História MERMAID ' Jikook - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Oi oi oi
Boa leitura. ♡

Capítulo 19 - Nineteen


Jung Hoseok

— Onde está o príncipe Jeon Jungkook? — Uma das pessoas gritou na multidão em frente ao castelo.

— Hyeri não consegue mais reinar, ele é o próximo e já devia ter feito isso! — Outra pessoa gritou.

— Atlântida está em perigo e cadê ele? Nem para proteger Atlântida ele serve. — Ouvi mais alguém gritar.

— Silêncio! — Ordenei e assim todos obedeceram. — Jeon Jungkook volta em dois dias. Não quero rebelião, quem ousar me desobedecer, já sabe onde vai acabar. — Os olhei sério. — Os rebeldes não mais conseguirão invadir Atlântida, disso eu tenho toda a certeza.

— Se Jeon não voltar logo, será considerado um traidor entre nós. — Um deles gritou e todos assentiram.

— Ele disse silêncio, porra! — Me surpreendi ao ter Yoongi do meu lado.

Puta que pariu, ô garoto pra arrumar problema.

— E quem é você para falar alguma coisa aqui? — Um tritão o olhou sério e Yoongi desviou o olhar, logo voltando a encarar o mesmo, com uma expressão fria no rosto.

— Quer testar, caralho? Você não vai querer virar peixe frito, então fica na tua! — Yoongi cruzou os braços e eu vi quando meus soldados me olharam, confusos.

— Yoongi... — O chamei baixo.

— Fica quieto você também que eu tô falando aqui! E aí meu filho, vai encarar? — Yoongi se aproximou do tritão e o mesmo recuou. — Ótimo, aprenda onde é o seu lugar.

— Yoongi! — O chamei novamente.

— Caralho Hoseok sabe esperar não porra? — Yoongi me olhou por um momento, voltando a olhar para as pessoas. — Prestem atenção aqui, nós vamos derrotar os rebeldes e vamos nos tornar mais forte, mas pra isso, eu preciso que todos vocês colaborem, cada tritão de todas as famílias de Atlântida venham até o castelo, vocês serão treinados, nós temos uma guerra selada e precisamos de todos vocês. — Todos prestavam atenção em Yoongi, até mesmo meus soldados.

— Yoongi... — O chamei mais uma vez, dessa vez, ele me ignorou.

— As sereias que quiserem lutar, também serão bem vindas, o chefe da guarda Jung Hoseok irá treinar todos vocês. Se eu ouvir mais alguém murmurando contra Jung Hoseok ou contra Jeon Jungkook, mando para as masmorras. — Yoongi sorriu de lado, de forma debochada. — Mas, quem não quiser lutar, não será obrigado, e quem não quiser obedecer a Jung Hoseok também, pode pegar suas coisas e sair de Atlântida. Atlântida já está um caos e vocês querem fazer mais outro? Pelo amor de Poseidon. — Yoongi revirou os olhos. — Estamos entendidos? — Todos assentiram.

De um por um, foram saindo, logo não restou mais nenhum.

— Fui bem ou não fui bem? — Yoongi me olhou sorrindo.

Eu o olhei sério, cruzando os braços.

— Foi longe demais, Yoongi. Eles também tem o poder de escolher a quem devem seguir. — Yoongi revirou os olhos.

— Jung Hoseok, eles querem apenas mais guerra, se desse corda, iria piorar e aí sim, teríamos mais problemas. Aliás, eu quero uma equipe de busca para salvar Taehyung e Seokjin. — Suspirei, entrando no castelo, Yoongi me seguiu.

— Você nem deveria estar aqui, Yoongi, é perigoso. — Fui para uma das salas de estar, com Yoongi logo atrás. — Eu apenas estou te deixando ficar, porque foi uma ordem de Park Jimin. — Me sentei em uma concha, observando quando Yoongi se sentou em meu colo, sem minha permissão.

— Vai dizer que você não gostou do que eu fiz, huh? — Yoongi sorriu de lado, já eu, revirei os olhos, o empurrando.

— Menos, Yoongi. 

— Não seja mal comigo, Peixinho. — Yoongi enrolou sua cauda na minha, eu o o olhei confuso. — Podemos fazer isso?

— Não. — Fui ríspido. — Nos conhecemos a alguns dias e eu não quero te deixar grávido. — Yoongi me olhou parecendo chateado, se afastando.

— Você só sabe me afastar! — O mesmo acusou.

— Espaço pessoal. — Rebati.

— Enfie esse teu espaço pessoal no cu, porra. — Yoongi mexeu em seus cabelos, tentando conter a raiva. — Eu achei que se importasse comigo.

Eu me importo, por isso devo te afastar.

— Achou errado. — Cruzei os braços e Yoongi me olhou uma última vez, saindo por um dos corredores.

Suspirei, cansado.

— Chefe! — Ouvi alguém me chamar.

Quando olhei, vi que era um dos guardas.

— O que aconteceu?

— Todos os tritões e até sereias estão na porta do castelo, querem ser treinados por você pra lutarem contra os rebeldes. — Assenti, o seguindo.

Você seria um bom líder também, Yoongi, pena que você ainda não sabe disso.

[•••]


— Tá lento demais, preciso que seja mais rápido! — Falei para um dos tritões, o mesmo assentiu, indo o mais rápido que conseguia.

Observei duplas que treinavam a luta, seja com caudas ou com seus poderes.

Senti alguém me cutucar no braço, quando olhei, era Yoongi.

— Também quero lutar! — Respirei fundo, negando.

— Não.

— Você não manda em mim. — Arrebitou o nariz. — Ei menino!! — Yoongi gritou para um dos tritões e eu o olhei incrédulo. — Quero saber lutar também. — O garoto o olhou confuso, mas assentiu, logo Yoongi nadou até o mesmo, começando a treinar.

Observei o mesmo por alguns minutos, sua expressão de cansaço, ainda persistindo, levantando todas as vezes que caía ou ignorando a dor dos golpes recentes.

Yoongi era a pessoa mais forte e teimosa que eu conhecia.

— Yoongi! — O chamei, o mesmo me olhou. — Venha, eu treino você. — Suspirei.

Yoongi sorriu, dando um leve giro, mostrando que havia se animado.

O mesmo nadou em minha direção o mais rápido que pôde.

— Se prepare pra perder, eu sou treinado a anos. — Yoongi se gabou, eu sabia que era mentira.

— Concentra, Yoongi. — O mesmo assentiu.

Os golpes que Yoongi me dava era com seus braços ou sua cauda, ele não tinha poder, então só podia usar a luta corporal.

Ele era rápido e ágil, disso eu tenho toda a certeza, o derrubei algumas vezes, mas logo ele se levantava e voltava a me atacar.

Em um momento, foi Yoongi que me derrubou, ele sorriu, vitorioso.

— Eu falei que eu era treinado a anos. — Yoongi riu baixinho, tocando seus lábios nos meus de forma rápida.

— O que foi isso? — Me levantei, sendo ajudado pelo mesmo.

— Um selinho. — Yoongi deu de ombros.

— Tem que parar com isso. — Fui sincero, ele me olhou sem entender. — Isso — Apontei para mim e ele. —, não pode rolar.

— Por que não?

— Porque não, Yoongi. Acredite em mim quando lhe digo isso. — Yoongi negou, rapidamente. — Yoongi... — O mesmo me interrompeu.

— Não, Hoseok, não! — Yoongi me olhou bravo. — Eu realmente gosto de você, droga, eu sinto isso aqui. — Yoongi tinha uma expressão de raiva. — Por que me afasta tanto? Diz, Hoseok, só diz porra, o que custa dizer?

— Não podemos, fim. — Dei de ombros.

— Você é um babaca! — Yoongi virou as costas, saindo da área de treinamento.

Se você ao menos soubesse da verdade, Yoongi...

É algo que você não iria saber lidar agora, as vezes, nem eu sei.

[•••]


— O treino de hoje acabou, voltem amanhã para o último treinamento, e se preparem, nós podemos ser pegos de surpresa. — Todos assentiram, se retirando.

Fui para meus aposentos, me deixando deitar em minha concha por uns minutos, eu nem lembrava da última vez que havia dormido de verdade.

— Chefe!! — Ouvi alguém gritar na porta de meu quarto, havia se passado poucas horas desde o treinamento.

— O que aconteceu agora? — Me levantei, indo abrir a porta.

— Eles atacaram, a rebelião começou. — Senti o ar sumir de meus pulmões por alguns instantes.

— Cadê a rainha e o Yoongi? — O olhei, tentando não demonstrar que eu estava apreensivo.

— Estão no quarto, pedi para dois guardas ficarem lá. — Assenti, me sentindo mais aliviado.

Saímos em direção a entrada de Atlântida, onde a guerra acontecia.

— Olha quem apareceu. — O líder deles sorriu, me olhando. — Chefe Jung Hoseok. — Sorriu sarcástico.

— Chen. — Lhe olhei, tentando evitar minha irritação.

Ainda faltava algumas horas para Jungkook e Jimin chegarem, até lá, eu tenho que dá conta de tudo aqui.

Cheguem logo, por favor.

— Será um prazer lutar com você. — Chen avançou, eu desviei rapidamente, logo lhe acertando um golpe.

Lutei com todas as forças que eu tinha contra ele, ao meu redor, tritões e sereias lutavam, parte de Atlântida, parte dos rebeldes.

Empurre Chen, o mesmo caiu à alguns metros, sorri por dentro.

Logo o mesmo voltou, tentando me acertar mais golpes.

Chen era perverso e gostava de machucar pra valer, mas a mim ele não conseguia bater tão facilmente.

Sua cauda agarrou a minha, me jogando no chão. Antes que ele me atingisse com um golpe, fervi a água que estava a sua volta, o fazendo gritar.

Em uma fração de segundos, virei meu rosto, vendo Yoongi lutando contra outro tritão, senti meu coração acelerar, por Poseidon, que garoto teimoso.

Vi quando Yoongi caiu, vi quando o tritão estava pra dá seu golpe final.

Quando eu percebi, eu estava de frente para Yoongi, o protegendo, recebendo o golpe em minhas costas.

— Não! — Yoongi gritou, enquanto eu me sentia zonzo. — Vai se foder porra! — Yoongi gritou, seus olhos mudaram de cor, ficando um azul vivo, ou sou eu que estou vendo coisas?

Yoongi puxou uma rajada de água, jogando contra o tritão, a água havia congelado, se tornando algo pontudo, perfurando a barriga do tritão. Yoongi tinha o poder de congelar a água?

Yoongi o acertou mais algumas vezes, tendo certeza que o mesmo morreu.

— Droga, Hoseok, porra. — Yoongi me abraçou, parecendo desesperado. — Por que não usou a droga do seu espaço pessoal, huh? Cadê o espaço pessoal, porra? — Yoongi me olhou apavorado, eu dei um sorriso, sentindo minhas costas doerem.

— Eu tô bem. — Sussurrei. — Por que saiu do quarto?

— Eu não ia ficar lá dentro enquanto acontecia uma guerra! — Yoongi suspirou. — Você vai morrer? Você não vai, não é? — Yoongi me olhou apavorado.

— Não, não foi pra tanto, ele não me acertou em um ponto fatal. — Yoongi suspirou, aliviado. — Mas eu vou precisar ficar de cama alguns dias. — Murmurei, chateado. — Fica a frente na guerra? Eu só confio em você pra isso. — Fui sincero, Yoongi me olhou confuso.

— O que você tá falando?

— Seja o líder que eles precisam agora, Yoongi, eu acredito em você. — Yoongi negou.

— Eu não sei ser líder, eles precisam de você!

— Vai por mim, todos eles treinaram porque você ordenou, foi você quem deu as ordens, Yoongi, eu apenas as segui. — Sorri de lado, tentei ignorar a dor.

— Me ajudem aqui! — Yoongi gritou para dois tritões do nosso povo que lutavam, eles rapidamente nadaram até nós. — O leve para seus aposentos, peguem o livro de Seokjin na enfermaria e aprendam a fazer pelo menos um curativo enquanto Seokjin ainda não apareceu, chame outros enfermeiros se quiserem, eu assumo daqui. — Eles assentiram, me pegando nos braços.

— Fica bem, por favor. — Yoongi deu um beijo em minha testa, se afastando em seguida.

Deixei meus olhos se fecharem, me entregando a escuridão.


Notas Finais


All the love. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...