1. Spirit Fanfics >
  2. Meu Alfa Resmungão >
  3. Três anos.

História Meu Alfa Resmungão - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, desculpa pela falta de capítulo nesse domigo, mas aconteceu alguns problemas na minha vida, mas está aos poucos andando.

Capítulo 13 - Três anos.


O movimento naquele aeroporto deixava todos aflitos esperando o avião de Jungkook ser chamado urgentemente, sua mãe sentia uma angústia ao ver seu filho ir para longe para deixando com o coração apertado, mas ao mesmo tempo orgulhosa dele seguir os deia sonhos, já que esperava por aquilo desde os seus doze anos.

Chegou se tudo estava no lugar, e respirou fundo sentindo a sua mãe agarrar a sua mão sorrindo para si. Foi apenas um chamada e todos ali caíram no choro ao saber que Jungkook só voltaria daqui a cinco anos para a Coréia. 

— Eu vou sentir muita falta do meu ômegazinho. — seu pai o abraçou com força sentindo a garganta arder só de pensar que ficaria longe do seu bebê, o soltou para ir abraçar a sua mãe que limpava o rosto cheio de lágrimas. 

— O meu bebê, a mamãe vai sempre te mandar mensagem e atenda as minhas ligações, por favor. — o apertou contra seus braços lembrando de quando o brotinho era apenas seu pequeno filhote em seus braços. 

Jungkook limpou o rosto concordando com a cabeça e se soltando da mãe, vendo ela ser abraçada pelo seu pai. Olhou para os seus amigos que estavam sorrindo, mas Hoseok deixava transparecer a lágrimas em seu rosto. 

— Eu vou sentir muito a falta de vocês dois. — sussurrou olhando para o casal e logo o ômega o abraçou com força dizendo palavras bonitas no seu ouvido causando mais choro no Jeon. 

— E volte para o nosso casamento. — foi a última coisa que ouviu antes de se separar do Min e ir abraçar Hoseok que apenas chorava. 

— Você também vai fazer falta para a gente. — a única frase que conseguiu falar sem chorar muito forte enquanto enrolava os braços em volta do pescoço do ômega — Seja feliz por lá. 

— Eu pretendo. — deu um último aceno indo para o portão B evitando olhar para trás sabendo que poderia chorar horrores ao olhar para trás. 

(...) 


Três anos depois. 

Ao sentir o vento gelado contra o seu rosto, Jungkook sorriu ao saber que estava de volta no seu lar. Olhava a paisagem pela janela aberta do carro sentindo a nostalgia voltar para a sua memória rapidamente dos momentos que teve naquele lugar. 

A saudades que sentia de todos era inevitável, achava que tudo estava igual a antes, mas para o seu engano, havia muito coisa mudada ali, porém ele as poucos descobriria o que estava acontecendo. 

Ao ver a fachada da sua antiga casa, sorriu e olhou para o namorado ao seu lado que sorriu igualmente para si. Kim Seokjin, o alfa que tinha conhecido no Canadá alguns meses depois da sua chegada, estando completando cinco meses de namoro. 

— Será que os seus pais vão gostar de mim? — o alfa perguntou sentindo a sua mão ser segurada com carinho pelo ômega que tinha um pequeno sorriso nos lábios. 

— Sim, eles já gostam de você só por estar namorando comigo. — fez graça tirando uma risada do namorado logo ganhando um beijo na boca. 

— E os seus amigos? — perguntou novamente se sentindo inseguro — O teu amigo Yoongi é bem bravo. 

— Aquilo é só cara, ele é um bebêzinho. — acariciou a mão do alfa antes do carro parar e eles saírem enquanto o motorista foi até o porta malas pegando a bagagem. 

— Se você diz. — suspirou ajudando o motorista e indo atrás do ômega que o esperou vendo a porta da frente aberta enquanto o portão estava trancado, apertou a campainha e logo uma voz desconhecida atendeu. 

Alô? 

Com licença, aqui ainda mora os Jeon's? — falou recebendo um confirmação na garganta — Poderia abrir o portão, por favor. 

E quem seria? — perguntou em um tom de desconfiança. 

— Não fale isso a eles, por favor, mas eu sou o filho deles. — disse para poucos segundos ouvir o portão abrir e uma moça abrindo a porta principal. 

— Bom dia, seus pais estão no quintal comemorando o aniversário do seu pai. — disse o acompanhado até lá dentro, Jungkook que meio perdido foi junto fazendo o namorado deixar as malas ali na sala.

Sentiu o corpo suar de ansiedade e felicidade para ver seus pais depois de alguns anos. Percebeu o quanto a sua casa estava mudada desde a sua partida e a quantidade de fotos suas espalhadas pela mesma, tinha até uma com o Jin na estante do corredor. 

Ao ver o quintal pela porta dos fundos várias pessoas desconhecidas por si, mas aquilo não era tão importante quanto a surpresa que estava planejando para o seu pai desde que soube do casamento dos melhores amigos. Assim que pisou na varanda do quintal pode ver o seu pai contando pedaços de bolo junto a sua mãe, olhou em volta e percebeu que aqueles poderiam ser os novos amigos do seu pai no emprego novo que ele conseguiu, porém arregalou os olhos ao ver Park Jimin ao lado dos seus pais segurando a mão da sua filha junto ao ômega ao qual o viu na lanchonete. 

— Está tudo bem, meu amor? — o seu alfa perguntou colocando a mão na cintura do mesmo o tendo acalmar. 

— Sim, mas eu só não esperava ver o Jimin ali, Jin. — falou  tremendo um pouco e respirou fundo ao ver o seu pai dar um pedaço de bolo ao seu ex-namorado.

— Eu também não, mas os seus pais são mais importantes nesse momento. — sorriu e beijou os lábios rosinhas vendo o ômega tremer um pouco e se virar para os seus pais. 

— Será que tem um pedaço do bolo para mim?! — gritou recebendo a atenção de todos e logo ouviu o choro da sua mãe e seu pai vindo correndo até si quase o derrubando — Pai. 

— O meu filho, meu pequeno bebê, que saudades que estava de você. — e chorou com força quase sufocando o ômega, indo direto para o chão enquanto acariciava os cabelos castanhos do filho — Meu filho voltou. 

— Não totalmente, pai. — se separou vendo ele negar com a cabeça e logo a sua mãe o abraçou chorando alto e agradecendo a Deus pelo volta do seu filho — Mãe, calma. 

— Como eu vou ter calma num momento desses? — se separou limpando o rosto e olhando para o alfa ao lado sorrindo para os pais do ômega — Você é o namorado do meu bebê? 

— Mãe e pai, esse é o Jin, meu alfa. — disse vendo os dois sorrindo e logo seu pai virou gritando alegre pela volta do Jeon mais novo — E pai, feliz aniversário. 

— Muito obrigado, meu filho, você foi o melhor presente. — sorriu grande e olhou para Jin vendo cumprimentar a sua mão e o seu pai — Bom, espero que vocês estejam com fome devido a viagem. 

— Você não imagina o quanto. — Jungkook disse colocando a mão na barriga e olhando para Jin que sorriu pegando a sua mão. 

— Vem, o Jimin escolheu só comidas muito boas para a festa. — a sua mãe disse animada puxando o filho até a mesa de comidas dando de cara com o ex-namorado. 

— Seja bem-vindo de volta, Jungkook. — sorriu deixando as bochechas do ômega quente e vermelhas, não passando despercebida pela sua mãe. 

— Titio! — ouviu a voz da pequena Jisoo que o olhou risonha e alegre, ela sempre gostou muito do Jungkook — Onde você estava esse tempo todo? 

— A pequena, eu estava estudando e trabalhando em outro país. — disse vendo ela levantar os ombros e abrir os braços para se agarrar no ômega a pegando no colo. 

— Jungkook, tome cuidado, querido. — Jin alertou vendo o ômega concordar com a cabeça, logo viu os amigos entrando pela porta com os presentes para o seu pai e abrindo a boca chocados ao ver o melhor amigo ali. 

— Jungkookie!!! — o grito saiu animado e assim os dois saíram correndo até o ômega que tirava a criança do seu colo para ser abraçado pelos dois — Por que não avisou a gente, seu ômega desnaturado? 

— Surpresa. — sorriu sentindo o corpo ser soltado e logo atacaram o namorado do ômega que apenas ria da situação.

— Meu filho, esse daqui é Kim Taehyung, o meu chefe. — Jungkook olhou para o ômega a sua frente sentindo o rosto corar na hora. 

— Muito prazer, Jungkook, e sinto muito naquele dia. — o ômega coçou a cabeça sorrindo nervoso vendo o Jeon sorrir também — Eu achava que você estava tentando fazer ciúmes no meu soulmate

— Tudo bem, Kim, já foi a muito tempo isso. — sorriu logo vendo um sorriso iluminado naquelas lábios finos para si. 

— Okay, então você vai voltar o Jimin? — perguntou deixando o ômega todo constrangido e nervoso. 

— Taehyung, ele já tem namorado. — Jimin sussurrou no ouvido do amigo observando as bochechas rosadas do ômega a sua frente. 

— A desculpa, eu não sabia. — sorriu cínico na visão do melhor amigo. 

— Tudo bem, mas o que tem para comer? — olhou em volta e viu alguns pratos bem estranhos ali e já sentiu o estômago recusar só pelo cheiro. 

— Bom, tem esses pratos com nomes estranhos que Jimin diz ser bom, mas ele já é acostumado com essas coisas que rico fresco. — Taehyung disse fazendo o Jeon rir. 

— São bons sim, pare de reclamar. — tirou o amigo de cima do ômega e suspirou olhando para o rosto angelical — Eu ajudo você escolher alguns. 

— Bom, eu sinto cheiro de um bem ruim e eu já estou enjoado de sentir o cheiro. — falou olhando com desdém para um estranho e apontou para o prato recebendo um sorriso bonito do alfa a sua frente. 

— Huh, está doente para de sentir enjoado? — perguntou pegando alguns salgados e olhando as vezes pro ômega com aquele moletom enorme em si.

Não, eu estou grávido. — disse assustando todo mundo ali  deixando o ômega confuso com a reação de todos. 

Como assim Jeon Jungkook estava grávido? 


Notas Finais


Surpresa!!!
Gente, apenas dois capítulos para o final, segura o coração.

Link do grupo de leitores:
https://chat.whatsapp.com/IR6H3coQkft6iGxQIlLtKi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...