História Meu Alfa-Jungkook( Reescrevendo) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 62
Palavras 748
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Helooo, aq estou eu com mais um capituloooooooooooooo yey!^^
Boa leitura ;3

Capítulo 6 - Alone at the night


Acordei com as mãos e os pés amarrados em uma cadeira, e com a cabeça latejando e confusa.


Atordoada, olhei em volta, mas não reconheci o local em que eu estava. Olhei pro lado, e vi uma janela, com uma cortina a cobrindo. Estava escuro, então provavelmente estava de noite.


Percebendo a situação em que eu estava, tentei desesperadamente me soltar.


Uma ação sem sucesso.


Quando estava prestes a gritar por socorro, um homem apareceu na minha frente. Não consegui reconhecê-lo, pois era como se ele fosse uma sombra. Eu não via seu rosto, mas pela silhueta, percebi que ele traçava um terno.


- Olha só quem está aqui...- falou ironicamente- parece que desta vez aquele lobinho não vem te ajudar não é mesmo?- falou em uma voz falsamente triste, logo dando um risinho.


- O que...?- perguntei confusa.


- Agora você vai saber o que sempre esteve dentro de você- falou dando uma risada perturbadora. Ele foi em direção a uma mesa que estava no canto daquele cômodo, e pegou uma coisa pontuda, me fazendo engolir a seco.

 

Uma faca.


Ele se ajoelhou lentamente na minha frente, mas tudo que eu fazia no momento era chorar.


- Por que você está fazendo isso?- perguntei com a voz trêmula, ainda tentando ver o rosto do homem na minha frente.


- Por causa da sua mãe.


- Minha o qu- fui interrompida por ele enfiando a faca na minha coxa, me arrancando um grito de dor.


- Isso, grite mais, está quase- falou seco.


Um gemido de dor saiu da minha garganta.


- J-UNGKOOK!



Acordei chorando, com alguém me balançando desesperado. Eu não sei o que deu em mim, eu só pulei nos braços da pessoa, sem me importar quem era. Apoiei minha cabeça em seu peito duro e reparei que devia ser um menino. Soltei todo o choro guardado dentro de mim, enquanto o sujeito acariciava meus cabelos de uma forma calma, conseguindo me acalmar aos poucos.


Quando finalmente consegui parar de chorar, me desvencilhei delicadamente, olhando para a pessoa que estava na minha frente. O olhei confusa. Quem me fez cafuné e me viu chorando foi o Jungkook.


Rapidamente olhei o local em que eu estava. Não era meu quarto, e sim um quarto grande, com pôsters de grupos nas paredes e algumas fotos na cômoda. Parecia ser de lobos...  Mas antes de eu checar direito, Jungkook me interrompeu.


- Você está no meu "cantinho"- falou sorrindo- Aqui é uma casa que eu gosto de vir quando quero ficar sozinho- olhou em volta dando um sorrisinho.


Eu ainda estava confusa de como eu fui parar ali. E parece que ele percebeu, porque quando voltou a olhar pra mim, logo se apressou em exclarecer a situação.




- Ontem eu estava com o Tae hyung andando por aqui, quando a gente viu você desmaiada, apenas com uma casaco fino te cobrindo no meio dessa neve toda. A gente não ia simplesmente te deixar lá, então te trouxemos para cá e cuidamos de você- falou dando aquele sorriso de coelhinho.


- Como cuidaram?- perguntei desconfiada e ele deu uma risadinha.

- Fica calma, não fizemos nada pervertido- falou rindo- apenas te deixamos aqui e eu cuidei da sua febre- deu um peteleco na minha testa, brincando.


- Ah... Obrigada- falei corando.

Junguuk deu um sorrisinho, mas logo ele ficou com uma expressão séria.


- Mas me diz uma coisa. O que você estava fazendo ontem sozinha na floresta no meio da noite?- continuou sério.


- Eu não sei... Só deu vontade...- abaixei a cabeça.

- Bem, pelo menos você tá bem- deu um sorriso- vamos, o Tae está esperando lá na cozinha- falou se levantando e estendendo a mão pra mim.


- Ele está aqui?- perguntei pegando em sua mão estendida.


- Sim!


Fomos em direção à cozinha de mãos dadas e encontrando Tae Tae fazendo ramén, ou pelo menos tentando. Eu não estava ligando de ter tanta intimidade com o Jungkook assim, de uma hora pra outra, era como se já fosse algo natural.


- Tae Tae?- chamei. Ele se virou e foi correndo em minha direção, me abraçando. Jungkook revirou os olhos e se sentou na mesa.


- Tá tudo bem? Você já está melhor? O que você estava fazendo na floresta ontem garota??- perguntou me analisando, eu não sabia se ele estava feliz ou zangado no momento.


- Calma Tae- ri- eu já estou melhor, vocês cuidaram bem de mim- manto o sorriso.


- Ah, que bom! Então vamos tomar o café da manhã- me puxou em direção à mesa.


Uma coisa que não saía da minha cabeça era... 


O que eles estavam fazendo ontem na floresta no meio da noite?




































Continuo? (・・;)




Notas Finais


Tae hyung, tenderam? Kkkkkkkk
Espero que tenham gostaduu
Bjuuussss 😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...