1. Spirit Fanfics >
  2. Mentiras convincentes (Snames) >
  3. COMEÇO, meio e ... recomeço

História Mentiras convincentes (Snames) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Não estou muito certa sobre a história, mas terá capítulos pequenininhos.

Capítulo 2 - COMEÇO, meio e ... recomeço


James Potter se achava um bom marido.

Desde a formatura da escola em que a Grifinória mais teimosa aceitou namorar com ele, as coisas deveriam simplesmente evoluir com o tempo. Talvez se casar logo depois de se formar não tenha sido a melhor das escolhas, mas fazer o que? Estava apaixonado. Ou, acreditar estar pronto para a paternidade tão cedo. Muitos caem nessa. Uma coisa que não se diz depois do: “E eles viveram felizes para sempre”. É que as coisas começam a desandar.

Não conversavam mais tanto assim, cada um com suas inseguranças e a falta de coragem de contar não ajudava. Antes o que os atraiam, começavam a irritar. Alguma coisa lá no fundo não parecia correta, quase como se tivesse sido quebrada em pedacinhos e incapaz de se restaurar já tinha um tempo. O trabalho não ia bem.

Em um certo dia enquanto voltava de mais um dia improdutivo uma nota perto da mesa dizia em letras garrafais e em caixa alta:

“PRECISAMOS CONVERSAR”

No momento não aguentavam a voz um do outro. Desde a última briga em que copos foram estatelados na parede e alguma peça na porta se desencaixou causando um ruído cada vez que se abria ou fechava, eles pararam de se falar. Uma nota aqui ou ali era deixada para as coisas da casa. Ah, a porta ruim era a do quarto de Harry.

Sem vontade de fazer qualquer coisa, não se lembrava quando tudo pareceu perder o sentido, ficou quieto no sofá encarando a tv desligada. Do que os trouxas chamavam esse sentimento mesmo? Depressão, ansiedade, não se lembrava exatamente.

Ouvindo o ruído da porta se abrindo e o típico som do salto de um lado para o outro. Esperou paciente enquanto Lily se aprontava. Os cabelos ruivos estavam presos em um coque com duas mechas do cabelo soltas. Os pés descalços no piso de madeira. A sombra abaixo do olho mais aparente que o normal. Me olhando do alto virou o rosto para a mesa da cozinha. Era aquele tipo de olhar que dizia: “Vamos acabar logo com isso”. Como se casais não precisassem falar um com o outro. Como se viver a vida no mais absoluto silêncio fosse normal.

“Potter”

Potter, não era mais James ou amor. Se uma pessoa que é próxima de você o chamar pelo sobrenome saiba disso: “As coisas não estão andando bem”. Foi um dos primeiros sinais a não perceber. Talvez, sendo isso uma hipótese ilusória da sua cabeça, se percebesse, as coisas estariam melhores.

“Não dá mais”

Disse com a voz rouca de choro. Quantas vezes já tiveram aquela conversa?

“Eu quero divórcio”

 No fundo estava em completo desespero. Ali e agora, sem expressão alguma. Estava com raiva de Lily de tal forma que pensava ser incapaz de estar. Ao mesmo tempo, pensava ser o mais óbvio de se acontecer. Não tinha mais força de vontade ou a coragem Grifinória para dizer não batendo com força o pé no chão e afirmar amar Lily com todas as suas forças.

“Ok”

Era de tudo o que se esperava, monótono. 


Notas Finais


Obrigada se você leu até aqui.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...