1. Spirit Fanfics >
  2. Mesmerized by the cold.(KaiSoo) >
  3. Last day.

História Mesmerized by the cold.(KaiSoo) - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - Last day.


Fanfic / Fanfiction Mesmerized by the cold.(KaiSoo) - Capítulo 15 - Last day.

Último dia. 




Após irem para o quarto do Ômega de pavio curto e jeito agressivo, Kai se sentou na cama com as pernas cruzadas e ficou olhando o ruivo andar de um lado para o outro, parecia incomodado com algo. 


- Vai cavar um buraco no chão desse jeito. -o moreno disso soltando uma risada. 

- Não me atrapalhe! -disse pensativo. 

- Oque foi? Não gosto de ver você assim. 


Soo parou de andar e olhou para Jongin que lhe olhava preocupado. 


- Estou apenas pensando no que irei fazer com todos vocês a partir de amanhã. 


Kai se levantou da cama e parou em frente ao menor que lhe olhou. 


- Não precisa se cobrar tanto, isso pode fazer mal a você. -abraçou o outro que retribuiu. 

- Eu tenho que fazer isso caso ao contrário, ninguém irá fazer. 

- Eu posso te ajudar ,você já é muito ocupado. Toda essa carga não faz bem para seu corpo e mente. 

- Não se preocupe comigo. -Jongin afastou Kyung e segurou em seus ombros. 

- Como não vou me preocupar com você?! Isso é impossível! 

- Oh... Desculpa. 


Kyungsoo ainda estava tentando intender esse sentimento que se chama "amor", o Alfa havia despertado esse pequeno e lindo sentimento que estava trancado no coração de Ômega, então era meio novo para ele. 

Kai se sentia em um sonho, ele realmente estava a um bom tempo ao lado da pessoa que gostava, que queria proteger e dar muito amor. 


Soo saio dos braços fortes do moreno e entrou no banheiro sem dizer uma única palavra, Kai ficou sem intender e voltou a sentar na cama, pegou seu celular e ligou para seu manager. 




[Ligação]


-SEU GAROTO IDIOTA! OQUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?

- Não grita, hyung. -afasta o celular da orelha . 

- Oque aconteceu?? Eu fiquei sabendo da briga do D.O. Kyungsoo com o Diretor. -um sorriso apareceu nos lábios grossos do mais novo. 

- Ele me protegeu. Foi tão incrível ver ele todo sério e com um olhar de ódio! Parecia ser herói salvando a sua princesa do malvado vilão. 

- Seu contexto ta meio fora de cogitação. 

- Mas agora está tudo bem. 

- Esta? ... Seu merdinha você tá sem emprego! Eu estou quase tendo em ataque por isso. 

- O Soo é meu novo CEO. 

- ... 

- Você tá aí? 

- COMO ISSO ACONTECEU??? 

-Já falei para não gritar! 

- Foi mal... Me explica isso ai. 

- Bom... Depois da conversa que ele e o diretor tiveram, parece que ele pegou meu contrato com a empresa e me transferiu para a Word Company. 

- Você é muito cagado! 

- E além do mais,me torneio muito próximo a ele! -disse super empolgado. 

- Como assim? 

- Amanhã vai ter uma coletiva para resolver alguns assuntos urgentes com os garotos e eu vou estar ao lado dele. 

- Ele realmente te deixa feliz assim? 

- Muito ! 

- Isso é bom, desejo que tudo de certo. 

- Vai dar. 

- Tenho algo para te dizer. 

- Pode falar. 

- Eu não vou mais poder trabalhar por um tempo. 

- Ah? Porque não? 

- Minha esposa esta grávida de trigêmeas e eu vou passar a cuidar dela. 

- Entendo, não se preocupe comigo e cuide bela e das bebês. 

- Obrigado por tudo, Kai. 

- Eu que agradeço, Hyung. 

- Pode me ligar sempre que quiser. 

- Pode deixar! 


Kai desligou o celular e caio para trás, o colchão estava com o cheio do Ômega, com isso o moreno fechou seus olhos e acabou dormindo. Kyungsoo saiu do banheiro usando um roupão e foi direto ao closet vestir uma roupa para o esquentar do clima frio de Seul, após sair olhou o Alfa que estava abraçado ao seu travesseiro. 


- Esse garoto. -soltou um pequeno sorriso e se aproximou do mais novo.


Kyung estava vendo que o garoto era lindo até mesmo dormindo com o cabelo bagunçado, sua pequena mão foi para o rosto do outro e ali fez um curto carinho, logo o Ômega se levantou e saio do quarto indo para a cozinha. 


- Droga! -murmura baixinho colocando a mão sobre o ventre que doia.


O ruivo abriu uma gaveta e de lá tirou uma seringa com uma ampola, o substância tinha uma cor violêta. Com o líquido já dentro da seringa pronto para ser injetado em suas veias, o Ômega passou um pouco de álcool no local e amarrou um pedaço de liga em seu braço para suas veias ficarem visíveis, ajeitou a ponta da agulha na veia e foi afundando o metal na pele, doia um pouco mas nada muito sério, após injetar a substância em seu braço, jogou fora oque foi usado e colocou um pequeno curativo em cima do furo. 


- Soo? -Kyung se assustou e se virou rapidamente para ver quem era.- Oque ta fazendo aqui? 


Kai perguntou coçando os olhos e indo até o menor que já estava mais calmo pelo susto. 


- Eu tava com sede e vim beber água. 

- Vamos. 


O moreno pegou o outro no colo e começou a andar em direção ao quarto em que estava, Kyung não reclamou por estar sendo carregado, apenas fechou os olhos e encostou a cabeça na curvatura do pescoço do Alfa. Depois de colocar o menor na cama e se deitar ao seu lado, passar alguns minutos Jongin começou a sentir um cheiro doce se intensificar no quarto, ele olhou para Kyung e viu que o mesmo estava começando a soar e esse feromônio maravilhoso vinha dele. 


- Soo?


Kyung tinha a respiração um pouco acelerada, seu corpo estava quente e seu feromônio se intensificava.


- Acorda, Soo. 


Os olhos do menor pareciam sem foco, mas tinha desejo. Kyung rapidamente pulou em cima de Jongin que levou um susto, as mãos do menor estavam agarradas aos ombros largos do moreno . 


- Eu quero você. -disse de uma forma pornográfica para o Alfa . 

- ...Entrou no cio? 

- Você é meu... - se esfrega no outro. 

- Soo. 


Jongin puxou o menor para um beijo e suas mãos foram para a avantajada bunda do Ômega dando apertos, Kyung soltou gemidos e deu falsas cavalgadas no membro já ereto do Alfa. 

O feromônio doce estava fazendo o moreno perder a noção, Kai estava sendo como um drogado e sua droga era o ruivo. 


- Jongin... Eu quero você. 


Soo passou sua língua pelo pescoço do outro que agarrou sua cintura com força e deitou ele, Kai estava por cima agora e rapidamente tirou a roupa que atrapalha ele a tocar no corpo do mais velho. 


- Tão lindo! 


Jongin disse ao ver a cara que Kyung fazia, era uma expressão totalmente obscena e sexy: sua boca estava vermelha e um pouco inchada, seus olhos soltavam pequenas lágrimas de prazer, suas bochechas e a ponta do nariz estavam vermelho. 

O moreno nunca tinha chegado a reparar tanto assim mas Soo tinha uma tatuagem em seu corpo ,uma tatuagem muito linda e chamativa, parecia que tinha muito tempo, ela pegava boa parte de sua perna e parava na cintura. 


-...Uma cobra. -fala sorrindo. 


Kai passou a mão pela tatuagem, Jongin na primeira vez que viu a tatuagem achou bem radical mas cada vez que a olhava achava linda e encantadora, teve curiosidade de perguntar para o outro sobre ela, mas desistia por medo. 


Kyung não estava com muita paciência, ele queria sentir o moreno dentro de si, ele precisava disso. 


- Não demora! -advertiu o outro que logo tirou a roupa que usava. 

- Vou dar prazer a você. 


Jongin dava chupões e mordidas pela pele pálida do Ômega que reagia com gemidos e arranhões nos braços e costas do outro,o moreno direcionou seu membro para a entrada lubrifucada do mais velho e sem qualquer preparação foi entrando. 


- AAH! -agarrou o lençol com força e fechou os olhos.- Isso é tão...bom!


Depois de estar completamente dentro, Jongin começou os movimentos de vai e vem fazendo o menor gemer. 

[... ]


Já estava dando 2:00 AM, Kyungsoo estava chegando no seu terceiro orgasmo enquanto Jongin no seu segundo. 



-Eu vou gozar de novo! -Soo disse e Jongin agarrou sua cintura com pressão. 

- Você me deixa louco! 


Os dois acabaram de aliviando juntos,Kyung caiu com seu troco no travesseiro enquanto Kai esperava o nó se desfazer para sair. 


- Hoje é o último dia. 

-Oque? -o Alfa perguntou sem intender.- Soo? 


O nó sumiu e o moreno retirou-se de dentro do outro que havia dormido, Kai sorriu e pegou no colo o ruivo. Depois do banho e o lençol da cama estar limpo e cheiroso, Jongin se deitou com o Ômega sobre seu corpo o abraçando. 


- Eu te amo. 


O Kim deixa um beijo no topo da cabeleira ruivo e fechou os olhos, logo dormiu pelo cansaço que Kyung lhe deu. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...