História Mesmo Sem Estar - Luan Santana - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana
Tags Jade Magalhães, Luan Santana
Visualizações 93
Palavras 1.578
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - Fim de tarde - Reta Final


Fanfic / Fanfiction Mesmo Sem Estar - Luan Santana - Capítulo 38 - Fim de tarde - Reta Final

Jade Magalhães narrando

Descobrimos que os shows em Manaus foram cancelados e que a segunda parte do "Vai Fernandinha" seria gravado no Rio de Janeiro.

— Vamos voltar pra casa, é melhor, não tem necessidade de...

Falei mas eles me interromperam

— Não!

Falaram juntos.

— Mas gente, pra que ir até o Rio só pra falar que meu marido tem dona? Não acham exagerado?

Falei e Bruna trocou de lugar com Vitor, ficando ao meu lado

— Vou contar pra vocês da história do bofe que eu peguei na balada! So-cor-ro que boy maravilhoso. - Dona Mari riu enquanto ele contava enquanto caminhavamos até o portão, cada um com suas malas. — Então né menina, eu cheguei chegando na balada, como sempre, Mari, você tem que ver bisha, eu ando desfilando, igualzinha a, aquela menina lá, é... - Ele tenta lembrar do nome. — Gi Bundaetchen, como é mesmo?

Eu ria 

— Gisele Bündchen, Vitor!

Falei e nós conversamos enquanto caminhavamos

— Jeeeeeeesus - Vitor falou alto , chamando atenção de algumas pessoas, ele se abaixou empinando a bunda para o boy e arrumando o cabelo, colocando um salto alto. — Aquilo não é um boy não é um deuso! Espero que ele vá pra Paris com a gente.

Eu e Bruna nos olhamos. Sentamos nas cadeiras aguardando o nosso vôo. Eu estava querendo ir, mas querendo ficar. Fiquei sabendo que ele iria gravar a segunda parte do programa hoje, e, que teria a participação especial daquela lá. Dormi a maior parte do vôo, e, adivinha quem ficou ao meu lado indecisa pra achar um filme? Ela mesmo.

— Bisha olha pra mim, para de dormir desgraçada. Vai me deixar falando sozinha? - ele falou me cutucando e eu ria colocando um casaco por conta do ar condicionado do avião. — Senhora, qual filme eu escolho? Por quê essa aqui nem me dá atenção, vou dar na cara dela, já que não posso chutar essa daí por que tem um demônio na barriga dessa aí

Vitor disse me fazendo rir e te empurrando de leve

— Não fala assim dela, tadinha. Anda dormindo muito, filha?

A senhora perguntou e eu respondi colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha, e cruzando as pernas.

— Bastante. - ri. — Até demais ás vezes

— Pode ser uma menininha, olha, eu tenho dois filhos, um homem e uma mulher. A mulher nasceu primeiro, eu dormia demais, comia muito, já na do homem era diferente. 

Ela contou da sua história de vida, e, eu obviamente só dormi tadinha. Vitor ficou conversando com ela, dormi ouvindo Mesmo Sem Estar do Luan com a Sandy. Era incrível como a voz dele era doce, seu jeito me encantava demais, eu não imaginava que chegaria a esse ponto de ter que ir a outro estado só por um 'ciuminho', mas fazer o que? Estou grávida, Luan tem que estar presente em alguns momentos, sim. 

Acordei com Vitor me chamando, me levantei e peguei a bolsa e o fone, era tudo o que eu teria levado. Saímos do avião e passamos pra pegar as malas, alguns sites já haviam postado que "A Família Santana" estava embarcando para o Rio de Janeiro. Luan com certeza vai saber disso, ninguém contou pra ele. Então, provavelmente ele só vai saber que nós estamos no Rio quando chegarmos lá. Bruna falou com o Rober e disse que "só ela" estava no Rio.

— Parece que a gente vai roubar a casa da moeda na Espanha, credo. - Vitor disse. — La Casa dos Cruéis.

 Nós rimos.

— Acho que é o Rober vindo ali, né?

Bru disse e nós concordamos. Ele veio e se espantou

— Ué... C-como assim todos vocês vieram?... Mas..

Inventamos várias coisas, convencemos Rober a levar nós para onde seria a gravação, e sim, Vitor está incluso nessa. Arleyde deu algumas bronquinhas em nós mas nem ligamos, maturidade lá em cima. 

Fizemos de tudo para Luan não descobrir, e olha só, ele não descobriu. Conseguimos 'seguir' a Ariana. Nós vimos ela na praia, o hotel era de frente pro mar, adivinha? Ela levou vários tombos. Haja photoshop naquelas fotos.

Vesti uma saia não muito curta, preta e com flores vermelhas em volta. Um colar de esmeraldas, um cropped preto com um pouco de renda e um salto preto baixo. Bruna foi com um vestidinho, bem simples também. Vitor colocou Acordando o Prédio, e, pra falar a real, provavelmente ele queria mesmo acordar o prédio.

— Que fome bisha, meu Deus, essa piranha só dorme!

Vitor falou dando um chute fraco na minha perna enquanto eu "acordava".

— A Ariana postou as fotos cheias de Photoshop!

Bubu disse rindo enquanto mostrava pra gente.

— Ela não tem vergonha na cara não?

Marizete riu. Nós pedimos comida no quarto e elas chegaram. Quase comi a de todo mundo, só que eu não deixaram

— É pra tu nascer logo, ouviu desgraçada?

Vitor falou se referindo ao bebê enquanto nós rimos. Todos escovamos os dentes e fomos, e ficamos sabendo que Luan já estava gravando o "Vai Fernandinha" e que iriam ter alguns desafios  quentes pros dois. O pior não foi isso, o pior foi a Bru que estava dirigindo pela primeira vez depois de tirar a carteira, eu tentando colocar música na rádio no banco do passageiro e Vitor quase em pé no banco de trás rebolando a bunda quase morrendo e Dona Mari mandando ele sentar senão poderia morrer.

— CUIDADO BRUNA! 

Mari disse desesperada. Estávamos atrasados, Vitor continuava dançando e eu tentando colocar a música e Bruna em alta velocidade.

— Chegamos... todo mundo bem?

Perguntei rindo olhando pra trás, eles concordaram e entramos no hotel contando pro Well o caminho pra cá.

— O Luan não para de perguntar de você Jade, tô ficando até cansado viu? - ri fraco. —Contou desde quando vocês se conheceram..

Well disse

— Vai ter alguma participação especial ou só vai ter o Luan mesmo na segunda parte do programa?

Bru disse se fazendo de desentendida. Entramos no elevador e meu coração só doía. O que eu poderia encontrar quando chegasse lá? 

Chegamos lá no "estúdio" e conversamos com a Fer. 

— Luan, olha quem tá aqui.

Fer disse  e Luan me olhou.

Abracei Luan, podendo sentir seu perfume. Abracei todos e ficamos conversando, só ficou ruim a conversa quando vi a mulherzinha vindo e colocando a mão no ombro dele.

— Eles estão chamando a gente pra gravar aquelas cenas amorzinho..

Ariana falou no ouvido dele e nós ouvimos. Eu e Mari nos olhamos com sangue nos olhos mas fingimos que estava tudo bem.

— Te amo, tá? Fica assim não.

Luan me disse e eu assenti quando Siqueira se afastou.

— Pensa que vai ficar assim, né? - Mari falou alto chamando atenção de alguns. — Vem cá fofa. - Ariana perguntou se estava a chamando e Mari afirmou. — Não sei quantas vezes vamos ter que te falar que meu filho tem dona, e ela tá aqui ó. Só vendo você dando em cima dele, ela fica quieta, sabe porquê? Por que ela é uma moça educada. Que não está com ele por dinheiro, e sim, por o que ele tem por dentro, que é só amor e gratidão. Não vou te esculachar aqui na frente de todas as pessoas, mas, quero que você respeite o relacionamento deles, não tenta estragar, você só vai estar estragando a si mesmo. - Ariana engolia seco. —  Tem tantos homens bons por aí, eles podem não ter tanto dinheiro, mas eles vão ter amor pra te dar, carinho, mesmo nos momentos mais difíceis da tua vida. Mais respeito, por favor.

Ariana poderia ser tão boa, mas quis ser ao contrário. Acredito que depois que a dona Mari disse isso pra ela, ela vai pensar um pouquinho e ir mudando. 

Eles gravaram o programa, mudaram o roteiro e nós fomos pro hotel. Era umas cinco da tarde quando decidimos ir a praia, sorte que nós levamos biquínis,  e maiôs. Vesti um short branco, a parte de cima do biquíni era branca e a saída de praia também. 

Colocamos a canga e lá deitamos.

— Te amo 

Falei pra ele que estava distraído olhando o sol de fim de tarde. O mesmo sorriu pra mim e me beijou com intensidade me puxando mais pra perto. 

— Chegamos cambada de gulosos

Vitor falou quase derrubando a água de coco na areia.

— Êpa, cuidado ae

Luan disse e eu entreguei a água pra ele. 

. . .

Os meses passaram voando, estamos entrando com os papéis pra casa nova. A barriga está crescendo muito rápido, quer dizer, a nossa. Pois é, Bruninha tá grávida. De quem? Thiago Morais, seu melhor amigo. Eles estavam namorando mas só assumiram agora. Amanhã vamos pegar a chave da casa que é enorme. Quando pegarmos a chave vamos direto fazer a ultrassom para descobrir o sexo do bebê. 

— Agora duas, era só o que me faltava mesmo, hein viada? A uns quatro meses era só uma que tava com essa desgraça na barriga agora é tu também? Sai fora. - Vitor disse se sentando no meio de nós duas. — Não é pra deixar essas cria comigo quando vocês saírem pelo amor de Deus!

— Jamais faríamos isso!

Falei rindo piscando pra Bruna

— Para de graça viada

Vitor disse nos fazendo rir. 

— O Luan e o Thiago tão no futebol, né? - Amarildo disse se sentando sob o tapete, assenti. — Tô ansioso pra saber se vou ser vovô de menino ou menina! Pode deixar as crianças conosco se precisar, tudo bem?

Ele perguntou e eu ri fraco

— Não vai precisar, eu deixo elas com o Vitor..

Falei e ele me olhou 

— Sangue de Jesus tem poder, sai fora!

Nós rimos.





Notas Finais


Estamos chegando ao fim da fanfic.
Haja coração ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...