História Memories of a Past - Capítulo 68


Escrita por: ~ e ~Buggykart233

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Personagens Originais, Sabine Cheng, Tom Dupain
Tags Bipolaridade, Drama, Família, Passado, Romance, Suspense
Visualizações 145
Palavras 1.199
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, oi, oi....

DESCULPA, DESCULPA, DESCULPA!!! 😭😭
Criatividade abaixo de zero.. 😪

Capítulo 68 - Capítulo XLVIII


Fanfic / Fanfiction Memories of a Past - Capítulo 68 - Capítulo XLVIII

Marinette On

Chego em casa quase que uma hora da tarde, e eu estava muito irritada, se possível eu gostaria de cometer um homicídio. 

Me tranco no meu quarto e fico sentada no chão com meu rosto escondido entre minhas pernas, eu chorei, e chorei muito. Tecnicamente eu desabei.

Eu estava puta, eu quero matar aquela desgraçada da Sabrina sim, só que meu maior problema não é só isso. Ainda tinha o fato da minha mudança algo que eu realmente não queria saber e muito menos pensar.

Minha mãe havia se superado dessa vez, ela quer ir pro Brasil, sim Brasil. Tirando o fato de ser muito, muito, muito longe, eu não acho que conseguiria dizer adeus, principalmente para o Adrien. 

Meu Deus, fico pensando como foi que minha vida havia chegado a esse ponto!? Estava tudo tão bem, eu estava com Adrien e eu estava feliz, estava quase que tendo um relacionamento bom com meus pais, só que agora eu não consigo sequer olhar para o rosto deles, e também tinha meus amigos que eu havia feito esse ano. Eu estava muito chateada, triste, irritada.

Eu só fico me perguntando, porquê? 

Porquê justo agora isso tinha que acontecer? Porquê eu tinha que me mudar? Porquê eu disse tudo aquilo para minha família? Porquê eu não podia ser feliz, ao menos uma vez? Porquê eu sou tão azarada? Porquê? Porquê?

Com milhões de pensamentos rodeando minha cabeça, eu me deito na minha cama e abraço meu travesseiro, entre rios de lágrimas eu caio no sono profundo..

[...]

Depois de horas dormindo, eu acordo com alguém batendo na minha porta, mesmo contra minha vontade eu me levanto e abro a porta, vendo minha mãe a minha frente.

- O quê? - pergunto enquanto passo por ela e vou na cozinha pegando água pra eu tomar

- Você está bem? - ela pergunta chegando ao meu lado

- Sim. - minto

- Estou preocupada, aconteceu algo? 

- Não mãe, não aconteceu nada. - falo e passo por ela novamente indo para meu quarto 

Acendo a luz e fecho a porta tirando minhas roupas pra ir tomar um banho rápido. 

Já vestida e banhada eu pego meu celular e vejo que têm várias ligações perdidas do Adrien, suspiro fundo. Ele deve está preocupado, também não é pra menos eu tecnicamente dei um fora nele, me sinto culpada no fim das contas.

Adrien se preocupa tanto comigo e eu percebo que ele só quer meu bem, e eu o trato dessa maneira, eu até sinto um aperto no meu peito.

Resolvo ligar para ele, espero que ele não esteja ocupado.

Adrien On

Eu estava no meu quarto, apenas observando as estrelas na janela do quarto, eu estava muito nervoso.

Sinto como se algo fosse acontecer, algo muito ruim, e essa sensação só aumenta a cada segundo. Tentava falar com Marinette, só que ela não atendia minhas ligações, e eu já estava começando a ficar preocupado. Se algo tiver acontecido eu não sei o que vou fazer. 

Eu nunca me perdoaria se algo acontecesse com ela.

- Adrien? - alguém bate na minha porta - Seu pai está o chamando para jantar. 

- Já estou indo Nathalie. - falo, e suspiro passando as mãos nos meus cabelos indo direção a sala de jantar.

Chego e meu pai já estava lá sentado.

- Boa noite, Adrien. - meu pai diz um pouco alegre

- Boa.. - falo e me sento, começando a me servir

Não falamos nada quase que o jantar todo, eu estava inquieto, eu queria acabar logo com isso e tentar ligar novamente para Marinette. 

- O que aconteceu Adrien? Está tão quieto.. - meu pai fala me tirando de meus pensamentos 

- Nada. 

- Você não me engana, sei que algo está o incomodando. - suspiro, largando os talheres 

- Estou preocupado com a Marinette, ela está agindo muito estranha ultimamente. - digo com a voz rouca

- Estranha em que sentido? 

- Eu não sei muito bem explicar. Sabe.. hoje ela mal havia falado comigo, e quando eu tinha ido pra casa dela naquele dia ela começou a falar de eu não abandonar ela, essas coisas.. 

- Dê um tempo pra ela Adrien, ela só deve está com a cabeça cheia. - ele diz e eu suspiro assentindo

- Tem razão. - digo por fim

O resto do jantar não falamos mais nada, eu não estava com ânimo pra falar nada, e meu pai também não tentou puxar assunto comigo. 

Depois do jantar eu corri pro meu quarto, e pego meu celular vendo que tinha uma notificação. Marinette havia me ligado, merda..

Ligo para ela novamente e me sento no sofá, demorou um pouco mais ela logo atendeu. 

- Alô? - ela fala com aquela voz tímida

- Mari? O que aconteceu? Você está bem? 

- Ah, eu estou sim. E você?

- Hm.. acho que bem. - digo me escorando no sofá 

- Me desculpa por te deixar sozinho hoje depois da saída. - ela fala e sua voz parecia realmente arrependida

- Sério? Que bom. - debocho

- Deixa de ser chato Adrien, eu tô pedido desculpas.. não era intenção.

- Tudo bem. Você está mais calma? 

- Não, mais eu não vou te matar não se preocupe. - sorrir com o que ela disse

- Quer me contar o que aconteceu?

- Porquê? Você já sabe.. - reviro os olhos com sua resposta

- Meu Deus, você é muito chata!

- Mais você ama a chata aqui.

- Sim, eu amo.

- Juro pra você que eu não roubei aquela caneta.

- Não estou te culpando.

- Aquela menina me irrita tanto Adrien, e pra piorar que você não percebe que ela tá se jogando pra cima de você! - gargalho sem vontade 

- O que? - pergunto e ela bufa do outro lado da linha 

- Não se faça de idiota, você sabe a verdade.

- Está com ciúmes princesa? - a provoco e eu quase tenho uma leve impressão de que ela estava sorrindo do outro lado

- Claro! Eu sempre vou sentir ciúmes de você, sou muito possessiva com o que é meu. 

- Sou seu agora?

- Sempre! 

- Eu estava muito preocupado com você, ao menos podia ter me mandado uma mensagem né? - falo um pouco triste

- Desculpa, eu dormir.

- Claro, não seria você se não dormisse. 

- Adrien não querendo me aproveitar de você, mais.. vamos sair? Só eu e você? Por favor.. 

- Você não está se aproveitando de mim Mari, eu gosto de muito de sair com você. Mais pra onde você quer ir? - pergunto um pouco animado com a ideia de só eu e ela juntos

- Qualquer lugar que seja longe daqui, só eu e você. 

- Tudo bem. Vou pensar em algum lugar. 

- Eu te amo, sabia disso? - sorrir com o que ela disse, ela parecia está mais calma agora

- Claro que sim, impossível ninguém me amar.

- Convesido!

- Chata!

- Idiota.

- Tudo bem então. Você está bem mesmo né?

- Sim eu estou. Você ajudou e muito. 

- São apenas uns dos efeitos que eu causo em você. - digo malicioso

- I-Idiota.. 

- Seu idiota. 

- Sim, apenas meu..

- Você vai amanhã certo?

- Hã.. talvez. Só posso entrar no colégio com um dos meus pais então..

- Boa sorte!

- Obrigada vou precisar.

- Tudo bem então, eu tenho que ir. Amanhã tenho prova.

- Bye, bye gatinho.

- Bye, bye princesa... 



Notas Finais


Desculpa os erros.
Desculpa meu sumiço.
Eu estava pensando... Em fazer uma one- short, só pensando mesmo. Por quê toda vez que eu tento escrever ela minha cabeça fica em branco..
Pse..
Muito obrigada pelos 162 favoritos! E pela paciência..
Bye, bye..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...