História Meu Admirador Secreto ( Malec ) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas de Bane, Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Aline Penhallow, Catarina Loss, Clary Fairchild (Clary Fray), Emma Carstaris, Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jem Carstairs, Julian Blackthorn, Lady Camille Belcourt, Luke Graymark, Magnus Bane, Maia Roberts, Maryse Lightwood, Ragnor Fell, Raphael Santiago, Robert Lightwood, Sebastian Verlac, Simon Lewis, Tessa Gray, Valentim Morgenstern
Tags Admirador Secreto, Alec, Amor, Amor Verdadeiro, Magnus Bane, Malec, Shadowhunters
Visualizações 86
Palavras 2.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Contém lemon (+18)e pegação de todos os tipos, cores e modelos... rs

Aproveitem!!!!

Capítulo 22 - Festa dos Calouros


Capítulo 22 • A festa dos Calouros


Todos os oito moradores da República dos amigos já estavam perfeitamente arrumados, Izzy usava um vestido vermelho com uma enorme fenda até o meio das coxas, seus cabelos longos estavam soltos e lisos. Simon, seu namorado nerd, vestia uma calça jeans escura e uma camisa azul clara. Clary vestia uma calça leging preta e uma blusa tomara que caia vermelha com estampa floral e seus cabelos ruivos estavam soltos e cacheados nas pontas. Jace, seu namorado loiro, vestia calça jeans clara e uma camisa azul escura levemente estampada. Alec vestia uma calça preta com uma camisa salmão bem clarinha e sua barba levemente crescida dava um ar de bad boy que o deixava incrivelmente sexy. Já seu namorado, Magnus, vestia uma calça vinho e uma camisa verde musgo e seus cabelos estavam arrumados em um topete levemente bagunçado. Tessa vestia um delicado vestido rosa com detalhes em preto e branco e seus cabelos loiros estavam semi-presos. Will, para combinar com sua namorada, optou por uma camisa rosa com uma calça preta. 

 Todos estavam extremamente empolgados, eles não viam a hora de chegar a festa. Porém como todos pretendiam beber muito durante na festa, acharam mais prudente irem de Taxi. Então eles chamaram dois carros, pois assim conseguiriam acomodar dois casais em cada carro. 

Assim que chegaram na Universidade eles encontram os demais amigos que já os aguardavam na entrada. Mark, Chris, Camille, James, Aline, Hellen, Jullian e Emma também estava muito bem vestidos. 

Mark optou por uma calça jeans e uma blusa vermelha. Chris também estava de calça jeans, porém com uma camiseta cinza com um blusão verde por cima. Camille usava um vestido totalmente colado no corpo na cor preta, o que realçava ainda mais sua pele clara e seus cabelos loiros. Já James parecia ter combinado com Tessa e Will, pois vestia uma camisa rosa igual a de Will, porém com calça branca. Aline optou por uma calça preta com uma blusa branca e um casaco também preto e sua acompanhante Hellen optou por um charmoso vestido lilás. Para finalizar, o mais novo casal do grupo, Jullian e Emma, vestiam roupas pretas. Jullian calça e camisa e Emma um vestido rodado com um leve decote nas costas.

 A festa acontecia no espaço do auditório, porém todas as cadeiras foram retiradas o transformando em um amplo salão que estava decorado com o tema "flores da primavera". Toda a decoração era muito colorida e repleta de vários tipos diferentes de flores. Havia uma banda, assim como um DJ para animar a festa. A banda começaria a tocar e depois no meio da festa o DJ assumiria, assim a festa teria sempre música tocando. 

Havia uma mesa repleta de lanches, comidas e diversos petiscos e também um grande um bar com vários tipos de bebidas, como cerveja, vodka, caipirinha, coquetéis, ices, refrigerantes e sucos, além é claro da menos procurada de todas, a água mineral. Todas as bebidas eram liberadas, bastava apenas apresentar a carteirinha da Universidade para comprovar que o aluno e maior de idade, pois os alunos com menos de 18 anos não podem retirar bebidas alcoólicas, exceto se fossem emancipados, como era o caso de Magnus.

  Assim que os amigos entraram na festa eles se separaram, alguns foram para a mesa das comidas, outros para o bar, mas a maioria foi mesmo para pista de dança. A banda tocava as mais variadas músicas, todas elas sempre muito animadas, o que fazia com que todos quisessem dançar sem parar.  

  Emma e Jullian, Izzy e Simon, assim como Clary e Jace e Chris optaram pela pista de dança e dançavam uma música atrás da outra.

Já Mark, Camille, Hellen e Aline preferiram ir provar os diversos tipos de comidas que haviam antes irem beber e dançar. 

 Já o novo "trio", quase inseparável, que estava dispertando vários olhares e muita curiosidade, Will, Tessa e James foram direto para o bar para beberem e coversarem. Assim como Alec e Magnus que também preferiram o bar, mas no caso deles era para beberem e se agarrarem. Porém quando a banda tocou a música favorita de Alec, Back to you, ele não resistiu e puxou Magnus, que estampava um sorriso malicioso, para o meio da pista de dança e quando o refrão chegou Alec rebolou como nunca, roçando intensamente seu quadril no de Magnus enquantos os lábios inchados de ambos trocavam beijos quentes, deixando os dois perdidos em tanto desejo e paixão. 


  "...Whoah, you stress me out, you kill me

(Whoah, você me estressa, você me mata)


You drag me down, you fuck me up

(Você me derruba, você me fode)


We're on the ground, we're screaming

(Estamos no chão, estamos gritando)


I don't know how to make it stop

(Eu não sei como fazer isso parar)


I love it, I hate it, and I can't take it

(Eu amo, eu odeio e não posso aceitar)


But I keep on coming back to you, back to you..."

(Mas eu continuo voltando para você, voltando para você)


 Depois de algumas horas de festa todos já haviam passado por todos cantos e alguns já se encontravam levemente alcoolizados e outros já completamente bêbados, mas com certeza todos estavam ainda estavam muito animados. 

  Izzy, que já estava com o teor alcoólico bem elevado, dançava e se agarrava freneticamente com Simon, sendo impedida pelo namorado toda vez que ela sismava que queria subir em cima da mesa para dançar. 

  Mark, Jullian e Emma haviam ido embora no meio da festa. Mark já bastante bêbado alegou que estava carente e sentindo muita falta do Kiera, então antes que ele fizesse qualquer besteira movido pelo álcool ele preferiu volta para casa. Já Jullian e Emma, que não estavam nem um pouco bêbados, deixaram claro através da troca de olhares que estavam indo para algum lugar fora da Universidade onde poderiam ter mais "privacidade".

 Will, Tessa e James, agora apelidado de Jim, dançavam juntos. Isso mesmo, os três estavam dançando agarrados e se beijando loucamente. Desde o primeiro dia de aula, quando todos foram apresentados, as trocas de olhares entre Jim e Tessa e Will eram sempre muito constantes e parece que o álcool os ajudou a liberar a vontade que eles estavam tentando reprimir. 

 Aline e Hellen, aparentemente as mais sobrias do grupo, dançavam trocando carícias e alguns beijos discretos.

 Chris estava agarrado com duas garotas que ninguém conhecia, na verdade nem ele conhecia ou sabia o nome das meninas, mas o que importava para ele era se divertir e isso ele estava fazendo e muito, pois as duas meninas eram realmente muito bonitas, assim como o próprio Chris que era um lindo negro alto, de ombros largos e corpo levemente musculoso.

 Jace e Clary, depois de muito dançarem, beberem e se agarrarem, sairam de fininho do auditório com sorrisos maliciosos nos lábios. Sorrisos que indicavam que eles iriam aprontar alguma coisa, alguma coisa boa, é claro.

 Alec estava sentado no bar tomando mais um drink, entre tantos que já vinha tomando durante a noite. Mas ele era bem resistente ao álcool, porque em sua época de pegador, antes do Magnus aparecer em sua vida, as saídas notunas e as bibidas alcoólicas eram suas acompanhantes, então por mais que já tivesse bebido muito, ele não estava bêbado, podemos dizer que ele estava apenas um pouco alto. 

Ele olhava para a pista de dança e se amaldiçoava por ter concordado com aquilo, ele sabia que Magnus e Camille eram apenas amigos, mas vê-la dançando com seu namorado estava deixando Alec com ciúmes. Por mais que ele soubesse que não havia nada entre os dois, ele estava se sentindo incomodado, mas não faria barraco, ele não iria até lá e arrancaria Magnus dos braços da loira, por mais que essa fosse sua real vontade. Pois ele tinha consciência de que essa seria uma atitude infantil e totalmente desnecessária, afinal Magnus sempre deixou claro que gostava muito de ter Camille com amiga, apenas como amiga. Então Alec desviou o olhar da pista de dança e encarou o líquido azul que estava em seu copo. 


- Como pode o cara mais lindo da festa está aqui bebendo sozinho? - Alec olhou espantado ao sentir uma mão tocando seu ombro e ao ouvir o que a mulher morena lhe falou.


- E... - Antes que Alec pudesse pronunciar qualquer coisa, Magnus puxou a tal mulher pelo braço, fazendo com que ela retirasse a mão do ombro de Alec e falou com a voz meio pesada, pois além de nervoso, ele estava levemente bêbado. Magnus de fato não esta nem um pouco acostumado a ingerir bebidas alcoólicas, então poucas doses foram o suficiente alto. 


- Tire essas suas mãos sujas do MEU NAMORADO, sua Vadia! -A tal morena ficou sem graça e para evitar um escândalo ainda maior tratou de se desculpar e se retirar rapidamente. Assim que a tal mulher se afastou, Magnus deu tapa no braço de Alec - Será que eu não posso deixar você dois minutos sozinho sem correr o risco de tentarem te roubar de mim? - Magnus perguntou choroso e fazendo biquinho, muito provavelmente por causa do efeito do álcool. Alec sorriu pela atitude e pelas palavras do namorado, então sem deixar Magnus falar mais nada colou seus lábios no lindo biquinho de birra. Bico que rapidamente se desfez para dar início a um beijo quente e que prometia muito mais. Assim que eles finalizaram o beijo, Magnus susurrou no pé do ouvido de Alec, fazendo-o tremer e ficar completamente excitado. 

-Alecz-sander... eu preciso de você... eu quero que você me foda forte, fundo e me enlouqueça como só você sabe fazer. -Alec puxou Magnus pela mão e começou a andar rapidamente para fora do auditório e depois em direção ao portão, mas no meio do caminho foi parado por Magnus, fazendo com que Alec se virasse e ficasse frente a frente com ele.


-Pra onde estamos indo, Amor? - a voz de Magnus estava pesada por causa do álcool e carregada e desejo.


-Para casa, você não disse que queria...


-Shh!!!- Antes de Alec terminar de falar Magnus o interrompeu e falou-Não dá tempo. Eu quero você aqui e agora. - As palavras de Magnus acabaram com o fio de sanidade que ainda lhe restava. Então Alec olhou ao redor e sem pensar duas vezes e puxou Magnus em direção a quadra, Alec lembrou que a porta de emergência não ficava trancada e foi por ela que eles entraram, seguindo depois em direção ao vestiário. 

  Alec e Magnus entraram no vestiário totalmente embolados e aos beijos. Sem se desgrudar de Magnus Alec trancou a porta e em seguida o suspendeu fazendo com que o menor colocasse as pernas ao redor de sua cintura. Alec colocou Magnus sobre a pia e com a pressa e com o desejo lhes corroendo, eles rapidamente se despiram. Alec se abaixou e antes que Magnus falasse qualquer coisa, ele colocou o membro ereto de Magnus na boca fazendo-o gemer e se contorcer. 


-Arhhh, Alecz-xander!!! 


Enquanto o chupava como uma criança arteira chupa seu doce favorito, Alec aproveitou e o preparou para recebê-lo. Ao perceber que Magnus estava prestes a gozar Alec largou o membro e retirou os dedos fazendo Magnus reclamar pelo abandono. 


-Ah Mags... Você vai gozar, mas só vai gozar quando eu tiver metendo forte e fundo em você. - Alec falou com a voz tomada pela luxúria. 


Aos gemidos Magnus falou - Então... o que você esta esperando, eu preciso sentir você... AGORA!!! - Sem perder tempo Alec espalhou o pré-gozo por sua glânde e o penetrou de uma única vez acertando diretamente naquele ponto tão sensível e tão conhecido de ambos. A partir daí tudo se transformou em um emaranhado de beijos, movimentos, arfadas e gemidos, até que por fim ambos gritaram ao atingirem seus ápices e se desmancharem no mais puro prazer. 


-Arh... Maa-gnus!!!


-Arh... Alecz-xander!!!




"Tanto Alec quanto Magnus perceberam que mesmo quando o sexo é forte e selvagem sempre há amor, porque entre eles sempre haverá amor... Aconteça o que acontecer, isso nunca mudará."


Notas Finais


Desculpe se passou algum errinho.


Beijos e até o próximo capítulo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...