História Memórias - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 131
Palavras 701
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoal, estou chegando na reta final dessa fanfic e eu gostaria de pedir para que aqueles que estiverem curtindo divulguem entre os amigos para que mais pessoas possam lê-la (e eventualmente ler a fanfic que eu já estou planejando escrever). Eu não faço esse tipo de coisa pois acho chato, e também não quero que vocês se sintam na obrigação de fazê-lo. Seria só um favor mesmo, pois eu adoraria que mais pessoas lessem essa fic da qual eu tô bem orgulhosa! ^^
É isso. Continuem me dizendo o que estão achando!

Capítulo 7 - Capítulo 7


Estavam ambos sentados em volta da fogueira, lado a lado, sob o céu estrelado, terminando em silêncio a sopa de missô (com tomates) preparada por Sakura. “Me desculpe por antes, Sasuke… e obrigada por ser tão gentil comigo”, desculpou-se Sakura, em um tom tímido, principalmente ao se lembrar do longo abraço que ela dera nele (e que ele retribuíra!). “Foi até estranho para mim…”, comentou, enfiando um pedaço de tomate na boca e soltando uma leve risada. Sasuke sorriu amarelo, pesaroso. “Eu sou tão ruim assim?”. “Não, não… quer dizer… você só não é muito bom em demonstrar ou lidar com sentimentos”, corrigiu-se Sakura, depositando a cumbuca vazia no chão ao seu lado. “Logo eu não esperava que você fosse reagir assim à minha milionésima declaração de amor, já que a sua reação às anteriores foi o silêncio ou, no máximo, me chamar de irritante”, e riu-se Sakura. “E qual você prefere? O antigo ou “esse” Sasuke?”, quis saber ele. “Bem…”, começou Sakura, depositando o dedo indicador sobre o lábio inferior, fazendo um leve biquinho, pensativa. “Eu gosto do fato de que você, agora, é mais comunicativo”, e deu os ombros, meio que como forma de se desculpar. “Mas eu me acostumei e até mesmo passei a gostar da forma como nos comunicávamos, com olhares e… sentimentos”, e nesse momento os olhos dos dois se encontraram, o que fez com que Sakura corasse violentamente e desviasse o olhar. “Como quando você pediu para que eu viesse com você nessa viagem. Você apareceu na minha porta de madrugada e disse: estou partindo. Naquela hora o desespero tomou conta de mim, pois eu sabia que você ficaria fora por um tempo indeterminado. Mas antes mesmo que eu pudesse pedir para ir junto, você disse: te espero no banco, virou as costas e partiu. Eu levei algum tempo para entender que você estava me convidando para ir junto, mas assim que eu entendi eu corri arrumar as minhas malas. Eu nem ao menos reparei no que eu estava pegando tamanha pressa e excitação; eu só enfiei tudo em uma bolsa e corri ao seu encontro. Chegando no local de encontro, que para mim sempre foi um lugar especial, ver você a minha espera trouxe lágrimas de felicidade aos meus olhos. Eu não sabia qual era a sua intenção ao me levar com você, mas naquele momento isso não importava. O que importava é que você me queria junto de você”, discorreu Sakura. “Ou como quando durante a viagem nós sentávamos exatamente assim, em volta da fogueira sob o luar para jantarmos. Algumas noites eu falava sem parar enquanto você ouvia e fazia um comentário ou outro, no máximo. Mas havia noites em que ficávamos em silêncio e eu eventualmente caía no sono escorada no seu ombro. Nesses momentos, acredito eu, você imaginava que eu estivesse dormindo e passava seu braço em torno de mim, e assim nós ficávamos até que eu acordasse e fosse dormir no saco de dormir… mas o que você não sabia é que eu fingia estar dormindo só para poder ficar algum tempo nos seus braços, e esses foram os momentos mais felizes da minha vida”, concluiu Sakura, lançando um olhar tímido para Sasuke, que permaneceu em silêncio. “Você é tão doce, Sakura”, pensou o garoto. “Como é possível que no passado eu tenha te tratado tão mal?”, questionou a si mesmo. “Bem, acho que eu vou dormir”, anunciou Sakura, em meio a um bocejo. “Amanhã temos um longo caminho pela frente até chegarmos em Konoha. E não se preocupe, Sasuke-kun, chegando lá nós iremos direto para o hospital para que eu e a Tsunade-sama possamos te examinar. E com toda certeza nós iremos descobrir o que te aconteceu e recuperar a sua memória!”, afirmou Sakura animadamente, ao que Sasuke respondeu com um aceno positivo com a cabeça. “Boa noite, Sasuke-kun”. Sakura se levantou mas, antes que pudesse se dirigir ao seu saco de dormir, ela se postou diante de Sasuke, se inclinou um pouco e tocou gentilmente a testa do garoto com a ponta dos seus dedos indicador e do meio. “O que é isso?”, questionou Sasuke, intrigado. “Você sabe”, respondeu Sakura em um tom brincalhão, e foi dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...