História Menina Má James Rodríguez - Capítulo 32


Escrita por:

Visualizações 24
Palavras 2.494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Mistério, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Putsssssassss, o próximo capítulo ta foda

Capítulo 32 - Trigésimo segundo capítulo


Fanfic / Fanfiction Menina Má James Rodríguez - Capítulo 32 - Trigésimo segundo capítulo

James Rodríguez•| 

 

Minhas últimas horas em Madri, respiro fundo antes de entrar em casa e rever minha família. As vozes eram conhecidas por mim, Ospina havia chegado e eu particularmente adoro suas visitas.

 

- Olha só quem chegou! - Grito vendo sua família na sala.

 

- James! - Ospina diz me comprimentando com um abraço. Comprimento Jesy sua esposa e seus filhos Dulce e Maxi.

 

- Finalmente nós encontramos, sentimos muito a falta de vocês. -Jesy sorri.

 

- Sentimos também, como Dulce está linda. -Brinco com a pequena em seus braços.

 

- Sim, cada dia mais parecido com o pai. - David Ospina não é nada modesto.

 

- Você chegaram em uma ótima hora. - Dani diz .

 

- Eu adoro festas! - Jesy responde em um tom risonho.

 

- Mamãe fez drama e não quis vir - Dani explica .

 

- Normal - Respondo - Infelizmente ela não gosta muito de mim . - Me sento e observo as crianças brincando 

 

- Qual o plano pra hoje a noite? - Ospina parece ansioso e mudou de assunto rapidamente.

 

- Eu vou sair com a Jesy, Jessica e Juana. Você e James vão tentar se divertir - Ela diz.

 

- Se divertir não é difícil. - Brinco

 

- Claro que é, já que não irá ter mulheres e bebida. - Dani RI - Eu proíbo vocês de beberem. Sobre a parte das mulheres eu particularmente não preciso dizer.

 

Mais que merda de regras são essas? Ignorei suas regras e pensei no que viria mais tarde.

 

- Infelizmente , Eu não vou com James .... E Jesy também não vai com Dani - olho incrédulo para meu amigo.-  As crianças ocupam todo nosso tempo, já que a mãe de James ficará com as crianças nós vamos sair.

 

Ótimo, programa de casal.

 

- Nossa, oque fizeram com meu melhor amigo? - Bufo - Tudo bem, se mudarem de ideia estamos aqui .

 

- Desculpem. - Jesy sorri.

 

- Eu entendo, tudo bem. - Dani pegou Maxi de seu colo.

 

O resto do dia foi assim conversamos e rimos por longas horas, já eram sete e meia da noite eu estou me arrumado , não estipulo o horário para voltar e ela também não, ótimo eu terei um grande noite. 

 

- Meu esposo é lindo mesmo. - Dani estava entre a porta me observando

 

Eu vestia uma camiseta social preta e uma calça jeans. Já ela estava linda, um vestido azul que deixa suas curvas a mostra, uma maquiagem forte.

 

- Você está linda demais. -Beijei seu rosto. - Eu estou até com medo do que irão aprontar hoje .

 

- Eu sempre tive um sonho ... Você sabe bem - Se ela se referia a fechar uma salão com pula- pula e DJ eu já sabia o que era.

 

- Sim. - Ela responde antes que eu diga- Pula-Pula, Algodão doce.. - um sonho infatil, más que ela sempre desejou . - Eu estou feliz, minhas melhores amigas vão e eu vou me divertir muito e minha primeira festa do pijama.

 

- Sim meu amor, espero que seja uma ótima festa. - Deixei um beijo demorado em seus labios 

 

- Todo romântico hoje -Brincou - Divirta -se e sem mulheres e bebida. Fique tranquilo quanto a Alemanha vai dar tudo certo.

 

- Sim, vai dar tudo certo amor - Sorri a deixando ir para o banheiro onde ela terminaria de se arrumar.

 

[...]

 

Minha chegada a boate foi discreta, eu vi os carros de todos os meus amigos no local e me senti mais feliz em entrar. 

 

Quando entrei no local fui recebido por um mulher baixa de olhos azuis e cabelos ruivos, eu não sabia que havia tantas moças bonitas por Madrid, e principalmente moças fáceis e de pouca roupa.

 

Quando meus olhos alcançaram Benzema eu apenas agradeço mentalmente, o lugar tem uma música boa, as mulher são lindas, e usam o mínimo de roupa possivel. Estou no paraíso.

 

Me junto aos meus companheiros que adimiram cada uma delas.

 

- Você é um homem da porra Benzema - Comprimento o próprio rindo-  Como eu vim saber deste lugar apenas agora?

 

- Você é o santo do time .... Até Sergio e Marcelo sabiam deste lugar -Ele bebeu sua bebida.

 

 

- Santo não, porque a Débora ... Conseguiu arrancar essa imagem de santo do James. - Toni bateu em minha cabeça.

 

Débora, agora a voz dela não me sai da cabeça.

 

- A muito tempo sim, agora ela tem outros planos. - Me sento perto de Benzema enquanto as garotas conversam e dançam com os meus amigos.

 

- É sua despedida, aproveita! - Benzema me encara - Anda, vai beber alguma coisa.

 

Me levanto indo até o bar onde pedi um whisky e observei o movimento, quando me vi já havia bebido meu terceiro copo. Algumas mulheres chegam até mim, parecem animadas .... más se soubessem de tudo que está acontecendo dentro da minha cabeça ficariam longe.

 

Benzema já havia sumido com alguma garota qualquer,,os meninos me puxaram para dançar eu tento aproveitar ao máximo. Só Deus sabe quantas mulheres eu beijei hoje sem ter que me preocupar com Dani.

 

" Eu desisto de você " Essas palavra se aconchego em minha mente me fazendo parar de dançar com a garota que encontrei mais cedo na porta.,

 

Asensio e Isco estão felizes como nunca, Marcelo, Luka e Bale parecem tímidos mas curtem como conseguem, eles estão no celular.  Cristiano não conseguiu vir pois está de partida para a Itália.

 

 Até mesmo o filho de Zidane se diverte com uma garota sentada em seu colo.

 

Carvajal e Varane se divertem em uma competição para ver quem consegue beber mais entres os dois, mais logo foram jogar Truco com Sérgio ....para  passar o tempo.

 

Vou sentir falta deles.

 

Fui ao bar e peguei algo forte, olhei para o canto com rapidez e por um minuto vi Débora ali, fixo meus olhos e vejo que é uma morena de olhos claros que está vestindo um roupa muito pouco provocante. um vestido curto que deixa o melhor a mostra, seus cabelos são longos e ela me encarou depois caminhou até mim.

 

Suas mãos foram até meu braço e ela sorriu calmamente, ela é muito semelhante a Débora, e eu preciso de alguém assim hoje.

 

- Você não deveria beber tanto. - Ela se sentou e me olhou nos olhos. - Meu nome é Débora, você deve ser James. - Minha mente está confusa, eu olho nitidamente para o seu decote .... Esse nome me persegue.

 

- Só pode ser brincadeira.

 

- Eu sou pura diversão, amor.

 

- Vejo que me conhece, Débora. - Digo me acalmando.

 

- Sim, me paga uma bebida? - Digo que sim, e logo o garçom serviu a própria.

 

- Você parece muito com uma mulher que me deixa extremamente nervoso. - Aqui eu sou livre para dizer tudo que eu quiser.

 

- O que essa mulher faz?

 

- Ela faz de tudo para me deixar perdidamente apaixonado por ela. - Respondo. - Eu preciso de outra bebida - Logo um pouco de vodka foi despejado em meu copo.

 

- Isso não é bom? - Responde olhando em meu copo com aquele olhos lindos.

 

- Sim, más eu tenho família. Eu a amo com todas as forças .... Ela não aceita ser amante .... Acho que você deve entender ... Ou não. -Explico.

 

- Sim entendo, ela deve ser linda.

 

- Parecida com você. - olhei para os garotos que protagonizam uma dança ridícula.

 

- Olhe seu amigo dançando, será uma das cisas mais divertidas da noite. -Ela aponta para Isco e Marcelo, enquanto inclinou seu corpo para fazer algo que eu mesmo não ligava. Apenas RI dos meninos e bebi minha bebida.

 

- Sabe o que eu acho? Você precisa relaxar, eu posso te ajudar.- Ela beijou meu pescoço e eu sinto meu corpo relaxar rapidamente.

 

- Me deixe beber! - Choramingo - Você me deixa louco, parece tanto com a minha Débora. Eu a amo tanto .... Más ela é uma vadia.

 

- Eu pareço com a sua Débora, quem sabe eu não seja tão boa quanto ela? - A música alta me faz ter uma leve dor de cabeça enquanto meus olhos começam a lagrimejar.

 

- Vem James! - Ela começou a me beijar e eu odeio fazer sexo sem vontade, mas vendo o quão parecida ela é de Débora decido aceitar o convite.

 

Me levanto com dificuldade, estou tonto e a garota menor que me comanda até chegarmos no quarto, eu conseguia ouvir os gemidos das garotas deste estabelecimento. Eu estou cambaleando e ao entrar no quarto sou derrubado pela garota da boate. ela começou a aprofundar um beijo que não tinha química nem nada do tipo, sinto suas mãos tirarem minha blusa.

 

- Débora - Meu raciocínio está lento , minha cabeça dói e eu vou fechando meus olhos lentamente. Não entendo o porque ... Quando me vejo tudo está escuro.

 

[...]

 

Meus olhos se abriram lentamente, olhei em meu relógio são sete da manhã o quarto não é estranho, a garota ao meu lado me da enjôo.

 

 

Estou apenas utilizando um boxer, merda oque aconteceu aqui ? Coloco minhas roupas rapidamente tendo em vista minha situação, a família de Dani está em casa,  está tudo acontecendo justo hoje. Deixei uma quantia em dinheiro para a garota que está dormindo delicadamente e peguei meus pertences. 

 

Minha cabeça dói e eu quero sair o mais rápido possível desse lugar.

 

 

[....]

 

Não demorou muito, cheguei em casa e tomei um banho demorado tomei um remédio para dor e me deitei na cama para dormir um pouco.

 

Minha cabeça busca memórias da noite de ontem, está tudo confuso eu dormi facilmente ... A imagem de Débora me faz ter dores fortes no estômagos estou ansioso. Eu havi pela última vez ontem.... e a imagem da própria me dói , sei que ela está sofrendo muito com tudo, e não está demonstrando .

 

O combinado foi não chamar Débora para a festa e assim será . Meu corpo foi balançando por Juana e eu odeio ser acordado assim.

 

- Acorde, já está na hora do almoço - Ela pulou na cama - Anda Jamesito - Ela beijou meu rosto - A casa está cheia de gente para começar os preparativos da festa.

 

- Eu não estou no clima! - Respondi friamete . - Sai, anda - Me  levanto e lavo meu rosto. - Preciso ver Débora .

 

- Débora? Não é aquela mulher do restaurante? - Pergunta 

 

- É, preciso falar com ela - Passo minhas mãos no rosto 

 

- Isso é errado! - DIZ - Sei que ela é sua amante James ...eu saquei quando Daniela começou a falar coisas sobre seu passado.

 

- Cala a boca.  - Grito- Você não sabe de nada, vai cuidar da sua vida.

 

Eu sai do quarto as pressas buscando um lugar mais calmo, eu literalmente não encontro nada ... Peguei meu carro e segui para a casa de Isco ele estaria ali para me ouvir.

 

^**

 

Cheguei na casa dele rapidamente, toquei a campainha e esperei impacientemente, uma voz feminina disse " Já vou". Merda! eu não sabia que Isco tinha visita.

 

 A porta se abriu meus olhos estão lagrimejando ela está ali na minha frente usando um short curto e uma blusa que suponho ser de Isco.

 

- Ele não está. - Diz friamete .

 

- O que você está fazendo aqui ? - Pergunto possesso de ciúmes.

 

Ela mantém a cara de deboche e me faz entrar na casa.

 

- Isco, queria jogar comigo.-  Sua calma me deixa irritado.

 

- Jogar??- Eu espero que não seja o que eu estou pensando, Isco sempre me disse sobre esses seus jogos com as garotas envolvia sexo, bebidas e tudo que ele deseja-se.

 

- Ele queria se divertir. - Ela desfila em minha frente me dando melhor visão de seu corpo. - Ele saiu como eu disse antes, fique a vontade para esperar.

 

- Por que está aqui? Por que está jogando com Isco? Você sabe bem oque esse jogo envolve .... Você não é uma vadia.

 

- Você fez questão de me mostrar que eu sou. - Gritou - Você é fraco James,  Você é covarde .... Isco é bom de cama , muito melhor do que você.... Ele não tem medo de perder fama , dinheiro por mim.- Débora diz cada palavra com prazer -  Ele é incrível e tem mais do que você imaginária ter nessa sua vida ridícula! Francisco tem sucesso, você não tem nada concreto vive na sombra do seu cunhado. -Eu empurro a própria com força fazendo ela bater a cabeça na parede.

 

- Você é ridícula, fica implorando um amor que nunca terá. - Seguro seu rosto, estou descontrolado.- Ninguém te suporta, você vai ficar sozinha e infeliz .... Max não está mais aqui! - Ela mantém sua expressão debochada, eu consigo ver seu ódio - Eu nunca deixaria Dani por uma mulher que se joga nos braços de qualquer um por atenção .... Uma vadia de última categoria, Débora você nunca terá meu amor para você ... Eu sinto nojo, desprezo e cada vez que te vejo sinto pena. Você dormiu com meio time , eles estão te pagando bem? Você faz o serviço completo? - RI, e vejo suas lágrimas caindo fortemente enquanto eu me sinto forte por dizer essas merdas.-  Ninguém te ama de verdade, você tem um bom corpo é boa de cama .... e como é boa Débora .... Você da prazer aos homens como uma prostituta de luxo no final sempre será deixada. Meyer você sempre será a ultima opção.

 

- Vá embora! - Ela pede com raiva limpando as lágrimas. - Você já me humilhou de todas as formas e agora é hora de ir... - Ela soluça, eu só quero abraçar a minha menina e dizer que sinto medo de perder a própria. - Preciso continuar minha festinha particular.

 

- Max deve ter vergonha de você, até eu preferiria está morto. - Aquela frase saiu como um tiro na própria que partiu para cima de mim com força, sinto seus arranhões entrarem em contato com minha pele e com minha mão segurei o pescoço da própria ela parece estar sem ar e eu estou me divertindo com isso

 

Ela está frágil e eu gosto.

 

A porta se abriu e eu sinto um empurrão de Isco em meu peito me fazendo cambalear.

 

- você está louco James?  - Ele desferiu um soco em meu rosto, me fazendo retornar a consciência eu estava com a cabeça a milhão e não consigo pensar em mais nada .

 

Débora está desolada não chão enquanto eu visualizo meu mau.

 

- Você é um idiota mesmo! - Isco - some daqui.

 

- Vai mesmo defender essa vadia?  Você me conhece bem Francisco. - Eu nunca havia o chamado daquela maneira, concerteza ele deve entender a gravidade do problema que se formou entre nós.

 

- Vá embora da minha casa!  - Ele grita e a única alternativa que tenho a ir embora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...