História Meu amado babá - Capítulo 75


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Ako_saki, Ayato Sakamaki, Cadeirante, Diabolik Lovers, Meu Babá
Visualizações 65
Palavras 548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura -3-

Capítulo 75 - 2T Komori yuu, desaparecido não encontrado.


Fanfic / Fanfiction Meu amado babá - Capítulo 75 - 2T Komori yuu, desaparecido não encontrado.


Amai narrando.


Ayato estava me levando em direção a qualquer lugar. Logo ele parou no meio da rua e me olhou.

Ayato: hum, sabe onde ela mora?_ bati com a mão em minha testa levemente, soltei um suspiro cansada assim o olhando novamente.

_ Ayato, se você não sabe onde ela mora porque saiu me puxando?!_

Ayato: foi você quem deu a ideia de ir atrás da Sally. _

_ sim mas, eu não falei que sabia onde ela morava._ Ayato suspirou cruzando os braços olhando em volta.

Ayato: ótimo, onde iremos achar essa garota?_ ele falou já indignado, eu suspirei pesadamente procurando por alguma pista.

_ será que a escola está aberta?_ Ayato sorriu pra mim.

Ayato: boa ideia vamos fazer o escarcel lá na escola e quebrar a banca!_

_ não.. Eu só quero falar com o diretor e perguntar pela Sally._ Ayato coçou a cabeça.

Ayati: ok ok desculpa, vamos logo que eu quero saber onde está yuu._ assim ele voltou a me puxar até chegarmos na escola, quando chegamos na escola nós fomos até a diretoria e esperamos o diretor a parecer.

Diretor: olá vocês são pais de Komori Yuu?_ ele falou meio triste.

Ayato: sim!_

_ não!_ falamos no mesmo instante, Ayato me olhou sério, devolvi aquele olhar arrogante a ele e olhei pro diretor.

_ não eu não sou a mãe verdadeira de yuu._ falei sorrindo. Se eu falasse que era mãe de yuu, eu estaria indicando que eu quero roubar o lugar da mãe dele, mais isso é oque eu menos quero nesse mundo.

Diretor: mesmo assim, eu sinto muito pros dois, perderam um garoto que valia ouro._ ele realmente parecia comovido.

Ayato: sim sim, mudando de assunto você conhece uma garota chamada Sally?_ olhei Ayato com rancor, como ele pode ser tão direto?

Diretor: sim sim, Sally? Uma garota loira?_ assenti. _ ela era uma de nossas alunas, mais ela acabou se mudando pra outro país._ meus olhos quase caíram de minhas órbitas, ela se mudou, ela se mudou sem ao menos se explicar, ela se mudou sem ao menos devolver o yuu em casa!

_ pra onde ela foi? _ perguntei pro diretor mais ele não quis me responder. _ por favor, pra onde ela foi? _ pedi com educação mais o homem não quis me responder, Ayato já se levantou arremangando a manga do casaco.

Ayato: eu vou lhe arrebentar seu velhote._ ele falou num tom amassado e sombrio fazendo o homem se levantar assustado, na hora em que ele ia partir pra cima do diretor, segurei a manga do casaco dele pensativa, de repente algo me veio em mente.

_ ok ok Ayato chega.._ pedi o puxando pelo braço o fazendo se acalmar. _ muito obrigada diretor, você nos ajudou bastante._ sorri levemente e sai andando com Ayato.

Ayato: porque não deixou eu bater naquele cara?_ suspirei e abracei o braço de Ayato.

_ não vale a pena._ falei e sai andando, ouvi um leve ‘tcs’ ser ressoado pela boca dele me fazendo ri levemente, caminhando pela rua nós passamos pelo cemitério, até eu parar na entrada do cemitério o olhando, Ayato olhou pra mim confuso.

Ayato: o'que houve?_ ele me perguntou olhei em volta.

_ tem algo de errado com esse cemitério._ falei entrando no cemitério, Ayato sem nada pra fazer me seguiu.. Algo me diz que tem algo aqui..




Notas Finais


Foi pequeno..
Mais o próximo será maior ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...