História Memórias - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Fim Do Mundo, Morte, Romance, Taekook, Tragedia, Vampiros, Yoomim
Visualizações 2
Palavras 4.471
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi...

Capítulo 2 - Ele


Fanfic / Fanfiction Memórias - Capítulo 2 - Ele

Yoongi não acreditava que seu irmão estava vivo, não ligava para o fato de seu pequeno-grande homem – como ele gostava de chama-lo. – ser um vampiro, estava feliz demais para dar atenção a esse detalhe – se assustou com notícia, mas a vontade de ver seu era maior. – ao contrário de Jungkook que não abaixava a guarda um segundo se quer, prestava atenção a cada ruído– O Jeon havia acordado a quase dois meses, e para sua sorte nunca teve que ver um sanguessuga cara-cara, sabia por alto quando o Min lhe dizia uma coisa ou outra, imaginava que eles parecessem como os vampiros que via nos filmes. – Ele estava feliz pelo seu hyung ter encontrado o irmão e o noivo, mas não podia vacilar, estavam na casa de um vampiro, não o conhecia e talvez não quisesse conhecê-lo.

- Onde está o meu irmão? Quero vê-lo, Jimin cadê ele? Yoongi levantou rápido do sofá assustando os dois mais novos, o Min estava agitado.

- Ele não está em casa... -Jimin disse vendo o rosto pálido de seu noivo ter um expressão triste e Jungkook relaxar com a informação – mas disse que não ia ficar muito tempo fora, ele só foi resolver uma coisa na casa do Rei, ele nunca passa muito tempo fora de casa.

- Casa do Rei? Jungkook perguntou olhando para o Yoongi, deu de ombros já que também não sabia do que se tratava.

- Humm acho que vou ter que explicar algumas coisas pra vocês. Jimin disse baixo mais para a mesmo do que para os outros. – vamos comer, eu tô com fome e aposto que vocês também, então... pera não, vocês precisam de um banho primeiro, tirar essa catinga porque está forte. – Jimin disse em um tom brincalhão, fazendo o Min revirar os olhos – Ah como Jimin sentiu falta daquele gesto mal criando- e o Jeon se encolher em vergonha, fazendo o Jimin sorrir da forma que o Yoongi mais amava, mostrando seus dentinhos brancos e fechando os olhos em uma meia lua – Ele pensou que morreria naquele momento, seu coração estava tão rápido que achava que os outros dois estão ouvindo. – venham vou mostrar o quarto de vocês, nunca entendi porque ele queria uma casa com muitos quartos, já que nunca recebemos visitas... – Jimin disse subindo as escadas com os outros dois logo atrás.

O corredor era largo e extenso, havia várias portas, a decoração ainda era a mesma, tons escuros, estantes, jarros com rosas vermelhas, era um local bonito mas intimidador. Jungkook havia perdido a conta de quantas portas haviam passado, enquanto o Min tinha a total atenção na bunda que estava a sua frente, nem sabia para onde está indo até o garoto á sua frente parar e se virar para eles, param em frente à uma porta preta -como tudo ali- Jimin abriu tando passagem aos dois.

- bom, Jungkook você pode dormir nesse quarto, acho que o menos escuro, caso não goste podemos ver um outro quarto pra você..

-Não, não não este está bom obrigado. Jungkook respondeu rapidamente fazendo os dois rirem.

- Certo, e o meu? O Min perguntou, Jimin sorriu sugestivo para si.

-Você não se importa de dividir o quanto comigo não né?

- Com certeza não. Yoongi sorriu maliciosamente agarrando o loiro. Jimin sorriu sapeca saindo do quarto – agora de Jungkook- com Yoongi colado em si.

Jungkook preferia não ter visto aquela cena. Assim que os dois deixaram seu quarto, olhou o local, os tons do quarto eram mais claros, branco e cinza, uma janela com varanda, um guarda roupa, um espelho grande, uma cama de casal- que parecia muito macia e fofa- deixou sua mochila na cama e foi até a janela, ficando na varanda, sentiu a brisa tocar seu rosto e bagunçar seus cabelos, já estava escurecendo, não podia ver muito o que tinha do lado de fora, mas já havia notado que o dona da casa gostava de rosas, já que na grade de proteção havia ramos de rosas vermelhas, respirou fundo antes de voltar para dentro do quarto, trancou a janela e fechou as cortinas, voltou a observar o luxo que era aquela casa, ele queria saber aonde o vampiro havia conseguido tudo aquilo. Jungkook era uma pessoa que pensava demais, e isso lhe tava dor de cabeça. Pegou suas roupas e foi para uma porta que considerou ser o banheiro, e estava certo, se surpreendeu em ver que o banheiro e branco, sorriu franco despindo a roupa. Faziam muito tempo que não tomava uma banho digno, então aproveitaria o máximo.

Jungkook demorou mais tempo do que queria no banho, saiu do quarto é fez o mesmo trajeto que havia feito quando Jimin mostrou seu quarto, já estava na sala , mas não tinha nenhum sinal de Yoongi ou Jimin. Claro que não iam descer agora. Jungkook observou melhor o cômodo onde estava, toda a casa - que estava mais para um casarão- era um verdadeiro luxo. Jungkook fitou o piano, sempre teve vontade de aprender tocar, mas seus pais nunca tiveram condições de colocá-lo na escola de música. Sentou- se no banquinho do piano encarando as teclas, ousou tocar em algumas delas que produziram um som agudo, sorriu.

- gosta de piano? A voz de Yoongi chamou sua atenção, ele é Jimin desciam a escada os dois com cabelos úmidos. Sorriu para amigo confirmando em um aceno.- Taehyung também eu que o ensinei, sempre que dava eu ia nos concertos que ele promovia. Disse claramente orgulhoso do irmão.

- Ah então ele é um pianista profissional!? Jungkook perguntou seguindo ele é Jimin que os levavam em direção a outro cômodo da casa.

- Não. Mas seria, tenho certeza que sim.- Yoongi pareceu meio triste ao responde-lo. -Mas ele é um ótimo pianista você verá quando ele chegar. – completou com um sorriso no rosto. Jungkook tinha certeza que Yoongi estava feliz já que praticamente o tempo todo estava rindo. Jimin havia os levado para cozinha, preparou algumas coisas para os três morrem, e parecia saboroso já que o cheiro estava ótimo. Jungkook tinha certeza que aquela comida era a melhor que já havia provado desde de que tinha acordado.

- Hyung, você cozinha bem, mas a comida do Jimin-hyung está incrível! Jungkook comentou pegando outra porção de comida e levando a boca.

- Eu sei garoto, mas como dee vagar a comida não vai sair correndo. Yoongi o repreendeu e Jimin achou fofo a forma que o mais velho cuidava do Jeon.

- Você me lembra um pouco o Tae quando era mais novo... Jimin comentou observando as afeições de Jungkook.

- também achei isso.... os três ficaram por um momento lembrando do passado, os dois mais velhos lembram dos momentos em que passaram juntos com Taehyung antes do acidente. Jungkook também, seu peito doía ao lembrar que a última conversa com seus pais foi uma briga feia onde eles tinham descoberto assexualidade do filho, Jungkook lembrava perfeitamente das palavras duras que seu pai lhe disse, e das respostas cheio de ódio e desprezo que ele sentiu para seus progenitores, se ele pudesse voltar no tempo nunca teria decepcionado seus pais e talvez nada disso teria acontecido, seria um tolo se continuassem pensando assim.- Ele... Ele mudou muito? Cresceu? .... Ele se lembra de mim né? Yoongi quebrou o silêncio .

-.... Ele tá maior que nos dois, mas continua sendo seu pequeno grande irmão. – Jimin respondeu sorrindo e olhando nos olhos do Min. – ainda tem as afeições fofas de sempre, e continua fazendo manha quando quer alguma coisa, ele age como sempre agiu, mas tem vezes que ele fica muito sério e intimidador, mas isso só acontece quando ele recebe alguma notícia da casa do Rei... e sim ele lembra de você, não de tudo, mas sabe que tem um irmão chamado Yoongi, ele disse não lembra muito do seu rosto, quando ele dorme ele sonha com você, então sempre que ele tá triste ele dorme dizendo que vai encontrar com seu Hyung. – Jimin disse com sorriso um pouco triste, Yoongi estava quase chorando, as lágrimas se acumulavam no canto dos olhos, Jungkook tentava imaginar como Taehyung seria, mas não tinha uma imaginação tão fértil assim.

- porque ele não lembra de tudo? Jungkook perguntou ganhando atenção dos dois.

- Humm é uma assunto difícil de explicar, na verdade nenhum vampiro devia se lembrar da vida antes da noite maldita, não sei como mas o Tae conseguiu se lembrar e quando o Min-ho descobriu tentou apagar a memória dele, apagou em partes não toda, o Tae é considerado um vampiro importante, além de ser um dos primeiros organizadoras ele adquiriu habilidades espaciais, os vampiros de classe inferior tamem ele. – Jimin explicava da melhor forma para não confundir os meninos.

- Quem é esse Min-ho? E porque ele tentou apagar a memória do Taehyung? Yoongi perguntou, nesse momento ninguém mais comia, estavam completamente focados na explicação de Jimin.

-Ele é o Vampiro Rei, o Tae era como um segundo Rei, os dois recrutaram e treinaram os vampiros, criaram uma organização e dividiram os vampiros em classes, são apenas duas, os vampiros que possuem poderes e os que não possuem. Os vampiros com habilidades mais raras tem cargos mais privilegiados, o Tae era um, ele controla mentes, assim como o Min-ho e forte, e estrategista, e antes de se lembrar do passado era conhecido por ser muito cruel.

-E como foi que ele lembrou do passado? Jungkook perguntou, a história de Taehyung parecia interessante.

- foi depois que ele mais alguns vampiros atacaram Seul, não sei dizer o que aconteceu lá, mas ele voltou diferente, tinha deixando de ser cruel, e não ia mais a campo em “busca de alimento” se recusava a se alimentar se sangue humano, foi quando o Min-ho descobriu aí ele atacou o Tae, para os vampiros foi um espetáculo os dois Reis brigando, mas não havia vencedor, então entraram em um acordo, onde o Tae podia deixar a organização se ele não atrapalhasse os negócios de Min-ho. Então aqui estamos. – Jimin disse finalizando a explicação.

- como foi que vocês se encontram? Yoongi perguntou, já que essa se um dúvida que tinha desde do momento em que a havia chegado naquela casa.

- Humm bom, ele me salvou de uma vampira, mas ele não se lembrava de mim naquele momento, mas me salvou mesmo assim é depois de um tempo ele voltou dizendo que havia se recordado de algumas coisas e eu era uma de suas recordações.... Depois que ele me salvou, eu passei semanas procurando por ele e quase morri de novo – sorriu da careta que o Yoongi fez- mas Taehyung já estava me seguindo então me salvou novamente.

-Ah muita informação! – Jungkook disse passando as mãos entre os cabelos. – mas que bom que vocês estão bem, e Hyung eu fico feliz por você ter achado a sua família.

- obrigado, mas Jungkook você também é parte da minha família, não se esqueça disso está bem?. Yoongi disse tocando no ombro do mais novo que confirmou em um sorriso.

- bem vindo a família Jungkook. Jimin disse abraçando o mais novo e chamando Yoongi para um abraço coletivo.

-obrigado hyungs. Jungkook disse sorrindo, estava feliz por ter uma nova família, mas ainda queria reencontrar sua ‘antiga’ família.

- Eu estou cansado, preciso dormir... Yoongi disse bocejando e lenavabtando da mesa.- vamos Jimin, me leve para o quarto, acho que seu eu for sozinho acabo me perdendo. – Yoongi falou puxando o loiro pelo pulso fazendo os dois mais novos rirem.

- Jungkook se não quiser dormir agora, tem uma biblioteca atrás da escada...- Jimin falou antes de sumir no corredor que ficava entre a cozinha e a sala. Jungkook olhou a louça que ficou na mesa, lavaria a louça em forma de agradecimento.

Jungkook pegou alguns livros na biblioteca e despois foi para o quarto, seria mais confortável ler lá, já que agora se encontrava sozinho. Ele mal começou a ler e dormiu.

Jeon acordou cedo, a noite anterior tinha sido uma das melhores, devia ser a cama, foi até a varanda, abriu a janela e deixou o vento frio entra no quarto, podia ver floresta não muito lindo da casa, a grama verde e bem cuidada assim como o jardim – esse que agora tinha uma diversidade de flores- ainda estava escurinho, o sol saia timidamente no céu. Jungkook deixou a janela aberta e foi banhar, não pretendia ficar muitos dias ali, veria com Jimin um carro emprestado para continuar a sua busca. Depois de pronto saiu do quando, estava descendo a escada quando notou que Jimin- ainda de pijama- conversava com um cara ao pé da escada, pensou que seria Taehyung, mas descartou a ideia quando o Jimin o chamou de senhor. Esperou o senhor sair e foi até Jimin.

-Ah você já acordou... – Jungkook sorriu em resposta.- os funcionários estão fazendo a merenda, mas acho que já tem ter alguma coisa pronta, se quiser comer é só ir na cozinha, eu disse que temos novos membros na família, então fique tranquilo, não vai está incomodando.

-funcionários?

- sim, são alguns camponeses, eles são pessoas boas.

- Eles sabem que essa casa é de um vampiro? Jimin sorriu com a pergunta .

-sim sabem sim, Taehyung conseguiu conquistar a confiança deles, agora eu vou voltar a dormir, fique a vontade , eu e Yoongi não vamos descer agora.

-tudo bem, eu vou.... vou fazer alguma coisa... – os dois riram. – pode dormir agora. Jimin sorriu e voltou para o quarto. Jungkook foi na cozinha, cumprimentou as copeiras, elas lhe serviram, Jungkook notou o olhar curioso das duas mulheres aqui lhe sorriam gentis. Ele comeu rápido, agradeceu e deixou que ela s trabalhassem. Saiu de casa, sentiu o cheiro de rosas no ar, respirou fundo sorrindo para o jardineiro, que sorriu de volta, todos ali pareciam tão amigáveis, nem parecia que viviam em um mundo cheio de vampiro. Sorriu novamente. Eu estou na casa de vampiro quanta ironia não?. Caminhou entre as rosas, e foi para onde tinha visto o jardim de flores diversificadas de trás da casa. Ali era um local muito reconfortante, teria coragem de viver ali, mas tinha alguns problemas, tinha que procurar sua família e ali, era a casa de um vampiro. Ele não é do tipo que julga uma pessoa sem conhecer, mas o fato de Taehyung ser um vampiro fazia com que ele tivesse os dois pés a trás em relação ao vampiro. Jungkook ficou ali, admirando as flores, queria sabe o nome delas, mas as únicas que conhecia era as rosas e os lírios – sua preferida- sua mãe com certeza amaria aquele lugar, a senhora Jeon sempre amou flores, sua casa sempre teve algumas espécies que Jungkook desconhecia, ele acabou embarcando no mar de memórias que lhe invadiu.

- Você gosta de flores? A voz rouca e grave lhe trouxe de volta a realidade. Jungkook no movimento rápido tirou a arma da cintura e apontou na direção do estranho que lhe encarava de forma estranha.

- Quem é você? – Jungkook perguntou sério, com a arma na direção do estranho, este que sorriu de canto, mas logo voltou a sua expressão seria.

- Você não devia apontar uma arma para o dono da casa . Respondeu sério e deu um passo na direção do garoto estava admirando suas flores de forma destruída. Devia ser algum amigo de Jimin, ou mais provável ser um novo funcionário.

- Ah então você é o Taehyung. – Jungkook abaixou a arma e observado as afeições do vampiro, realmente ele tinha uma rosto jovem, parecia novo, diferente do que imaginou -pensou que ele se parecesse com o Min-ele tinha a pele bronzeada, como sendo sol tivesse beijado sua pele, ele parecia encantador, os cabelos castanhos escuro, os olhos delineados cor de amêndoa. Se perdeu das belas linhas de Taehyung que não o viu ficar frente a frente consigo, tão próximo que podia sentir seu perfume amadeirado e doce. Taehyung era maior que si um pouco, e tinham um olhar confiante e intimidador.

- Ah! Você sabe o meu nome.... então deve saber o que eu sou. – A voz de Taehyung era envolvente e desafiadora. Jungkook pensava que teria medo quando estive de cara com ele, mas no momento ele não emetia perigo.

-Sei. – Jungkook respondeu simples e sem vacilar. – Eu sei o que você é. – reafirmou fazendo o vampiro rei de canto novamente.

- E você não está com medo? - Jungkook negou. – pois eu acho que você deveria. – Taehyung disse sério. Jungkook nada disse apenas o encarava sério. – Eu ainda não sei o seu nome rapaz. E algum funcionário novo que o Jimin contratou?

- Não, sou um amigo do Jimin hyung, ele nos ajudou quando o nossos carro resolveu se aposentar. – Jungkook disse de forma divertida que fez Taehyung sorrir fraco.

- nós? Tem mais gente na minha casa? Quantas? - Agora ele parecia um pouco preocupado.

- tá tudo bem, é só eu e o Yoongi. -Jungkook respondeu notando a preocupação do vampiro em ter sua casa cheia de humanos.

- Yoongi? Hã? Você disse Yoongi? Taehyung franziu as sobrancelhas, Jungkook confirmou, então a expressão de Taehyung se tornou de surpresa. – Por a caso esse Yoongi, seria um carinha baixinho, mas ou menos desse tamanho- fez um gesto que demonstram ser a altura de Yoongi.- tem a pele clarinha e quase sempre está de entediado?

Jungkook sorriu com as características que Taehyung dava sobre o irmão,mas confirmou em um aceno, então viu Taehyung sorrir abertamente,mostrando seu sorriso quadrado – Jungkook se encontrou com jeitinho do sorriso do vampiro- e lhe agarrar pelos ombros.

- Você tá falando sério ? Estamos mesmo falando de Min Yoongi? Taehyung parecia feliz com informação mas se relutava me acreditar, já havia procurando seu irmão em vários locais até perder a esperança de encontrá-lo. Mas agora um garoto da qual nem sabia o nome – mas lhe chamava muita atenção- afirmava que sim, era do mesmo Yoongi que estavam falando.

- Ele ainda deve está dormindo agora, mas é sim o seu irmão. Jungkook falou firme, fazendo Taehyung sorrir e lhe dá um abraço forte.

- Olha eu espero que seja mesmo garoto, porque se não for seria um crime lhe fazer algum mal. Taehyung falou enquanto abraçava o Jeon, que ao invés de demostrar medo sorriu. Definitivamente Taehyung achava aquele garoto estranho.

O contato entre os corpos não demorou muito, Taehyung após pagar o corpo do garoto, seguiu para uma porta, com Jungkook liga atrás de si.

- porque você não está queimando sobre ali do sol? E também não está brilhando? Jungkook perguntou curioso quando a luz do sol tocou o rosto de Taehyung.

- também me perguntei isso na primeira vez que paguei sol. Taehyung respondeu sorrindo entrando na casa, Jungkook percebeu que estava na cozinha, as duas mulheres lhe olharam curiosas pelo fato dos dois deram entrado sorrindo. – Bom dia senhoras, como estão?

- Bom dia senhor, estamos bem, obrigada por perguntar senhor Kim.

- Jimin já está acordado? Taehyung perguntou tomando um copo de suco. Certo, os filmes americanos me enganaram, ou Taehyung é uma espécie nova de vampiro?. Jungkook tinha que admitir que o vampiro não era nada do que havia imaginado,

- não senhor, o senhor Park ainda está nos seus aposentados, e acho que ele está acompanhado senhor. A mulher comentou tirando uma risada gostosa de Taehyung.

- Certo, quando eles descerem me avise eu esta-

- Taehyung? A voz franca e rouca de Yoongi cortou a fala de Taehyung, os dois se encaram por longos segundos.

- Yoongi Hyung? É você mesmo? Taehyung num piscar de olhos já estava de frente com o Yoongi, o analisando dos pés a cabeça.- oh céus é você. O vampiro abraçou com mais força do que pretendia.

- woow calma taetae, eu preciso respirar... Yoongi disse quando o seu irmão o soltou, e agora o olhando de perto seu pequeno tinha crescido e suas afeições mudaram mesmo que pouco. – você ficou maior que eu.- sorriu envergonhado, Taehyung arrumou a postura para ficar um pouco mais alto, e sorrindo travesso para o irmão, fazendo quem estivesse na sala também rir. - Mas você sempre será meu pequeno. Yoongi finalizou bagunçando os cabelos macios e castanho do garoto a sua frente.

- Hyung, eu sempre ti via nos meus sonhos, e lá você parecia maior... O que houve? Porquê você parece menor do que antes? Era nítida a intenção de Taehyung, irritar seu irmão a fazê-lo perder a paciência. Ele sorriu com a careta que o baixinho fez, e o abraçou novamente. – eu senti muita a sua falta Hyung. Disse tentando não o sufocar novamente, Yoongi retribuiu o gesto e sussurrou um eu também. Todos que se encontravam na cozinha estavam encarados com a cena, ninguém ali nunca tinha visto o senhor Kim ser tão amoroso e divertido, e Jungkook viu que ele realmente não emitia medo. Se perguntava se todos os vampiros eram assim ou Taehyung era um exceção. Provavelmente era.

- Aaah que lindo , abraço coletivo!! Jimin gritou ao chegar na cozinha e se deparar com a cena.

- Ah pode ir parando aí. Chaga de abraços por hoje... Tae precisávamos conversar, será que podemos? Yoongi se apressou em falar enquanto fazia um gesto com a mão.

-oh! Certo. Humm vamos para meu escritório. Taehyung respondeu meio incerto, claro que queria compensar o tempo perdido e tentar se lembrar do restante de suas memórias, mas também queria conhecer o garoto que estava com seu Hyung, que até o momento não sabia seu nome, olhou para ele rapidamente depois voltando dar atenção ao seu irmão que esperava por ele.

Taehyung e Yoongi saíram da cozinha deixando os outros dois com os empregados, Jungkook acompanhou Jimin no seu desjejum, os dois se conheceram melhor, falaram um pouco de suas vidas antes da noite maldita, Jungkook descobriu que o loiro também era de Busan, o que levou os dois a falarem o dialeto de sua cidade natal. Passaram-se muitas horas desde que os dois haviam deixando a cozinha e Jimin foi lhe mostrar os locais que ele achava interessante no casarão. Os dois estavam -onde Jimin gostava de chamar- cantinho do Park, que na verdade era um tipo de académica, não era uma academia profissional, mas estava próximo disso. – Com certeza para o Jeon aquele local era uma de seus favoritos na casa- a neta s uma das cozinheiras foi chama-los para o almoço. Só assim eles saíram dali, por causa de comida. Todos estavam na mesa, até mesmo o vampiro, mesmo que não fosse comer, gostaria de participar da refeição com os demais.

Taehyung, muitas vezes se sentia sozinho, mesmo que Jimin estivesse quase demorando seu lado, o perturbado sobre muitas coisas, o Park era um bom amigo, o almoço foi rechiado de risos e conversas aleatórias, com certeza para todos ali, inclusive os empregados aquele momento estava sendo um de seus melhores onde o vampiro contava todos os micos que Jimin passou, deixando o loiro puto da vida, ameaçando o vampiro de morte. Depois de alimentados todos sumiram, o casal Minimini – como o Tae gostava de chama-los- saíram para um passeio, talvez fossem na vila onde a maioria dos empregados moravam. Jungkook foi pro quarto a Taehyung foi pensar, ele tinha impressão que conhecia Jungkook, só não sabia de onde. Na sua cabeça, o sorriso do moreno era uma de suas memórias.

Jungkook desvia as escadas distraído, havia acabado de tomar banho, Taehyung o observou descer o lance de escadas, quando os olhos do Jeon se encontram com o do vampiro, prendeu a respiração no susto, sentia um alívio por saber que ele não podia ler mentes, se não ele saberia que o motivo de sua viajem a lua era ele.

-oi. Disse meio inseguro.

- oi. Taehyung respondeu tentando conter o sorriso ama vê-lo. Jungkook caminhou até o sofá, sentando-se de frente para o vampiro. – você quer comer alguma coisa? Jungkook negou, o vampiro analisou os olhos negros e intensos que o moreno tinha.

- não me olhe assim. Isso é estranho. -Jungkook o repreendeu ganhando um tom rodando mas bochechas, Taehyung achou adorável a reação do garoto. – Yoongi hyung disse que você tocava piano... Disse aleatoriamente olhando da direção do instrumento, apenas para não ter que olhar para o vampiro, já que este lhe causada sensações estranhas. Ouviu Taehyung respirar profundo – apesar dele não precisar respirar- antes de se levantar e caminhar pacientemente ate o piano, sentando-se no banquinho.

-gostaria de me ouvir tocar? Perguntou publicamente ao rapaz, que afirmou com um aceno positivo. – chegue mais perto, por favor. Jungkook demorou alguns segundos até se levantar e parar ao lado do piano, para observar o pianista. Taehyung, respirou fundo novamente – o que fez o Jeon pensar que era um hábito do vampiro – antes de por os dedos nas teclas e notas harmoniosas começaram a ser reconhecida pelo Moreno, que gargalhou alto, se inclinando um pouco para trás, Taehyung parou de tocar apenas ouvir o sorriso do moreno, que com certeza seria sua melodia favorita. Definitivamente Taehyung já tinha visto aquele sorriso que fazia os olhos do Jeon se fecharem o deixando mais fofo. – do que que você está rindo? Tentou parecer ofendido, mas um sorriso de canto o denunciava.

-Ah... Eu pensei que você tocaria uma música clássica de Beethoven ou sei lá um desse artistas, mas você me surpreendeu tocando a música do comercial de Danoninho. Falou enquanto voltava a sorrir, Taehyung realmente queria ficar ofendido, mas simplesmente não conseguia.

- Você é realmente muito corajoso por rir de um vampiro assim, mas eu vou relevar, já que você é... você... Taehyung tinha um tom sério, o que fez Jungkook ter um pouco de juízo a parasse de rir.

- Eu sou eu? Jungkook sorriu de canto, aquela justificativa era meio infundada, já que o vampiro não o conhecia.- oh, me desculpe, eu não queria ofende-lo.

-não ofendeu na verdade você.... Quem é você? Perguntou de repente, Jeon olhou desconfiando, achando que talvez o vampiro não estivesse bem e tivesse se esquecido das últimas horas.- até agora seu ainda sei o seu nome. Esclareceu vendo que o outro não entendeu a pergunta. Jungkook se sentiu aliviando, não sabia o motivo mas se sentia assim.

- Jungkook. Jeon Jungkook. Respondeu firme, Taehyung se levantou e se pôs de frente a ele.

- Prazer Jungkook. Disse firme, levantando a mão na direção do outro. – Kim Taehyung. Completou assim que o Jeon segurou sua não, num aperto de mãos. O choque térmico foi inevitável, enquanto Taehyung emanava frio, calor emanava dos dedos do Jeon. Trocaram olhares indecifráveis e quebram o contato físico, Talvez o Kim sentisse falta do calor das mais do Jeon. Este que por sua vez desejava de todo seu ser que Taehyung não lesse sua mente.


Notas Finais


Então, não farei mais promessas sobre que dia vou atualiza, porque a vida não colabora comigo.

Espero que tenho gostado, por favor digam o acham, se gostam ou... se gostam. Ksksksksksk desculpa mesmo
Até qualquer dia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...