História Mensagens de texto - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jungkook, Kookv, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 33
Palavras 523
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Fluffy, Universo Alternativo

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi kk, tive essa ideia avulsa enquanto via uns vídeos editados sobre "Secret Message", o dorama do Tabi <3 (fora dos doramas que eu assistia antigamente).
enfim, essa coisinha pequenininha é antiga já e 'tava mofando no meu bloco, eu realmente nem sabia da existência dela kanjkdf

Capítulo 1 - Único


Tudo começou quando eu peguei seu número e mandei-lhe mensagens anonimamente por uns... sete minutos?

 

No dia seguinte, sexta, havíamos ficado no tédio por ser aula de educação física e então, conversamos de novo.

 

Aí, descobrimos pequenos interesses em comum e é claro, em eu lhe questionando pela sua capa do trabalho que foi de One Piece.

 

Dias após, seguimos conversando e conhecendo um ao outro. A partir daí, descobri que havia virado rotina conversar com você, mesmo que só tenham passado três semanas.

 

Na segunda-feira, começo da quarta semana, eu havia faltado e estava em companhia do meu primo. Nossas aulas eram durante a tarde e você se sentia sozinho. Mandou-me fotos de seus desenhos feitos por puro tédio e eu, lhe mandei as frases aleatórias que estava fazendo em um caderno.

 

Ri muito quando havia me dito que um colega nosso perguntou quem era a pessoa "telepata" com quem você estava tanto conversando nesse dia. Era um apelido que você colocou pois havíamos muitos pensamento em comum.

 

Dias após conversávamos bastante, mas apenas virtualmente. Pessoalmente eu não tinha aquela bola toda pra iniciar um diálogo e você também não.

 

Em meios de novembro, paramos de nos falar. Não por brigas, mas por motivos de... não sei. Apenas paramos.

 

No meio de dezembro, quando eu estava em outro estado, você me mandou uma mensagem totalmente  insegura e hesitante perguntando se eu havia me cansado. Céus, como eu poderia me cansar? Tínhamos vários assuntos em comum, claro que não!

 

E então, nossas conversas seguiram com tudo novamente. Senti que talvez pudesse ser o começo de uma amizade, ou até, um super coleguismo, já que se leva muito tempo para se ter uma amizade.

 

No ano novo, você estava totalmente engraçado, bebendo vinho e falando coisas sem sentido, se arrependendo depois. Foi uma grande noite.

 

Odiávamos as comemorações de fim de ano e ainda mais os barulhos provocados por causa de tal, e então, passamos até quase às quatro da manhã conversando sobre.

 

Após isso, ainda achava super engraçado quando se empolgava e mandava várias mensagens sem sentidos, quando digo várias, quero dizer umas quarenta só de uma vez. e era mais legal ainda quando expunha sua opinião sobre nossas aulas e seus pensamentos em mais de cem mensagens.

 

Começamos a comunicarmos pessoalmente, mas após um tempo, perdendo aquela magia das conversas virtuais. Mas eu não ligava, pois ela sempre ia e voltava.

 

Depois disso, nossas conversas que antes duravam quase o dia inteiro não tinha tanto tempo assim, e nossos assuntos iam acabando de pouco em pouco.

 

Enfim, um dia todo o assunto acabou, e assim se passaram quatro dias até eu mandar-lhe uma mensagem. "você quer que eu pare de falar contigo?" era o que dizia. sua resposta foi algo como "claro que não, por que eu iria querer isso?". Mas após isso, nunca mais nos falamos quanto antes.

 

Na verdade, nós nunca mais nos falamos. Sendo virtualmente ou pessoalmente.

 

E isso fez com que a minha insegurança com amizades ganhasse mais cinco pontos.

 

Eu lhe digo um obrigado e não te culpo, afinal, o que você tem a ver com isso?


Notas Finais


that's it.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...