História MES - Maldade Em Si - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Linguagem Imprópria, Magia, Suspense, Violencia
Visualizações 4
Palavras 514
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Me desculpem pela demora, o feedback tá muito baixo então fiquei desanimado. /-/ Mas eu voltei

Capítulo 6 - Encontro estranho


Uma pequena rajada de luz acontece ao leste de Duxit Infernum e também na estação de trem de Glumentes. Um homem com uma cicatriz no olho direito e um jovem, com uma mochila saem do portal na parede. Eles são Ben Clock e Rej. Os dois se deparam com um homem cheio de sangue em suas mãos perto de uma mulher quase desmaiando, ao lado deles, vários demônios mortos. 

- Que legal! Um estuprador... Odeio esse tipinho! - os olhos de Ben estavam vermelhos.

Ben tirou uma espada de sua mala - que Rej carregava - e partiu pra cima do homem ensaguentado. Levou sua fúria consigo e cravou sua espada no pescoço do jovem.  Ele ouve um grito:

- NAÃOOO!!! Pirata, suas intenções são boas, mas saia daqui! - a Moça gritou com medo.

Ben se afasta do homem que acabara de matar e se aproximou da mulher. Os olhos dela que demonstravam medo, revelaram indiferença. 

- Pirata, hahaha. Essa foi boa. Garota, por que me disse aquilo? Ele iria te matar, sorte que nós chegamos aqui e impedimos. 

- Não... Ele é meu marido e estavamos salvando a todos, até que voces apareceram e... - a garota olhou para trás de Ben.

Olhando para trás, Ben percebeu um grande par de chifres vermelhos saindo da cabeça do garoto morto. Os cabelos brancos do menino estavam se arrepiando e então ele começou a flutuar. Depois de perceber o que havia acontecido, Rej gritou:

- ELE É IMORTAL! BEN SAIA DAÍ AGORA!

- E quem disse que eu também não sou?! - Ben respondeu.

- VOCÊ NÃO É IMORTAL! - Rej afirmou.

O garoto que estava flutuando caiu de pé e então se lançou contra Ben, e ao mesmou tempo Ben correu na direção do garoto. De repente um tipo de raio estava saindo do corpo de Ben e então ele sussurou: Iustitium!

O garoto saiu do chão e ficou paralisado no alto.

- O que você fez, porco imundo?! Me tire daqui agora! Lizzie, me tire daqui!

- Jovem demônio... Não quero lutar contra você, se o que ela disse era verdade. Apenas se controle e eu te soltarei. - Ben percebeu que poderia fazer um amigo.

- Amor, se controle, esses homens são do bem, eles te mataram por que acharam que você iria fazer algum mal à mim. - Lizzie falou calmamente.

Os chifres do garoto começaram a diminuir e então a paralisação acabou e ele caiu ao chão. 

- Ai! Isso machuca! Você não falou que iria me soltar agora!

- Jovem, essa magia perde o efeito quando o alvo se acalma, então a culpa é sua por se acalmar sem avisar!

- Certo, certo! Eu sou Ezilum Nartz e ela é minha esposa, Lizzie Nartz. E quem é você? - se apresentou.

- Isso não te interessa! - rejeitou a apresentação. 

- Eu ouvi o garoto te chamar de Ben, e por esse tipo de magia, você só pode ser o Grande Mago Clock. - Lizzie ficou impressionada.

- Por favor não me chame disso! Sou Ben e ele se chama Rej, estão felizes?

- Sim! Na verdade eu nem percebi o garoto, mas vamos tomar algo? 


Notas Finais


Esse capítulo teve muito mais dialogos que o normal, me desculpe se não gostaram, mas se gostarem ficarei feliz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...