1. Spirit Fanfics >
  2. Memórias de um passado perdido: O Lendário Cavaleiro Negro >
  3. O destino dos gêmeos

História Memórias de um passado perdido: O Lendário Cavaleiro Negro - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Bom, gente. Espero que vocês tenho gostado da minha fic sobre Eva e o Sparda.❤❤❤
Infelizmente ela chega ao fim nesse capítulo, espero que gostem.

Capítulo 14 - O destino dos gêmeos


Fanfic / Fanfiction Memórias de um passado perdido: O Lendário Cavaleiro Negro - Capítulo 14 - O destino dos gêmeos

Dante acordou, assustado e olhando em volta. Aquilo parecia um sonho, pois estava numa casa (num quarto, para ser específico), ele tentou se levantar, mas sua cabeça estava doendo demais. Ignorando completamente a dor, Dante se levantou e saiu do quarto, então, uma voz feminina surgiu.

-Bom dia, rapazinho. Dormiu bem? 

Dante olhou para trás e viu uma bela mulher sorrindo para ele. Não deveria ser muito velha, deveria ter em torno de uns 30 anos, pele clara e cabelos castanhos enrolados curtos. Os olhos eram verdes, pareciam até esmeraldas, eles brilharam quando viu Dante ali.

A jovem estendeu a mão para Dante e ele apenas ignorou.

-Quem é você? 

-Me desculpe, me chamo Ester... e você?

Dante a olhou, desconfiado.

-Dante.

Mas a jovem sorriu mais ainda.

-Prazer Dante. Olha, ainda bem que te encontrei, você poderia ter morrido.

Dante arregalou os olhos. Eva, Vergil!!

-Minha mãe!!! Onde está a minha mãe?

Porém, a jovem olhou para ele, como se não estivesse entendendo nada.

-Me desculpe, mas não tinha mais ninguém com você.

-Mentirosa!!! Havia uma mulher loira, que estava deitada ao meu lado. Onde ela está?

Dante não queria parecer ser ingrato ou algo do tipo, mesmo porque, aquela moça está sendo muito gentil com ele. Mas ele achava que ela poderia esta escondendo algo dele. Então a jovem Ester desviou o olhar.

-Uma moça loira, né? Eu sinto muito. Eu vi eles... Eu vi aquelas aberrações levando o corpo dela... 

Dante abaixou o rosto, sentiu as lágrimas se formando. O que eles queriam com o corpo de sua mãe? Já não bastassem matar ela e Vergil, ainda tinha que levar o seu corpo?

-Eu não sei o que fizeram com ela. Não sei se a devoraram ou jogaram em outro lugar. Mas vi você lá, tão frágil e sabia que estava vivo, quando eles deram as costas, eu te peguei rapidamente.

Dante não aguentou e começou a chorar. A jovem se aproximou e lhe deu um abraço. Dante não se importou quem ela era, mas aceitou aquele gesto. Estava precisando de conforto, afinal, todos que ele amava, estavam mortos.


















Vergil despertou de seu sono, olhou em volta do cemitério e não havia mais demônios presentes ali. Ele se levantou e olhou para o chão quando viu o amuleto perfeito ali. Vergil rapidamente o pegou e ficou observando o objeto.

-"Se eu tivesse tido mais poder..."

Ele apertou fortemente o amuleto, podia sentir as juntas de seus dedos estalarem.

-Foi minha culpa!!!

Ele gritou, porém, ninguém ouviu. Por isso Vergil chorou ali mesmo. 

Ele não sabia para onde ir ou o que fazer a partir de agora. Sabia que tinha que seguir a sua vida, mas como!?

O garoto não tinha mais ninguém, não tinha mais casa, então o que restava para ele?

-"Vou começar do zero. Vou me tornar forte! Minha vingança contra o Mundus, vai ser tomar o seu reinado!"

Sim! Teria como objetivo acabar com Mundus, mas para isso, precisaria de mais poder. Então Vergil seria o demônio mais poderoso que já existiu. Até mais forte que seu próprio pai.











Passaram-se alguns dias, Dante e Ester estavam se dando bem, a moça lhe tratava como um filho, porém, o garoto sabia que não poderia ficar ali por muito tempo. Primeiro, porque ainda estava em Red Grave e segundo, porque iria mudar a sua vida. Iria sair da cidade e até pretendia mudar o seu nome.

Uma noite, enquanto Ester estava dormindo, Dante deixou um bilhete agradecendo e pedindo desculpas, então ele foi embora e nunca mais a viu.

Sim, talvez fosse a atitude mais filha da puta que ele tenha tido, mas era para o próprio bem na moça, não podia deixar que pessoas inocentes morressem por ele. Já tinha sangue demais em suas mãos.

-"Mãe, Vergil...Eu jamais vou esquecer de vocês."

Dante pegou a única foto que tinha de Eva, a foto que ele tinha ganhado de aniversário. O jovem ficou feliz em saber que tomou a decisão certa de levar aquela foto para todos os lugares. Infelizmente Dante não tinha nenhuma de Vergil. Ele também estava com o amuleto perfeito, aquele colar sempre seria especial para ele, pois foi sua mãe que deu para ele em seu último aniversário.

Mas isso não importava mais, teria que seguir o seu caminho e sozinho, mesmo que isso significasse mudar de nome e fingir que era apenas um órfão (nessa parte era verdade). Mas Dante prometou, que vingaria a sua mãe e seu irmão, algum dia.















-Então, vocês seguiram caminhos diferentes, certo?

Angela perguntava para Vergil, curiosa.

-Sim. Foi uma época difícil, eu só tinha oito anos naquela época. Não queria muito falar sobre o aconteceu. No começo foi difícil, pois achava que Eva havia me abandonado, agora entendo que ela deu a vida por mim e pelo Dante.

-Aposto que ambos tiveram vidas difíceis. Dante me contou que depois do que aconteceu, ele conheceu uma mulher chamada Izabel e ela meio que se tornou a sua mãe adotiva, porém, ele teve que deixar o lugar por conta do incêndio que tomou a cidade, de novo, por culpa de um demônio. Era engraçado, porque Dante realmente mudou de nome.

Vergil não respondeu, talvez nem ele próprio sabia dessa história com Dante. Mas decidiu finalizar a história.

-Enfim, só descobrir que ele estava vivo quando tinha 18 anos. Foi a nossa primeira luta pelo amuleto perfeito...













Com o passar dos anos, os gêmeos seguiram caminhos diferentes, tanto um quanto o outro tiveram as suas dificuldades e batalhas. Dante foi adotado por uma mulher chamada Izabel e o jovem também mudou de nome. Disse para ela que se chamava Tony "Anthony" Redgrave e que era órfão. Na mesma época, Dante fez amizade com um jovem chamado Ernest, porém o jovem demônio viu o seus mesmos pesadelos acontecendo de novo quando Morris Island foi atacada por um demônio e a cidade pegou fogo. Infelizmente depois disso, Dante (Tony) e Izabel se separaram, por uma opção do jovem, não poderia deixar mais uma pessoa morrer por sua causa, seria doloroso demais. 

Depois disso e depois de alguns anos, Dante virou um mercenário e gostava de frequentar um bar chamado Adega de Grue, um lugar onde poderia ter informações sobre demônios e ter alguns bicos como mercenário iniciante.

Foi nesse lugar que o jovem conheceu Nell Goldstein, uma incrível senhora que tinha habilidade de construir armas, foi ela que fez as famosas Ebony e Ivory para Tony.

Infelizmente, Nell também acabou morrendo, isso fez com o Tony não existisse mais e Dante finalmente voltou a usar o seu verdadeiro nome.

Mas, se para Dante a vida não foi fácil, pois o mesmo tinha altos e baixos, para Vergil a vida foi um pouco pior e mais cruel.  

O jovem Vergil teve que aprender a se virar desde a morte de Eva. Ele não teve com quem contar e não abraçou mais o seu lado humano (diferente de Dante). 

Ele apenas lutava por si e para ficar mais forte, o jovem filho de Sparda criou uma obsessão muito grande por poder, isso fez com que Vergil ficasse cada vez mais frio e se importasse cada vez menos com a humanidade. 

Depois de vários anos, Vergil iria até a cidade de Fortuna para investigar a famosa A Ordem de Sparda. Ali, o mesmo teve um breve caso uma mulher e gerou o pequeno Nero (sem Vergil saber de sua existência). Mas a vontade de Vergil de buscar o poder de seu pai, sempre falava mais alto, mesmo depois de reencontrar Dante e saber que seu gêmeo estava vivo.

No final de tudo, Dante e Vergil, mesmo depois de vários anos sem se verem, ambos ainda lutavam como se fossem inimigos mortais, aqueles dois tinham prazer de estarem sempre lutando, mas isso não significasse que eles não se amavam, apenas que as lutas, as cicatrizes que ambos acumularam durante anos, fez com que eles se tornassem aquilo que são hoje.






Notas Finais


Sim, eu demorei para postar porque não queria acabar rápido. Meu coração tá doendo por não poder escrever mais.
Mas agradeço as pessoas que curtiram minha história e me apoiaram.
Beijos😘😘

PS: se quiserem que eu escreva de outro personagem específico, só dizer.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...