1. Spirit Fanfics >
  2. Memórias Perdidas (Bakudeku - Katsudeku) >
  3. Apenas meu!

História Memórias Perdidas (Bakudeku - Katsudeku) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


OIE
EU DENOVO PARA A DESGRAÇA DE VOCÊS!
Como 6 estão?
Eu to bem
Oia
To postando maix
Não me cobrem muito para capítulos grandes
Eu irei juntar esses capítulos quando eu terminar a fic
E mandar tudo de uma vez
AI EU QUERO VER QUEM VAI SER A PORRE QUE VAI ME COBRAR POR ISSO!
Resumido pela minha esposa
https://www.spiritfanfiction.com/perfil/froppy_011
Segue ela pq é ela que ajuda a ter sentido nessa boxta
Te amo amor :3

Agora

VAMO FUDER O PAVÊ PQ ESSA MERDA JÁ SE APROVEITOU DEMAIS!

Capítulo 3 - Apenas meu!


Semanas depois.

Suspiro o mais calmo possível, está nervoso, não que esteja preocupado com algo, é só pelo fato de que tem um pavê de MERDA abraçando descaradamente o esverdeado, e o pior de tudo, é que ele está deixando, não deveria estar se importando, mas já está ultrapassando meus limites. Sinto meu sangue ferver apenas porquê o pavê beijou a testa do esverdeado, E ELE NÃO RECEBEU IMPEDIMENTO ALGUM!

- Bakubro....Bakugou? BAKUGOU! - Sobressalto da cadeira recebendo atenção de toda a sala para si.

- QUE É CARALHO? - Falo de modo agressivo para o cabelo de merda

- Heey calma, você está olhando a 37 minutos para o Midoriya...Tá me ouvindo? - Olho de canto de olho para o ruivo de canto de olho.

- Shii...cala a bo... - Senti meu sangue ferver ao presenciar a pior cena que pode ver em sua vida.

- DEKU-KUUUN - Salvo pela cara de bolacha! - Deku-kun eu trouxe a torta que você pediu! - Ela sorri docemente logo ela olha para mim de canto de olho como se já soubesse de tudo - Todoroki pode vir aqui comigo? - O pavê se levanta e segue a castanha para outro lugar, ESSA É A MINHA CHANCE!

- OE DEKU! - O esverdeado se sobressalta da cadeira logo olha para mim.

- Sim kacchan? - Faço sinal para o mesmo vir até mim e assim fora feito - Diga. -Puxo o esverdeado pela gola do uniforme o curvando um pouco.

-Hey Bakubro, não ouse...

Uma mordida fora deixada no pescoço do esverdeado sem nenhuma hesitação, não tinha nenhuma vergonha na cara por tá fazendo isso e nunca vai ter. A risada gostosa se fez presente por parte do esverdeado, ele é fofo em todo puta que pariu.

- Não faça isso! Não é justo você me morder kacchan! - Tal frase me fez rir, como um esverdeado que odiou toda sua vida pode ser tão legal consigo? EU NÃO ENTENDO!

- Então não posso mais morder meu melhor amigo? - Tal frase fez o esverdeado corar e a sala inteira nos encarar em confusão- QUAL FOI? NINGUÉM MAIS PODE TER AMIGO NESSA POHA?! - A risada do esverdeado se fez presente lhe deixando calmo e atordoado, isso é um comando para ficar calmo? EU REALMENTE NÃO ENTENDO!

-Vamos Kacchan não fique bravo! - Ok, tivera acertado, ele realmente queria me acalmar, então por que ele está me abraçando? E por que meu coração está acelerado? Ah sim, porque ontem mesmo refletiu sobre tudo, e chegou à conclusão que, eu, Katsuki Bakugou, sou apaixonado pelo Izuku Midoriya desde a infância.

Eu sou muito lerdo na moral.


Notas Finais


Obrigada por ler!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...