ai meu coração, ele tá com ciúmes de mim.

-Então tá bom. Posso ir? -Eu pergunto

-Não. Você ainda não respondeu se pretende ficar com algum homem aqui na praia. -Chris diz

-Fica tranquilo Chris. Eu jamais vou ficar com um homem que eu não conheço,  ainda mais na frente da nossa filha. -Eu digo e o vejo sorrir? É isso mesmo? Ele sorriu ao saber que eu não vou ficar com ninguém?.

-Que bom. Agora vamos? -Chris pergunta.

-Vamos. -Eu digo

            Voltamos para onde a Lina estava, Chris parecia estar incomodado com os homens me olhando mas eu não liguei. Aproveitando que a Lina não estava olhando eu fui até o Chris.

-Fica tranquilo, meu coração já tem dono. -Eu sussurro em seu ouvido. Antes que me perguntem sim, eu disse para o Chris que o meu coração tem dono, e caso estejam se perguntando quem é o dono do meu coração, é o Chris, sim eu ainda o amo mas ele não pode saber, pelo menos por enquanto.

-Espero que eu seja o dono dele. -Ele sussurra em meu ouvido. É você o dono dele, infelizmente.

-Mamãe, papai vamos na água? Por favor. -Lina pedi.

-A mamãe vai ficar aqui, mas depois eu vou brincar com você tá bom? -Eu pergunto

-Ah mamãe. -Lina diz e faz um biquinho muito fofo, deu até vontade de apertar as bochechas dela

-Minha princesinha eu vou com você. Depois sua mamãe vai lá com a gente. Né Mel? -Chris pergunta

-Sim senhor. -Eu digo

          Lina começa a andar em direção a água então me lembro que ela ainda não tinha passado protetor.

-Lina vem cá. -Eu a chamo e ela vem correndo até nós

-Mudou de ideia mamãe? -Lina pergunta

-Não. -Eu digo

-Então porque me chamou? -Lina pergunta

-Não passamos protetor ainda. E se você não passar o protetor você vai se.... -Eu começo mas Lina me interrompe

-Vou me queimar mamãe. Eu sei, você semple diz isso. -Lina diz

-Vem cá pra mim passar protetor em você. -Eu digo.

          Lina se aproxima de mim, eu passo o protetor solar nela e ela vai correndo até a água, onde tinham mais crianças brincando.

-Chris. -Eu o chamo.

-Sim. -Chris diz

-Não vai passar protetor? -Eu pergunto

-Fica um pouco difícil de passar em mim. -Chris diz com um sorriso sem vergonha no rosto

-Quer que eu passe o protetor? -Eu pergunto

-Você faria isso por mim? -Chris pergunta

-Sim, eu não quero que se queime. E também eu tenho uma condição. -Eu digo

-Que condição? -Chris pergunta

-Eu passo em você e você passa em mim. Então o que me diz? -Eu pergunto

-Eu aceito. -Chris diz

           Eu passo o protetor no Chris, depois ele passa em mim, senti uma estranha alegria, ao passar o protetor nele.

-Agora eu vou brincar com a Lina. -Chris diz

            Chris foi brincar com a Lina, fiquei na cadeira de praia, uma mulher de cabelos escuros se sentou ao meu lado.

-Você conhece aquele moreno ali? -Ela pergunta apontando para o Chris

-Conheço. Porque? -Eu pergunto

-Ele é bem gostosinho. Sabe se ele tem namorada, noiva ou esposa? -Ela pergunta

-Não. Ele não tem. -Eu digo, doeu falar aquelas palavras

-Que bom. Pode me apresentar para ele? -Ela pergunta, fiquei com muita vontade de pular em cima dela.

-Não. Não posso. Porque eu amo ele, ele é meu ex-namorado e ele também é o pai da minha filha. Então não se aproxime dele. -Eu digo, a vejo ficar assustada, ela se levanta e sai de perto de mim.

               Algum tempo se passou e eu acabei decidindo ir brincar com o Chris e com a Lina.

MINUTOS DEPOIS:

              Já tinha se passado muito tempo, brincamos muito, decidimos comprar um picolé para cada um de nós

HORAS DEPOIS:

              Já era quase seis horas da tarde quando decidimos voltar para a casa, estávamos todos molhados, nos secamos um pouco com as toalhas para não molharmos o carro do Chris, colocamos tudo no porta malas e entramos no carro. No caminho de volta para a casa da senhora Wood eu não conseguia pensar em outra coisa que não fosse o beijo de algumas horas antes, aquele beijo que tinha sido incrível.

-Mamãe porque você tá estlanha? -Lina pergunta me tirando do “transe”

-Eu estranha? -Eu pergunto

-Sim mamãe. -Lina diz

-Não é nada não meu anjinho. -Eu digo olhando para o Chris.

-Pronto chegamos. -Chris diz e para o carro

              Descemos do carro, eu e o Chris tiramos todas as coisas do carro.

-Chegamos! -Eu, a Lina e o Chris falamos juntos

-Finalmente! Como foi lá na praia? -Senhora Wood pergunta vindo até nós

-Foi muito legal vovó. A mamãe molhou o papai, o papai molhou a mamãe, eu molhei os dois, os dois me molhalam. Você devia ter ido vovó. Ia se divertir bastante. -Lina diz, ela estava muito animada com o nosso dia na praia.

-Nossa vocês se divertiram muito mesmo. -Senhora Wood diz

-Sim e agora estamos todos salgados. -Chris diz

-Acho que vocês estão precisando de um banho no chuveiro. -Senhora Wood diz

-Vem meu anjinho! Vamos pegar as roupas para você tomar banho. -Eu digo e pego na mãozinha dela

NARRADORA:

           Melina tomou o banho, depois foi a vez da Melissa, e por último foi a vez do Christopher tomar seu banho. Christopher foi tomar banho, a senhora Wood, a Melina e a Melissa estavam na sala brincando. Senhora Wood estava encantada não só com a neta que além de ser a cara do pai, era uma fofura e estava encantada com Melissa, anos tinham se passado, e ela tinha amadurecido tanto, tinha se tornado uma mãe incrível, e seria uma boa esposa para o Christopher no futuro.

-Mamãe me salva! A vovó tá me matando de cócegas. -Melina diz quase sem fôlego

            As três continuaram brincando até que o Christopher saiu do banheiro, sem camisa.

P.O.V MELISSA:

            Eu, a Lina e a senhora Wood ficamos brincando juntas por muito tempo, nos divertimos bastante, Lina principalmente, ela estava amando brincar comigo e com a avó. Brincamos muito até que o Chris saiu do banheiro, sem camisa me deixando sem palavras.

-Uau! Papai! -Lina diz, me viro e a vejo de boca aberta vendo o pai sem camisa.

-Que horas são? -Chris pergunta

-Sete e quarenta. -Eu respondo de cabeça baixa tentando não olhar para o Chris.

-Acho que eu já vou fazer a janta. -Senhora Wood diz

-Posso te ajudar? -Eu pergunto

-Pode. É claro que pode. -Senhora Wood diz

              Eu e a senhora Wood fomos para a cozinha e começamos a fazer o jantar. Enquanto isso o Chris e a Lina ficaram na sala vendo novela.

P.O.V CHRISTOPHER:

              Minha mãe e a Mel foram fazer o jantar enquanto isso eu fiquei com a Lina na sala vendo novela.

              Hoje mais cedo eu por impulso beijei a Mel, e depois pedir desculpas por ter beijado ela, eu sei, fui um idiota pedindo desculpas por ter beijado ela, e eu nunca mais vou fazer isso, preciso concertar esse erro, essa noite.

-O jantar ficou pronto. Vamos comer? -Mel pergunta

-Vamos mamãe/ Mel. -Eu e Lina respondemos juntos.

               Nós quatro jantamos juntos, nem conseguia acreditar que eu estava jantando com as três mulheres da minha vida. Assim que acabamos o jantar eu e a Mel limpamos toda a cozinha enquanto a minha mãe ficava com a Lina na sala, minha mãe arrumou a Lina para dormir. Assim que arrumamos a cozinha eu e a Mel fomos para a sala.

-Onde nós vamos dormir mãe? -Eu pergunto

-Só temos dois quartos sobrando então a Lina vai dormir em um, a Mel em outro e você vai dormir no sofá. -Minha mãe diz.

-Tá bom. -Eu digo

             Pouco tempo se passou e a minha mãe foi para o quarto dela mas antes ela deu um beijo em mim, um beijo na Lina e até um beijo na Mel.

-Já que você já está pronta e já está tarde, eu vou te colocar para dormir. -Mel diz

-E eu vou te ajudar Mel. -Eu digo

             Fomos para um dos quartos que estavam vagos, colocamos a Lina na cama, eu a cobri, a Mel sentou de um lado da cama e eu sentei de outro lado.

-Mamãe, papai eu amo tanto vocês. -Lina diz

-Também te amamos filha. -Eu e a Mel falamos juntos

-E você pode ter certeza que nós te amamos mais que tudo nesse mundo. -Mel diz

-Eu quelia tanto que vocês voltassem a namolar. -Lina diz e faz um biquinho, aquilo partiu meu coração, eu queria tanto voltar com a Mel mas ela não quer.

-Meu anjinho tá na hora de dormir. Beijos e bons sonhos. -Mel diz, dá um beijinho na testa da Lina.

-Boa noite mamãe. Boa noite papai. -Lina diz

-Boa noite meu anjinho/ minha princesinha. -Eu e a Mel falamos juntos

              Apaguei a luz do quarto, fechei a porta e nós dois fomos para a sala.

-Você vai mesmo dormir no sofá? -Mel pergunta

-Vou. -Eu digo

-Chris tá muito frio, você vai ficar doente. E eu não quero que você fique doente. -Mel diz

-Não precisa se preocupar comigo Mel, eu sou bem grandinho e sei me virar. -Eu digo

-Chris, eu não quero que você durma aqui. Se quiser podemos dividir o quarto. Se você não achar muito estranho é claro. -Mel diz, peraí ela quer dormir no mesmo quarto que eu?

-Tudo bem. Eu durmo no mesmo quarto que você. Mas só porque você tá me pedindo. -Eu digo e a faço rir

-Então vem. -Mel diz, pega na minha mão e me puxa até o quarto extra.

              Nos arrumamos, arrumamos a cama, deitamos nela e ficamos olhando para o teto, até que eu criei coragem e decidi falar com ela.

-Me desculpa por hoje mais cedo. -Eu digo

-Hoje mais cedo? -Mel pergunta

-O nosso beijo. Depois que eu te beijei eu te pedi desculpas e eu não devia ter te pedido desculpas porque eu gostei do nosso beijo, e eu queria ter te beijado mais e mais. -Eu digo

-Quando você pediu desculpas por ter me beijado eu quis te matar, ainda bem que você disse que não queria ter me pedido desculpas. -Mel diz

-Melissa. -Eu a chamo

-Sim. -Mel diz

-Eu te amo. -Eu digo

-Eu também te amo Chris. -Mel diz, nos aproximamos nos beijamos e…..

NO DIA SEGUINTE:

              Assim que acordei vi a Mel deitada no meu peito, passei a mão em seus cabelos e fiquei a admirando, ela é tão linda e tão perfeita, a amo tanto, tanto e tanto. Aos poucos vi ela abrindo seus olhos, assim que seus olhos encontraram os meus um lindo sorriso se formou em seu rosto.

-Ai meu Deus! O que fizemos ontem? -Mel pergunta tentando se levantar da cama mas eu não a deixo

-Peraí você não se lembra o que rolou? -Eu pergunto

-Não, eu não lembro. -Mel diz

-Por*a você nem bebeu e esqueceu. -Eu digo um pouco chateado.

-Me desculpa. Eu não sei o que aconteceu. Refresca a minha memória por favor. -Mel pedi

-Estávamos deitados, eu disse que te amava, você disse que me amava, nos beijamos e… A você sabe. -Eu digo

-Sem querer parecer grossa mas podemos esquecer essa noite? Eu já esqueci mesmo. -Mel diz

-Você pode até ter esquecido mas eu não esqueci e nem vou esquecer. -Eu digo

-Não precisa esquecer se não quiser só

… Só não conta para a Lina, para a sua mãe e para ninguém. -Mel diz

-Tudo bem, eu não vou contar para ninguém se você não quiser. -Eu digo

            A Mel se levantou da cama mais rápido que o Flash, ela colocou a roupa ali mesmo na minha frente. Também me levantei da cama, e coloquei minha roupa. Fomos nós dois para a sala, e fingimos que nada tinha acontecido.

              


Notas Finais


Comentem o que acharam desse capítulo.
Beijos e até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...