História Mermaid--Soonhoon - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Lee Jihun "Woozi", Soonyoung "Hoshi"
Visualizações 52
Palavras 758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Att nova
Boa leitura♥

Capítulo 9 - 09


ㅡ Jihoon, eu vou te colocar num hospício!ㅡ Seokmin dizia para o mais velho.

Depois de ver aquele garoto na pedra, ficou estático, não movia um músculo. E por incrível que pareça, ele não sentiu medo, apenas não sabia o que fazer. Mas logo o garoto foi embora, mas não sem antes dar a Jihoon um sorriso amigável e sussurrar "vai ficar tudo bem". Jihoon também contou para seus amigos, que no momento o chamavam o chamavam de louco, quer dizer, menos Seungcheol, Minji e por incrível que seja, Jeonghan. O mais velho sabia quando seus amigos e namorado estavam mentindo, então decidiu acreditar.

ㅡ Eu to falando sério! Ele apareceu na pedra onde eu tava, falou comigo e depois foi embora!

ㅡ Prefiro acreditar que você viu uma barata e pra não sentir tanto medo, fingiu que era uma sereia.ㅡ Seokmin disse apoiando a cabeça no ombro do namorado.

ㅡ Você achou uma sereia, não perde a chance!

ㅡ Fique quieto, Seungcheol!ㅡ Olhou no relógio que estava em seu pulso e continuou.ㅡ Eu vou ver minha vó no hospital agora.

ㅡ Ela passou mal de novo?

ㅡ Sim... Bom, eu já vou indo. Até!

ㅡ Até!ㅡ Disseram em uníssono.

 Jihoon saiu da faculdade e foi até o Hospital onde sua avó estava. Antes de entrar no quarto, o médico disse que ela ficaria internada, ela só piorou e teria que ficar dois dias sem nenhuma visita, assim iria receber os devidos cuidados.

 Jihoon tentou se acalmar, queria conversar com sua avó, a voz doce dela o acalmava. Entrou no quarto sem fazer muito barulho, assim não a assustaria.

ㅡ Vó?

ㅡ Jihoon.ㅡ Disse com certa dificuldade, mas com felicidade em ver o neto. A cena partiu o coração de Jihoon, mas ele se manteve forte.

ㅡ A senhora esta bem? precisa de alguma coisa?

ㅡ Eu estou bem, apenas cansada, mas algo me diz que você esta preocupado com alguma coisa...

ㅡ Eu apenas estou preocupado com a senhora...

ㅡ Eu sei que tem algo a mais.ㅡ Tossiu um pouco e então continuou.ㅡ Eu sei quando vocês não estão bem.

 Jihoon mordeu o lábio inferior, hesitando em contar, mas não se segurou, contou tudo o que estava acontecendo pra sua vó. Odiava esconder as coisas dela.

ㅡ Jihoon...ㅡ Ela segurou a mão do mais novo.ㅡ Eu acredito em você, e sei que você não deve sentir medo e nem fugir. Confie em mim. Você promete que não vai fugir  ou sentir medo?

ㅡ Eu prometo.

 A mais velha sorriu e afagou a mão de Jihoon. Em seguida, o médico que estava cuidando da sra. Lee entrou no quarto.

ㅡ Me desculpem, mas iremos começar com os exames, o senhor terá que se retirar.

ㅡ Tudo bem. Eu volto daqui á dois dias, vó.

ㅡ Até, meu filho...

 Depois que Jihoon saiu do hospital, aproveitou que estava anoitecendo e desceu até a praia. Como sempre faz, se sentou nas pedras e observou o pôr do sol. Deixou as lágrimas grossas caírem, estava muito preocupado com sua vó. Se deixou chorar mais um pouco, antes de ouvir alguém o chamando.

ㅡ Ei! Não chore!

Se virou procurando o dono da voz e viu aquele garoto na pedra de novo. Juntou a coragem que tinha lhe sobrado e perguntou:

ㅡ Quem é você?ㅡ Não sabemos como ele não gaguejou.

ㅡ Ah, não nos apresentamos ainda, não é?ㅡ Riu.ㅡ Eu sou Soonyoung.

ㅡ Jihoon... Pera aí! Você é o dono do colar que eu achei na praia?

ㅡ Sim, sou eu.ㅡRiu e então continuou.ㅡ Por que está chorando?

Jihoon hesitou um pouco, mas contou. Além disso, ele estava se chamando de louco por estar falando com uma sereia.

ㅡ A minha vó, ela tá doente e está só piorando...

Soonyoung pareceu pensar um pouco e então continuou.

ㅡ Já sei! Fica aí, eu já volto.

Soonyoung mergulhou um pouco e então voltou pra cima com algo em suas mãos.

ㅡ Toma, coloca perto da sua vó. Ela vai melhorar.ㅡ Ele esticou a mão e entregou a Jihoon.

ㅡ O que é isso?ㅡ Segurou o objeto e percebeu ser uma concha.

ㅡ É uma concha mágica. Se colocar uma dessa perto de alguém que está doente, ela se cura.

ㅡ Sério?

ㅡ Sim. Não precisa mais chorar, ela vai ficar bem.

Jihoon o olhou no fundo dos olhos. Não conseguia sentir medo, fez o que sua avó pediu. Soonyoung o olhou de volta, um silêncio confortável estava entre os dois, e agora, havia duas luzes emitindo do peito dos dois...


Notas Finais


voltei
dessa vez att mais rápido
interação linda dos dois, vou chorar
será que a vovó vai morrer?
tan tan daaan
Obg por ler ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...