1. Spirit Fanfics >
  2. Memento Mori

História Memento Mori


Escrita por:


Fanfic / Fanfiction Memento Mori
Sinopse:
No dia em que Sasuke Uchiha notifica aos seus subordinados que um câncer irá tirar-lhe a vida em pouco tempo, a Memento Mori descobre que até mesmo deuses podem cair.
Ele havia sido o líder da maior organização criminosa da yakuza há cinco anos; dentro de seu poder, a máfia jamais havia sido tão opulenta e temida. Por muito tempo, Uchiha Sasuke e a Memento Mori haviam sido intocáveis.
Contudo, não mais.
Quando ele constata que há um espião em sua família transferindo informações para Danzo Shimura, o homem com o qual está em guerra há anos, enxerga-se completamente vulnerável pela primeira vez. Sabe que terá de destruir seu inimigo e seu traidor mesmo que isto lhe leve ao túmulo com eles.
Logo, temendo colocar o resto da sua organização em extremo perigo, ele faz uma última concessão: um afastamento temporário para o subordinado que desejasse.
E assim, o Oyabun da Memento Mori termina o dia com uma guerra, um traidor, um câncer anunciado e uma secretária demitida.
Sasuke terá de substituir o insubstituível em pouco tempo se deseja trazer paz à sua organização. No entanto, a resposta parece estar não dentro dos círculos que já conhece, mas numa intrigante forasteira. Uma perspicaz mulher de cabelos róseos.
Haruno Sakura havia ido a falência devido a uma injustiça, ainda que sua formação acadêmica fosse formidável. Com um pai extremamente doente aos seus cuidados, ela se agarra a última fagulha de esperança que tem para dar a ele uma vida digna: a yakuza.
Sem pensar nas consequências ou no fato de sequer ter visto uma arma em sua vida, Sakura aplica para a vaga de secretária do CEO Uchiha Sasuke, dono da CFG Corp. e também publicamente conhecido como o homem mais perigoso do Japão.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 32.670
Favoritos 1.031
Comentários 1.170
Listas de Leitura 394
Palavras 142.646
Concluído Não
Categorias Naruto
Personagens Danzou Shimura, Fugaku Uchiha, Kakashi Hatake, Kizashi Haruno, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Máfia, Mistério, Naruto, Romance, Sasusaku, Yakuza

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama / Tragédia, Ficção, Literatura Erótica, Mistério, Romântico / Shoujo, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Mortem
25
2.015
1.393
 
2.
I - Hora incerta, mors certa
20
1.544
3.704
 
3.
II - Dura necessitas
18
1.384
2.545
 
4.
III - Non scholae, sed vitae discimus
20
1.333
2.843
 
5.
IV - Manus manum lavat
28
1.349
4.784
 
6.
V - Nil sine magno labore vita dedit mortalibus
36
1.409
3.573
 
7.
VI - Ex nihilo nihil fit
31
1.371
6.449
 
8.
VII - In cauda venenum
36
1.430
6.990
 
9.
VIII - Dura lex, sed lex
34
1.409
8.436
 
10.
IX - Obscuris vera involvens
40
1.449
6.925
 
11.
X - Vitarem dies aperit
59
1.475
5.435
 
12.
XI - Omnia mea mecum porto
75
1.614
8.308
 
13.
XII - Nemo me impune lacessit
69
1.671
9.933
 
14.
XIII - Fortasse erit, fortasse non erit
47
1.430
6.160
 
15.
XIV - Ubi mel ibi apes
88
1.615
9.535
 
16.
XV - Qui dormit non peccat
68
1.534
6.006
 
17.
XVI - Bona diagnosis, bona curatio
87
1.875
10.980
 
18.
XVII - Naturalia non sunt turpia
125
1.894
8.584
 
19.
XVIII - De minimis non curat praetor
75
1.813
7.998
 
20.
XIX - Fide, sed qui, vide
114
1.823
10.267
 
21.
XX - Audiatur et altera pars
75
1.233
11.798

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por Koha
Capítulo 1 - Mortem
Usuário: Koha
Usuário
Eu havia começado a ler a sua história sabendo que você escreve muito bem, mas não esperava ser pega logo no prólogo. A narrativa desse primeiro capítulo é envolvente demais, por várias vezes me pequei sentindo aquela ansiedade na barriga pelo que aconteceria. Quando Fugaku saiu da casa eu já tava falando "não sai, não, véi, fica em casa" meio chorosa e esperando o pior (para ele, no caso) mas você me surpreendeu com a ligação do Danzou e com o que ele havia feito ao Itachi e Madara.

Eu disse antes que tinha gostado da sua história e, agora que já tem vários capítulos, peguei para ler tudo de novo. Eu sei que vou me surpreender com os capítulos que ainda não li, e espere para me ver surtando nos comentários.

Parabéns pela história, você é incrível!
Postado por Alaska_rSd
Capítulo 12 - XI - Omnia mea mecum porto
Usuário: Alaska_rSd
Usuário
Eu chorei.

Eu senti.

Eu sofri.

Tudo que você retratou com essas belas palavras e com essa escrita envolvente, eu senti.

E meu deus, eu senti muito.

Eu li poucas coisas tão intensas dessa maneira e, por mais que soe arrogante e prepotente, eu só li dessa maneira em uma estória de minha autoria.

Eu estou meio baqueada por tamanho choque, foi tudo tão...real. Eu me vi na pele de Sasuke, cedendo a insanidade e ao desequilíbrio, enlouquecendo momentaneamente e me permitindo surtar enraivecidamente da mesma maneira que ele. Eu me vi ali, em meio a todos esses demônios que prendem esse homem e senti essa fúria saindo do meu peito.

E ver ele tão desequilibrado que me fez chorar.

Eu me vi no desespero contido da Sakura, na vergonha do Naruto e principalmente, me enxerguei em ambos (Sasuke e Sakura) quando esse conversar aconteceu.

Toda a sinceridade.

Quando o Sasuke revelou tudo eu senti meu própria peito se abrindo e de lá saindo todos os meus segredos. As palavras mais difíceis, a certeza da própria morte..eu senti. Doeu. Assim como doeu quando senti o desespero da Sakura, quando vi a maneira que ela se sentiu impotente com essa situação e como ela, alguém que parece prezar tanto a vida, valorizar tanto, não pode fazer nada com uma declaração tão aberta.

Autora, as palavras foram incisivas.

Reais.

Humanas.

Cara, eu tô escrevendo isso e revivendo esses sentimentos no meu peito.. é como se eu pudesse colocar a mão e alcançar, todo esse amontoado que peso no coração e que faz..tudo isso. Eu tô chocada. Não, eu tô admirada.

Todos os capítulos eu elogio e falo que seus capítulos foram certeiros e perfeitos...mas esse? perfeição passou longe..

Pessoas não são perfeitas.

E você mostrou isso da sua mais pura realidade, nessa certeza incisiva.

E isso fez esse capítulo ser o melhor, até agora.

Real. Duro. Sofrido. Eu tô besta e apaixonada.

Humano.

Acho que essa é a melhor declaração que posso dar, claro.. depois dessa;

Intenso.

Puramente, vividamente e sofregamente intenso.

E é melhor eu parar eu vou escrever 5k de palavras aqui.

Mas da maneira mais sincera que eu posso explicar o que eu senti... sendo breve;

Parece que você usou seu sangue, seu coração e sua alma nesse capítulo.

E de vdd, eu acho que isso é o real significado de ser escritor, passar essas emoções de uma maneira tão real..

Cara, parabéns.
Postado por Helizzie
Capítulo 11 - X - Vitarem dies aperit
Usuário: Helizzie
Usuário
Eitaaaa que final foi esse KKKKKKKK eu até pensei que o Itachi poderia estar vivo, mas não lembro de pistas que pudessem concretizar essa sensação e deixei de lado 😂 realmente chocante.

Eu estou gostando muito da evolução SS. Mesmo eles sendo profissionais, dá pra sentir uma aura de intimidade surgindo, algo que faz Sasuke ceder pra ela coisas que parecem inadmissíveis vindo de outra pessoa ali, como ela bufar KKKK E ela levando chá pra ele, preocupada com a saúde dele, foi uma atitude linda! Acho que ele parará de fumar até o cigarro herbal quando eles passarem a se envolver. Querendo ou não, esse troço não é 100% saudável e dá pra sentir que ele faz isso pelo gatilho do estresse, algo que pode ser suavizado para ambas as partes.

Fiquei muito feliz pq a relação Izumi x Sakura continuou bem. Aqui eu pude entender mais perfeitamente o ponto de vista dela, o que torna a situação passada mais justificável. Foi uma ótima descontração, bem o oposto da tensão desse final e dos próximos capítulos.

É ainda chocante a dicotomia da Sakura com essa mundo. Quer dizer, Sakura ainda é novata, está se acostumando aos princípios da Yakuza, o que reflete constantemente em suas reações diante do perigo, dos outros. Eu não comentei, mas achei incrível que ela tenha conseguido desvendar o mistério dos espantalhos, agindo rápido pelo modo de sobrevivência e proteção, ainda que usando sua inteligência e persuasão. Realmente, realmente ótimo.

E quem diria que Sakura iria morar no mesmo local que o Sasuke? Eu não esperava por isso KKKKK Assim, quem sabe, ele pode conhecer Kizashi e a história sobre ter decepcionado o Fugaku poderá vir a tona, o que talvez intrigue Sasuke como tbm me intriga.

O capítulo foi ótimo, parabéns. Estou ansiosa pro próximo. Bjs ❤️
Postado por xubi
Capítulo 11 - X - Vitarem dies aperit
Usuário: xubi
Usuário
CADA CAPÍTULO É UM TIRO, ESSA MOLIER NÃO PARA 💚💚💚

Dallila do céu, eu não consigo nem organizar meus pensamentos direito depois desse coquetel molotov que você jogou hahahahaha vamos por partes:

Primeiro, se sua intenção era nos deixar confusas com relação à Izumi, conseguiu, mas conseguiu com força. Despois desse momento entre ela e a Sakura meio que todas as minhas desconfianças foram por água a baixo. Eu sei, eu sei, isso pode muito bem ser uma estratégia sua, mas devo confessar que eu adoraria ver uma amizade crescendo entre as duas, não to conseguindo desgostar da Izumi depois desse capítulo kkkkkkkk (rindo de nervouser)

E a cada capítulo, mais uma dose de constrição por esse Sasuke. Eu sinto muita dó dele gente, sério. E cada vez mais eu o admiro por essas demonstrações de preocupação que ele tem com a Sakura. Pagar o aluguel de uma casa pra ela e o pai morarem é uma tarefa ínfima pro oyabun, mas mesmo assim, não dá pra ignorar o fato de que o Sasuke tem tantos fardos, tantas vidas sob sua responsabilidade, e mesmo assim trata cada situação com um zelo admirável. Ele poderia muito bem desprezar qualquer problema que não o afastasse diretamente, mas ele não o faz. Ele preza pelo bem-estar daqueles a sua volta - e não que isso seja saudável - a ponto de colocar quase tudo acima da sua saúde e contentamento. Não me admira que ele tenha desenvolvido câncer :c Vontade de colocar ele no colo e fazer um cafuné.

Agora, a cena do chá (!!!!!!!!!!!!!!) EU QUERO A SAKURA PRA MIM, MANO. Ela consegue fazer tudo com tanta doçura, é impossível imaginar qualquer segunda intenção nos atos dela. Foi um gesto tão simples, mas que revela um sentimento tão nobre por trás. Talvez pouquíssimas pessoas tenham esse olhar cuidadoso com o Sasuke. Ele é visto como alguém poderoso e imbatível, mas no fim ele é uma pessoa comum, com necessidades comuns. E o melhor de tudo foi ele cedendo, né? Acredito que, pelo simples fato de que foi a Sakura ao fazê-lo hahahaha ele não conseguiria negar uma atitude tão terna vindo dela, com aquele sorriso meigo e olhar atencioso. AI EU NÃO AGUENTOOOO. Sasuke se sente atraído fisicamente por ela, mas no fim, o que vai ganhar o coração dele de vez vai ser o jeitinho carinhoso dela XD

Porém, a reta final do capítulo foi o xeque-mate. Eu não posso dizer que estou surpresa, porque eu já havia pensado nessa possibilidade, e eu meio que espero de tudo nessa história hahahahaha mas eu adorei né, caramba. Tô feliz demais! Minha cabeça maquinando várias coisas. Cogitei várias possibilidades sobre o espião, mas todas elas foram rapidamente descartadas pois nenhuma parece fazer muito sentido depois dessa revelação. Tô curiosa demaaaaais, mas muito muito muito feliz :D

Pra fechar queria te agradecer viu? Pelas palavras carinhosas que você sempre faz questão de deixar nas respostas. Acho que sempre vou ficar sem jeito com elas 💚 Algumas pessoas despertam na gente um sentimento genuíno de simpatia. É tão louco como eu não sei nem sua fisionomia, mas sinto como se te conhecesse melhor do que tantas pessoas as quais tenho contato no dia a dia. Vamos ser friends, pufavô :3

Deixo aqui meu mais sincero apoio. Sempre que se sentir insegura - ou sentir qualquer outra coisa que queira compartilhar hahaha - pode contar comigo, é só fazer um sinal que eu apareço 💚

Um beijo, coisa linda!
Obrigada pela experiência dentro e fora de MM, não tem preço 💚
Postado por wist_uchiha
Capítulo 10 - IX - Obscuris vera involvens
Usuário: wist_uchiha
Usuário
Eu quero agradecer imensamente você por escrever essa história, é o que tá aquecendo meu coração nesses dias tão estranhos de quarentena. Eu vi uma recomendação em um post e achei muito interessante a sinopse e eu quando eu vi, já tinha lido todos os capítulos. Eu poderia fazer uma lista que não caberia nesse comentário sobre todos os elogios à MM.
Eu já li algumas fanfics que são maravilhosamente escritas com a temática da Yakuza, mas nunca vi um Sasuke descrito de forma tão humana, sem ter uma certa glamourização ou idealização da posição dele em ser Oyabun, é claro, às vezes, é inevitável e necessário ter isso na história porque o Sasuke é fodão mesmo, é um deus. Mas algumas vezes, falta descrever o lado mais humano em ocupar esse posto, a pessoa existente sob a faceta de líder, os sentimentos, as emoções, os erros e acertos que fazem parte de quem ele é, você faz isso de uma forma muito singular. Um pensamento do Sasuke me tocou profundamente, quando ele pensa em que não sentir (ser um psicopata) poderia ser melhor para enfrentar essa vida e refletindo sobre essa perspectiva, pode até parecer um pouco sórdido mas eu concordo com ele, sentir torna tudo mais difícil para lidar, mas não sentir torna ele um monstro, só que ele já leva esse título também, porém não é bem assim: ele é um ser humano. Eu não acho que ele seja terrível, nem um mostro apesar de existir uma infinidade de monstruosidade dentro da organização, não que isso justifique todos os "crimes" ou atos que não são moralmente éticos, corretos, lícitos e etc... O Sasuke só faz o papel que ele tem que fazer, isso não é necessariamente certo ou bonito, mas quando eu penso que ele não se dá nem o direito de imaginar uma outra vida que não fosse essa, me vem um questionamento: será que existe destino, predestinação? O que cada um de nós poderíamos ser se não fôssemos o que somos? Será que existe um roteiro na nossa vida ou somos nós que criamos ele, ao escolher entre essa ou aquela possibilidade? Me despertou isso quando eu terminei de ler os capítulos e o que me levou à uma conclusão: Sasuke é simplesmente resignado, até mesmo sobre a doença, acho que acredita que deve morrer, que seria um fim justo para ele, afinal, Sasuke é o Oyabun, ele não é o "mocinho" da história, o que me leva a mais um pensamento: todos nós em algum momento vamos ser ruins, o Sasuke já é estereotipado por ser isso, porque ele tem que sustentar essa imagem.
Em contrapartida, vem a Sakura introduzida na história como alguém que não faz idéia de como é a vida de fato na Yakuza, inocente. Uma coisa é pesquisar na internet e outra é viver realmente. Eu achei muito interessante esse pararelo criado na história: o Sasuke que nasceu nesse mundo e Sakura que entrou nele (por motivos muitos plausíveis) e os dois parecem resignados aos fatos que o cercam e, mais, eles se compreendem de uma maneira muito natural, como se complementassem mesmo sendo de mundos distantes mas que ao se juntarem despertam um lado que talvez seja desconhecido, novo para eles e é uma combinação muito boa.
MM me faz refletir muito sobre que nem tudo é o que parece, sempre pode existir uma dualidade na história, um lado que não visível, às vezes nem é compreensível. Mas que estamos aqui para aprender, evoluir nas mais diversas possibilidades. O Sasuke e a Sakura representam muito isso, eu particularmente, amo muito o Sasuke por todos os pesares que essa vida impõe à ele e assim mesmo, ele continua ali lutando e Sakura que tá enfrentando e sustentando a consequência da escolha dela, mesmo tudo indo contra os princípios éticos e morais dela, os valores à prova, os conceitos de correto e errado. E também acho muito interessante a forma como a relação SasuSaku é construída e descontraída, na medida em que eles vão se redescobrindo individualmente e ao mesmo tempo, juntos enquanto vão se abrindo e estreitando a relação eles, e nem estou falando de romance mas uma relação de cumplicidade, já que como secretária ela vai ser portadora de muitos segredos e também o laço amizade que pode nascer entre os dois, de confidência.
Acho que esse capítulo foi um grande divisor de águas para os dois, tanto pelos fatos ocorridos anteriormente, mas por mostrar a confiança e sinceridade que cada um depositou no outro para se abrir abertamente nos diálogos, principalmente para a Sakura, que talvez pela primeira vez tenha visto o Sasuke com humanidade, não como chefe, como o Oyabun mas como o humano que tem sentimentos, que também pode ser triste e sentir fragilidade. Eu amo demais essa história e só quero te agradecer mesmo, tu tem um talento, um dom incrível para escrever e uma criatividade única, eu tô apaixonada demais por essa história, que tem uma riquezas de detalhes, com personagens tão maravilhosos e complexos e, ai meu deus, tu é uma escritora incrível demais.
Beijão e até o próximo!