1. Spirit Fanfics >
  2. Mending A Heart - Starker >
  3. Que bom para você.

História Mending A Heart - Starker - Capítulo 9


Escrita por: needygirl0506

Notas do Autor


Primeiro de tudo, não me matem por favor, eu avisei que ia demorar pra postar 😭
Segundo, hoje tá babado, vius 🗣️
Terceiro, VOCÊS REPARARAM A CAPA NOVA? EU TÔ TÃO SO IN LOVE COM ELA KSBDISNISBS
E quarto, vamos ao capítulo né, boa leitura 🗣️

Capítulo 9 - Que bom para você.


Fanfic / Fanfiction Mending A Heart - Starker - Capítulo 9 - Que bom para você.

"Então, bom para você, você parece feliz e saudável
Eu não, não que você se importasse em perguntar
Bom para você, você está muito bem sem mim
Meu anjo, igualzinho um sociopata
Eu perdi a cabeça, passei a noite
Chorando no chão do meu banheiro
Mas você nem liga, eu realmente eu não entendo
Mas eu acho que bom para você"
— good 4 u, Olivia Rodrigo


— Não. – disse o Stark sendo curto e grosso.

— Não? – me afastei dele – como assim não?

— Peter, eu não posso fazer isso com você, não assim, não agora!

— Por que? Por que você não pode? Você claramente sente alguma coisa por mim e eu... – hesitei em falar.

— Por isso, você ainda não tá pronto para um novo relacionamento, você só está com raiva e quer reagir, mas eu realmente gosto de você e não quero ser usado só pra tirar sua raiva, quero ser mais do que um momento, quero ter mais do que só sexo de uma noite com você, entende isso?

— Você não é um psicólogo, como pode ter tanta certeza que não é o que eu quero? – Me sentei na cama dele.

— Tenho certeza porque eu já passei por isso, você foi traído e agora está com raiva e acha que transar com qualquer um pode ser uma ótima vingança, mas não é, não vai fazer você se sentir melhor, é só um prazer momentâneo. – meus olhos lacrimejaram com as palavras dele.

— M-me desculpa, eu só queria... Eu não sei o que eu queria... – Ele se sentou ao meu lado e me abraçou de lado.

— Está tudo bem garoto, eu deixei você confuso com aquele beijo, não foi? – Balancei a cabeça em concordância.– Eu gosto de você, Peter, por isso estou respeitando o seu tempo e cuidando de você, quando se sentir realmente preparado para começar a se relacionar com outra pessoa, eu vou estar aqui, o primeiro da fila, esperando. – Ele da um sorriso gentil e eu solto uma risada bem fraquinha deixando algumas lágrimas caírem.

— Eu gostava de você antes, sabia? – Minha confissão o deixou surpreso – Quando era adolescente, você era tudo para mim, eu sonhava em construir uma vida ao seu lado e queria que você fosse o meu primeiro em... Tudo? Mas com o passar do tempo, você encontrou a Senhorita Pepper e eu acabei conhecendo o Wade, seguimos caminhos diferentes, mas no final das contas, olha onde estamos. – Dei de ombros lembrando do passado e tirando meus sapatos para deitar na cama e ele se juntou a mim fazendo um carinho no meu cabelo que me deixava calmo e bem relaxado.

— Talvez se eu tivesse percebido antes, as coisas poderiam ter sido diferentes.

— Acho que não, as coisas aconteceram exatamente do jeito que deveriam acontecer, só que... Eu queria muito dizer que gosto de você, só que tenho medo, o Wade me quebrou tanto, eu não quero sofrer essa dor de novo, acho que é trauma, sei lá.

— Talvez seja, mas sabe, uma série muito boa disse uma vez que muitas vezes na vida você vai ter medo, ter medo é normal, mas se você não enfrentar esse medo corre o risco de perder muitas coisas bonitas.

— É, você é realmente muito bonito. – Falei brincando e arranquei uma risada dele que logo depois deixou um beijo no topo da minha cabeça.

— Você não existe, garoto. Mas, enfim, quando você sentir que está pronto para enfrentar de vez esse medo, coloque um ponto final na sua situação com Wade e ai... Eu vou fazer com que você pense só em mim, todos os dias e em todos os momentos. – Ele deixa uma mordida leve no meu pescoço e solto um suspiro. – E que história é essa de você e o Loki cheios de intimidade? – Fiquei com vergonha quando ele abordou o assunto.

— A-ah senhor Stark, sabe o que é, foi só uma brincadeirinha sabe? – Ele me deu uma expressão debochada e eu reviro os olhos e conto a história.

— Uau, que loucura, Thor e Loki? Nunca imaginei, mas que sejam felizes, coitados dos que estão dormindo no quarto ao lado dele – Dei risada e abracei mais ele.

— Sabe, nós poderíamos estar fazendo o mesmo agora, aproveitando que o seu quarto fica longe de todos os outros né?... – Devagar começo a deslizar minha mão pelo seu peitoral.

— Peter? – solto uma risada e volto a mexer em sua barba.

— É só brincadeira, tava só testando você, senhor Stark.

— Sei... Ei, estava querendo perguntar isso a uns dias, por que você chama o Steve pelo primeiro nome e eu você chama de "Senhor Stark"? – O mais velho levantou a mesma questão que Clint tinha feito a uns dias atrás.

— Ah, não sei, acho que eu te respeito muito e por você ser mais velho também.

— Mas o Steve é mais de 108 anos mais velho que você, comece a chamar ele de Senhor Rogers. – Ele falou em um tom enciumado e eu soltei uma risada.

— Não, só chamo uma pessoa de senhor, e eu sei que você gosta, senhor Stark. – dei um sorriso animado.

— Tá certo, você pode me chamar de Senhor Stark nessss horas, mas na maioria do tempo me chame só de Tony, naturalmente.

— Então tudo bem, Tony. – olho para ele que estava tendo um certo tipo de gay panic.

— Você ainda vai me matar com essa fofura, garoto. 

— Céus, você apaixonado é completamente diferente!  – Ele dá um beijo em minha bochecha.

— E isso é ruim? – Sua voz sai abafada porque seu rosto estava escondido no meu pescoço.

— Definitivamente, não. Eu gosto! – Um silêncio confortável vem á tona e só ficamos aproveitando o momento até uma dúvida vir a minha cabeça – Tony, agora eu sei o que você sente por mim e você sabe o que eu sinto, então... O que nós somos? – O silêncio dele me incomodou.

— Não precisamos ser nada, Pete, eu estou esperando seu tempo, acho normal você não querer assumir nada agora, por enquanto podemos ser... Amigos?

— Amigos que se beijam e ficam agarrados assim?

— Sim, e que sentem ciúmes as vezes.

— E que fazem coisas indecentes no meio da noite.

— Garoto quando você ficou tão atrevido assim?

— Acho que quando peguei intimidade com você. – Ele nega e volta a deitar seu rosto grudado no meu pescoço aspirando o cheiro.

— Tony...

— Oi?

— Eu tô com muita vontade de comer um doce, ó

— O que? Tipo, agora?

— siiim! Vamos pra cozinha – Falo me levantando e calçando meus sapatos.

— Ai não, ainda tá rolando a festa, vamos ficar aqui...

— Vem comigo, não quero ficar sozinho – Ele suspira e se levanta me fazendo dar um sorriso convencido e fomos para a cozinha.

No caminho passamos pelo quarto de Thor, de onde vinham alguns barulhos estranhos, também não ficamos para escutar mais, não queria ficar traumatizado. No caminho nós passamos de fininho pela festa que ainda estava acontecendo tomando cuidado para ninguém nos parar para bater papos demorados e aleatórios, e quando finalmente chegamos ao nosso destino ele fechou a porta da cozinha e soltou um suspiro.

— Não acredito que você me fez sair da cama só para comer doce.

— Sorte a minha que você gosta de me mimar.

E assim passamos a noite, conversando muito e assaltando a geladeira, fizemos várias misturas de comidas e vários doces, foi divertido passar esse tempo com ele, meu coração até queria esconder, mas ele estava explodindo de saudade desde o dia que Tony começou a me evitar.

Quando já era bem tarde nós saímos da cozinha e voltamos para o quarto, a festa já tinha acabado então passamos tranquilamente pela sala.

Eu poderia sim ir para o meu quarto e dormir longe dele essa noite, mas qual seria a graça? 

Então nós deitamos como antes, abraçados e confortáveis, o sono já tinha chegado e então eu resolvi me entregar.

— Boa noite, meu garoto.

— Boa noite, Senhor Stark, obrigado por ficar e cuidar de mim.

E me entreguei ao mundo dos sonhos.

[...]

Torre dos Vingadores | Sexta-feira | 19:00 p.m

A manhã e a tarde tinham sido tranquilas, Loki e Thor pareciam mais próximos do que nunca, assim como Visão e Wanda, parece que a noite foi boa não só para mim.

Foi bem agradável, o clima sempre fica animado quando todos os vingadores estão na torre. Quanto a mim e Tony? Estávamos muito bem, como ontem, ele estava respeitando meu tempo e cuidando de mim.

É claro que algumas provocações eram inevitáveis, mas o que fazer? Nós somos assim, afinal.

Eu tinha saído a tarde para fazer patrulha e aproveitei ao máximo para distrair minha mente, os últimos dias tem sido os melhores e os piores da minha vida, ruim porque ainda tinha mágoas, e ótimos porque em nenhum momento eu ficava sozinho, sempre na companhia dos meus amigos ou do Stark.

Por exemplo, chegar de uma patrulha e não ser recebido por Wade preparando um prato de panquecas com seu bom humor me deixava com saudade, mas em contra partida, eu voltava da patrulha e ia direto para a cozinha onde encontrava todos os vingadores reunidos, seja para tomar um café da tarde, jantar, ou simplesmente jogar conversa fora.

Era bom e ruim, doce e salgado, triste e feliz. A questão é que sempre tinham dois lados, fazia eu sentir que meu coração era uma balança e os sentimentos sempre tinham que estar em completa sintonia e peso para evitar que eu surtasse.

Eu tinha todos esses pensamentos sentado na beirada da um prédio observando a linda cidade cheia de luz, retiro minha máscara e procuro respirar todo o ar possível para depois soltar em uma lufada.

— P-peter? – Olhei para trás e encontrei o rosto coberto pela máscara vermelha e preta de Wade. 

— Oh, olá... – Me acalmei, como Tony disse, eu deveria encarar meus medos.

— Que bom que te encontrar aqui, eu não tive a chance de me desculpar ainda, err... Eu sinto muito por aquele dia, não foi a minha intenção te machucar, mas a bebida mexeu comigo e eu acabei perdendo o controle, sinto muito – Ele parou de falar e veio para o meu lado se apoiando na grade de segurança. – Eu admito que errei, eu estou cuidando de mim e tô tentando ficar bem agora.

— Tentando ficar bem? – perco a minha paciência e me levanto saindo do parapeito e indo até ele. – Por que você precisa ficar bem? Eu nunca te trai Wade, eu nunca quebrei sua confiança, eu nunca faltei com respeito na nossa relação, eu te dei um mundo enquanto estávamos juntos, você escolheu trair mesmo sabendo das consequências, então suponho que você estava preparado para o nosso término, então por que estava mal? O único que sofreu fui eu, o único que saiu quebrado e com medo de se relacionar de novo, fui eu. Você está bem? Que bom para você, eu não estou.

— Espera, vamos conversar com calma, Peter.

— Talvez um dia iremos ter essa conversa, mas hoje não, hoje eu vou escolher te odiar mais um pouco, porque hoje eu percebo que você não é homem para mim, e não é homem para a Vanessa. – Toquei no nome dela e ele ficou surpreso. – Sim, eu conheci ela, uma garota incrível, nós viramos amigos, sabia? Pelo menos uma coisa boa você fez.

Lanço uma teia e vou pulando e fazendo cambalhotas em direção a torre.

Talvez hoje ainda não seja um bom dia para enfrentar meu medo, me desculpe por ser covarde e fugir, Tony.


Notas Finais


ENFIM, um capítulo um pouquinho maior para compensar a demora, eu fiz essa conversa entre TonyxPeter pq esse é o foco da história e eles precisavam ter esse momento de conversa sincera, precisavam se resolver.
PLAYLIST DA FANFIC:
deezer: https://deezer.page.link/p3ivheKMpWkVdVtr6
Spotify: https://open.spotify.com/playlist/6XtsjfbSHDX1nplgzn6pS6?si=tyjzVI1BT22qEcKGT-M40A&utm_source=copy-link
YouTube: https://youtube.com/playlist?list=PLdieBPqYGWL3U0DxxaulQ3jCWW9p6Ae9b


É isso meu povo, amanhã tem cap novo, beijinhos e até depois ❤️😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...