1. Spirit Fanfics >
  2. Mensagens do passado >
  3. Capítulo 3 - Jake

História Mensagens do passado - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 3 - Jake


Fanfic / Fanfiction Mensagens do passado - Capítulo 3 - Capítulo 3 - Jake

Nicky estava a toda no grupo de Duskwood:

Com a história do corpo encontrado o grupo estava a todo vapor. NiCky se ofereceu para contar a Thomas sobre o corpo encontrado.

??? : Eu andei lendo suas conversinhas com a Jessica.

Nicky: Ah é? Então você anda emocionando minhas conversas?

??? : Somente se eu achar importante.

Nicky:  🙄

??? : Mas não é sobre isso que vim falar. Encontraram um corpo.

Nicky:  Sim eu soube! Um corpo de uma mulher.

Silêncio. 

Nicky:  Você ficou surpreso? - Nicky estava instigando ele.

??? : Para falar a verdade sim. Muito bem Nicky. Você fez um ótimo trabalho.

Nicky: Eu acho que eu mereço um bônus por isso não acha?

??? - O que vc quer dizer com isso?

Nicky: Que você poderia me contar alguma coisa sobre você, não acha?

??? : Ok.  O que você quer saber?

Nicky: Se você fosse para uma ilha deserta o que levaria?

??? : Minha Central de computador.

Nicky:  Mas só se houver energia na Ilha né? 🤣🤣🤣

??? : Claro que vai ter. Minha vez. O que você levaria?

Nicky:  As pessoas que eu amo.

Jake ficou em silêncio pois sabia do que ela estava falando. Ela de fato se importava. Ela de fato refletia ele mesmo em muitos aspectos. Mas ele não podia vacilar ou então iria comprometer todo o andamento da investigação.

??? : Era só isso?

Nicky: Não. Qual a cor do seu cabelo?

???:  É sério? 

Nicky:  Sim

???: OK.  Preto

Nicky:  Huuumm... Ah! Você mora na cidade ou em um lugar - Ela olhou pela janela de onde podia ver a floresta - com muitas árvores??

??? : Ok, acho que já falei demais. Se continuar assim vou acabar falando mais do que eu devo. Nos falamos depois Nicky.

??? Está offline.


Nicky estava se preparando para sair quando seu telefone tocou. Mas quando ela atendeu ninguém respondia. Ouvia-se apenas uma respiração.

Ela então decidiu contar ao Hacker. Talvez ele tivesse ligado para ela.

Nicky:  Acabaram de me ligar.

??? : Sério? E o que disseram?

Nicky:  Nada. Apenas ouvi uma respiração e logo depois desligou.

??? : Você acha que pode ser o sequestrador?

Nicky: Sim. Fiquei assustada. Já é a segunda ligação ameaçadora que eu recebo. Primeiro aquela logo após vc me passar a ID do Dan. E agora essa.

???: Eu sei que parece assustador Nicky, mas isso na realidade é muito bom!

Nicky:  Você tá me zoando né?

??? : Não. De jeito nenhum. 

???: Isso só mostra que o sequestrador está querendo nos assustar. São ameaças vazias pois ele está se sentindo ameaçado.

??? : Eu sei que é difícil mas eu peço que você confie em mim.

Nicky: Eu confio em você. 

No final da tarde Nicky recebeu uma ligação de Cléo. Ela estava no apartamento de Hannah investigando para ver se achava alguma pista. 

Nicky: Isso não é invasão de privacidade?

Cleo: Não quando se tem a chave. 

Ela entrou no apartamento e tudo parecia normal. Ela subiu as escadas que davam para o quarto quando ouviu um barulho no andar de baixo.

Cléo: Tem alguém aqui! - Ela sussurrou e apagou a luz.

Nicky:  Cléo toma cuidado por favor!

Então a ligação caiu.

Nicky estava preocupada com Cléo que não respondia as mensagens. Então ela foi falar com seu parceiro hacker.

Nicky:  Aconteceu alguma coisa com a Cléo

Nicky: Ela estava sozinha no apartamento da Hannah quando alguém entrou. 

??? : Você contou a alguém?  Sobre isso dela estar no apartamento?

Nicky: Não! Mas eu vou a polícia!

???: Nicky por favor não faça isso. Confie em mim por favor! A Cléo está bem.

Nicky: Estou totalmente as escuras aqui. Você me pede para confiar em você. Eu confio. Mas você confia em mim?

??? : Sim. Muito

Nicky: Obrigada 

???:  ;)

Nicky: Já que estamos falando de confiança... você poderia me dizer o seu nome, né?

???: O meu nome?

???: Porque você se importaria em saber meu nome?

Nicky:  Por que sim...

Nicky: Por favor ❤

??? : Meu nome é Jake

Nicky: Olá Jake 🥰

???:  Olá, Nicky.

???: Estou ficando descuidado. Isso não é bom.


Jake está offline 

Nicky estava feliz pela evolução com sua conversa com JAKE. E ela tinha que admitir: sentiu uma pontinha de tristeza ao ver que ele estava Offline. Se pegou então pensando, imaginando como ele seria. Será que seria alto? Baixo? Da altura do...Richy? Será que era mais velho ou mais novo que ela? Porque ela achava que tinha algo de diferente na maneira como eles se comunicavam?  Seu faro jornalístico não estava colaborando agora, mas sim uma sensação nova, sobre dançar de olhos fechados uma bela música e saber que não irá cair. Era assim que ela se sentia ao conversar com ele. Para Nicky estava claro que ao não ver o rosto de Jake, as barreiras físicas ou lógicas caíram por terra pois ela estava se sentindo conectada a ele. Era estranho pensar sobre aquilo. Mas era verdade. Ela só podia estar perdendo o juízo. Estava flertando com Richy e ao mesmo tempo estava envolvida de alguma forma com Jake.

Ela queria saber como ele era. Seus traços, seu olhar...quem estava por trás daquela máscara. Ao mesmo tempo, quando via Richy sentia borboletas no estômago. Como quando estava no colegial. Exatamente assim. Quando ela ligou o nome ao rosto, quando o viu pessoalmente ficou surpresa ao ver como ele era atraente e discreto. Mas Richy também era de certa forma uma grande interrogação na cabeça de Nicky. A mudança súbita no mercado ao defendê-la de Dan foi bem interessante. Se tinha uma coisa que Nicky acreditava era que todo ser humano tinha um lado obscuro. O medo dela era que justamente das pessoas que mais se esforçam para esconder isso. Esses eram os piores psicopatas.

Jake foi muito claro com ela sobre não confiar em ninguém do grupo e ela sabia que ele estava certo. 

Cleo: Oi

Nicky: Graças a Deus você respondeu! 

Nicky: Está tudo bem? Você está sendo ameaçada Cléo.

Cleo: Não. Está tudo bem sim.

Cleo: Era o Thomas no apartamento.

Nicky: O que ele estava fazendo lá!?


Nicky logo informou para Jake que Cléo estava "bem" mas que ela sentia que ela estava escondendo alguma coisa. Contou também que Thomas deu as caras.

Jake :   Huuum... Isso é bem suspeito. Um corpo é encontrado e ele desaparece.

Nicky: E  ainda invade o apartamento da Hannah.

Jake:  Vou pedir mais um favor a você .

Nicky:  Que novidade... vou começar a cobrar esses favores Jake! 🤭

Jake: Se você esperar a hora certa eu pagarei cada um deles com o maior prazer Nicky. 

Nicky estava olhando perplexa para a tela do celular. O coração dela estava disparado. As bochechas queimavam.

Jake: Você está saindo com alguém? - Jake quase completou com um " Legal LEGAL" mas se conteve.

Nicky: Não. 

Nicky: Posso saber o porquê da pergunta?

Jake: Digamos que eu ache você fascinante.

Nicky:  Eu também te acho fascinante.  

Jake:  Falo com você depois Nicky.

Jake está offline.



Curiosa, Nicky resolveu  dar uma sondada na floresta. Ela estava com a sua roupa de corrida e colocou um fone para não ser incomodada.

Ela chegou próximo a entrada da floresta e respirou fundo. Mas haviam faixas amarelas da perícia pois havia uma cena de crime por lá. Ela olhou então no maps e encontrou outra entrada para a floresta: a entrada para o lago Black Water. E ela faria o trajeto a pé. Assim aproveitava a manhã fresca e gelada de Duskwood. Depois de aproximadamente 25 minutos Nicky finalmente chegou a entrada do lago. Ela andou alguns metros a dentro e logo pôde ver o lindo lago. Ela se ajeitou na beira dele, próxima a uma pedra e começou a repassar seu " Dossiê Duskwood" para as notas que iria enviar para Harold. Ele havia surrado, dado uns berros, disse coisas do tipo " Você perdeu a cabeça menina? Como assim alugar um apartamento!?"  Mas no final elogiou a audácia se sua aprendiz. Uma mensagem foi enviada para ela: Richy avisou que o carro dela ficou pronto antes do tempo e perguntou se ela gostaria que ele levasse para ela. Ela ficou feliz com a notícia e agradeceu ele. Era meio dia quando ele entrou em contato. Ele disse que as 14 fecharia a loja e levaria para ela se não fosse problema. Ela concordou  e eles ficaram de se encontrar na entrada do lago. As 14:25 Richy estacionou o Renegade verde militar de Nicky na entrada como haviam combinado.

Ela o avistou e foi em direção a ele animada.

- Uau! É outro carro?  - Ela disse simpática e ele sorriu orgulhoso. -Isso tá fantástico! 

- Que bom que você gostou. Você entrou na água?- Richy perguntou descendo agora do veículo.

-  Não, está doido? Deve estar um gelo!!

- Hora essa... - Ele cruzou os braços fazendo cara de desaprovação para Nicky - Nem molhou os pés?

- Não! Eu fiquei intimidada com a água fria. E você viu que eu tenho uma habilidade incrível para escorregar. Se eu pisar em uma das pedras do lago eu vou me afogar! E a culpa será s

- Não vai não. E eu vou te provar. Confia em mim? - Ele estendeu a mão para ela. O sorriso simpático e sereno, os olhos verdes com aquelas leves rugas de expressão de quem sorri demais e fecha os olhos, sabe?

Aquela pergunta a atingiu em cheio. Mas o raciocínio de Nicky não foi mais rápido que sua mão, que se uniu na de Richy para que fossem juntos ao Lago.

Richy tirou seu tênis e dobrou a barra da calça jeans seguido por Nicky que fez a mesma coisa. Ele pegou a pela mão novamente.

- Vamos bem devagar Sam - Ele disse. Pode confiar em mim. Se você cair eu te levanto.

- Ai Richy... - Depois de alguma relutância ela colocou os pés na água. Quando deu por si, estava com a água do lago batendo nos joelhos e se equilibrando em Richy. Mas apesar de gelada, a sensação da água, as pedras, o silêncio, tudo aquilo era perfeito.

- Doeu ? - Ele perguntou para NICKY olhando - a com ar de diversão. - Você foi criada em uma metrópole pelo visto.

- Sim. Acertou em cheio. O mais próximo de um rio que eu cheguei foi naqueles parques em que você cai por um tobogã sabe?

- Não.  Eu nunca fui a um tobogã. 

- Hora essa mas parece que não sou a única virgem aqui? 

- Você não é mais tão virgem assim. Você está com água pelo joelhos. Graças a mim!

- Então agora eu vou precisar tirar a sua virgindade de nunca ter sentado esse traseiro em um Tobogã para ficarmos quites.

- Acho justo. Mas eu não terei que usar boias infantis nos braços né? Tipo, eu imaginei você usando as boias e tal. É bem a sua cara - Ele brincou e então sentou respingos de água que voaram nele. NIcky espirrou água nele por brincadeira mas logo ficou com receio que ele ficasse bravo. Mas Richy espirrou um tanto de água nela que ela ficou bem mais molhada que ele.

- Ai eu vou congelar! - Ela ria e ao Mesmo tempo batia os dentes.

- Ai meu Deus me desculpa Sam. 

- Não tem problema eu tô ótima - Ela afastou os braços do corpo para mostrar a ele que estava bem mas parecia mais um daqueles bonecos de posto de gasolina.

- Chega de água pra vc hoje - Ele pegou a pela mãos mais uma vez e agora a conduziu para a beira do rio. 

- NO seu carro tem alguma toalha ou cobertor? - Ele perguntou 

- Sim. No porta malas tem uma manta que eu sempre levo comigo - Na realidade era a manta que ela levava em seu antigo carro para cobrir sua irmã que as vezes quando viajavam juntas, acabava dormindo no trajeto de volta para casa. 

Richy voltou rapidamente com a manta e colocou nos ombros de Nicky. Ela agradeceu e num gesto abriu a manta e o convidou a sentar ao seu lado. Richy sentou-se ao seu lado e juntos eles olhavam o por do sol lindo de Duskwood. 

- Você ainda está com muito frio - Ele perguntou em um tom mais baixo que o normal. Nicky disse que estava passando, e pensou ter ouvido um  "que pena " da parte dele.

- Richy o que você disse eu não ouvi direito- Ela estava olhando o por do sol quando sentiu  a mão dele tocar no seu rosto e delicadamente vira-lo em sua direção.  

- Eu disse " Que pena " 

O Coração de Nicky disparou de uma maneira como não acontecia a muito, mas muito tempo. Então  Richy beijou- a de leve nos lábios para em seguida ser puxado por ela. O beijo então foi acontecendo: primeiro como uma exploração, lentamente. Então mudou de intensidade e passou de curioso para faminto. Eles se beijavam como se não houvesse mais o amanhã.  

Os dois deixaram o lago de mãos dadas e seguiram para o carro. Nicky resolveu que o deixaria em casa e ele aceitou.

Durante o trajeto eles foram calados. Não por constrangimento ou  coisa do tipo. Estavam apenas desfrutando o momento. Nicky não poderia se envolver com ninguém do grupo de Hannah. Jake fora bem específico sobre isso. E ela levaria isso a sério. Por mais que doesse. Mas pensou qual seria o mal em meio aquela loucura, ela agir como uma mulher normal, que gostou de ficar com um cara?

Nicky estacionou em frente a loja.

Richy soltou o cinto e se preparava para descer do jeep quando NICKY pousou a mão suavemente em seu peito. Ele se virou e logo puxou- a para junto dele novamente e mais uma vez estavam trocando beijos perigosos, tentadores. Nicky saiu de seu banco e logo estava em cima de Richy, sentada em seu colo de frente para ele. Então Richy afastou -se ofegante e gentilmente sentou Nicky em seu banco novamente.

- Gostei dessa tarde Sam.

Então a ficha caiu. " SAM" . Entre eles estava essa grande mentira. Além do fato dela não poder confiar em nenhum dos amigos de Hannah, incluindo Richy. Droga! Pensou ela. Ela tinha que parar aquilo antes que tomasse uma proporção maior que saísse do seu controle.

- É eu também Richy - Ela respirou fundo e tomou coragem - Agora eu preciso ir o dever me chama.  A gente se fala. Tchau...

Ela então deu a partida com o coração apertado. Ela teve que agir como uma babaca egocêntrica  pois ela queria muito, mas muito ter mais momentos como aqueles com Richy. 

Ele ficou parado vendo o jeep dela se afastar. Então virou -se para pegar seu carro e ir para sua casa.

O que houve com a Sam? Ele se perguntou.


Ao chegar no hotel Nicky tomou um banho bem quente que só piorou o fogo causado nela por causa dos beijos que trocou com Richy.

Ela se sentou triste na cama. Queria estar com alguém, conversar com alguém. Ela estava em Duskwood a exatos dez dias. E um milhão de coisas aconteceram nesse meio tempo.

Nicky verificou o telefone e procurava mensagens de Jake ou de Richy.

Então ela recebeu uma mensagem de Jessy dizendo que o velho GREY passou pela oficina e estava muito nervoso. Ele explicou que Thomas sacudiu Alvin com violência porque o menino disse que foi o Homem Sem Rosto quem levou Hannah. Ela então contou a lenda para Nicky e teve uma brilhante idéia: Criou um grupo com apenas elas duas e Richy. 

LENDAS DE DUSKWOOD

Então algo aconteceu: Richy a chamou no privado. 

Nicky:  Fala Richy 🙂

Richy: Opa Sam

Richy: Não, Nicky😆 

Richy: Eu estava falando com outra pessoa ao mesmo tempo.

Nicky: Você quer me pedir alguma coisa né? 🙃

Richy:  Caramba eu fui pego! Bom...

Richy:  Eu queria pedir para você ser cuidadosa com esse assunto do homem sem rosto. A Jessy se deixa levar muito fácil... não dê corda para ela... não é não dar corda. Não faça isso para sair com ela... também não 

Nicky:  Você não quer que eu leve isso para frente e depois zombe da Jessy. Fique tranquilo . Eu jamais faria isso com ela 🙂

Richy:  Era isso mesmo o que eu queria dizer. Não é a primeira vez que completamos as frases um do outro 🤔

Nicky:   Posso te fazer uma pergunta? 

Richy:   Pode sim.

Nicky:  Você gosta da Jessy?

Richy:  😳 Claro que não! Por que você está perguntando isso. Teria problema se eu gostasse dela?

Nicky:  Seria uma pena por que eu te acho muito legal

Richy: 😳😬 Eu também te acho MUITO LEGAL também.

Richy:  De qualquer eu não estou apixonado pela Jessy.

Nicky:  Você quer dizer APAIXONADO?

Richy:  Caramba, você realmente presta bastante atenção nas coisas.  Eu falo com você depois

Nicky:  Foi um prazer falar com você 😎

Richy:  O prazer foi todo meu 😳

Jake lia o diálogo com uma pontada de irritação. Era impressão dele ou Nicky estava flertando com o mosca morta? Ele olhava o celular como se tentando decifrar o que estava acontecendo. Será que ela o estava provocando por ler suas mensagens? 

- Game on Nicky - Ele disse por fim.

Nicky intrigava Jake com o seu jeito aparentemente auto suficiente. Não era apenas isso. Ela era um tanto quanto...atrevida.  Pelo pouco que observou seu comportamento com todos os outros ela nunca fez rodeios em discordar, cortar o assunto quando estava irrelevante. Ela teve a coragem de perguntar a ele  ' você gosta de mim, não é?' - Ele sorriu ao se lembrar do atrevimento dela. Ele gostava daquilo. Mas ele sabia que assim como ele se escondia atrás de uma máscara e um capuz ela também o fazia: todo esse atrevimento era uma forma de Nicky intimidar as pessoas para que não perguntassem demais sobre ela. Interessante. Muito interessante.




  





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...