História Memórias - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 3
Palavras 1.579
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 11 - Desculpas ?


Fanfic / Fanfiction Memórias - Capítulo 11 - Desculpas ?

o garoto se vira em minha direção e vejo que era Lucas , ele se secou o máximo que conseguiu e veio em minha direção

Lucas : posso me sentar aqui ? -diz aprontando para a cadeira a minha frente

Eu : mas é claro

Lucas se senta , chama o garçom e faz seu pedido

Lucas : você não sabe cozinhar né ?

Eu : tá tão óbvio assim ?

Lucas : temais ou menos ja que mais cedo você pediu comida em casa e agora tá num restaurante

Eu : eu meio que não estou a fim de acabar invenenando a mim mesma com a minha comida então é melhor nem arriscar

Lucas : eu posso te ensinar a cosinhar um dia desses

Eu : eu adoraria

Lucas : então combinado , ainda essa semana eu passo lá pra te encinar pelo menos a fritar um ovo

Os nossos pedidos chegaram e assim que terminamos de comer fomos a fila do caixa e enfim chegou a nossa vez

Lucas : pode deixar que eu pago o meu é o seu

Eu : mas é claro que não , eu pago

Lucas : Clara eu já disse que pago não seja teimosa

Atendente : senhores enquanto se decidem eu irei atender aos outros clientes

Eu : nada disso, toma aqui - entreguei o dinheiro a ela e sai puxando o Lucas para fora da fila

Lucas : eu disse que pagava não precisava fazer aquilo

Eu : Lucas agora eu ja paguei então pare de se lamentar

Lucas : ta mas pode ter certeza que da próxima eu pago

Eu : e irá terrproxima ? - disse com um sorriso no rosto

Lucas : mas é claro-disse retribuindo o sorriso

Eu : mudando de assunto como vamos sair daqui agora ?

Lucas : vamos ter que correr pela chuva - disse e logo depois pegou minha mão me puxando para fora do restaurante sem me dar tempo de responder , saímos correndo pela chuva de mãos dadas quem via pensava até que éramos um casal , chegamos em frente a minha porta e eu o convidei para entrar

Lucas : irei ficar aqui até a chuva passar e logo vou em bora

Eu : acho que a chuva não irá passar tão cedo , melhor passar a noite aqui

Lucas : mas eu estou todo molhado e não tenho nem roupas para passar a noite

Eu : não tem problemas eu te empresto uma roupa do meu tio , e não adianta recusar porque não irei deixá-lo ir em bora nessa chuva e quando ela passar provavelmente já será muito tarde portanto você dorme aqui

Lucas : pelo visto não tenho outra escolha a não ser ficar

Eu : vou subir pegar umas roupas do meu tio e uma toalha para você

Lucas : ok te espero aqui em baixo

Subi as escadas e logo voltei com uma muda de roupa

Eu : vá tomar seu banho que logo em seguida tomarei o meu

Lucas : por que não tomamos juntos-disse com um sorriso malicioso

Eu : acho que não seria uma boa ideia - disse pensativa

Lucas : prometo que não farei nada e além do mais tomando banho juntos economizaremos água e tempo

Eu : pensando por esse lado não seria tão ruim

Fomos pro banheiro e eu comecei a me despir quando terminei olhei para Lucas , ele estava paralisado e ainda por cima estava de roupas

Eu : que foi ? Isso não é nada que você já não tenha visto

Ele saio de seu transe e me olhou nos olhos

Lucas : é que você está ainda mais bonita do que naquela noite

Eu : isso era pra ser uma cantada ? - disse sorrindo

Lucas : talvez - retribuiu o sorriso e começou a se despir

MEU DEUS QUE CORPO , na noite em que tranzamos não havia dado nem tempo de reparar direito em seu corpo ele tinha o abdômen definido e seu corpo era musculoso mas não de forma esagerada o corpo dele tinha proporções perfeitas e era simplesmente LINDO

Lucas : vai continuar babando em meu corpo ou vamos tomar banho ?

Eu : talvez um pouco dos dois

Entramos de baixo do chuveiro e tomamos nosso banho confesso que rolaram beijos e algumas mãos bobas mas nada além disso depois nós nos vestimos e fomos assistir um filme de comédia no meio do filme encostei minha cabeça no ombro de Lucas e senti meus olhos fecharem

Horas depois

Acordo com o som ensurdecedor da campainha tocar olho ao redor e vejo que ainda estava deitada no ombro de Lucas , me levanto com cuidado para não acorda-lo e vou em direção a porta , quando abro dou de cara com Diego

Eu : oi o que faz aqui ?

Diego : eu resolvi te buscar para ir a escola mas pelo visto nem se arrumou ainda

Eu : é que acabei de acordar , só espere alguns minutinhos que eu vou me arrumar ok ?

Diego : ok , posso te esperar aí dentro ?

Eu : claro e já vai acordando dando o Lucas pra mim

Diego : quem é Lucas ?

Eu : esqueci que não te falei o nome dele aquele dia mas ele é o garoto com quem eu transei o dia que fui na balada - falei meio sem graça

Diego : ata mas vai me deixar entrar ou eu vou ter que implorar

Eu : desculpa eu esqueci - falei saindo da frente , dando espaço para que ele entra se - eu vou subir para me arrumar

Subi as escadas fui ao meu quarto , passei uma maquiagem leve e coloquei uma roupa do meu agrado , assim que terminei de me arrumar , fui a sala para me despedir de Lucas e ir a escola com Diego mas quando cheguei lá encontrei somente Diego sentado no sofá

Eu : cadê o Lucas ?

Diego : ele foi em bora e agradeceu pelas roupas

Eu : ata......vamos

Nós fomos a escola no carro de Diego por isso chegamos rápido quando chegamos a frente da escola vi Gabriel encostado ao muro eu apenas o ignorei e continuei andando mas assim que cheguei perto ele puxou meu braço e sussurrou em meu olvido

Gabriel : precisamos conversar

Me solto de sua mão e me viro de frente para Diego

Eu : Diego depois a gente se vê , eu tenho que resolver algumas coisas

Diego ; ok , eu vou entrando então

Diego entrou a escola e eu me virei de frente para Gabriel

Eu : o que quer ?

Gabriel : pedir desculpas

Eu : não acho que você seja do tipo que pede desculpas

Gabriel : e não sou , mas eu estou gostando de uma pessoa e estou tentado mudar por ela

Eu : então péssa suas desculpas

Gabriel : me desculpe por ser um completo idiota com você e por ser tão ignorante , você me desculpa ?

Eu : não , agora tenho que ir

Gabriel : mesmo você sendo tão arrogante não vou descansar até aceitar minhas desculpas e nos tornarmos amigos

Eu : não enche - assim que terminei de falar entrei na escola o deixando sozinho

As aulas se passaram normalmente e eu só pensava em duas coisas : no quanto Gabriel estava ridículo fazendo aquilo e que eu teria que ir ao cemitério dar uma olhada naquela arma

Depois das aulas

Estava andando em direção a minha casa quando ouço alguem chamar meu nome me viro para traz e vejo Gabriel

Eu : aff....o que quer dessa vez ?

Gabriel : posso te acompanhar até em casa

Eu : não

Gabriel : por favor

Eu : já disse não

Gabriel : vou te acompanhar do mesmo geito

Eu : que seja

Segui andando apenas ignorando Gabriel que passou a metade do caminho em cilensio

Gabriel : sabe porque eu pedi para lhe acompanhar ?

Eu : não faço a mínima ideia

Gabriel : é porque tenho que te perguntar uma coisa e sei que ao contrario das outras pessoas você vai ser sincera

Eu : então pergunte

Gabriel : se você tivesse que contar algo para seus pais mas estivesse com medo de como eles reagirião , o que você faria

Eu : não tenho pais mas se tivesse acho que eu iria tentar ir os preparando alguns dias antes para que na hora não fosse um baque tão grande e tentaria ser o mais sincera e cuidadosa possível na hora de contar a noticia

Gabriel : obrigado - sorriu tímido

Aqui está a prova de que o amor muda as pessoas assim que conheci Gabriel ou pelo menos o conheci pela segunda vez nunca imaginei ele me agradecendo por algo ou me pedindo desculpas em um só dia . Claro que talvez ele já tivesse um lado fofo la no fundo do coração escondido por trás desse lado idiota , babaca , pau no cu , retardado , vagabundo , covarde acho que já deu né ?

Nós chegamos em frente a porta da minha casa

Eu : até que você não é tão idiota

Gabriel : vou considerar isto como um elogio , então vai ,e desculpar ?

Eu : vou passar no seu caso

Ento pra dentro de casa , e fico moscando por um tempo mas ai bateu aquela fome e eu lembrei que o Lucas disse que poderia me ensinar a cozinhar então liguei para ele

Ligação (on)

Eu : alo Lucas você tá ocupado agora ?

Lucas : não , por que ? Já tá com saudades ?

Eu : claro que eu tô com saudades , mas agora também seria uma boa hora para me encinar a cosinhar não acha ?

Lucas : agora entendi tudo , você ligou pra mim porque tá com fome

Eu : também , mas eu to morrendo de saudades

Lucas : aham sei

Eu : então.....Pode vir aqui ou não ?

Lucas : daqui a pouco eu chego ai

Ligação (off)


Notas Finais


Espero que tenham gostado

Desculpe a demora para postar o capítulo mas eu estava tendo alguns problemas e não tive tempo de escrever , por isso acabei demorando mais que de costume^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...