1. Spirit Fanfics >
  2. Mesma frequência >
  3. Almoço em família

História Mesma frequência - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - Almoço em família


Maki estaria na sala com a professora Yukina. Maki estaria de cabeça baixa apertando as mãos, até que então ela ergue a cabeça encarando Yukina com uma espressão surpresa.

Maki:- Como assim? O problema do Jhona?

Yukina:- Ah você não sabe?... Então é perda de tempo

Yukina desce da mesa e arruma sua saia, mas logo em seguida Maki se levanta agarrando a gola da camisa da professora, Maki seria um pouco maior que a professora e daquele jeito ela a olhava de cima muito irritada.

Maki:- Espera aí Professora.... Você me chama aqui e fala uma coisa dessas... É uma piada?

Yukina apesar da situação se mantinha totalnente calma e encarava Maki.

Yukina:- Não... Não é brincadeira

Maki:- Então fale sério!!

Yukina afastava as mãos de Maki dela e então arruma sua camisa.

Yukina:- Quando o Jhona entrou no ensino médio eu fui incumbida de ser sua psicóloga e cuidar dele aqui na escola!

Maki ficaria confusa e ao menso tempo preucupada.

Maki:- Como assim? O Jhona pode ser meio estranho com a questão de stalker e o resto.... Mas ele é uma pessoa muito legal!

Yukina:- Bem... Ele é... Mas é bastante instável emocionalmente!

Maki:- Como assim? Está brincando comigo? O Jhona está sempre com um sorriso no rosto!

Yukina:- Sim... Mas alguma vez você já tentou conversar com ele melhor ou somente deixou ele se aproximar?

Maki que estaria irritada, muda o tom de voz falando meio preucupada.

Maki:-...bem não exatamente...

Maki então balança a cabeça voltando a seu tom de voz irritado e batendo o pé para a professora.

Maki:- Você não está falando coisa com coisa... Além disso por que o Jhona seria instável emocionalmente?

Yukina:- Bem isso eu não posso contar!

Maki ao ouvir isso explode em raiva chutando a cadeira na parede.

Maki:- COMO ASSIM?!?! Você me chama aqui, me enche de preocupação, e depois fala isso?

Yukina suspira e fica um pouco pensativa.

Yukina:- Bem... Minha prioridade é ajudar o garoto, e talvez você possa ajudar ele... Bem tudo bem... Mas você não pode falar para ninguém

Maki balança a cabeça falando que sim, assim então Yukina novamente se senta na mesa.

Yukina:- Bem... Vamos começar quando Jhona tinha 5 anos! Era o dia de seu aniversário... Ele estava na casa dos tios e parecia ter um tipo de show de algum desenho ou anime que ele gostava!... Então depois de tanto insistir seus tios, sua mãe e sua prima mais velha foram aquele show como o presente de aniversário...

Maki:- O que isso tem a ver....

Antes de Maki poder terminar a fala Yukina interrompe ela.

Yukina:- Fique quieta e escute.... No meio da estrada ouve um acidente! Não se sabe realmente o porque... Mas naquela estrada a mãe de Jhona que estava dirigindo o carro perdeu o controle e bateu, ela e o tio que estavam no banco da frente morreram na hora... A tia foi levada ao hospital mas morreu na ambulância! Apenas o Jhona e sua prima sobreviveram!

Maki estaria perplexa de saber que tal tragédia aconteceu com um garoto tão sorridente e feliz.

Yukina:- Depois disso, Jhona ficou convencido de que a culpa foi dele! Ele insistiu em irem naquele show, e no carro ele insistiu que estava muito agitado e incomodando todo mundo, e que foi isso que distraiu sua mãe!

Maki na hora recupera o controle sobre sua palavras e fala para Yukina com uma voz meio trêmula.

Maki:-mas... É só perguntar para a prima do Jhona, ela vai dizer o que aconteceu!

Yukina:- A Prima do Jhona estava dormindo no carro ouvindo música nos fones, ela só se deu conta do que aconteceu na hora da batida! Ela ficou bastante traumatizada acordando e vendo sua família daquele jeito... Mas ela não quis ir a nenhum psicólogo, e sua situação foi só piorando! No fim ela cometeu suicido... Dois meses depois

Maki então ficaria de cabeça baixa se sentindo muito mal por Jhona, e sentindo muita raiva de si mesma por nunca se notado nada..

Yukina:- O pai do Jhona está vivo, mas depois do que aconteceu ele não conseguia olhar para a cara do filho... Dizia que era muito parecido com a mamãe e que não aguentava olhar para ele e lembrar dela! Ele só não estava ali pois teve que ir numa reunião de trabalho!

Maki:- Espera... Então quem cuida do Jhona?

Yukina:- Ninguém! O garoto viveu até os 14 em lares provisórios, até que ele decidiu viver sozinho! O pai ainda manda dinheiro, mas pelo que eu sei ele não viu mais o filho desde então!

Maki:- Mas que....

Maki falaria cerrando os punhos.

Yukina:- Bem eu fui a psicóloga dele por um tempo, em todas as seções ele nunca falava nada, e respondia as nossas perguntas de uma forma rápida e seca! Nós tomamos cuidado para que ele não tome a mesma decisão que prima... Mas ele ainda tem alguns problemas... Mas eu comecei a ficar feliz!

Maki levanta a cabeça encarando a professora.

Maki:- como assim feliz?

Yukina:- Um dia no ano passado... Bem no final.... Ele começou a conversar, mas apenas sobre um único assunto!

Yukina aponta seu dedo para Maki.

Yukina:- Ele não para de falar sobre você!

Maki fica bastante surpresa ao ouvir isso, mas ao mesmo tempo sente um aperto ainda maior no coração.

Yukina:- Eu sei que isso pode ser muito pesado... Mas ele nunca vem a escola na semana de seu aniversário! O aniversário de morte dos seus pais é amanhã, e seu aniversário é quarta! Então...

Yukina vai até Maki e abaixa sua cabeça.

Yukina:- amanhã você está liberada da aula! Mas você tem que ir lá ver como aquele idiota está!

Maki não responde a professora, ela apenas fica em pé calada sem saber o que dizer.

Então no dia seguinte Maki estaria andando para a escola olhando para o papel com o endereço de Jhona, ela ficaria o encarando por algum tempo que para e olha para outra rua que levaria a casa de Jhona. Ela então vira a esquina indo andando até o prédio aonde ficava o apartamento de Jhona, ela então sobre as escadas indo até o número do apartamento que Yukina tinha passado pra ela.

Ela então toca a campainha e após alguns segundos Jhona abre a porta, ele estaria vestindo uma blusa de lá preta e uma calça de moletom da mesma cor, ele também estava com seus cabelos desarrumados. Ele sai olha para cima dando de cara com Maki que ficava olhando o rosto do garoto, ele usou um sorriso mas se podia ver sua espressão triste por trás do sorriso.

Jhona:- Ah Maki... Que surpresa

Maki:- Posso entrar?

Jhona:- Ah claro, eu só estou me sentindo mal logo eu volto para a escola

Jhona então abre a porta e se escora na parede dando passagem para Maki, que ao entrar vê o apartamento de Jhona e fica surpresa por ser tão pequeno.

Jhona então fecha a porta e ao olhar para trás Maki estaria em pé no meio do quarto.

Jhona:- O que esta fazendo aqui? Estamos em horário de aula

Maki:- Eu sei...

Jhona então fica olhando Maki sem saber do que ela falava, até que ela se vira e fica encarando Jhona com um semblante sério.

Maki:- Eu....sei sobre sua família

Jhona:- A professora Yukina?

Maki desvia o olhar rapidamente.

Jhona:- Bem só pode ser ela! Ela realmente se precupa comigo

Maki:- é um assunto meio pesado... Mas por que não me contou?

Maki começa a serrar punhos.

Jhona:- Ah eu não queria preocupar você

Maki:- Bem você me preocupou sim, depois do que a professora me contou... Sobre sua família... Fiquei muito preucupada

Jhona:- Vocês ficam preocupados de eu fazer o mesmo que minha prima?

Maki abaixa sua cabeça assim seu cabelo escondia seu rosto.

Jhona:- Eu encontrei ela... Bem.... Com a corda no pescoço na lavanderia da casa que estávamos vivendo!

Maki não sabia o que falar e então ficava apenas de cabeça baixa olhando para os pés de Jhona.

Jhona:- Eu... Nem gosto de usar o dinheiro do meu pai, meio que me lembra... Mas eu uso mesmo assim

Jhona então olharia para Maki com um sorriso no rosto.

Jhona:- De qualquer jeito, já que está aqui vamos nos divertir, eu tenho um vídeo game na gaveta

Jhona estava indo até a cômoda, mas antes Maki o agarra pela camisa o colocando contra a parede. Jhona então se assusta e olha para cima vendo o rosto de Maki, que estava olhando para baixo com uma espressão seria no rosto.

Jhona:- Ah....Maki?

Maki então falava usando um tom firme enquanto falava com Jhona.

Maki:- Pare de fazer isso!

Jhona:- Fazer o que?

Maki:- a Yukina disse que você nunca chorou... Nunca colocou nada pra fora!

Jhona tentava fugir mas o aperto de Maki era muito forte..

Jhona:- .... Não... Não tem problema.... Eu estou bem

Maki:- Uma ova que está! Se estivesse você não teria tanta dificuldade de sair de casa nesses dias

Maki então o apertava mais mais na parede.

Jhona:- Ei Maki... Está machucando

Maki então range os dentes e logo começa a falar dom Jhona quase gritando.

Maki:- VOCÊ É UM NANICO IDIOTA!!!! Você fica falando que me ama, mas se não consegue ser honesto comigo como espera que eu te responda!!!

Jhona começaria a tremer começando a ficar meio perturbado e abaixando a cabeça olhando para o chão.

Jhona:- Você diz isso.... MAS NÃO TEM COMO VOCÊ ENTENDER ISSO!!!

Maki então fica surpresa já que seria a primeira vez que escuta Jhona gritando nesse tom. Ela então levanta sua mão dando um leve soco em sua cabeça, Jhona que levanta o rosto que estava quase chorando mas ainda segurava. Já Maki agora dava um sorriso para ele e falava de forma mais calma.

Maki:- Mas isso não me impede te ajudar!

Jhona então começaria a encher os olhos de lágrimas e logo começaria a chorar, e assim ele escorava a cabeça no peito de Maki. Jhona então ficaria com as pernas trêmulas e quando ele ia cair no chão Maki se ajoelha o deixando chorar em seu ombro. Ela então abraçava Jhona colocando uma mão em sua cabeça e outra em duas costas.

Assim Jhona ficaria chorando e soluçando até que ele acaba dormindo depois de um tempo, e cerca de uma hora depois ele acorda estando deitado no colo de Maki. Ela estaria escorada na cama assistindo TV enquanto Jhona estava no colo dela, e logo ia se levantando.

Maki:- A você acordou, se sente melhor?

Jhona:- Maki... Se importa de me ajudar com uma coisa?

Maki:- O que é?

Algum tempo depois Jhona teria tomado um rápido banho e trocado de roupa, e assim os dois foram até o cemitério, logo na entrada Jhona estaria com as pernas bambas e não conseguia andar direito. Maki vendo aquilo tenta pegar a mão do garoto mas logo ela muda de ideia e vai atrás dele segurando seus ombros e o dando empurrõezinhos. Dessa forma eles chegam até os túmulos da família de Jhona, em frente ao túmulo teria um homem que aparentava estar por volta dos 40 com alguns cabelos brancos, e ele estava muito bem vestido, usando terno.

Maki:- Quem é?

Jhona então descia o olhos olhando para o lado, e Maki ao perceber isso ela avança na direção do homem, porém Jhona segura seu braço antes e fazendo que não com a cabeça.

O homem então percebe que os dois estariam ali, e olha para eles rapidamente, mas logo se vira e se junta a outros homens que estaria ali o aguardando agindo como se nem conhece Jhona. Maki ao ver isso rangia os dentes se segurando para ir atrás daquele homem.

Maki:- Que velhote desgraçado!

Jhona:- Tudo bem... Essa foi a primeira vez que eu vi ele desde o suicido da minha prima... Eu já imaginava que isso ia acontecer!

Maki e Jhona então vão até os túmulos e ficam um tempo, enquanto Jhona ficava falando das coisas que aconteceram após o acidente. Ele falava como se relamente estivesse contando um caso para sua família como se estivessem reunidos para um almoço em família.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...