História Memories of a Painful Love - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias F(x), SHINee
Personagens Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, Minho Choi, Sulli Choi, Taemin Lee
Tags Jongyu, Minsul, Onho, Shinee, Yaoi
Visualizações 33
Palavras 1.502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E aqui estou eu postando mais uma vez essa semana!
Bom esse capítulo é o ultimo dessa fase da fic, o próximo já é a transição.
Espero que gostem!
Boa leitura.

Capítulo 12 - Capítulo 12.


- Você está pronto? – Taemin perguntou dando duas batidinhas na porta e logo entrando, encontrando Jinki arrumado para sair, mas não parecia animado, o que deixou o mais novo chateado.

- Se ele escolheu agir assim, é por que ele não merece nem mesmo a sua amizade ok? Então levanta esse rosto, abre um sorriso bem bonito para mim, por que eu odeio ver essa carinha triste, você está lindo, e, o Jonghyun está esperando lá embaixo. – Jinki riu soprado e se levantou da cama abraçando o mais novo.

- Obrigado por estar comigo em todos esses anos hm? Eu não teria aguentado até aqui sem você, você é muito importante para mim e não importa o que aconteça, eu sempre vou te amar.

-Aí credo Jinki, até parece que vai morrer falando desse jeito, olha só, até me arrepiei. – Taemin disse lhe mostrando o braço, o que fez o mais velho rir e lhe dar um pequeno tapa na cabeça.

- Vamos logo vai, você quebrou o clima. – Os dois desceram a escada indo até a sala, onde Jonghyun os esperava, o olhar do mais velho recaiu de forma intensa sobre Jinki, que se aproximou timidamente.

- Você está lindo Jinki.

- Obrigado, você também está lindo Jong. – Sorriu

- Ok, ok, se elogiem o carro por que estamos atrasados. – Taemin saiu empurrando os dois para fora de sua residência. – E eu estou afim de encher a cara, eu mereço por aguentar vocês esse semestre, esse semestre nada, todos esses anos.

.

A luzes piscavam e mudava de cor de acordo com a melodia da música deixando Jinki um pouco atordoado, ele nunca foi muito fã de festas e baladas, a música estourava em seus ouvidos, e ele sabia que no dia seguinte estaria com uma enorme dor de cabeça, agora ele tinha que escolher se pelo som exageradamente alto, ou pelo álcool.

- Eai? Vamos beber? – Jinki ofereceu e rapidamente os outros dois concordaram indo até o bar pegando suas bebidas, Jinki sem cerimônia alguma virou o copo o acabando em 3 goladas logo pedindo mais.

- Ok, acho melhor eu não encher a cara. – Taemin disse vendo o amigo virando o segundo copo.

- Aquele é o Minho, não é? – Perguntou para Taemin que olhou na direção que Jinki apontava e assentiu.

- Deixa ele Jin, vamos nos divertir pelo menos um pouco, vamos dançar.

- Tae, eu preciso falar com ele, se eu não tirar essa história a limpo eu vou morrer, o Minho pode ser um babaca, mas ele não faria isso comigo, né? Eu preciso falar com ele.

- E se ele realmente não quiser falar com você? – Jonghyun perguntou encostado no balcão e Jinki sorriu.

- Eu vou embora com você. – Jinki disse convicto, e tanto Taemin como Jonghyun não falaram mais nada.

Jinki terminou o seu terceiro copo, o deixando em cima da bancada e a passos firmes caminhou na direção de Minho, que conversava animadamente com alguns meninos do curso de engenharia, mas antes que pudesse alcançar seu alvo, a voz estridente de Sulli invadiu a sua audição e ele se virou para a mulher que sorria maldosa com um copo de bebida colorido em mãos.

- Você não está indo falar com o Minho, está? – Jinki abriu a boca para lhe responder, mas ela fez sinal de silencio o cortando. – Não chega perto dele, depois que ele descobriu o que você sentia por ele a única coisa que ele quer de você é distância. – Falou dando mais um gole em sua bebida. – Ele tem nojo de você Jinki, ainda não tinha percebido?

Jinki negou algumas vezes com a cabeça um pouco tonto dando dois passos para trás, seus olhos ardiam, mas ele não queria chorar, não ali, ele ergueu o olhar encontrando os olhos de Minho, que o olhava com um belo sorriso, que foi morrendo aos poucos ao o ver, Jinki não conseguiu segurar e logo as lagrimas invadiram seus olhos, aquilo havia sido o suficiente para que saísse correndo daquele salão, deixando um Minho totalmente perdido para trás.

Minho olhou para Sulli que sorria, ela havia dito algo. Rapidamente Minho se pôs a correr atrás de Jinki, mas foi impedido por Sulli que segurou seu braço.

- Ele quer ficar sozinho Minho.

-Sai da minha frente Sulli. – Disse irritado puxando seu braço com força das mãos delicadas da mulher.

- Eu sou a sua namorada! Para de correr atrás dele! – Exclamou irritada

- Então vamos acabar com isso aqui. – Seus olhos se arregalaram e ela apertou os dedos com força em volta do copo.

- Você está terminando comigo? Você está terminando comigo por causa daquele viado estupido?! – Gritou estupefata

- Meça bem as suas palavras antes de falar alguma coisa do Jinki!

- Eu não acredito que você está defendendo aquele bastardo!

-É melhor você calar essa boca antes que eu perca a noção dos meus atos. – Ameaçou dando as costas para a mulher que gritou arremessando o copo no chão. Minho correu pelo caminho que havia visto seu melhor amigo ir, mas não obteve sucesso em sua busca o que o deixou em um misto de frustração com irritação. – Mas que inferno!

-Xingar não vai ajudar muito seu babaca, por que você não foi falar com ele antes? – Taemin disse caminhando a passos largos e firmes até Minho, e sem aguentar mais tudo o que vinha acontecendo, deu um belo soco na face do mais velho que cambaleou para trás levando a mão até o local atingido.

- Desde quando você tem essa força seu desgraçado. – Murmurou limpando o sangue no canto de seus lábios.

- Por que você não foi falar com ele antes?! – Taemin insistiu o puxando pela blusa, mas Minho o empurrou.

-Eu tentei ok?! – Se irritou passando as mãos pelo rosto. – Mas não é tão fácil assim! Eu fui hetero a minha vida toda! Como você esperava que eu reagisse? Que eu ficasse feliz em descobrir que eu estou afim de um cara? Ou melhor, do meu melhor amigo? Isso é muito difícil ok? Eu precisava colocar a minha cabeça no lugar, pensar no que eu deveria fazer, além do mais é o Jinki, não é qualquer outro homem, eu queria falar com ele hoje, mas ele saiu correndo, a Sulli deve ter falado alguma coisa para ele e agora eu não estou achando o Jinki e ele estava chorando.

- Tudo bem Minho, tudo bem... – Taemin se aproximou puxando o moreno para um abraço que prontamente retribuiu deixando suas lagrimas tímidas molharem a camisa social de seu amigo. – Vai ficar tudo bem, nós vamos falar com ele, amanhã quando você acordar nós vamos até a casa dele e conversamos.

Minho não disse nada, apenas aceitou tudo o que o mais novo estava lhe falando, uma sensação horrível havia se apossado de seu peito, mas Taemin estava falando que tudo daria certo, então ele acreditaria e no dia seguinte ele resolveria todo aquele mal-entendido.

.

-Caramba Taemin come mais rápido! – Minho andava de um lado para o outro na cozinha, mas o som do seu celular tocando deu a Taemin a paz que ele precisava para terminar o café da manhã. – Jinki? – Assim que ouviu o nome do amigo, o mais novo pediu para que ele colocasse no viva voz e assim Minho o fez.

- Oi, eu... precisava falar com você.

- Claro, pode falar eu estou ouvindo.

-Eu sei que você acha o que eu sinto por você errado, mas eu nunca quis que isso afetasse você de alguma forma, muito menos a nossa amizade, eu realmente estava feliz em apenas ser seu amigo, em estar ao seu lado, te fazer sorrir, te apoiando nos momentos difíceis. Mas... – Uma pausa foi feita e Jinki suspirou tentando conter o choro. – Mas eu não aguento mais isso Minho, eu te amo com todo o meu coração e eu não posso mais aguentar. Eu sei que prometi que estaria ao seu lado para sempre, mas eu não tenho mais forças para isso, me desculpe Minnie, eu precisava te dizer isso e também dizer adeus, eu estou indo embora Minho, eu espero de verdade que você seja muito feliz. – A ligação foi encerrada antes que o moreno pudesse falar alguma coisa.

Minho estava totalmente sem chão, ele não havia conseguido falar nada e agora Jinki estava indo embora.

- Você sabe que se você deixar ele ir, ele não vai mais voltar, não sabe? – Taemin se manifestou e sem pesar em mais nada Minho saiu correndo porta a fora.

Estava começando a nevar, e ele estava de meias e camiseta correndo o mais rápido que podia, ele precisava chegar até Jinki o quanto antes. Um sorriso brotou em seus lábios quando ele avistou a casa de seu amigo, mas o sorriso não durou muito quando viu um carro dando partida.

-Não!! – Ele gritou desesperado acelerando o máximo que podia, mas já era tarde, e o carro já estava longe, ele não podia fazer mais nada. – Não...


Notas Finais


Então é isso! Até semana que vem!
~ Chu 😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...