1. Spirit Fanfics >
  2. Meu amável psicopata - Gozuli >
  3. De volta pra casa

História Meu amável psicopata - Gozuli - Capítulo 18


Escrita por:


Capítulo 18 - De volta pra casa


Fanfic / Fanfiction Meu amável psicopata - Gozuli - Capítulo 18 - De volta pra casa

Ela me olhou e mordeu os lábio, vejo que ela estava tremendo um pouco.

__ Me diz. Cê tá com medo? - pergunto olhando para frente.

__ Não! Não tenho medo , mas não quero que me beije mais.- ela diz encolhendo os ombros .

__ E desde quando eu obedeço , suas ordens, Alícia?- digo , sabendo o quanto ela estava odiando aquilo no momento.__ Apesar de tudo , lembre-se de que ainda é minha refém. Por isso me deve obediência.- ela revira os olhos.

__ Não posso ser gentil com o homem que assassinou o meu pai. - ela me provoca.

__ Ótimo! Vai me culpar a vida toda por isso? Eu já te falei que sou um assassino , miserável . Matar pessoas é o que eu gosto de fazer , quer você queira ou não.- tentei demostrar tranquilidade no meu tom de voz , mas por dentro eu estava me corroendo de nervoso. 

Ela ficou assustada e colocou sua mão no peito delicadamente, demostrando seu temor.

__  você não podia ter o matado...- ela começa a chorar.

__ E você não tem o dever de me culpar por algo que está no passado. Agente não se conhecia, se fosse o contrário eu não faria aquela merda, Lazúli. Não faria! . Então não enche a porra do meu saco!- falo firme.- Já tô ficando sem paciência.

Ela continua chorando eu não queria ver ela assim ,odeia ver ela triste. Mas não suporto quando alguém me culpa por algo que já passou , algo no que eu já me arrependir.

__ O Beat disse que também foi você o responsável pela morte da minha mãe. É verdade?- ela pergunta em voz baixa ,e melancólica.

__ Verdade o caralho. Aquele filho da puta tava afim de você,e não suportava o fato de você nunca ter dado bola pra ele. __ me aproximando dela digo. __  Cê acha mesmo que foi eu quem matou sua mãe? Se Cê pensa isso , tá muita enganada. Se você imaginou por um segundo isso. - continuo me aproximando dela , enquanto ela caminha lentamente para trás ,mas por fim encontra com a parede.__ é porque não confia em mim - ela abaixa a cabeça e depois seca as lágrimas com as mãos. O silêncio surgiu entre nós , enquanto eu me aproximava mais um pouco dela , nossos olhos estavam  em sincronia e por um instante eu viajei naqueles olhos azuis brilhantes. E então coloquei minha mão na parede , cercando o lado esquerdo dela. Ela olhou assustada , contudo não reagiu.

__ Então quem foi o culpado? - ela me olha estimulante.

__ O Beat . Foi ele que assassinou a sua mãe, Lazúli. Eu sinto muito.- dessa vez ela não chora , mais fica quieta por um tempo , pensativa.. enquanto respirava fundo .

Tento consolar ela, enterrando meu rosto na curva do seu pescoço ,percebi seu delicioso cheiro .

__  Cê tem um cheiro gostoso pra Caralho - e a mesma solta um gemido sofrego. 

Seguro a cintura dela , afasto seu cabelo com leveza e começo a beijar o seu pescoço , faço um percurso até chegar em sua orelha e sussuro:

__ Eu te amo, Lazúli - e depois mordo sua orelha e dou alguns beijos no lóbulo apertando-a contra mim. Ela se assusta , mesmo assim não contém um gemido delicioso. 

Eu beijo seu pescoço novamente deixando várias  marcas roxas ,após procuro seus pequenos lábios e a beijo  ,ela começou a se entregar , passando os braços em volta do meu pescoço ,ao decorrer do beijou ela apertou meus cabelos com força e eu enfiei a mão por baixo do vestido azul dela, apertando a parte superior das coxas dela. Ela preciona meu braço com a mão , e eu agarro sua bunda e aperto forte até ficar vermelha de tanto ser precionada..

__ Já falei que sua bunda é perfeita?- confirmo eu descia a mão ,sua respiração ficava ainda mais acelerada.__ Eu poderia fuder você aqui mesmo..- os olhos dela se arregalam ,seu rosto começou a esquentar.

__ N-Não , depois de t-tudo que aconteceu eu preciso pensar..- ela diz me afastando,mas eu não forcei a barra . Da última vez que insistir , não deu muito certo.

__ Tá tranquilo, não vou te obrigar a isso,mas por favor , não desiste da gente .- ela ascentiu , ficou pensativa .

__ Ok.

 Depois estávamos a caminho para casa ,no início não estávamos de mãos dadas , ela ainda tá muito distante de mim , mas eu tento eliminar essa situação , deixando-a mais prazerosa , então eu pego na mão dela e continuamos caminhando  silêncio . A noite estava linda , pecorriamos pela floresta calmamente. 

Eu estava feliz em ter a Lazúli de volta. Mesmo que estejamos passando por uma situação complicada. Se ela me ama de verdade ,vai me perdoar, sei que isso é só uma questão de tempo .










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...