1. Spirit Fanfics >
  2. Mestre, Se Entregue! >
  3. Longe de Você.

História Mestre, Se Entregue! - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Demorou mas chegou!!!
Acharam que eu ia deixar vocês dormirem sem um capítulo hoje? <3
Primeiro de tudo, quero AGRADECER DEMAIS as favoritagens, os comentários, as visualizações... Sério! Vocês estão me deixando muito feliz e mal acostumada.

Nesse capítulo, Snape irá sentir na pele como é passar uma semana inteira sem poder conversar ou tocar em sua pequena. Será que ele vai aguentar?

Capítulo 16 - Longe de Você.


Fanfic / Fanfiction Mestre, Se Entregue! - Capítulo 16 - Longe de Você.

CAPÍTULO 16 – LONGE DE VOCÊ.

A segunda-feira chegara para os alunos e professores de Hogwarts. Severo Snape acordou revigorado, na manhã de 06 de Setembro de 1999. Sentia-se completo, como se novo sangue corresse em suas veias. Sentado em sua cama, refletia como em apenas cinco dias, uma garotinha de dezesseis anos havia mudado sua vida; tudo parecia ter sido colocado no lugar, no ângulo certo. Passara tanto tempo em solidão, que não se dava conta de como esse sentimento fazia falta. Agora que possuía esse calor no coração, seria difícil prosseguir sem ele. Lauren, como num passe de mágica, mudara a percepção de Snape sobre seus sentimentos, emoções, pensamentos. Fazia-o sentir como um adolescente apaixonado, com o coração acelerado o tempo todo, borboletas no estômago, urgências de uma mente viciada, condicionada à paixão. É claro que era tomado por uma sensação de culpa a maior parte do tempo, mas não deixaria esse momento, raríssimo para alguém como ele, esvair-se por entre seus dedos.

Tinha muitos medos, mas agora todos resumiam-se a perder Lauren: temia que descobrissem que estavam juntos; temia que ela enjoasse dele; ou que conhecesse um rapaz compatível com sua idade; que a menina achasse que seu jeito possessivo era demais para ela. Além disso, precisava pensar numa forma de poderem se ver, livre de riscos.

Lá fora fazia 15 graus, e o dia começava a clarear pela janela de Snape. Observava o sol nascer e refletia como poderia encontrar Lauren, pelo menos nos fins de semana. Em Hogwarts havia poucos lugares onde podiam ficar juntos... Não podia mais arriscar traze-la para seu quarto, pois era muito próximo do Salão Comunal de Sonserina. Muito menos em seu escritório, pois o susto da noite anterior ainda o aterrorizava. Pensou em algumas salas vazias do castelo, que eram mais afastadas, mas vários adolescentes também aproveitavam a oportunidade para se agarrar nessas salas.

“Certo, fora de Hogwarts...”

O local mais perto era a Casa dos Gritos, mas não levaria Lauren naquela pocilga caindo aos pedaços. Até que uma brilhante ideia surgiu em sua mente, o que fez seu coração bater mais rápido.

“Hogsmeade!”

Era perfeito! Era perto da escola, a garota tinha permissão para ir aos finais de semana, e era grande o suficiente para se afastarem do restante dos alunos. Lembrou de um pequeno hotel que a aldeia abrigava, afastado das ruas principais! Podiam se encontrar lá sem preocupações, pois era um local discreto e fora do interesse dos alunos.

Imediatamente, respirara aliviado. Até Lauren se formar em Hogwarts, teriam que pensar em como ficariam juntos, sem ninguém desconfiar.

“Se durar tudo isso, não é, Severo?”, incomodara sua velha e pessimista consciência.

Espantou o pensamento e foi direto tomar um banho quente. Conforme a água caía em seu corpo, imaginava como seria maravilhoso ter Lauren ali com ele e como já sentia falta dela. Afinal, seu contato com ela durante a semana seria mínimo.

“Terei que suspender as detenções restantes... Será praticamente impossível ficar com ela sozinho e não poder fazer nada.”

Pensava como um final de semana seria pouco para matar sua saudade e fazer tudo que sua mente desejava. Ainda tinha tantas coisas para ensina-la... Mas por enquanto teria de ser suficiente.

Snape decidira começar seu dia e não pensar mais em Lauren. Tinha que se concentrar nas dezenas de aulas que lecionaria naquela semana. Saiu do banho, vestiu-se em suas tradicionais vestes pretas, capa bordada com tons de verde, perfumou-se e rumou para o Salão Principal tomar café-da-manhã. Esperava poder pelo menos olha-la durante as refeições ou nos corredores.

Enquanto caminhava, viu vários garotos do sexto ano andando em bandos, rindo e conversando sobre meninas. Instantaneamente, refletiu se Lauren manteria sua promessa de não ter intimidade com garotos. Precisava começar a confiar nela e em si mesmo... Realmente achava que Lauren gostava dele. Não tinha dúvidas sobre isso, mas era naqueles moleques que ele não confiava.

Sentara-se em seu costumeiro lugar na mesa dos professores, que era iluminada pela luz do sol. O Salão estava cheio de alunos, com as mesas entupidas de comida. Levantou o olhar procurando por Lauren, e lá estava ela na mesa de Sonserina, sentada em um dos bancos mais distantes, próximo às portas. Seus cabelos louros brilhavam muito, como sempre. Snape identificaria aqueles cabelos a metros e metros de distância. Conversava animadamente com... Draco Malfoy. Snape fitava o garoto.

“Pelo menos não está agarrado nela”, observando que ele estava sentado na frente dela. Nunca se acostumaria com homens perto de sua menina.

Snape passara despercebido por Lauren no Salão. Na verdade, estava tão entretida com Draco, que nem olhava para os lados. Ria com o garoto, enquanto tomava seu chá. Gesticulava com as mãos, falando vigorosamente sobre algo que Snape não conseguia identificar. O professor tentou, com todas suas forças, controlar seu ciúme. Pelo que havia entendido, os dois realmente eram muito amigos. Teria que se acostumar. Durante o restante do dia, o Professor Snape não vira mais Lauren. Lecionou para várias turmas, mas a turma de Lauren só teria aula com ele na quinta-feira.

A noite, no jantar, Lauren sentara no meio da mesa de Sonserina, com vários colegas. Todos queriam conversar com ela, como de costume. Novamente, a garota nem havia levantado a cabeça para olhar Snape na mesa dos professores. Estava linda, com o uniforme da escola, e os cabelos soltos.

“Como é linda... Meu Deus”, sonhava Snape.

O professor foi dormir naquela noite desejando que Lauren estivesse com ele, e achou curioso que ela não havia o procurado.

No dia seguinte, a rotina se repetira. Snape levantara, fora tomar café-da-manhã, observara Lauren conversando com Draco, e depois não a vira mais.

Na quarta-feira, Snape já ardia em saudades. Sentia falta do beijo de Lauren, como um viciado. Desejava mais do que tudo mudar aquela situação. Tentava ao máximo manter-se focado em seus afazeres e não pensar em Lauren. Mas cada vez que via a menina, seu coração disparava. E não poder nem falar com ela, o matava lentamente. Naquela noite, no jantar, ela estava sentada ao lado de Spencer Sykes, que tentava, de todas as formas, puxar assunto com ela. Snape percebera que ela o ignorava. A garota era educada, mas não dava trela para ele. Porém, nem para Snape olhava. Nos últimos três dias, não cruzara o olhar com ele uma só vez. Snape imaginava que ela tentaria fazer contato pelo menos uma vez. Mas isso não aconteceu, fazendo com que ele fosse dormir pensativo naquela noite.

Na manhã de quinta-feira, ansiava pela aula de 14h, onde lecionaria a turma de Lauren, e lá poderia, pelo menos, observa-la por um pouco mais de tempo. Como um garoto que anseia por ver sua namorada, o coração de Snape batia forte a todo minuto. Contava os segundos para vê-la.

Quase expulsou a turma que antecedia a dela, tamanha a ansiedade. Quando os alunos do sexto ano adentraram a sala, Snape estava parado em frente sua mesa, fitando cada aluno que entrava pela porta. Tudo parou quando Lauren entrou na sala, com os cabelos presos num alto coque, com duas mechas nas laterais de seu rosto. Estava maravilhosamente linda; usava grandes argolas prateadas, chamando atenção para seu pescoço, que não possuía mais a marca de Snape. Ao passar pela porta, seu olhar cruzara com o do Professor Snape pela primeira vez na semana. O coração de Snape disparara e suas mãos começaram a suar. Como sempre, tudo acontecia lentamente, enquanto Lauren caminhava para sentar na primeira cadeira, bem na frente do professor. Quando cruzara as pernas, Snape foi ao céu. Fitava e secava a menina descaradamente. Ela retribuía seu olhar, voluptuosamente. Com os lábios avermelhados entreabertos, um suave sorriso emoldurava seu rosto. Snape desejava poder toca-la, beija-la, abraça-la. Não seria fácil lecionar aquela aula.

Seus pensamentos foram interrompidos com uma estridente voz de alguém que tinha acabado de entrar na sala.

- Bom dia, Professor! – disse Natalie Jones, sorrindo sensualmente.

- Bom dia. – respondeu Snape, muito seco. – Peguem seus pergaminhos e penas, hoje vão aprender a Poção do Morto-Vivo. Vou ensina-los a preparar da forma correta, não precisarão usar seus livros. Prestem muita atenção, pois não vou repetir, e no final, quero que a preparem. Os auxiliarei, se necessário.

Enquanto explicava, andava entre as fileiras, acompanhando os alunos. Ao passar na frente de Lauren, sentiu o cheiro de seu perfume, o que o fez se desconcentrar por alguns segundos. Concentrada, anotava cada palavra de Snape. Mordia os lábios ao escrever, e aquilo acabara com Snape. De vez em quando, parava para colocar as mechas de cabelo atrás da orelha, que insistiam em cair. Snape a admirava, e a cada segundo a achava mais perfeita. Sentia falta de absolutamente tudo nela. Seu cheiro, seu calor, seu gosto...

Na metade da aula, os alunos se posicionaram na frente de seus caldeirões para preparar a difícil poção. Alguns já penavam para encontrar os ingredientes necessários. Malfoy e sua turma mais bagunçavam do que trabalhavam. Natalie Jones já havia explodido seu caldeirão três vezes. Lauren, porém, preparava a poção com maestria, consultando suas anotações.

- Ótimo trabalho, srta. Niemberg. – comentou Snape em voz alta, passando atrás da menina. – Muito bom mesmo. – sussurrou em seu ouvido.

Lauren sorrira deliciosamente para Snape.

- Obrigada, Professor Snape.

Chegando ao final da aula, o professor passou avaliando as poções, e poucos conseguiram chegar a um resultado razoável.

- Espero que nenhum de vocês esteja pensando em seguir carreira com Poções, baseado no que vi hoje. Poucos conseguiram de fato ter um resultado bom. Tirando a srta. Niemberg, todos foram miseravelmente mal. Aliás, senhorita, gostaria de trocar uma palavrinha ao final da aula.

Lauren o olhara assustada.

- Classe dispensada. – anunciou Snape.

Os estudantes começaram a guardar seus pertences, deixando Lauren para trás. Quando Snape percebera que não havia mais ninguém na sala, se aproximara da menina e cochichou:

- Você está muito linda... Vai me matar desse jeito. – disse Snape franzindo o cenho.

Os olhos de Lauren brilharam.

- Eu não estou aguentando de saudade. – declarou rapidamente. – Estou tentando manter a distância para ninguém desconfiar, mas... preciso de você!

Lauren mordia o lábio, tentando conter sua emoção. Sua voz deixava transparecer o quanto estava sentindo a falta do professor.

- Eu sei! – murmurou Snape. – Acho que encontrei uma solução. As excursões para Hogsmeade, aos finais de semana, são liberadas a partir das 08h da manhã, certo? Sábado, acorde cedo e vá para lá antes de todos, no primeiro horário! Peça um quarto no hotel Wings e me espere lá. Você entendeu?

- Sim, senhor. – disse Lauren, balançando a cabeça.

- Agora vá!

A vontade de Snape era abraça-la e dar um beijo de despedida, mas não podia fazer isso ali.

Naquela noite, o Professor Snape fora para cama imaginando tudo que queria fazer com Lauren quando finalmente o sábado chegasse. Seus devaneios o levavam por caminhos selvagens. Mas, antes de adormecer, Snape concluiu que a única coisa que queria de verdade, era abraçar Lauren e dormir com ela em seus braços.


Notas Finais


E aí?? O que vocês acham que vai acontecer em Hogsmeade? :X
Deixem aqui nos comentários suas opiniões sobre esse capítulo \o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...