História Memories of a Painful Love - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias F(x), SHINee
Personagens Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, Minho Choi, Sulli Choi, Taemin Lee
Tags Jongyu, Minsul, Onho, Shinee, Yaoi
Visualizações 10
Palavras 1.329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Eu queria definir um dia certo para as postagens, como toda sexta, mas sou uma pessoa muito ansiosa kakak.
Bom, aqui está a continuação, espero que gostem!

Capítulo 2 - Capítulo 2.


As semanas se passavam tranquilas, a cada dia mais frias, o que havia acarretado em algumas faltas de Minho que preferiu ficar em casa aproveitando o calor de suas cobertas, nos últimos dias um dos professores do curso havia pedido um trabalho para ser feito em dupla, e pelas faltas, Jinki e Taemin optaram por fazerem juntos, deixando o moreno de fora, e quando voltou foi designado a única pessoa que estava sozinha, Sulli, a garota que havia entrado no meio do semestre.

A entrega do trabalho seria feita em duas semanas, e como Minho e Sulli estavam um pouco atrasados, ambos se excluíram para que conseguissem finalizar o projeto, assim eles começaram a passar mais tempo juntos, além do tempo na instituição, eles começaram a frequentar um a casa do outro e nisso seus colegas de classe perceberam a repentina mudança no comportamento de Minho, ele sempre foi um cara fechado, principalmente para novas amizades, ele era seletivo e frio, mas aparentemente ele havia se dado bem com a garota, bem até demais na opinião de Jinki e Taemin.

Taemin não havia gostado nem um pouco daquela repentina aproximação, ainda mais por ver Jinki os encarando no refeitório com aquele olhar amuado, ele esperava que aquilo passasse com a entrega do trabalho, o que não aconteceu, Minho voltou a passar os curtos intervalos com os dois amigos, mas ficava o tempo todo no celular conversando com a garota, o que deixava o mais novo com muita raiva.

Jinki estava em sua casa distraído com a maquete que seu professor havia pedido, quando seu celular vibrou sobre a mesa, com o nome de Minho brilhando na tela.

- O que foi? – Atendeu sem desviar o olhar do papel, seu traço deveria ser perfeito.

- Eu preciso conversar, você não quer vir dormir aqui comigo? – A voz de Minho soou apreensiva, o que deixou Jinki preocupado, ele olhou para seu projeto e soltou a régua assentindo.

- Tudo bem, eu chego ai em 15 minutos. – Falou desligando o celular, olhou pela janela em seguida viu que nevava, suspirou, se levantou e caminhou até sua mochila colocando o resto do material na mesma junto de uma troca de roupa para o dia seguinte, pegou a carteira, chaves e celular, se agasalhou bem e finalmente deixou sua casa estremecendo devido ao frio congelante que tocou sua pele.

Ele caminhou o mais rápido que pode pelas ruas desertas até chegar na casa onde seu melhor amigo vivia, pegou as chaves que ele havia lhe dado quando se mudou, adentrou suspirando contente pelo calor aconchegante.

Minho apareceu na entrada assim que ouviu o barulho da porta, cruzou os braços o olhando com uma sobrancelha arqueada.

- 2 minutos atrasado – Jinki revirou os olhos e tirou o grosso casaco que o protegia olhando para o seu melhor amigo rindo do seu estado.

- Um trator passou por cima de você por acaso? – perguntou retirando os sapatos e finalmente indo até o mais alto ajeitando seus fios desgrenhados.

- Você sabe que será punido pelo seu atraso, não sabe? – Minho disse olhando para o amigo que esperava a continuação de sua sentença. – Eu ainda não decidi a punição, por enquanto.

O mais velho riu dando um tapinha no ombro de seu amigo caminhando em direção as escadas que o levaria para o quarto.

- E você queria me falar o que? – Perguntou entrando no cômodo, tendo Minho em seu encalço que fechou a porta e caminhou na direção do guarda roupa pegando uma muda de roupa para Jinki, que sorriu agradecido puxando sua blusa e camisa para fora de seu corpo se sentando na cama para tirar a calça também.

Minho se encostou na porta do guarda roupa olhando para seu amigo de forma atenta sorrindo minimamente.

- Você não quer assistir um filme? – Perguntou e Jinki estreitou o olhar, era impressão sua ou o mais novo estava hesitando?

- Ok... pode ser, vai colocar o que? – se levantou colocando a camisa de mangas cumpridas de seu amigo que ficava enorme em seu corpo, a mesma cobria suas mãos e batia um pouco abaixo de suas nadegas, não demorou muito e vestiu a calça que como a camisa ficavam grandes demais, tendo que dobrar as barras para que não tropeçasse nas mesmas.

- Estava pensando em comedia ou ação, mas como você ama musicais eu peguei um bem dramático para você chorar bastante e eu rir mais ainda da sua cara. – Minho disse finalmente caminhando na direção do outro jogando seu corpo sobre o do menor que lhe deu um tapa enquanto ria.

- Ta bom, então coloca logo, assim você tem a desculpa que precisa para me mimar um pouco. – Jinki debateu e Minho lhe mostrou a língua o puxando para seus braços para se acomodarem de baixo da coberta quentinha enquanto colocava o filme para rodar na televisão.

O filme escolhido havia sido “Os miseráveis” e como prometido, logo nos 10 primeiros minutos de filme Jinki já sentia seus olhos arderem devido as fortes cenas.

- Jin... você sabe que eu não sou muito bom em me comunicar com pessoas que não sejam você, certo? – O mais velho assentiu sem desviar os olhos da tela. – Bom... você é bem comunicativo e... não sei, talvez pudesse me ajudar com a Sulli.

Jinki sentiu uma batida do seu coração falhar e finalmente desviou o olhar do filme, olhando para o amigo que estava com os olhos grudados nos dele.

- Você quer dizer que..? – Questionou, apenas para ouvir com clareza o que ele não queria ter que ouvir.

- Eu estou afim dela e não consigo falar, eu sei que ela já sabe mas parece que mulher gosta dessas merdas de ter que declarar verbalmente e blah blah. – Jinki riu brevemente, mas sem humor algum e assentiu.

- Se quiser posso escrever algumas cartinhas como cola, assim você vai saber o que dizer. – Mostrou a língua e Minho fez uma careta que fez o mais velho sorrir de forma triste – Eu vou te ajudar seu babaca inútil... não consegue nem arranjar uma namorada sem a minha ajuda, quando você vai aprender a se virar hm? – Minho sorriu abertamente e apertou o abraço.

- Você sabe que eu te amo, não sabe?

– Sorriu galanteador e Jinki negou com a cabeça descrente na cara de pau que seu amigo tinha. – Eu não sei o que seria de mim sem você.

- Você não seria nada sem mim, agora deixa eu prestar atenção no filme, depois pensamos sobre seu romance. – O mais novo concordou e se calou, mas logo sentiu sua camisa úmida e rapidamente dirigiu o olhar para Jinki que tinha os olhos marejados por onde algumas lagrimas escorriam solitárias.

- Você está bem? – Perguntou acariciando os fios castanhos levemente preocupado, mas a resposta que recebeu apenas o fez sorrir.

- Esse filme idiota...

- Você que chora atoa, não culpe o filme.

- Eu culpo sim – Fungou passando a manga da camisa sobre as bochechas rosadas tentando afastar as lagrimas – Eu vou dormir, não quero mais ver isso – Resmungou afundando o rosto no peito do melhor amigo que prontamente desceu as caricias por suas costas, a cada caricia singela o coração de Jinki pulsava dolorosamente, ele se sentia um idiota por continuar nutrindo aqueles sentimentos pelo moreno, afinal nunca seria correspondido, mas era tão difícil para si, toda vez que ele cogitava a ideia de tentar abandonar o que sentia, Minho o abraçava, o acariciava, sorria para si, o deixando desnorteado, totalmente entregue a aquele homem que brincava com seu coração e mente de forma tão dolorosa.

- Boa noite Jin. – Desejou selando o topo da cabeça de Jinki que se encolheu em seus braços sem responder, e apenas se forçou a dormir, sentindo o cheiro do outro lhe impregnar a pele e o som de seu coração acalmar o seu próprio que se permitiu enganar mais uma vez com o modo carinhoso e afetuoso do amigo.


Notas Finais


Esse MinHo... falo nada.
Então é isso gente, até o próximo!
~Chu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...